A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Marcello Novaes está namorando jornalista Ator assumiu romance com Samyra Ponce em jogo do Flamengo

 O time dos solteiros teve uma baixa importante. Marcello Novaes assumiu que está namorando pela primeira vez em seis anos.
A dona do coração do ator é a jornalista esportiva Samyra Ponce. O casal assistiu junto à final da Copa do Brasil na noite da última quarta-feira (27). A dupla confirmou o romance à revista "Quem".
Flamenguista fanático, o bonitão arrumou uma mulher que compartilha de sua paixão pelo time carioca. 

FAMOSIDADES

Lembrando que é dia 29 de novembro Caraguatatuba. Sexta, 29 de novembro às 18:00 Escola Técnica Dom Bosco, Caraguatatuba.



Requerimentos aprovados na 38ª Sessão Ordinária DE 2013, do dia 26 de novembro

Requerimento Nº 146/13 – Ver Renato Leite Carrijo de Aguilar – Requer do Executivo informações sobre funcionamento da EMEI/EMEF João Timóteo do Rosário, Bairro Cantagalo.
 Requerimento Nº 147/13 – Ver Renato Leite Carrijo de Aguilar – Requer do Executivo informações sobre a desativação do pelotão da Polícia Rodoviária Estadual no Município.
 Requerimento Nº 148/13 – Ver Renato Leite Carrijo de Aguilar – Requer do Executivo informações sobre desapropriação de imóvel relativo ao Decreto nº 163 de 04 de novembro de 2011.
 Requerimento Nº 149/13 – Ver Pedro Ivo de Sousa Tau – Requer do Executivo informações sobre implantação de projeto de drenagem de águas pluviais no Bairro Santa Marina.
 Requerimento Nº 150/13 – Ver Wenceslau de Souza Neto – Requer do Executivo informações quanto a providências adotadas no sentido de se implementar, nos parques da cidade, equipamentos destinados a pessoas com deficiência.
 Requerimento Nº 151/13 – Ver Francisco Carlos Marcelino – Requer da SKY Brasil Serviços Ltda, explicações sobre cobranças consecutivas em incursões nas telas das TVs gerando constrangimentos e exposição negativa dos associados.
 Requerimento Nº 152/13 – Ver Renato Leite Carrijo de Aguilar – Requer do Executivo informações sobre o controle de assiduidade e pontualidade dos servidores públicos municipais.
 Requerimento Nº 153/13 – Ver Renato Leite Carrijo de Aguilar – Requer do Executivo informações sobre a intervenção na Casa de Saúde Stella Maris.
 Requerimento Nº 154/13 – Ver Renato Leite Carrijo de Aguilar – Requer do Executivo informações sobre o Curso “Os setes hábitos das pessoas altamente eficazes” ministrados aos funcionários da Prefeitura Municipal.
 Requerimento Nº 155/13 – Ver Aurimar Mansano – Requer do Executivo informações sobre lotes de terrenos contíguos ao Centro Comunitário e Cultural José Agostinho de Souza “Paraíba”.
 Requerimento Nº 156/13 – Ver Celso Pereira – Requer do Executivo informações sobre o auxílio financeiro emergencial.

Haddad diz que sem Donato a quadrilha do ISS não teria sido descoberta Em evento do PT, o prefeito defendeu o ex-secretário, que se afastou da Prefeitura após ter seu nome envolvido nas investigações da máfia do ISS

Em ato na noite desta quinta-feira, 28, que reuniu o prefeito Fernando Haddad, a maior parte dos secretários de sua gestão e dezenas de deputados, o PT de São Paulo defendeu ontem o ex-homem forte do governo Antonio Donato (PT), citado na investigação do Ministério Público Estadual (MPE) sobre a quadrilha que desviou recursos do ISS da Prefeitura.
No momento em que Donato fazia um discurso em defesa das bandeiras da atual gestão municipal, o prefeito chegou e foi aplaudido de pé.
Donato seguiu seu discurso, agradeceu ao prefeito seu apoio, disse que a decisão de sair foi sua e cobrou a responsabilidade das empreiteiras no escândalo. Donato saiu da Prefeitura no dia 12 de novembro, após seu nome aparecer nas investigações do Ministério Público sobre um esquema de máfia do ISS - ele voltou a ser vereador. "Se for para unir o PT, minha saída já vai ter valido a pena. Estamos em momento de radicalizar a luta política."
O vereador também voltou a defender sua inocência, sob aplausos calorosos. "Quero também deixar claro minha confiança no atual governo. Vamos ter o bilhete único mensal, mudamos o projeto pedagógico das escolas, e o que o PSDB fez? Só tentou fazer cópias."
Haddad saiu em defesa de seu ex-secretário. "Vocês não tenham dúvida que nós vamos honrar nossos compromissos com São Paulo. A cidade compreendeu nossa mensagem. Esse projeto vai desabrochar, apesar deles (PSDB)", afirmou Haddad. "Quando eu vim pra cá eu fiquei pensando no que eu vou dizer. E eu só posso dizer o que eu vi, os fatos. A pessoa que mais se empenhou nesse governo, a pessoa que deu impulso às investigações, foi Antonio Donato. Foi ele que tornou a investigação possível."
Inflamado e com gritos nunca feitos em discursos nas suas agendas como prefeito, Haddad disse que a quadrilha do ISS não teria sido descoberta se não fosse o empenho de Donato em dar estrutura à Controladoria Geral. Haddad lembrou que Donato mora em um apartamento de 50 metros quadrados no Campo Limpo, na periferia da zona sul.
Jilmar Tatto, Cândido Vaccarezza, Ricardo Berzoini, Carlos Zarattini, Rui Falcão, entre outras estrelas petistas, participaram do evento e ressaltaram a importância de Donato na eleição de Haddad, quando o vereador foi coordenador de campanha. José Américo, presidente da Câmara, fez um dos discursos mais inflamados e chamou de "safado" o fiscal Eduardo Horle Barcellos, que disse ter dado mesada de 20 mil para Donato entre 2011 e 2012.
Berzoini também cobrou a responsabilização das empresas que participavam da fraude. "Donato provou que é um homem de projeto político. Preferiu deixar o governo para fazer sua defesa no legislativo e não atrapalhar uma função tao importante como a dele", disse.
O ato também foi marcado por ataques dos petistas ao PSDB e à imprensa. "O escândalo na Prefeitura começou em 2005, todo mundo sabe disse. e foi o governo Haddad que descobriu. mas, para praticar o diversionismo, aparece uma testemunha e acusa o Donato,e a imprensa da isso como escândalo", disparou Berzoini.
Cerca de 400 militantes lotaram a sede do Sindicato dos Engenheiros de São Paulo. Todos ganharam panfletos com as argumentações do vereador contra as acusações feitas em três depoimentos ao MP. Lideranças do PMDB, do PTB, do PSB e do PHS também saíram em defesa de Donato. "São denúncias infundadas, o Donato sempre foi um exemplo de dignidade para todos nós", falou Celso Jatene (PTB), secretário de Esportes.
Rui Falcão, presidente nacional do PT, chamou de "canalhas" os suspeitos que acusaram Donato de receber mesada com dinheiro da fraude do ISS. "Acertaram o coração do nosso governo. A cidade de São Paulo e o Haddad devem muito ao Donato. Eu fui contra a saída dele do governo. Precisamos preencher esse lugar do Donato com muito cuidado, muita consulta", disse Falcão. "Aqui não é só um ato de solidariedade. É um ato político. Temos uma disputa forte no ano que vem e a disputa por São Paulo. Tudo o que nós pudermos fazer para dar a vitória de 2014 ao Donato nós temos de fazer."

