sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Quem será?

Quem será que vai fazer o Carnaval de Caraguatatuba?


Essa e muitas outras perguntas estão no ar!!!!!

Porto de São Sebastião tem novo presidente

Doze dias após a troca do comando no Governo do Estado e indicações para o segundo escalão, assumiu no dia 12/01 o novo Presidente da Companhia Docas de São Sebastião (CDSS). O cargo, até então ocupado por Frederico Bussinger, passa a ser conduzido pelo Engenheiro Naval Casemiro Tércio Carvalho, 33 anos, que até então era Secretário-Adjunto do Meio Ambiente na gestão do ex-Governador Alberto Goldman.
Tércio Carvalho tem pela frente a tarefa de conduzir o processo de ampliação do Porto de São Sebastião. Isso porque essa era a menina dos olhos de uma parte da administração tucana e uma preocupação para ambientalistas, em especial aqueles que têm casa em Ilhabela.
Durante entrevista exclusiva à página do Porto, do Jornal Imprensa Livre, Tércio, disse que assume com o propósito de dar continuidade ao projeto de ampliação, com alternativas para o translado de containeres e um empenho da gestão ambiental do porto, o que para ele seria um diferencial, além de tratar com qualidade todos os profissionais e operadores que vivem em função do porto e dar celeridade ao processo.
“Quanto mais rápido implantarmos o projeto, mais haverá ganho para a região, mais se arrecadará de impostos, mais se investirá em outros serviços públicos. Enfim, é uma relação do ganho a ganho”, destacou o Presidente.
Ele destacou ainda que pretende manter um diálogo aberto com o setor ambientalista. “Todo mundo me conhece, sabe que sou extremamente aberto à discussão, aos projetos democráticos, ouvir e sempre compor. Em nenhum momento vou querer travar duelos com a sociedade, pelo contrário, a grande estratégia é criar amigos do projeto e pra fazê-lo, temos que conversar muito, ser muito transparente na hora de tomar decisão”, disse e completou que sua meta é utilizar sempre a ponderação técnica, não tomar decisão de fígado ou idealismo e botar o Porto de pé.
Na avaliação do novo Presidente, o Porto de São Sebastião tem uma posição estratégica no Estado de São Paulo. Ao contrário do que muitas pessoas enxergam, ele vai ser um buffer (via rápida) para Santos, um regulador de mercado regional, alternativa para empresários que estão sofrendo com os gargalos logísticos e a morosidade que o Porto de Santos tem.
Com relação ao projeto já em andamento e em análise por técnicos do Ibama, Tércio Carvalho ressaltou que vai incrementar o projeto, com estrutura de gestão ambiental de ponta. “A ideia é que não se faça uma gestão ambiental para cumprir protocolo. Queremos almejar uma certificação ISO 14 Mil, excelência na qualidade de vida dos trabalhadores do porto”.

Porto de São Sebastião inicia ampliação em 2012

 O governo do Estado de São Paulo determinou à nova direção do Porto de São Sebastião que as obras de ampliação do terminal comecem em 2012, com os projetos executivos finalizados neste ano, depois de mais de dois anos de atraso.
A meta assumida pelo novo presidente da Companhia Docas de São Sebastião, o engenheiro naval Casemiro Tércio Carvalho, é conduzir o processo de ampliação do porto, que coloca em campos opostos empresários e ambientalistas.
Em entrevista logo depois que assumiu o cargo, em janeiro, Carvalho disse que seu propósito é dar continuidade ao projeto de ampliação do Porto de São Sebastião, com alternativas para o translado de contêineres e um empenho da gestão ambiental do porto, além de dar celeridade ao processo.
O VALE apurou junto a membros do conselho do porto que a determinação de dar rapidez ao processo partiu do gabinete do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que assumiu o compromisso de completar a expansão do porto durante a campanha eleitoral, no ano passado.
Obras. A meta da administração é completar o projeto executivo de duas obras incluídas no programa de expansão: a de um novo píer para atracação de navios e a pavimentação de uma área de 200 mil metros quadrados para a movimentação de contêineres. Se o projeto ficar pronto neste ano, as obras poderão ser licitadas e iniciadas em 2012.
Ambas as obras poderiam triplicar a capacidade operativa do Porto de São Sebastião, que fechou 2010 com 664 mil toneladas de carga movimentada por 47 embarcações, aumento de 26% em comparação com 2009, segundo dados da Companhia Docas. O governo do Estado pretende investir mais de R$ 5 milhões nas obras de ampliação do porto.
Com isso, segundo a avaliação de especialistas, o porto poderia ampliar a recepção de navios de 10 a 15 embarcações por mês para mais de 30, incluindo navios de 150 metros de comprimento e 150 mil toneladas de carga.
Para tanto, está incluído processo de drenagem do fundo do porto, em fase de conclusão, que deixará o local de atracação de navios com 12 metros de profundidade.
O PDZ (Plano de Desenvolvimento e Zoneamento) do terminal de São Sebastião está na segunda fase de licenciamento ambiental, que começou em novembro de 2008.
À ocasião, a direção do porto recebeu o Termo de Referencia Preliminar por parte do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Em julho de 2009, recebeu o termo final e, em setembro, foi protocolado junto ao Ibama, em Brasília, o Eia/Rima.
Atualmente, o projeto de expansão aguarda a segunda fase de licenciamentos, com a aprovação da instalação dos novos equipamentos. Só depois poderá pedir a licença de operação.
Otimismo. Consultor do setor de logística e membro do conselho do porto, José Geraldo Vantine está otimista com a nova fase do complexo. Para ele, existe “elevado entusiasmo” com a postura do novo gestor. “Ele demonstra seguir uma diretriz dada pelo governador. Deve-se investir nas obras com rapidez.”
SAIBA MAIS
Expansão do porto
O processo de licenciamento das obras de expansão do Porto de São Sebastião ocorre desde novembro de 2008, quando a Cia. Docas recebeu o licenciamento preliminar. Em julho de 2009, chegou o termo final e, em setembro, foi protocolado junto ao Ibama, em Brasília, o Eia/Rima
Obras
Estão previstas a construção de mais um píer para atracação de navios e a pavimentação de área para contêineres, ambas para 2012.

Cia Docas troca de comando e novo presidente garante ampliação do Porto de São Sebastião

Doze dias após a troca do comando no governo do Estado e indicações para o  segundo escalão, assume hoje o novo presidente da Companhia Docas de São Sebastião (CDSS). O cargo, até então ocupado por Frederico Bussinger, passa a ser conduzido pelo engenheiro naval Casemiro Tércio Carvalho, 33 anos, que até então era secretário-adjunto do Meio Ambiente na gestão do ex-governador Alberto Goldman.
Tércio Carvalho tem pela frente a tarefa de conduzir o processo de ampliação do Porto de São Sebastião. Isso porque essa era a menina dos olhos de uma parte da administração tucana e uma preocupação para ambientalistas, em especial aqueles que têm casa em Ilhabela.
Ontem, durante entrevista exclusiva à página do Porto, do Jornal Imprensa Livre, Tércio, disse que assume com o propósito de dar continuidade ao projeto de ampliação, com alternativas para o translado de containeres e um empenho da gestão ambiental do porto, o que para ele seria um diferencial, além de tratar com qualidade todos os profissionais e operadores que vivem em função do porto e dar celeridade ao processo.
“Quanto mais rápido implantarmos o projeto, mais haverá ganho para a região, mais se arrecadará de impostos, mais se investirá em outros serviços públicos. Enfim, é uma relação do ganho a ganho”, destacou o presidente.
Ele destacou ainda que pretende manter um diálogo aberto com o setor ambientalista. “Todo mundo me conhece, sabe que sou extremamente aberto à discussão, aos projetos democráticos, ouvir e sempre compor. Em nenhum momento vou querer travar duelos com a sociedade, pelo contrário, a grande estratégia é criar amigos do projeto e pra fazê-lo, temos que conversar muito, ser muito transparente na hora de tomar decisão”, disse e completou que sua meta é utilizar sempre a ponderação técnica, não tomar decisão de fígado ou idealismo e botar o Porto de pé.
Na avaliação do novo presidente, o Porto de São Sebastião tem uma posição estratégica no Estado de São Paulo. Ao contrário do que muitas pessoas enxergam, ele vai ser um buffer (via rápida) para Santos, um regulador de mercado regional, alternativa para empresários que estão sofrendo com os gargalos logísticos e a morosidade que o Porto de Santos tem.
Com relação ao projeto já em andamento e em análise por técnicos do Ibama, Tércio Carvalho ressaltou que vai incrementar o projeto, com estrutura de gestão ambiental de ponta. “A ideia é que não se faça uma gestão ambiental para cumprir protocolo. Queremos almejar uma certificação ISO 14 Mil, excelência na qualidade de vida dos trabalhadores do porto”.
Destacou ainda que a relação entre Porto e Cidade vai ser muito bem discutida entre as prefeituras de São Sebastião e Ilhabela e que o próprio projeto tem uma parte que é focada para o turismo, inclusive, com a contemplação de uma terminal turístico para navios de cruzeiros.
“Hoje, os navios param no Canal e poucos descem na cidade (Ilhabela) perto do que seria o ideal porque o turista gasta entre US$100 e US$ 300 por dia quando a embarcação está parada, por isso a necessidade de suporte por parte das administrações municipais”, registrou.
Como é engenheiro naval, Tércio Carvalho destacou ainda que sempre que viaja para outro país tem por hábito visitar cidades portuárias e a relação existente com a comunidade local. “Nossa parceria com a cidade, de convívio pacífico, se dá justamente nisso. Viabilizar que o turista pare na cidade e que possa usufruir os equipamentos turísticos, culturais e que deixem divisas para o município. Não quero fazer uma gestão pensando só no porto, mas com a cidade, com os moradores, os usuários, os trabalhadores. Não pode ser relação exploratória. Têm eventos no mundo inteiro que convergem para isso”.
Ele cita como exemplo a cidade-estado de Hamburgo, na Alemanha, que tem parte focada para a construção naval e existe um convívio pacífico entre construção, atividades portuárias e turísticas. “Áreas de lazer e residências convivem de forma harmônica com o Porto valorizando a economia da cidade”.
Contorno
A ampliação do Porto de São Sebastião está estrategicamente ligada à implantação da rodovia do Contorno de Caraguatatuba e São Sebastião. Assim, o novo presidente da Cia Docas definiu a necessidade da obra e que ela será executada conforme definição do secretário de Logística e Transporte, Saulo de Castro Abreu Filho.
Para isso, de acordo com Tércio Carvalho, equipes da Docas e do Departamento de Estradas de Rodagens (DER) vão trabalhar em conjunto nos projetos. “É uma relação simbiótica, mais uma sinalização de que o projeto é conjunto”, destacou.
Com relação à equipe de trabalho no Porto de São Sebastião, o presidente destacou que ao aceitar o convite do secretário Saulo de Abreu deixou claro que queria a mesma equipe técnica que já está formando, sendo as únicas alterações a do cargo de presidente e a da Diretoria Financeira.
Nos próximos dias, o presidente da CDSS pretende se reunir com os prefeitos de Ilhabela e São Sebastião, Toninho Colucci e Ernane Primazzi, respectivamente, além de representantes dos sindicatos dos trabalhadores e operadores portuários para falar sobre os trabalhos no Porto. Na segunda-feira, inclusive, ele foi convidado pelo então presidente Frederico Bussinger, para participar da reunião do Conselho de Administração Portuária (CAP).
Currículo
Aos 33 anos, Casemiro Tércio Carvalho é Engenheiro Naval graduado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo e ex-secretário-adjunto da Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Também ocupou o cargo de coordenador de Planejamento Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo de 2007 a Julho de 2010.
Na administração anterior (2004-2006) foi assessor de Gestão Estratégica e depois coordenador de Desenvolvimento e Orientação Estratégica da Subsecretaria de Gestão Estratégica da Casa Civil. Também foi consultor em Tecnologia da Informação pela Unesco (2003-2004).

Mariana Pires em promoção

Promoção nas lojas da Mariana Pires.....

Descontos de até 50%  

Promoção valida até o dia 28/02

Caraguá Praia Shopping

Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro