A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Presidente Joaquim Barbosa iniciou os trabalhos no Supremo mais cedo e surpreende advogados do mensalão.





presidente do SupremoJoaquim Barbosa deixou muitos advogados que atuam na ação penal 470, o chamado mensalãosurpresos. 

Segundo o colunista do Radar on-line, Lauro Jardim, o presidente Joaquim Barbosa iniciou os trabalhos às 14h20, e por esse motivo muitos advogados que atuam no caso foram pegos de surpresa, já que antes  o início das sessões era por volta das 14h40, (apesar do horário oficial ser 14h). 

Quando o presidente Joaquim Barbosa iniciou, estavam presentes no plenário apenas três advogados.

Pelo jeito, as ações do ministro Barbosa anda incomodando muita gente, e com essa "novidade" de início dos trabalhos mais cedo então ... É o presidente do Supremo Joaquim Barbosa já era admirado por muitos pelo seu empenho, agora. 

E o colunista ainda informou que parte do PT ainda acredita que é possível reverter as condenações de José DirceuJosé Genoino e Delúbio Soares por formação de quadrilha no mensalão.
A aposta é num recurso chamado de embargo infringente, que, em tese, possibilitaria a realização de um novo julgamento quando o condenado recebe pelo menos quatro votos a seu favor.
Como os embargos infringentes devem ser sorteados, o recurso não cairá diretamente nas mãos de Joaquim Barbosa.
Alguns integrantes do PT ainda fazem o seguinte cálculo: com a chegada de Teori Zavascki, e de um outro ministro para a vaga de Ayres Britto, a Corte que vai analisar os recursos não é a mesma que condenou os mensaleiros.
O melhor dos cenários ainda traz duas outras possibilidades: a aposentadoria precoce de Celso de Mello, permitindo não dois, mas três novos ministros na Corte, e que o processo, no sorteio, caia nas mãos de Dias Toffoli.

Sérgio Cabral é favorável ao 'veto parcial' do projeto que redistribui os royalties do petróleo.




O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, disse nesta segunda-feira (26) que o veto parcial da presidenta Dilma Rousseff ao Projeto de Lei 2565/11 que redistribui os royalties do petróleo entre os estados e municípios do país poderá ser a saída conciliatória para a questão. Cabral quer que a presidenta deixe de fora do projeto os atuais contratos de exploração do regime de concessão para preservar os ganhos dos estados produtores. O governador falou à imprensa após a passeata Veta, Dilma. A passeata reuniu milhares de pessoas no centro do Rio em defesa do veto presidencial.

“Eu acho que a presidenta, ao fazer o veto parcial, vai dar o caminho da pacificação. Porque ela respeita o Congresso Nacional, no que ele decidiu a partir da [aprovação do novo sistema de] partilha, nos novos campos, e veta o que invade contratos já assinados, em um ato jurídico perfeito”, disse Cabral.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, também defendeu o veto parcial como ferramenta de apaziguamento dos ânimos políticos. “Ela [Dilma Rousseff] põe racionalidade na hora em que toma uma decisão dessas e permite que o Congresso possa, equilibradamente, retornar ao tema sem a emoção que levou a essa votação. O Congresso já avançou em diversas posições e propostas. A medida em que a gente vai colocando equilíbrio neste debate, pode ser que se consiga fechar de fato a preservação dos contratos, que é um ponto que defendemos”, disse Casagrande.

Cabral estimou, já para o próximo ano, perdas de R$ 7 bilhões para o Rio, metade para o estado e a outra parte para os municípios. Entre as áreas que ele previu grandes cortes, está a de segurança pública, que teve uma folha de pagamentos ascendente nos últimos anos, saindo de R$ 2,5 bilhões em 2006 para R$ 5 bilhões este ano, com previsão de chegar a R$ 7 bilhões em 2013. “Inviabiliza mesmo [as contas do estado]. Eu não estou exagerando. Esses recursos já fazem parte da nossa realidade. É uma questão de justiça e esperamos que a presidenta faça justiça”, disse Cabral.

A marcha Veta Dilma contou com milhares de pessoas, que saíram da Candelária e foram pela Avenida Rio Branco até a Cinelândia, onde se sucederam discursos de autoridades e de artistas, que também animaram o público com músicas conhecidas. Coube a Alcione interpretar o Hino Nacional. A cantora Fernanda Abreu leu um manifesto a favor do veto. Os artistas interpretaram ainda um rap com a letra Veta, Dilma.

O governador decretou ponto facultativo e diversas caravanas vieram de municípios do interior, principalmente do norte do estado, região que será mais fortemente afetada pela mudança no atual modelo de distribuição dos royalties.

Empate livra Valdemar Costa Neto de cumprir pena em regime fechado


O Supremo Tribunal Federal condenou o deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP) a 7 anos e 10 meses de prisão no processo do mensalão. Como a pena é inferior a 8 anos, Valdemar começará o cumprimento em regime semiaberto. A pena foi fixada neste patamar porque houve empate em relação à sanção pelo crime de lavagem de dinheiro, prevalecendo a punição mais baixa, proposta pelo revisor, ministro Ricardo Lewandowski.
Valdemar foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. No primeiro crime, a pena fixada foi de 2 anos e 6 meses de prisão. Foram cinco votos a quatro, seguindo-se a proposta do revisor.
Em relação a lavagem, porém, o tribunal se dividiu. Foram quatro votos com o relator, Joaquim Barbosa, e quatro com Lewandowski. O relator defendia 6 anos, 9 meses e 20 dias, o que resultaria num regime fechado com a soma à sanção por corrupção passiva. No empate, porém, prevaleceu a pena menor, sugerida pelo revisor, de 5 anos e 4 meses, o que permitirá o réu a começar o cumprimento em regime semiaberto.
Essa é a segunda vez que um empate beneficiar Valdemar. Ele foi absolvido da acusação de formação de quadrilha justamente porque o tribunal se dividiu com cinco votos em cada direção.
Os ministros destacaram que Valdemar acumulava a presidência e a liderança do PL (atual PR) e que usou uma empresa, Guaranhuns, para receber a maior parte dos cerca de R$ 10 milhões movimentados.
"Este parlamentar federal tinha por finalidade "capitalizar" o partido por ele presidido alugando sua legenda para se beneficiar de modo permanente de vantagens financeiras", afirmou Celso de Mello, decano da Corte.
"O acusado pretendeu transformar seu partido em legenda de aluguel. Para isso, profissionalizou o recebimento da propina empregando uma corretora, que serviu de laranja", observou o relator.

Geisy Arruda posa para fotos após 'cirurgia íntima' e recebe várias críticas na internet.




Geisy Arrudaatriz da "Escolinha do Gugu", da TV Record, recentemente tornou publico que não estava satisfeita com sua vagina, pois segundo ela, parecia com uma "couve-flor", e por isso resolveu fazer uma cirurgia íntima, e depois posou para fotos que foram divulgadas no site EGO, da Globo, entretanto depois da repercussão, mas ao invés de elogios, a loira  foi detonada. 


"Sabrina SatoJuju SalimeniNicole BahlsHelen GanzarolliEllen Roche, são meninas bonitas. Se for pegar artistas temos XuxaElianaAngelicaIvete SangaloClaudia LeiteKelly KeyFernanda Paes LemesIsis ValverdeDebora Secco. Quanta beleza em todas essas mulheres. Quem vai pensar em Geisy Arruda? Ela não é artista, não é famosa, não é bonita, não é ninguém e nunca vai ser! Fez sucesso por ser chamada de prostituta e digamos que somente no Brasil mesmo que o errado faz algum sucesso! Mas foi segundos, agora o barco de papel já afundou! Tenta pular de um prédio!"


São dezenas de comentários, que deixaram a atriz da TV Record magoada. Geisy Arruda resolveu usar sua conta no Twitter para desabafar. "Fiquei magoada com alguns comentários que vi aqui, quanta maldade... Quanto o ser humano consegue ser ruim!! Fiz 20 dias de cirurgia hoje, ainda estou inchada e com a pele colando, e nas fotos que saíram não estou totalmente recuperada... Quanta agressividade!! Este é o preço que se paga quando você resolve se expor, não posso nem sequer reclamar!!! Quem mandou né", escreveu ela na rede social. "Devia ter me recuperado, feito todas as drenagens... bom vou me ausentar, me recuperar de fato, chega de foto, chega de tudo!! Passar por todo o sofrimento que passei, e com 20 dias de cirurgia... ver esses comentários, Desculpa, mas eu não sou de ferro... É vivendo que a gente aprende, fica mais essa lição pra mim!! Sou nova...ainda aprendo!! ", refletiu.


Geisy Arruda investiu cerca de 65 mil reais em uma série de cirurgias e repaginou o visual. No último domingo o "Domingo Espetacular" exibiu uma matéria especial com Geisy, onde ela fala sobre as mudanças e conta que está à procura de um amor.