Linguiça - Moreira Artesanal

Linguiça - Moreira Artesanal

Cabeça's Barbearia

Cabeça's Barbearia
Av. Pres. Castelo Branco, Sumaré /anexo ao posto Shell, Caraguatatuba, (12) 99616-7705

quarta-feira, 18 de julho de 2018

Deixo aqui registrado o que nós queremos... “È uma Caraguatatuba para todos sem politicagem”.


Tanto se falar em roubar ou apropriasse de milhões ou bilhões dos cofres públicos federal, estadual e municipal e tudo vem se repetindo em várias cidades brasileiras.
A sensação que os políticos passam, que é normal ser desonesto e não ter uma conduta ilibada.
É chique ser bandido e usar o poder público brasileiro para enriquecer.
Em Caraguatatuba as coisas não andam bem, e cada dia que passa vemos nas redes sociais denúncias de que agentes públicos respondendo processos gravíssimos e tudo parece consensual.
O cidadão Caiçara e os que aqui vivem acreditaram que haveria uma mudança no sistema político.
Tantas denúncias de irregularidades, de abuso de poder, de desvio de conduta, dezenas de casos de nepotismos e nepotismo cruzados, vereadores empregando parentes e na pratica tudo está se repetindo.
O que mudou na atual gestão?
Será que trocamos seis por meia dúzia?
Será que o atual governo não vai reagir?

Rejeição recorde de presidenciáveis abre caminho para ‘vale-tudo’ na campanha

Protesto em Brasília em 2016.Apenas 2,2% dos brasileiros confiam no Governo Federal. Quando se trata do Congresso Nacional e dos partidos políticos, o percentual é ainda menor: 0,6% e 0,2%, respectivamente, segundo a última pesquisa CNT/MDA, divulgada em maio. Essa desconfiança com o mundo político se manifesta também nas pesquisas de intenção de voto para a presidência da República, que alcança índices recordes nos levantamentos de todos os institutos. Segundo o Datafolha, por exemplo, os votos brancos e nulos lideram a corrida presidencial e 33% do eleitorado não tem candidato nos cenários sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o pré-candidato com mais intenções de voto (30%) — e também a maior rejeição (46%) —, mas cuja candidatura mal pode ser vista no horizonte, por conta de sua condenação à prisão em segunda instância. Nesse contexto, em que os principais candidatos partem de uma rejeição de pelo menos 40%, o espaço para ampliar o eleitorado se torna mais restrito. E fica mais fácil machucar as candidaturas dos adversários.

Ludmilla assume fios naturais após transição capilar: 'Achava meu cabelo errado'

Slide 1 de 8: Ludmilla assumiu o cabelo natural após passar pela transição capital e exibiu o resultado para a revista 'Joyce Pascowitch' de julhoConhecida pelas constantes mudanças de visual, Ludmilla iniciou a transição capilar no ano passado e exibiu os fios naturais para a edição de julho da revista "Joyce Pascowitch". Segundo a cantora, foi difícil assumir os cachos: "Cresci achando que meu cabelo era errado, o mais feio do planeta e andava com várias pessoas que alisavam. Ter cabelo cacheado ou crespo não existia para mim. Hoje, aprendi a usá-lo e entendi que todos nós somos bonitos, basta a gente botar para fora e confiar mais na gente".

Cantora assume que foi alvo de preconceito: 'Não é mimimi'

Cassação de Maluf volta a ser discutida na Câmara

2017: o ano em que até Maluf foi preso
A Câmara dos Deputados deve voltar a debater a situação do deputado Paulo Maluf (PP-SP) logo após o fim do recesso parlamentar, marcado para o dia 1º de agosto. O presidente da casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), agendou para o dia 7 de agosto uma reunião da Mesa Diretora para tratar sobre a cassação do deputado, que teve sua prisão decretada em dezembro do ano passado e hoje cumpre prisão domiciliar.

Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro