A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Homem não entra: projeto “Mulheres que Brilham” completa dois anos

O projeto “Mulheres que Brilham”, realizado geralmente na segunda quarta-feira do mês em um restaurante localizado na parte superior do shopping na Vila, região central de Ilhabela, está completando dois anos hoje e, para comemorar, a partir das 19h, haverá uma programação especial.
Exclusivamente feminino, o evento é uma oportunidade de as mulheres da região se encontrarem, aprenderem, trocarem conhecimentos, contatos, fazerem novas amizades e fortalecerem sua auto-estima “Tantas mulheres brilhantes já passaram por aqui e tantas outras também descobriram seus próprios brilhos graças a essa mulherada brilhante”, diz uma das proprietárias e idealizadora do projeto, Márcia Regina de Freitas Carlos Crellin.
“Nestes dois anos já rimos muito, aprendemos, choramos e continuamos a redescobrir a força, a união e a solidariedade feminina”, continua. “O projeto já contou com a apresentação de várias mulheres poderosíssimas que nos alegraram, fizeram rir, chorar e aprender com elas”, complementa a idealizadora.
O “Mulheres que Brilham” não descrimina idade, credo ou poder econômico (apenas sexo, pois só entram mulheres). “É um lugar onde varias tribos e de diferentes meios e idades se juntam e aprendem umas com as outras”, diz Márcia.

Programação

O aniversário do projeto será comemorado com muita música e alegria. Para começar a noite, Thereza Leal falará um pouco sobre os quatro elementos e autoconhecimento. Em seguida, a artista plástica Pituca contará causos da Ilhabela antiga.
Na sequência, a cantora Teca Felipelli (nossa jornalista Thereza) fará uma apresentação musical de cerca de uma hora, acompanhada pelo pianista Nélio de Jesus, único homem que poderá estar presente no bar. Logo após, Milena Rossi, com seu grupo Ventre Livre, fará uma apresentação de Dança do Ventre Tribal Feminina.
“São mulheres muito fortes, cantando, dançando e oferecendo seu brilho para esta celebração especial, para que a energia desta noite irradie para todas nós”, comenta Márcia.
De acordo com ela, quem se apresenta tem que contar um pouco de si. “Isso para que a mulher que esteja assistindo se identifique com a mulher que está se apresentando e tenha vontade também de colocar seu brilho para fora”, explica.
No final da noite, como de costume, será realizada uma feirinha. “Portanto, se você confecciona ou vende algo (artesanal ou não) traga para divulgar e vender para a mulherada presente, mas lembre-se de doar algo para ser sorteado entre as presentes durante a noite, assim a energia circula”, diz a proprietária do restaurante que, devido ao número de atrações, pede pontualidade do público feminino para que ninguém perca nada da noitada.

Nenhum comentário: