A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Agenda Oficial do Ministro de Estado da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella, em Florianópolis-SC

Agenda do Ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella, em Florianópolis-SC
Data: 02 de abril de 2012

10h: Deslocamento para Florianópolis-SC
Local: Base Aérea de Brasília

13h: Almoço com Presidente do SINDIPI - Geovani Monteiro, Presidente do SINTRAPESCA - Manoel Xavier de Maria, Presidente da Federação da Pesca - Ivo Silveira, Presidente do PRB de SC - Jerônimo Alves, Vice Presidente do PRB - Paulo Henrique, Prefeito Araranguá - Mariano Mazzuco Neto, Deputada Estadual - Angela Albino do PCdoB, Vereador de São João Batista - Ademir José  , Fundador do SINDIPI - Antônio Carlos Moon
Local: Restaurante Toca da Garoupa
Endereço: Rua Alves de Brito, nº 178 - Centro

14h: Ato de Entrega da Cessão de Áreas Públicas em Águas da União para o Desenvolvimento da Maricultura no Estado de Santa Catarina, Entrega de Autorizações de Pesca Complementar para a Captura de Tainha e Abertura do Encontro de Planejamento de Integração Regional da Piscicultura
Local:
Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina
Endereço:
Palácio Barriga Verde - Rua Dr. Jorge Luz Fontes, 310 - Centro

15h30: Reunião com o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Pesca do Estado de Santa Catarina, Manoel Xavier de Maria
Local:
Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina
Endereço:
Palácio Barriga Verde - Rua Dr. Jorge Luz Fontes, 310 - Centro

16h30: Deslocamento para Brasília-DF
Local: Base Aérea de Florianópolis

OBS.: Cronograma sujeito a alteração.


Obras de perenização já beneficiaram 17 bairros de Caraguá

Desde abril de 2010, os serviços de perenização (troca de solo e preparação de caixa de pavimento) já atenderam 386 ruas de 17 bairros de Caraguá. Ao final das obras serão 440 ruas, mais de 125 mil metros de extensão, 161.466,40 m3 de aplicação de caixa de pavimento em uma área de 810.389,77 m2.

Os bairros beneficiados são: Porto Novo com 85 ruas, Jetuba com 16, Massaguaçu com 51, Jardim Santa Rosa com quatro, Capricórnio II com duas, Jardim Parnaso com 26, Praia das Palmeiras com oito, Morro do Algodão com 33, Jardim Gaivotas com 51, Jardim Britânia com três, Golfinho com 34, Jardim Jaqueira com sete, Barranco Alto com 44, Cidade Jardim com 20 e, Tinga e Pontal Santa Marina com uma rua cada.

O material utilizado na perenização é cedido pela Petrobras, que está perfurando o subsolo para passagem do gasoduto até Taubaté. Isso só foi possível devido à uma gestão do Governo Municipal com a empresa.

Polícia flagra troca de chope no Bar Leo


O advogado era cliente assíduo do Bar Leo, tradicional reduto de cervejeiros no centro. Gostava do colarinho cremoso que vinha com o chope da Brahma, mas começou a desconfiar da qualidade. Sondou os garçons e, na quinta-feira, confirmou a suspeita: a bebida vendida aos clientes a R$ 6 o copo era mais barata e de qualidade inferior.
Na mesma hora, foi ao Departamento Policial de Proteção à Cidadania (DPPC) para denunciar o crime, com a condição de ficar no anonimato. No fim da manhã de ontem, duas viaturas e cinco policiais foram ao local checar as informações. Encontraram 18 barris do chope da marca Ashby, um dos mais baratos do mercado.
Segundo apuração dos policiais, enquanto o Brahma custa R$ 9,40 o litro, o valor do Ashby é de R$ 5,30. No balcão do bar, a decoração e as propagandas informam que o bar fornece produtos da Brahma. O gerente do Bar Leo, Wilson França de Souza, de 34 anos, que estava no local, foi preso em flagrante. Ainda foram apreendidos dois freezers com comidas vencidas, incluindo molhos, queijo, patês e até refrigerantes.
'Ele vai responder aos crimes de induzir o consumidor ao erro e ofertar produtos de validade vencida, sem informar a origem do produto', afirmou o delegado Marcelo Jacobucci, titular da 1.ª Delegacia de Saúde Pública. Os crimes são inafiançáveis.
A Coordenadoria de Vigilância de Saúde (Covisa) ainda fechou o bar, que só reabrirá regularizado. A representante legal do estabelecimento, Madir Milan, de 77 anos, se apresentou à polícia para esclarecimentos.
Um ano. As notas fiscais apreendidas pela polícia registravam que o Ashby já era vendido no Bar Leo havia pelo menos um ano. Um fornecedor da Brahma, que tinha o Leo como cliente havia dois anos, disse ao Estado que começou vendendo 500 litros mensais. Essa quantidade havia caído para 100 litros havia um ano e meio.
O Estado tentou falar com os responsáveis pelo Bar Leo, mas não obteve resposta. Apenas funcionários estavam no local. Eles disseram que os donos falariam só depois de prestar depoimento. Um dos garçons afirmou que um barril de chope Brahma ainda era comprado quinzenalmente. Era oferecido para os clientes que reclamassem da qualidade. O Bar Leo vai comemorar 70 anos de existência em agosto. Se sobreviver.

