A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

sexta-feira, 22 de março de 2013

Brasileiro é condenado à prisão perpétua por assassinato na França


A Justiça francesa condenou à prisão perpétua nesta quinta-feira o brasileiro Edno Borba da Silva, 37. Ele é acusado do assassinato de um empresário francês em 2003 e fugiu para o Brasil ainda durante as investigações.
Silva é praticante de capoeira e voltou para o Brasil após ter sido colocado em liberdade sob controle judicial, em 2009, depois de quatro anos e meio de prisão provisória. Na quarta-feira (20), o promotor solicitou 30 anos de prisão para o assassino do empresário Christophe Dalmasso.
A mãe da vítima, Renée Dalmasso, 72, se mostrou "contente" com o veredito, uma "etapa" após dez anos de um processo caótico e de anos de investigação pessoal. Agora, o Estado francês deve comunicar ao Brasil a sentença e o assassino deverá ser julgado em um processo que ocorrerá no Brasil.
Detido em outubro de 2004, Silva foi acusado de homicídio doloso. Ele negou tê-lo cometido e acusou Lucie Dalmasso, filha adotiva da vítima, de ter ordenado o assassinato. O brasileiro mantinha um relacionamento com ela.
O cúmplice encarregado de se desfazer do corpo, esquartejá-lo e transportá-lo em sacos de lixo, foi condenado a sete anos de prisão. Dois homens acusados de incendiar o veículo da vítima após seu desaparecimento foram condenados a passar 2 e 3 anos atrás das grades.
O veículo carbonizado de Cristophe Dalmasso, um católico conservador milionário apaixonado pelo Brasil, foi encontrado dias depois de seu desaparecimento, aos 37 anos, no dia 2 de setembro de 2003.
Os ossos do empresário foram encontrados na baía de Cannes, em agosto de 2004, e a investigação levou às acusações de Lucie Dalmasso e do brasileiro, hospedado pela vítima em um hotel de Nice. A filha do empresário, porém, depôs no processo na qualidade de testemunha.
Segundo a acusação, o brasileiro utilizou cheques falsificados pertencentes à vítima depois de sua morte.

Senado aprova projeto para emissão gratuita de novo modelo de RG


O Senado aprovou nesta quarta-feira projeto que obriga a emissão, de forma gratuita, do novo documento de identidade criado pelo governo federal há mais de dois anos. O projeto prevê a gratuidade para a primeira emissão do documento, um cartão com chip que vai substituir a cédula em papel do RG (registro geral) nos próximos dez anos.
Autor do projeto, o senador Ciro Nogueira (PP-PI) argumenta que o custo de R$ 40 para a sua emissão é "muito alto" para diversos brasileiros --por isso o governo deve arcar com a primeira versão do cartão. O custo foi estimado em abril 2010, quando o governo anunciou a mudança do documento, uma vez que a identidade traz um chip eletrônico com informações do cidadão.
"Para se ter uma ideia, o valor orçado corresponde a quase 10% do atual salário mínimo. Considerando-se a cesta básica, calculada em abril de 2011, o valor cotado para emissão do novo Registro de Identidade Civil fica ainda mais significativo", disse Nogueira.
Relator do projeto, o senador Benedito de Lira (PP-AL) afirmou que a troca do RG tradicional pelo documento eletrônico vai proporcionar maior "segurança e eficiência" na identificação do cidadão, mas não é justo que ele tenha que custear a troca.

Cartão RIC (Registro de Identidade Civil), que irá substituir o RG (Registro Geral) no Brasil
Cartão RIC (Registro de Identidade Civil), que irá substituir o RG (Registro Geral) no Brasil

"Busca-se, por meio desta proposição, fazer com que o Estado arque ao menos com a primeira emissão desse documento", afirmou.
O novo modelo de identidade será único para o país e terá dez dígitos (uma sequência de nove números mais um dígito verificador). Hoje, cada Estado adota uma numeração diferente e sistemas próprios de emissão das carteiras de identidade, sem se comunicarem.
Em São Paulo, o documento tem nove dígitos; no Rio Grande do Sul, dez; e no Distrito Federal, sete, por exemplo. A ideia do governo é trocar todos os documentos --são 150 milhões atualmente-- em até dez anos.
Nesse período, as duas carteiras (antiga e novo modelo) serão aceitas, pois a substituição será gradativa e dependerá da capacidade do governo de aparelhar os institutos com equipamentos capazes de gerar o documento.
O modelo da carteira será similar a um cartão bancário com chip, reunirá dados pessoais, CPF e título de eleitor, e a impressão digital adaptada ao AFIS (sigla em inglês para Sistema Automático de Identificação de Impressões Digitais).

Quase metade das viagens de Lula é paga por empreiteiras


Empresas bancaram visitas do ex-presidente à África e à América Latina, mostram telegramas do Itamaraty
Instituto Lula diz que petista trabalha para promover os interesses 'da nação', e não os de seus patrocinadores
Quase metade das viagens internacionais feitas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após deixar o governo foi bancada por grandes empreiteiras com interesses nos países que ele visitou.
Todos eles ficam na América Latina e na África, de acordo com documentos oficiais obtidos pelo Blog do Guilherme Araújo e outros meios de comunicação. As duas regiões foram prioridades da política externa do petista em seus dois mandatos.
A assessoria do ex-presidente diz que ele trabalha para promover "interesses da nação" e não das empresas que bancam suas atividades.
Mas políticos e empresários familiarizados com as andanças de Lula disseram ao Blog do Guilherme Araújo e outros meios de comunicação que ele ajudou a alavancar interesses de gigantes como Camargo Corrêa, OAS e Odebrecht nesses lugares.
Um telegrama diplomático de novembro do ano passado, enviado ao Itamaraty pela embaixada do Brasil em Moçambique após uma visita de Lula, diz que ele ajudou empresas brasileiras a vencer resistências locais ao "associar seu prestígio" a elas.
Desde 2011, Lula visitou 30 países, dos quais 20 ficam na África e América Latina. As empreiteiras pagaram 13 dessas viagens. Na última terça-feira, Lula iniciou novo giro africano, começando pela Nigéria, e patrocinado por Odebrecht, OAS e Camargo.
O Instituto Lula não informa os valores que recebe das empresas. Estimativas do mercado sugerem que uma palestra no exterior pode render a Lula R$ 300 mil, sem contar gastos com hospedagem, comida e transporte.
Os nomes dos financiadores das viagens de Lula aparecem nos telegramas diplomáticos obtidos pela Folha.
As empresas negam ter pago as viagens de Lula para que ele defendesse seus interesses.
Dois procuradores da República, um delegado federal, um juiz e dois advogados disseram ao Blog do Guilherme Araújo e outros meios de comunicação que não há, a princípio, irregularidades nas viagens por não haver lei sobre a atuação de ex-presidentes.
Em novembro de 2012, Lula viajou para quatro países (África do Sul, Moçambique, Etiópia e Índia). Segundo nota divulgada pelo Instituto Lula na ocasião, o objetivo era a "cooperação em políticas públicas e ampliação das relações internacionais", mas o telegrama da embaixada brasileira deixa claro que o assunto da viagem era outro.
As duas primeiras paradas foram pagas pela Camargo Corrêa. Em Moçambique, a empresa participou das obras de uma mina de carvão explorada pela Vale, que meses antes fora alvo de protestos de centenas de famílias removidas pelo empreendimento.
Segundo o telegrama da embaixada brasileira que relatou ao Itamaraty a visita de Lula, o ex-presidente contribuiu para reduzir resistências que as empresas brasileiras enfrentam em Moçambique.
"Ao associar seu prestígio às empresas que aqui operam, o ex-presidente Lula desenvolveu, aos olhos moçambicanos, compromisso com os resultados da atividade empresarial brasileira", escreveu a embaixadora Lígia Scherer.
Em agosto de 2011, Lula começou um tour latino-americano pela Bolívia, onde chegou "com sua comitiva em avião privado da OAS", como anotou o embaixador Marcel Biato em telegrama.
O primeiro compromisso foi um encontro com o presidente Evo Morales. Na época, protestos impediam a OAS de tocar uma rodovia de US$ 415 milhões. Foi um dos temas da conversa, dizem empresários da Bolívia que pedem sigilo.
La Paz cancelou o contrato, mas deu US$ 9,8 milhões como compensação à OAS.
Da Bolívia, ainda bancado pela OAS, Lula viajou para a Costa Rica, onde a empresa disputava uma obra de US$ 57 milhões. A OAS foi preterida após a imprensa local questionar o papel de Lula.
Após nove meses, a OAS ganhou a concessão da rodovia mais importante do país (negócio de US$ 500 milhões).

Câmara define reajuste de 12,72% na cota de deputados e 26,6% no auxílio-moradia


Integrantes da cúpula da Câmara definiram nesta quinta-feira (21) que o aumento da chamada cota mensal de atividades parlamentares será de 12,72%. O reajuste deve gerar um gasto a mais de R$ 22,6 milhões por ano com os parlamentares.
Também ficou definido que o auxílio-moradia pago aos deputados será reajustado em 26,6%, passando dos atuais R$ 3.000 mensais para R$ 3.800. O gasto anual estimado com o aumento do benefício é de R$ 1,5 milhão.
As medidas foram anunciadas ontem pela Mesa Diretora da Câmara, mas sem os valores dos reajustes. A Câmara chegou a divulgar, em nota enviada à imprensa nesta quinta-feira, valores menores do reajuste, mas corrigiu em seguida.
No caso do auxílio-moradia, o benefício não era reajustado desde 1996. Atualmente, 207 dos 513 deputados recebem o recurso. Os demais moram em apartamentos funcionais em Brasília.

Plenário da Câmara lotado durante votação sobre royalties no fim do ano passado; deputados terão reajuste para gastos com viagens, telefone, postagens, etc
Plenário da Câmara lotado durante votação no fim do ano passado; deputados terão reajuste para gastos com viagens e telefone
Já o chamado "cotão", como é conhecido, foi adotado em 2009 e é utilizado para pagar despesas como passagens aéreas, telefone, serviços postais, assinatura de publicações, combustíveis e lubrificantes, entre outros gastos. Desde então, ele não foi reajustado.
O valor de cada deputado varia de Estado para Estado, principalmente, em razão do preço das passagens aéreas.
Ontem após reunião dos membros da Mesa Diretora, o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), determinou que a área técnica definisse um índice de reajuste para os dois benefícios, o que foi feito hoje.
Esses valores deverão fazer parte de um ato interno da Casa e aprovado pelos integrantes da Mesa Diretora.
Além do aumento do valor do "cotão", a Casa prevê a criação de 44 cargos de indicação política e 15 funções, espécie de gratificação cedidas aos servidores que atuam em áreas de chefia.
A criação dos cargos vai gerar um custo de R$ 7 milhões em 2013 e R$ 8,9 milhões em 2014.
ECONOMIA
Em contrapartida, a Casa prevê a redução de gastos de R$ 12,6 milhões por ano com a limitação do pagamento do 14 e15 salários e R$ 24 milhões com a implantação de novas regras para o pagamento de horas extra que deverá entrar em vigor em maio.
De acordo com os cálculos da direção, as medidas devem produzir uma economia de R$ 19 milhões por ano.

Exemplo a ser seguido...

Que belo exemplo esta administração esta dando a todos os municipes e motorista.... 
Este merece uma multa e etc por ser do gabinete do prefeito Antonio Carlos da Silva



André Marques vira empresário e abre casa de carnes: 'Não é açougue'


André Marques se junta a um grande time de artistas que apostam no ramo empresarial em busca de uma segunda renda. Apresentador do "Vídeo Show" desde 2001, André é um antigo conhecido do público, iniciou a carreira de ator na primeira temporada de "Malhação", em 1995, e já atuou como DJ e sócio de duas boates. Agora, está investindo em uma casa especializada em carnes. O Blog do Guilherme Araújo conversou com André para saber um pouquinho mais sobre a nova empreitada.
O desejo do apresentador em ter um negócio próprio aumentou depois que ele saiu de Niterói e se mudou para a Barra da Tijuca. "Sentia falta de um local que pudesse encontrar tipos e cortes especiais de carnes. Sou um grande apreciador e achei que seria uma ótima oportunidade", explica André.
Na "boutique de carnes", chamada Prime, será possível encontrar carnes nacionais e importadas de diversos países, como Austrália e Chile, dos cortes mais nobres até peças do dia a dia. André explica que a casa não funcionará como um açougue: "Não haverá manuseio dos produtos, eles serão vendidos embalados, congelados ou refrigerados. Também serão vendidos utensílios para churrasco e cervejas artesanais para a harmonização. Não é um açougue".
A inauguração da Prime está prevista para o início de abril. André e o sócio, Ricardo Baroni, são muito detalhistas e só querem abrir as portas do estabelecimento quando estiver tudo perfeito.
Sobre uma possível participação no quadro "Medida Certa", do "Fantástico", o apresentador foi enfático: "Não recebi convite algum!". Foi no programa que Ronaldo emagreceu 17kg.

SOS Caraguatatuba


Agora é a nossa vez de ajudar as famílias vitimas das chuvas, quem puder ajudar as vitimas que perderam tudo é só entrar em contato com os números abaixo para fazer a sua doação.
Neste primeiro momento estamos precisando de doações de: Roupas para adultos e crianças, Colchões, cobertores, material de higiene e limpeza, alimentos não perecíveis e a sua ajuda. Peço que qualquer doação seja feita a secretaria municipal de serviço social de Caraguatatuba aqui em nossa cidade que esta recebendo doações ate as 17:30horas.
Endereço: Av. Bahia, 845 indaiá – Telefone: (12) 3897-7070 - 3897-7074

Parabéns


O consultor de negócios e políticas Guilherme Araujo quer parabenizar a atual diretora da Câmara Municipal de Caraguatatuba pela habilidade que tem conduzido o setor administrativo e pela humildade que mostrado ao procurar os funcionários, mas antigos para buscar esclarecimento.
Parabéns senhora diretora da Câmara Municipal de Caraguatatuba e saiba que humildade não é mérito é uma virtude que poucas pessoas quando estão no poder tem.

Informação importante


Informação importante: aos amigos, seguidores e colaboradores o consultor de negócios e políticas Guilherme Araujo passou por uma avaliação medica (cardiologista) que me recomendou descanso, dieta e exercícios. Sendo assim e por recomendação medica apartir de 22.02.2013 a Dra. Patrícia Laggos assume interinamente a direção do Blog do Guilherme Araújo por 90 (noventa) dias do Rio de Janeiro. Mas o Blog do Guilherme Araújo mantém o compromisso de manter as informações vai continuidade diariamente e o compromisso de levar a melhor informação com seriedade e respeito.

Outra bomba para ser esclarecida na Câmara Municipal de Caraguatatuba


O consultor de negócios e políticas Guilherme Araujo vai entrar na próxima semana com um requerimento para solicitar a Câmara Municipal de Caraguatatuba esclarecimento detalhados sobre as seguintes situações em que envolve a Câmara Municipal de Caraguatatuba e a CaraguaPrev.

1. Quem efetuou o deposito na CaraguaPrev referente ao recolhimento dos funcionários.
2.     Porque atrasou o pagamento da CaraguaPrev e porque os responsáveis da contabilidade não tomou as medidas legais.
3. Porque o setor responsável (contabilidade) da Câmara Municipal de Caraguatatuba esteve omissa quanto a esta situação.
4. Quem autorizou um assessor da ex-presidencia da Câmara Municipal de Caraguatatuba efetuar este deposito em dinheiro na boca do caixa, tendo em vista que este deposito bancário deveria ter sido feito da seguinte forma: Da Câmara Municipal de Caraguatatuba para Caraguaprev.
5. Porque a Câmara Municipal de Caraguatatuba ainda não instaurou um inquérito administrativo e afastou as pessoas envolvidas nesta situação.

Estes 05 (cinco) questionamentos serão protocolados na próxima semana e espero que esta casa de leis venha ser transparente em suas respostas para que os envolvidos sejam responsabilizados e punidos com rigor dentro da forma da lei.

Veja bem o que esta escrito na pagina principal do site da CaraguaPrev.

"Nossa missão é assegurar ao Servidor Municipal de Caraguatatuba os benefícios do Regime Próprio de Previdência Social, focando a eficiência, qualidade, transparência, responsabilidade e o equilíbrio atuarial e financeiro."

Peço ao senhor presidente da Câmara Municipal de Caraguatatuba vereador Neto Bota em nome de todos os munícipes que apure com rigor esta situação vergonhosa que aconteceu no mês de dezembro de 2012.

Segue uma dica, que seja contratada uma auditoria na contabilidade da Câmara Municipal de Caraguatatuba dos últimos 04 anos 2004 a 2008 e mês de janeiro até o dia 30 para apurar estes e outras situações como estas e outras.