A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

domingo, 8 de julho de 2012

Andrés vê Corinthians como 'maior do mundo' em 2015 e revela patrocínio de R$ 68 milhões


Grande entusiasta do Corinthians, Andrés Sanchez não conseguiu conter a empolgação com a conquista inédita do título da Copa Libertadores. O ex-presidente corintiano e atual diretor de seleções da CBF exaltou o momento do time paulista, disse que em 2015 o clube será o maior do mundo e ainda revelou uma proposta de patrocínio de aproximadamente R$ 68 milhões por ano que deverá ser fechada até o final de 2012.

Andrés ainda comentou a projeção de receitas do clube para as próximas temporadas. "Tivemos alguns problemas neste ano, mas conseguimos fechar bons valores com a Iveco [empresa que estampou sua marca nas partidas finais da Libertadores]. Para as próximas temporadas, o trabalho já está sendo feito e conseguiremos uma valorização de 20% na marca da camisa. Vamos fechar um patrocínio de R$ 68 milhões por ano em dezembro. Isso é um recorde e mostra bem o patamar que estamos alcançando", prometeu Sanchez.
"Aproveito este momento de festa para deixar um recado. Podem anotar: até 2015, o Corinthians será o maior clube do mundo, dentro e fora de campo. Seremos os maiores em elenco, títulos e arrecadação. Não vai ter para Barcelona, Real Madrid ou Manchester United. Iniciamos um trabalho pensando no longo prazo há quatro anos e vamos colher os frutos daqui a pouco", disse o polêmico dirigente, em entrevista exclusiva ao UOL Esporte após a convocação da seleção brasileira para as Olimpíadas, na última quinta-feira.
'Acabou a zoação'
Sem esquecer o lado provocador, ele ainda disse que as coisas ficarão mais complicadas para os rivais quando o Itaquerão for inaugurado. Segundo Andrés, será covardia para os outros times a disputa com o Corinthians.
"Vai ser brincadeira quando tivermos o estádio. Será tipo bater em criança. Temos Mundial, Libertadores, a melhor torcida, um excelente time e agora o melhor estádio. Quem tirou sarro antes aproveitou. Agora, não tem mais o que falar. Acabou a zoação. Devolvemos o orgulho corintiano a mais de 30 milhões de pessoas. Nossa torcida agora é que pode falar o que quiser. Esse é o grande troféu de um trabalho de reestruturação que eu comecei há quatro anos. O [Mário] Gobbi está dando continuidade e a tendência é só crescer", completou.

ANDRÉS PROVOCA RIVAIS

Até 2015, o Corinthians será o maior clube do mundo, dentro e fora de campo. Não vai ter para Barcelona, Real ou Manchester. Temos Mundial, Libertadores, a melhor torcida, um excelente time e agora o melhor estádio. Quem tirou sarro antes aproveitou. Agora, não tem o que falar. Acabou a zoação
André Sanchez, ex-presidente, falando sobre o momento atual do Corinthians
A empolgação para falar da torcida e das zoações com os rivais não é novidade para Andrés, acostumado às arquibancadas. E na última quarta-feira, na final contra o Boca Juniors, não foi diferente. O ex-presidente fez questão de assistir ao jogo no meio do povo e vibrar feito um chefe de torcida. Ainda assim, com compromisso na quinta pela seleção, ele revelou que a comemoração não se estendeu e foi feita em casa.
"Sou do povo e todos sabem disso. Ontem [quarta-feira], em um dia histórico, tinha que ser assim. Fiquei no meio da torcida, como gosto, fumando um cigarro atrás do outro e sofrendo. Torci demais. No final, deixei o estádio rapidamente antes do apito final e fui para casa. Queria um pouco de sossego, comemorar tranquilamente e ainda tinha que viajar para o Rio hoje [quinta]. Mas só de ver a torcida daquele jeito já valeu", analisou Andrés Sanchez.
Veja o Passada a euforia do título inédito do Corinthians na Libertadores, ele agora concentra suas atenções no trabalho como diretor de seleções da CBF. Andrés estará com os 18 convocados e com o técnico Mano Menezes a partir da próxima segunda-feira na preparação para os Jogos Olímpicos de Londres.

Seagal acerta palpite sobre vitória de Anderson e saúda brasileiros: "Vocês são meu povo"


Mestre em artes marciais e ator hollywoodiano, Steven Seagal participou da preparação de Anderson Silva para a vitória contra Chael Sonnen no UFC 148 e se vangloriou de ter acertado seu palpite: nocaute no segundo round. Ele ainda mandou uma mensagenm de carinho para o povo brasileiro. 
“Vocês são meu povo”, disse o ator durante entrevista ao canal Combate após a vitória de Anderson na MGM Grand Arena em Las Vegas.

“É uma honra ser parte de tudo isso. Eu previ um nocaute no segundo round. Ele é o meu herói. Foi uma grande luta, e estamos todos muito felizes", completou Seagal. 
 
O palpite do ator foi feito durante o treino aberto de quinta-feira. Antes de subir no tatame e participar da exibição de Spider no evento de preparação para o UFC 148, ele falou que esperava um nocaute no segundo round. 
 
Seagal ainda disse que Anderson tinha aprendido novos golpes com ele. Desta vez, o Spider só precisou usar sua destreza para se esquivar da pressão de Sonnen e derrubar o rival no contra-ataque para depois nocauteá-lo. Já contra Vitor Belfort, o chute frontal que deu a vitória ao Spider foi dica do ator. 


Spider pede aplausos para Sonnen e o convida para churrasco em sua casa


Após vencer a revanche mais esperada da história contra Chael Sonnen no UFC 148, Anderson Silva deixou de lado a promessa de "quebrar os dentes" do rival e cumprimentou o desafiante ao final da luta. Até convidou para um churrasco em sua casa, sendo irônico em resposta à provocação feita pelo norte-americano à mulher do Spider. 

 
"Se você quiser fazer um churrasco lá em casa eu te convido, minha mulher faz para a gente", disse Anderson. Sonnen havia dito que iria "bater na sua porta dos fundos, dar um tapinha na bunda de sua mulher e falar para ela me fritar um bife, ao ponto, como eu gosto".
 
O campeão ainda pediu aplausos para o perdedor: "Vamos mostrar que o Brasil tem gente educada, vamos aplaudir o cara também".
 
Sonnen também deixou as provocações de lado e disse: "Estou feliz por ter tido essa oportunidade, você é um verdadeiro cavalheiro".
 
Na saída do octógono, Anderson soltou seu bordão e falou o que pretende fazer depois da vitória: “Nunca serão, jamais serão”. “Agora é férias. Agora é dar um tempo e rever os conceitos de ser melhor no dia seguinte.”
 
"Na verdade ele tem os méritos dele. Treina a vida toda isso, botar pra baixo. Dessa vez estava sem nenhuma lesão. Tinha que defender e honrar o Brasil. Esse povo brasileiro todo aqui. Isso é um esporte e estou feliz. Queria dar alegria pra quem está aqui na arena e no Brasil”, completou Anderson. 
 
Aos 37 anos, o campeão descartou pensar em aposentadoria após sua décima defesa do cinturão dos médios do UFC:  'Meu coração está bem. Dá para ficar mais uns cinco anos aqui".

Anderson nocauteia no segundo round, defende cinturão pela décima vez e faz as pazes com Sonnen


Anderson Silva já tinha avisado: "acabou a brincadeira". Na noite de sábado em Las Vegas, o brasileiro finalmente calou o norte-americano Chael Sonnen e defendeu o cinturão dos médios pela décima vez no UFC 148, lutando praticamente "em casa" com o apoio dos brasileiros que encheram a MGM Grand Arena. 
 Depois de ser dominado nos primeiros minutos, Anderson reagiu e, pela primeira vez diante de Sonnen, lutou como o campeão. A partir do primeiro golpe acertado, o norte-americano foi dominado e, encurralado pelos golpes do brasileiro no chão, perdeu por nocaute técnico no segundo round. 
Ao final da luta, Anderson fez as pazes com Sonnen: "Não tenho nada contra o Chael. Ele desrespeitou meu país, mas isso é só uma luta. Acima de tudo, isso é esporte", declarou Anderson em inglês.
 
Em português, Spider pediu: "Vamos mostrar que o Brasil tem gente educada, vamos aplaudir o cara também.  Se você quiser fazer um churrasco lá em casa eu te convido, minha mulher faz para a gente", completou. Sonnen respondeu: "Estou feliz por ter tido essa oportunidade, você é um verdadeiro cavalheiro".
 
Sonnen vinha abusando das provocações contra Anderson e o Brasil desde a primeira luta entre os dois, em 2010, quando o norte-americano dominou o combate, mas perdeu por finalização no quinto round. 
 
A vitória de Anderson foi a revanche dessa rivalidade e apagou a mancha deixada em sua carreira por ter apanhado durante 23 minutos na sua primeira vitória contra Sonnen. No segundo combate entre os dois, a história foi diferente. 
 
Depois daquela luta no UFC 117, Anderson alegou estar com uma costela quebrada, enquanto Sonnen foi pego no doping. O jogo de provocações entre os dois ao longo de quase dois anos fez do combate deste sábado o mais esperado da história. Dentro do octógono, o brasileiro acertou as contas com o falastrão norte-americano. 
 
O combate já começou de forma inesperada. Sonnen começou com tudo e logo derrubou Anderson, repetindo o que aconteceu no primeiro combate. O brasileiro passou por maus bocados, ficando em desvantagem sob o corpo do rival. Spider tentava achar a posição ideal para finalizar, mas o desafiante não dava brecha. 
 
Foram mais cinco minutos de domínio de Sonnen sobre Anderson. O norte-americano passou a empolgar a torcida local, e os brasileiros mostravam preocupação. No segundo assalto, o campeão foi novamente encurralado logo no começo. Mas, quando escapou do clinch, dominou Sonnen e acertou uma sequência de golpes que derrubou o oponente. Castigou o rival no chão e, faltando dois minutos, o juiz parou a luta.

SEGURA NA MÃO DE DEUS

Grandioso és tu Nelson Ned

Nelson ned - O espírito de Deus está aqui.

Nelson Ned - O nome

Eu navegarei no Oceano do Espírito - Nelson Ned

Nelson Ned - Porque Ele Vive