Com Serra preso a SP, Aécio alça voo

Bastou o ex-governador José Serra ganhar a prévia do PSDB para prefeito de São Paulo, com perspectiva de vitória que, ao menos em tese, o amarra à Prefeitura pelos próximos quatro anos, para o senador Aécio Neves (PSDB-MG) ocupar o espaço de pré-candidato tucano à Presidência da República em 2014.
Aconselhado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso a 'esquecer o Serra' e viajar pelo Brasil, Aécio marcou o início desta nova fase na quarta-feira, com um discurso de críticas e cobranças duras à presidente Dilma Rousseff.
Ele promete não dar sossego ao Palácio do Planalto, intensificando os ataques mais diretos ao desempenho da presidente. 'Estamos fazendo alertas claros. Vamos visitar obras inacabadas e vamos, sim, mensalmente, apresentar um balanço das obras do PAC', disse o senador, decidido a aumentar a vigilância sobre o governo para apontar casos de má gestão, obras paradas e desperdício do dinheiro público.
O resultado da fiscalização intensa vai virar discurso, mas a plateia de Aécio não se limitará aos senadores. Na semana passada, ele esteve em Rio Branco, no Acre, e a agenda de viagens Brasil afora já inclui visitas a Mato Grosso, Tocantins e Mato Grosso do Sul neste mês, além de um giro pelo Nordeste em maio.
A subida de tom do mineiro na oposição ao Planalto agradou até ao expoente da ala serrista no Senado, Aloysio Nunes (PSDB-SP), que definiu o discurso como uma 'bela tijolada' contra o governo Dilma.
O PT também passou recibo. Nenhum aliado do Planalto contestou as críticas de Aécio. Mas o silêncio dos petistas foi de caso pensado. Eles se recusaram a comentar o discurso do tucano por considerar que não fora o senador, e sim o presidenciável do PSDB, quem subira à tribuna. Os partidários de Dilma se calaram para não amplificar a voz de um possível adversário na corrida presidencial de 2014.
Estratégia. O presidente do PSDB de Minas Gerais, deputado Marcus Pestana, destaca que Aécio aguardou que Serra definisse seu caminho para se movimentar de forma mais ostensiva como presidenciável. Diz que o senador vai 'calibrar' suas manifestações e incursões pelo Brasil e fará um 'périplo com foco na temática municipalista', e não em um eventual programa de candidato a presidente. A ideia é discutir questões locais como infraestrutura urbana, saneamento, moradia e pacto federativo.
'Ele terá prudência no calendário, com o cuidado de não ir tão rápido que pareça provocação, nem tão devagar que pareça covardia', explica Pestana, certo de que o senador cumprirá seu papel em ritmo crescente, mas dosado e deixando para mais adiante a montagem da tática de campanha.
Os aecistas não cultivam a ilusão de que viagens resolvem o problema da comunicação de um candidato a presidente, mas julgam que elas são positivas porque aumentam o grau de conhecimento junto ao eleitorado. 'O desafio da comunicação de massa só se resolve com instrumentos de comunicação de massa. Por isso, não podemos deixar a decisão para 2014', diz Pestana, defensor de prévia para escolher o candidato ao Planalto no primeiro semestre do ano que vem.
'Em 2013, temos de concentrar os instrumentos do partido, o horário partidário e os comerciais de 30 segundos no rádio e na TV, em uma cara só, seja ela de quem for', propõe o deputado, ao lembrar que a lista de presidenciáveis do PSDB inclui os governadores Marconi Perillo (GO) e Beto Richa (PR), além do líder no Senado Álvaro Dias (PR) e do próprio Aécio.
Para Aécio, o mais importante das visitas aos Estados é começar a costura política das alianças que poderão lhe dar suporte em 2014, sempre investindo em sua rede de relações pessoais, que passa pelo PSB, PMDB, PP e o novo PSD. Não por acaso, o senador Sérgio Petecão (PSD-AC) foi um dos que recepcionaram Aécio em Rio Branco, dias atrás.
O próximo momento decisivo para Aécio será o da sucessão do Congresso, que vai acirrar a tensão entre o PT e o PMDB. Sabedor da insatisfação de peemedebistas com o PT e a presidente, o tucano tem procurado se aproximar de líderes regionais e governadores do partido. Só com o governador do Rio, Sérgio Cabral, e o prefeito da capital, Eduardo Paes, foram mais de uma dezena de encontros ao longo do ano passado, boa parte deles em jantares informais, nas residências oficiais de um e outro.

Profissionais de saúde de Caraguá iniciam período de aperfeiçoamento

Cerca de 300 profissionais de saúde de Caraguá participaram na quarta e na quinta-feira (28 e 29/03/2012) da capacitação em Tuberculose no Campus do Módulo do Centro. A atividade inicia o período de aperfeiçoamento de médicos, dentistas, enfermeiros, agentes comunitários de saúde, além de auxiliares de saúde bucal e de enfermagem. O treinamento continua em abril com a capacitação em “Pessoa Idosa”.
Os participantes assistiram as palestras dos médicos Ednalva Maria Mendonça (tisiologista), Fátima Maria Alves (pneumologista pediátrica) e Fernando Bergel (infectologista). Os especialistas desenvolvem um trabalho de combate à doença nos municípios de Caraguá, Ilhabela e Ubatuba, respectivamente. 
Nos dias 3 e 10 de abril, das 13h30 às 17h, e no dia 24, das 8h às 17, os profissionais de saúde fazem a capacitação sobre Pessoa Idosa no auditório do Módulo. O encontro do dia 17 é na Fundacc (Fundação Educacional e Cultural de Caraguá), no período da tarde. 
Entre os temas abordados estão noções básicas de geriatria, humanização, processo de envelhecimento e do idoso atual.  O objetivo é implantar ações para a saúde da população com mais de 60 anos no município, realizar o levantamento epidemiológico e implementar o protocolo para pessoas dessa faixa etária. O coordenador da Saúde do Idoso de Caraguá, José Eduardo Soares Pinheiro ministrará as palestras.  
As capacitações em Tuberculose e da Pessoa Idosa são uma realização do Governo Municipal, por meio da Secretaria de Saúde.

Pescadores e pscicultores do município pedem ao governador redução de impostos nas mercadorias

Documento com a solicitação foi entregue pelo prefeito Antonio Carlos nas mãos Geraldo Alckmin que se prontificou a verificar as condições e a situação

O prefeito Antonio Carlos (PSDB) juntamente com a secretaria de Meio Ambiente Agricultura e Pesca Maria Inez Fazzini entregou nas mãos do governador Geraldo Alckmin (PSDB) um documento contendo a solicitação de um grupo de pescadores e piscicultores de Caraguatatuba para a redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias – ICMS. “No começo do ano este mesmo grupo já havia protocolado o documento com junto ao Governo do Estado. Como não houve um retorno resolvemos conversar pessoalmente com o governador que demonstrou bastante disposição em avaliar a situação e analisar o caso” comentou Maria Inez.
O intuito, de acordo com a secretária é garantir uma redução de até 2% no valor de imposto pago a determinadas espécies. Segundo Maria Inez esta não será uma decisão resolvida de um dia para o outro, mas, se for tomada favoravelmente pescadores de todo o Estado serão beneficiados. “Sabemos perfeitamente que esta cobrança chega a ser irrisória em outros estados. Há casos em que são cobrados apenas 2% de impostos havendo inclusive a isenção em outras espécies. A ideia é, no entanto, que haja um valor simbólico para estimular a regularização dos pescadores”, afirmou. Ainda de acordo com a secretária, a redução na taxa tributaria contribuirá para a regularização de pescadores que ainda vivem na clandestinidade. “Hoje a maioria destes produtores acabam vivendo na clandestinidade fiscal justamente pelo índice elevado da carga tributária.
Consequentemente clandestinos estes pescadores não conseguem vender o seu produto para empresas, restaurantes pela falta de oportunidade de emitir nota fiscal. O que contribui também com a baixa comercialização do peixe pescado por estes homens”, completou. Atualmente a cidade conta com 518 pescadores e piscicultores cadastrados na secretaria. Deste total, a estimativa da própria secretaria é de que haja uma média de 300 pescadores de água salgada e o restante de criadores de peixes.

Caraguá institui Comitê Municipal de Vigilâncias às Violências

A cerimônia que marca a assinatura do decreto de criação do Comitê Municipal de Vigilâncias às Violências será hoje segunda-feira (2/04/2012), a partir das 8h30, no auditório do Centro Universitário Módulo.  Intitulado Vigilância as Violências e Promoção da Cultura da Paz, o evento terá palestras com especialistas no assunto.
O combate à violência exige a integração de esforços na construção de uma nova cultura que, promova, previna, vigie e recupere a saúde. A criação do Comitê Municipal de Vigilância às Violências é indispensável para articulação intersetorial de diferentes profissionais e instituições com o objetivo de estabelecer uma rede de notificação, mapeamento, apoio e orientação para o direcionamento de políticas públicas em relação aos casos.  
A Política Nacional de Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violências, iniciada em 2001, estabeleceu diretrizes e responsabilidades institucionais para a promoção da saúde e prevenção das causas externas (violências e acidentes), por meio de processos de articulação intra e intersetoriais.  A morbimortalidade é a relação entre o número de casos de enfermidade ou de morte e o número de habitantes, em dado lugar e momento.
Em 2006, o Ministério da Saúde criou o Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes (Viva) com o objetivo de coletar dados e gerar informações sobre violências e acidentes para subsidiar políticas em saúde pública direcionadas aos casos do tipo.
O Viva foi estruturado em dois componentes: vigilância contínua de violência doméstica, sexual, e/ou outras interpessoais e autoprovocadas (Viva Contínuo); e a vigilância sentinela de violências e acidentes em emergências hospitalares (Viva Sentinela).
O evento Vigilância às Violências e Promoção da Cultura da Paz é uma realização do Governo Municipal, por meio da secretaria de Saúde. 

Programação
8h30 – Recepção e entrega de material
9h – Assinatura do decreto de criação do Comitê Municipal de Vigilâncias às Violências pelo prefeito Antonio Carlos 
9h30 – “O Papel do Setor Saúde no Evento das Violências e na Promoção à Saúde” – com Shirley Aparecida Romeiro, médica sanitarista e interlocutora da Área de Acidentes e Violências do Grupo de Vigilância Epidemiológica de Caraguá
10h10 – “A Cultura da Paz como Caminho da Promoção da Saúde em Combate a Violências e Acidentes” – Fátima A. Ribeiro, médica sanitarista e interlocutora da Área de Acidentes e Violências do Grupo de Vigilância Epidemiológica de São José dos Campos e a psicóloga Débora Assis Furlam
10h50 – “A Pílula do Dia Seguinte: Produtos Educativos Elaborados com base em Pesquisa de Representação Social”, com Ana Maria Cavalcanti Lefèvre (doutora em Saúde Pública)
11h30 – Café
11h50 – “Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas – Transformações Biopsicossociais”, com a psicopedagoga Flávia Accorroni Pace e assistente social Denise Luz Moura Estevaletto (Prefeitura de São Sebastião)
12h30 – Debates
13h – Encerramento 

Serviço
Vigilância às Violências e Promoção da Cultura da Paz
Local: Campus Módulo do Centro
Horário: 8h30
Endereço: Av. Frei Pacífico Wagner, 653 – Centro
Informações pelo telefone: (12) 3897-2100  

Feira livre do Jardim Primavera foi transferida para o Indaiá

A feira livre do Jardim Primavera, a partir do dia 18 de abril (quarta-feira), será realizada no bolsão de estacionamento do Teatro Mario Covas, no bairro Indaiá. A mudança visa facilitar o acesso de carros e ambulâncias ao Centro de Especialidades Médicas, Odontológicas e de Reabilitação “Madre Teresa de Calcutá”. 
O novo local escolhido para a feira está a 500 metros do antigo endereço. O espaço oferece boas condições de circulação e não interfere na entrada e saída de veículos das garagens. 
No final de fevereiro, os detalhes da mudança foram acertados entre a secretaria de Urbanismo e os representantes dos feirantes.  

Serviço 
Novo endereço da feira livre de quarta-feira
Teatro Mario Covas
Avenida Goiás, 187, Indaiá
Informações pelo telefone: (12) 3886-6060

Trianon completa 120 anos na terça

Tocos e raízes de árvores decepadas da Mata Atlântica. Essa é a origem do Parque Trianon, que completa 120 anos na terça-feira, encravado na Avenida Paulista, região central de São Paulo. Não à toa, sua criação está vinculada à da via que é símbolo da cidade.
Isso porque a Paulista foi aberta sobre o pó do que era uma extensa colina verde. Os construtores, porém, deixaram para trás duas quadras tal e qual ficaram após a derrubada. Pronto, os tocos e as raízes encontraram um jeito de recompor a vegetação e o parque nasceu, projetado pelo francês Paul Villon (1841-1905).
Por um tempo, o local foi conhecido como Villon. Mas foi o vizinho de frente do Belvedere Trianon - construído, em 1916, com projeto de Ramos de Azevedo (1851-1928) - que emprestou a alcunha pela qual a área se popularizou. Apesar da demolição do conjunto de pavilhões, em 1957, para dar lugar ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), o nome pegou e persiste até hoje. Sua denominação oficial, no entanto, é Parque Tenente Siqueira Campos - homenagem a um dos heróis da Revolta Tenentista de 1924.
Com contribuições do paisagista Burle Marx (1909-1994), o Trianon é tombado pelo Condephaat, órgão estadual de defesa do patrimônio histórico e arqueológico. Para comemorar o aniversário, recebe na terça uma oficina de cultivo espiral, às 13 horas.

Grupo protesta contra morte de brasileiro na Austrália


"Protesto de amigos do brasileiro Roberto Laudisio, morto na Austrália, na Avenida Paulista"
Cerca de 100 pessoas ocupavam, por volta das 13h30 deste sábado, 31, todas as faixas de rolamento do sentido Paraíso da Avenida Paulista, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), em protesto contra a morte do brasileiro Roberto Laudisio Curti, morto em Sydney, na Austrália, no último dia 18.
Segundo a CET, o grupo saiu em passeata por volta das 12h30, da Alameda Santos, altura do número 700, onde está localizado o consulado da Austrália, em direção à Avenida Paulista. Os manifestantes ocuparam o sentido Consolação da via e agora retornam pelo outro sentido, segundo a CET.
A passeata provocava congestionamento nos dois sentidos. Na direção do Paraíso, o trânsito estava lento em 1,1 km entre as alamedas Joaquim Eugenio de Lima e João Manuel e do outro lado entre a Alameda Joaquim Eugenio de Lima e Praça Oswaldo Cruz.
Roberto morreu após levar choques de Taser, após sair de uma loja conveniência de onde teria levado um pacote de biscoito. O roubo teria provocado a perseguição policial que resultou na morte do estudante.

Viúvas de Bin Laden condenadas a 45 dias de prisão

A justiça paquistanesa condenou nesta segunda-feira três viúvas e duas filhas do falecido líder da Al-Qaeda Osama Bin Laden a 45 dias de prisão por estadia ilegal no país.
"O juiz anunciou uma pena de um mês e meio de prisão e uma multa de 10.000 rupias (110 dólares) contra as acusadas", afirmou Zakarya Ahmad Abdulfatah, irmão da iemenita Amal Abdulfatah, a esposa mais jovem do ex-líder terrorista.
Bin Laden morreu em maio de 2011 em uma operação militar americana na região norte do Paquistão. As cinco esposas e vários filhos e netos estão desde então sob poder das autoridades deste país.

Manifestação no centro de SP lembra fim da ditadura

Quase 200 pessoas se reuniram por volta das 12 horas deste domingo (1) junto ao Cemitério da Consolação, no centro de São Paulo, para iniciarem uma manifestação sobre a ditadura militar, organizada pelo Cordão da Mentira. Composto por ativistas políticos, grupos de teatro e sambistas de diversos grupos e escolas da capital paulista, o Cordão da Mentira questiona o 'real fim' do movimento repressivo militar. A data foi escolhida porque neste domingo é comemorado o Dia da Mentira e ontem foram relembrados os 48 anos do Golpe Militar de 1964.
'Oficialmente, o período da ditadura acabou. Porém, o Brasil é o único país da América Latina que não julgou os criminosos da ditadura. Como não tivemos esse julgamento, temos ''heranças'', marcas ainda presentes de repressão e violência contra movimentos sociais e o direito de livre expressão', declarou à Agência Estado, por telefone, uma das integrantes da organização da manifestação, Priscila Oliveira.
Para outro integrante da organização, Fábio Franco, a intenção do Cordão da Mentira é recordar a participação civil no período ditatorial e apontar como o Estado Democrático ainda não estaria totalmente consolidado no País. 'É um movimento estritamente pacífico, não utilizaremos provocações diretas', disse Franco.
Às 12h20, havia cerca de 200 pessoas no local de concentração, no Cemitério da Consolação, mas a expectativa, conforme Franco, era reunir 1,4 mil pessoas (mil atraídas somente via Facebook e o restante por meio das reuniões dos apoiadores e organizadores). O Cordão comandaria um sarau intitulado 'Luís da Gama', em alusão ao poeta, escritor, jornalista e líder abolicionista, como protesto pela 'farsa' do fim da escravidão.
Durante a tarde, o grupo realizaria um desfile pelas ruas da cidade, visitando lugares marcantes do período da ditadura militar: Rua Maria Antônia ('guerra da Maria Antônia'); Avenida Higienópolis - sede da Sociedade Tradição Família e Propriedade (TFP), uma das organizadoras da 'Marcha da Família com Deus Pela Liberdade', que 13 dias antes do golpe convocava o Exército a se levantar 'contra a desordem, a subversão, a anarquia e o comunismo'; Rua Martim Francisco; Rua Jaguaribe; Rua Fortunato; Rua Frederico Abranches; parada no Largo da Santa Cecília; Rua Ana Cintra - Elevado Costa e Silva; Rua Barão de Campinas; Alameda Glete; Rua Barão de Limeira; Rua Duque de Caxias - Cracolândia/Projeto Nova Luz; e Rua Mauá.
A dispersão, prevista para as 17h, estava marcada para esquina da Rua Mauá com a Rua General Osório, antiga sede do Departamento de Ordem Política e Social (Dops).

Será que o Brasil acordou?

passaportes g daiaoliverR7 Será que o Brasil acordou?
Depois de tanto tempo humilhando os turistas brasileiros, o Governo espanhol finalmente vai receber o troco.

A partir desta segunda-feira (2), passam a valer as novas exigências para os turistas espanhóis conseguirem a autorização de entrada no Brasil.
O Governo brasileiro se baseia no chamado princípio diplomático da reciprocidade.
No controle migratório, a Polícia Federal passará a exigir dos turistas espanhóis, para o ingresso em território nacional, além das previsões legais ordinárias, a apresentação de bilhete aéreo de volta, com data de retorno marcada, comprovação de meios econômicos suficientes para manutenção durante período de permanência no País e documento comprovando o endereço de estadia ou carta-convite de residente no Brasil.
Em 2010, a Espanha barrou a entrada de 1600 brasileiros em território espanhol, sob a alegação de que estavam tentando entrar ilegalmente para trabalhar sem visto. No ano passado, esse número chegou a 1500.

Vice em chapa de Serra abre disputa entre aliados

A ação de tucanos e do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), para emplacar o secretário municipal de Educação, Alexandre Schneider (PSD), como candidato a vice na chapa de José Serra (PSDB) na eleição pela Prefeitura deflagrou uma queda-de-braço entre partidos aliados e integrantes do próprio PSDB.
O DEM ameaça apoiar o pré-candidato do PMDB, Gabriel Chalita, caso o vice seja indicado por Kassab, desafeto dos democratas hoje. Integrantes do DEM já pressionam a direção do partido parar abrir negociações formais com os peemedebistas.
No PSDB, aliados do governador Geraldo Alckmin preferem um vice do DEM. O tucano é fiador do acordo eleitoral PSDB-DEM ao indicar Rodrigo Garcia para a Secretaria de Desenvolvimento Social. Há ainda a avaliação de que o PSD na vice fortalece Kassab, visto como adversário de Alckmin em 2014, quando o governador tenta se reeleger.
Schneider é o nome preferido dos serristas. Ex-tucano, tem como padrinho no PSDB o senador Aloysio Nunes Ferreira. A coluna Radar, da revista Veja desta semana, afirmou que Serra e Kassab já resolveram que ele será o vice. Nas reuniões internas, Serra manifestou ser natural que o PSD fique com o cargo e mandou recado ao DEM dizendo que não aceitaria 'veto' a quem escolher, conforme o Estado informou na sexta-feira. Serra chegou a reclamar a Garcia da pressão do DEM. Dono do quarto maior tempo de TV na propaganda eleitoral, o partido diz não abrir mão da indicação. Para serristas, o DEM, enfraquecido nacionalmente, não estaria em condição de demandar a vice, principalmente após escândalo envolvendo o senador Demóstenes Torres (GO). Uma saída, dizem, seria contemplar a sigla com espaços num futuro governo.
'Essa matéria vai ser discutida na época oportuna', afirmou o senador José Agripino Maia, presidente do DEM. 'Não há nada fechado. Vamos deixar as coisas caminharem, sem muita pressa. Não é algo para ser definido agora', disse o ex-governador Alberto Goldman (PSDB).
Impasse. Alckmin até defendeu internamente a indicação de um vice do PSDB como saída para o impasse entre DEM-PSD.
O problema é que a chapa puro-sangue alimenta a especulação de que Serra não cumpriria os quatro anos do mandato na Prefeitura. A renúncia dele em 2006, um ano e três meses após eleito prefeito, para disputar o governo do Estado é apontada como um 'telhado de vidro' da campanha. Kassab também mencionou como alternativa para o impasse que o vice fosse indicado por outro aliado: PTB ou PSB.
Os tucanos só baterão o martelo sobre o cargo após decisão da Justiça sobre a distribuição do tempo de TV no horário eleitoral. O PSD quer novo critério de rateio da propaganda gratuita, hoje baseado no tamanho da bancada de deputados federais eleita na última eleição, ou seja, em 2010. Criado no ano passado, o PSD tem direito à participação marginal no Fundo Partidário e no tempo de TV e reivindica que o critério passe a ser o tamanho da bancada atual - a sigla é a terceira maior da Câmara. Se vencer a discussão na Justiça, o PSD se fortalece na discussão da vice.

Presa falsa grávida Mulher escondia 2,1 kg de cocaína em barriga falsa



Uma falsa grávida foi presa pela Polícia Federal em Parnamirim, no Rio Grande do Norte, usando uma barriga falsa em que carregava 2,1 kg de cocaína

'Quero assumir mandato, quando for de direito'

O produtor rural José Eduardo Fleury, segundo suplente do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), já tem planos, caso assuma o mandato do colega no Congresso Nacional.
O senhor se encontrou com o senador depois de tornada pública a relação dele com Carlinhos Cachoeira?
Estivemos juntos na quinta-feira passada, por questão de amizade. Ele estava tranquilo.
Especula-se que o senhor assuma o mandato de Demóstenes em caso de renúncia, já que o primeiro suplente também teria ligações com Cachoeira.
Quero assumir, quando for de direito, se eu tiver direito. A primeira decisão minha é abrir todo sigilo, bancário, telefônico e do sindicato do qual fui presidente, o Sindicato Rural de Quirinópolis. Mas ele (Demóstenes) tem de se defender com a consciência tranquila.
Como o senhor avalia a situação política do senador?
Não quero emitir nenhuma opinião sem ele ter o direito de defesa. Ele tem o direito de se pronunciar e se defender.
Mas o senhor acha apropriado um senador da República ter uma relação tão próxima com um contraventor?
Não acho apropriado, agora precisa saber se ele tinha essa informação de que Cachoeira era contraventor. Se fizer pesquisa em Goiás, muita gente não sabe. Confio na inocência do senador.
O senhor, então, não tem nenhuma ligação com Carlinhos Cachoeira?
Nunca vi, nunca o conheci nem o encontrei.

DEM pode abrir processo de expulsão de Demóstenes na próxima terça

O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), afirmou nesta sexta-feira, 30, que a situação política do ex-líder da bancada no Senado Demóstenes Torres (GO) se 'agravou' desde a quinta-feira, com a divulgação de novos grampos telefônicos feitos pela Polícia Federal que revelam uma relação do parlamentar com o empresário do ramo de jogos de azar Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. 'A situação de Demóstenes se agravou', disse ACM Neto.
Para o deputado baiano, se Demóstenes não apresentar explicações 'contundentes' e 'convincentes' até terça-feira, 3, o partido abrirá um processo de expulsão de Demóstenes. 'Se ele não for contundente e convincente, torna-se insustentável a permanência dele no partido', afirmou.
O líder da bancada da Câmara disse que não pedirá a Demóstenes que deixe o DEM por causa das denúncias, no caso de ele não as esclarecer. 'Desfiliar-se ou não do partido é uma iniciativa que cabe a ele', afirmou ACM Neto.
Nos bastidores, porém, a cúpula partidária tem pressionado Demóstenes a deixar a legenda por conta própria. Querem evitar que as denúncias afetem a legenda. Acreditam que o senador não tem mais condições de esclarecer o relacionamento que teve com Cachoeira.
Na quinta-feira pela manhã, Neto e outros integrantes da cúpula encontraram-se com o ex-líder do Senado. Na conversa, Demóstenes disse que não sabia o que havia contra ele no inquérito em curso no Supremo Tribunal Federal (STF). Pediu o final de semana para analisar a investigação e só depois dar uma resposta definitiva.
O advogado do senador, Antonio Carlos de Almeida Castro, conseguiu nesta tarde cópia dos autos principal da investigação contra Demóstenes no STF. Ainda aguardava receber os apensos do inquérito, onde estão os grampos telefônicos que envolvem o senador. Ele afirmou que, nas conversas que teve com seu cliente por telefone ao longo desta sexta, o parlamentar não disse se vai deixar o DEM.

Suposta companheira de traficante é presa no Rio

Natália Rodrigues Matos, de 19 anos, foi presa neste domingo durante operação da Polícia Militar na Favela da Coreia, em Senador Camará, na zona oeste do Rio de Janeiro, segundo informou a Polícia Militar. Segundo a PM, há indícios de que Natália seja companheira do traficante Márcio José Sabino Pereira, conhecido como 'Matemático', um dos mais procurados do Estado.
Com a ajuda de um helicóptero, oficiais da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e da Polícia Federal desceram de rapel na casa onde a jovem estava. A casa foi cercada. Os oficiais foram recebidos a tiros. Segundo a PM, Natália foi encontrada ferida, baleada na perna, quando tentava fugir. Durante a ação foram apreendidos ainda uma pistola, três carregadores de 9mm e um radio transmissor.
A operação, que teve o objetivo de prender o traficante 'Matemático', segundo a PM, foi iniciada na última sexta-feira quando policiais militares do 14º BPM (Bangu) prenderam, na Vila Aliança e Favela da Coreia, Robson Alves da Silveira, vulgo 'Rossi', considerado braço direito do traficante 'Matemático'. Ele estava foragido do sistema penitenciário, segundo a PM. Outra pessoa ainda não identificada foi presa na operação.

Carlos Giannazi será o candidato do PSOL à prefeitura

O deputado estadual Carlos Giannazi foi escolhido, em conferência partidária anteontem, o candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo nas eleições de outubro. Ele venceu outros dois pré-candidatos, o deputado federal Ivan Valente e o vereador Odilon Guedes, na disputa interna, que envolveu 6 plenárias com 1.270 mil filiados.
Giannazi reconhece, desde já, as poucas chances no pleito. 'Vamos ser o grilo falante desta eleição. Vamos tocar em pontos que nenhuma outra candidatura vai ter coragem de abordar.'
O PSOL terá direito a apenas 53 segundos em cada bloco da propaganda eleitoral de rádio e televisão, mas o deputado garante que fará uma campanha 'criativa e arrojada' para conquistar os eleitores paulistanos. 'Vamos quebrar a polarização entre PT e PSDB e dos seus partidos satélites', disse ele.

Demóstenes Torres avalia renúncia para evitar perda de direitos políticos


Demóstenes Torres avalia renúncia para evitar perda de direitos políticos
"Renúncia do senador Demóstenes Torres foi cobrada no domingo pela OAB"

Em um esforço para evitar a cassação e a consequente perda dos direitos políticos , o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) convocou uma reunião com seu advogado, Antonio Carlos de Almeida Castro, para avaliar a possibilidade de renunciar ao mandato. A renúncia imediata foi cobrada neste domingo, 1, pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil.
Alvo de grampos telefônicos em que demonstra intimidade com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, a quem chegou a chamar de 'professor', Demóstenes complicou-se ao tentar explicar as relações com o chefe de esquema de jogos de azar investigado pela Polícia Federal na Operação Monte Carlo.
A reunião entre o senador e o advogado ocorreu no domingo à noite. Nenhum dos dois se manifestou após o encontro. À tarde, o presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, pediu uma 'medida extrema'. 'O teor das conversas telefônicas mantidas com o empresário, divulgadas pela imprensa, evidenciam uma situação mortal para qualquer político', afirmou, ao defender a renúncia.
Mas a eventual renúncia de Demóstenes não o livra, automaticamente, do risco de se tornar inelegível. Pela Lei da Ficha Limpa, declarada constitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF), os políticos que renunciarem ao mandato após o oferecimento de representação por quebra de decoro ficam inelegíveis pelo período restante do mandato e pelos oito anos seguintes.
Controvérsia
Na semana passada, o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) protocolou no Conselho de Ética do Senado uma representação contra Demóstenes por quebra de decoro. No entanto, a peça ainda não foi formalmente recebida, porque o colegiado está sem presidente desde setembro do ano passado. Como o vice-presidente do conselho, Jayme Campos (DEM-MT), se declarou incompetente para receber a representação, ela foi encaminhada para a consultoria jurídica do Senado.
'A não instauração do processo pela ausência do presidente abre uma brecha jurídica', avalia Randolfe. Essa brecha permitiria ao senador escapar do enquadramento como 'ficha suja'. Mas outra corrente de juristas entende o contrário, porque o texto da lei é expresso ao afirmar que o político fica inelegível se renunciar 'desde o oferecimento de representação ou petição capaz de autorizar a abertura de processo'.
Ultimato
Demóstenes vive momento de forte tensão. O DEM deu um ultimato a ele até terça-feira, 3, sob ameaça de expulsão do partido. Familiares do senador não escondem preocupação com o seu equilíbrio emocional. Ele passou os últimos dias em casa, recluso, sem conversar com ninguém.
Irmão do senador e procurador-geral de Justiça de Goiás, Benedito Torres afirmou ao Estado que não tem conversado com ele. 'Ele tem evitado conversar. Não comunicou nada aos familiares sobre uma possível renúncia', afirmou. As investigações que deram origem à Operação Monte Carlo começaram no Ministério Público do Estado de Goiás.
O líder do DEM na Câmara, deputado ACM Neto, afirmou neste domingo que ainda aguarda a manifestação do senador. 'Demos a ele até a manhã de terça. Queremos uma explicação sobre fatos tão graves antes de dar início ao processo de expulsão.' Sobre uma possível renúncia, ACM Neto disse que é uma decisão pessoal. 'Não cabe ao partido comentar uma atitude individual.' Demóstenes, no entanto, já estaria conversando com seus suplentes sobre a possibilidade, segundo o Estado apurou.
Hoje licenciado do Ministério Público de Goiás, Demóstenes poderá reassumir o cargo em caso de renúncia ao mandato.
Se voltar para o MP, a investigação contra ele, que atualmente tramita no Supremo Tribunal Federal, poderá passar para o Tribunal de Justiça de Goiás, que é a Corte responsável pelo julgamento de procuradores. Demóstenes também estará sujeito a uma investigação pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Convite para evento social - Entrega do Prêmio Mulher 2011 “DESTAQUE & PERSONALIDADE” oferecido pelo Blog do Guilherme Araújo.


É com satisfação que o consultor de negócios e políticas Sr. Guilherme AAraújo tem a honra de convidá-lo (a) para entrega do Prêmio Mulher 2011  “DESTAQUE & PERSONALIDADE” oferecido pelo Blog do Guilherme Araújo.
Local: Câmara Municipal de Caraguatatuba
Avenida Frei Pacífico Wagner, 830 - Centro - Caraguatatuba/SP
Data: 03/05/2012 as 19h00minhs
Trajes: Esporte fino

VISTA AZUL HOJE PARA APOIAR A CONSCIENTIZAÇÃO DO AUTISMO EM TODO MUNDO!!!

Hoje, 2 de abril, comemoramos o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, decretado pela ONU;

O Dia Mundial do Autismo, anualmente em 2 de abril, foi criado pela Organização das Nações Unidas, em 18 de Dezembro de 2007, para a conscientização acerca dessa questão. No primeiro evento, em 2 de abril de 2008, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou a iniciativa do Catar e da família real do país, um dos maiores incentivadores para a proposta de criação do dia, pelos esforços de chamar a atenção sobre o autismo.
No evento de 2010, a ONU declarou que, segundo especialistas, acredita-se que a doença atinja cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo, afetando a maneira como esses indivíduos se comunicam e interagem.
Em 2011, o Brasil teve o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, iluminado de azul nos dias 1 e 2 de abril, além da Ponte Estaiada em São Paulo, os prédios do Senado Federal e do Ministério da Saúde em Brasília, o Teatro Amazonas em Manaus, a torre da Usina do Gasômetro, em Porto Alegre, entre muitos outros. Em Portugal, monumentos e prédios, como a Torre dos Clérigos e a estátua do Cristo Rei em frente a Lisboa também foram iluminados de azul para a data.