Aeroportos devem ter Wi-Fi gratuito, determina governo Infraero e operadores privados terão de colocar à disposição do passageiro mais serviços após o check-in

Com a privatização dos maiores aeroportos do País e a aproximação da Copa do Mundo, o governo federal quer agora melhorar o atendimento aos passageiros, sobretudo depois do check-in. A ideia é exigir mais opções - de internet sem fio até pontos de energia elétrica - e incentivar a concorrência no que já existe, para baratear sobretudo o custo da alimentação.
As novas diretrizes que a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e os demais operadores de aeroportos terão de adotar estão em uma portaria da Secretaria de Aviação Civil (SAC) divulgada ontem. A Infraero deverá, por exemplo, aplicar parâmetros já usados pelos grandes operadores internacionais, oferecendo mais serviços, depois da passagem pelos aparelhos de raio X.
Segundo o ministro Moreira Franco, da SAC, o novo modelo dará prioridade aos espaços nos quais os passageiros passam mais tempo à espera dos voos - após o check-in. "Ali, o passageiro não tem mais escolha, não pode mais sair e procurar outros fornecedores. Então não podemos aceitar a cobrança de preços abusivos."
A portaria também trata de outros serviços como estacionamentos, táxis e transporte coletivo e a instalação de sinalização adequada nos aeroportos da Infraero, além da oferta de internet sem fio e de pontos de energia elétrica para que os usuários possam carregar as baterias de dispositivos eletrônicos. Segundo o ministro, as diretrizes valerão também para os aeroportos concedidos à iniciativa privada, sob a fiscalização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). "Certamente vamos permitir melhor qualidade e menores preços nos serviços prestados aos passageiros", concluiu Moreira Franco.
De acordo com o presidente da Infraero, Gustavo do Vale, não serão necessários grandes investimentos para o cumprimento das novas diretrizes. "Trata-se de adequações que devem ser feitas pelos próprios concessionários e prestadores de serviços nessas áreas."
O governo quer que todos os aeroportos estejam adaptados às novas normas e diretrizes até a Copa de 2014. Na prática, as mudanças devem ser vistas conforme os atuais contratos comerciais vençam.
Nova empresa. Vale confirmou ainda que o processo de criação da Infraero Serviços - empresa que atuará nos 270 aeroportos regionais que o governo federal pretende construir, com recursos próprios ou via iniciativa privada - ficará para 2014.A nova empresa, segundo Vale, que terá até 49% de participação de um operador privado, ainda está na fase de elaboração de plano de negócios, pelo Banco do Brasil.

Nova tecnologia pode reduzir em até oito minutos a ponte aérea Rio-SP Ferramenta vai permitir uma aproximação mais rápida para a pista de pouso; procedimento deve reduzir o tempo de fechamento do Aeroporto de Santos Dumont em função de condições climáticas

O ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Moreira Franco, anunciou nesta quinta-feira, 28, a liberação de uma nova tecnologia de balizamento de voos para o aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. A ferramenta, via satélite, permitirá aos pilotos uma aproximação mais rápida para a pista de pouso, reduzindo o tempo de voo em até oito minutos para a ponte aérea partindo de Congonhas, em São Paulo. O novo procedimento de navegação aérea também reduzirá o tempo de fechamento do aeroporto carioca em função de condições climáticas em até 90%.
A avaliação é do secretário nacional de Navegação Aérea, Juliano Noman, que acompanhou o ministro Moreira Franco no anúncio da regulamentação da medida. Segundo ele, em 2012, o aeroporto Santos Dumont ficou fechado cerca de 46 horas. Com o novo procedimento, o tempo de fechamento seria reduzido para até quatro horas.
"É uma tecnologia nova, que começa a ser utilizada na Europa e nos Estados Unidos e estamos trazendo para o Brasil. Com a utilização dos satélites, é possível usar rotas mais curtas para aproximação das aeronaves, sem necessidade de curvas e estabilizações no ar.
Além disso, permite uma maior aproximação do avião com a pista, mesmo em condições de chuva e nuvens. Somente em condição climática bastante adversa e rigorosa é que ocorre o fechamento do aeroporto", explicou Norman.
A partir da próxima segunda-feira, dia 2 de dezembro, as companhias aéreas poderão usar a tecnologia via satélite para balizar os pousos de aeronaves no terminal do Santos Dumont. A nova tecnologia também será implantada em outros aeroportos brasileiros a partir do dia 15 de dezembro. Os aeroportos contemplados serão o Galeão, Guarulhos, Congonhas e Viracopos.
O sistema utiliza equipamento de solo, que é mais facilmente comprometido em função de nuvens e chuvas passageiras. Com a tecnologia, os aviões poderão se aproximar da pista a uma distância de 91 metros de altura mesmo em condições de visibilidade baixa, quando atualmente o limite para aproximação é de 225 metros.
"É uma mudança no acesso aeronáutico ao Santos Dumont, que diminui o tempo de voo e o consumo de combustível das companhias aéreas", explicou o ministro Moreira Franco.
Segundo ele, a nova tecnologia de navegação não exigiu investimento por parte do governo federal, apenas o estudo e a definição das novas rotas de aproximação e novas normas de controle e fiscalização da Anac em relação às companhias aéreas.
As companhias aéreas terão que se adequar ao novo modelo, com cursos de capacitação para os pilotos e adequações técnicas nas aeronaves. Apenas a Gol já foi certificada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para adotar o procedimento, as demais estão em processo de regulamentação.
O procedimento vem sendo estudado desde maio pela SAC. Moreira Franco afirmou ainda que a nova tecnologia permite a redução no consumo de combustível das aeronaves e poderá representar uma redução no valor das passagens. Ele não quis, entretanto, precisar quando o passageiro poderá sentir a diferença no valor pago pelas passagens.
Táxis. Moreira Franco também definiu, nesta quinta-feira, novas medidas para diminuir o tempo de espera em filas de táxis no aeroporto Santos Dumont. Durante a semana, diversos usuários denunciaram a demora no serviço de táxis para o desembarque no aeroporto, que chegou a durar 40 minutos.
O ministro se reuniu com o secretário municipal de transportes, Carlos Roberto Osorio, para definir as novas regras.
"O objetivo é melhorar o tratamento dado ao usuário, para que ele passe a ser visto como cliente e seja respeitado", afirmou Moreira Franco. Pelo acordo, a Infraero realizará obras de adequação viária em frente ao terminal de desembarque para permitir maior agilidade no embarque e desembarque dos passageiros nos táxis.
As obras permitirão que os taxistas que deixaram passageiros no terminal de embarque retornem para a área de desembarque sem precisar deixar o sítio aeroportuário, como acontece atualmente.
A mudança diminuirá de 30 minutos para 5 minutos o tempo de deslocamento dos táxis entre os dois terminais. A previsão é que as mudanças sejam implementadas até o dia 20 de dezembro, antes da operação especial de Fim de Ano que a Infraero realiza nos seus aeroportos.
O secretário municipal de transportes também anunciou a implantação de uma linha de ônibus regular entre o aeroporto e a estação de Metrô localizada na Cinelândia, no Centro do Rio, como forma de desafogar o fluxo de passageiros nos balcões de táxi.

Jaú quer equiparar salário de vereador com professor

Se a Câmara aprovar, os 17 vereadores de Jaú, cidade de 132.617 habitantes na região centro-oeste do Estado de São Paulo, terão seus salários reduzidos dos atuais R$ 4.608 para pouco mais de R$ 1.700. Um projeto do vereador Fernando Frederico de Almeida Júnior (PMDB) que deve entrar em votação na segunda-feira, 2, propõe um teto para os salários dos parlamentares locais calculado sobre a média dos rendimentos de um professor da rede municipal de educação infantil.
O cálculo leva em conta o menor e o maior salário pagos aos educadores. De acordo com Almeida Júnior, o objetivo da proposta é levar os colegas a refletirem sobre a questão salarial. "Até que ponto é justo que o vereador ganhe mais do que aquele que é responsável pela educação das crianças? Se o vereador pensa em aumentar seus próprios subsídios, terá de pensar também no aumento do salário dos professores." Mesmo ciente de que o salário do funcionalismo é decidido pelo Executivo, ele acha que os vereadores podem pressionar o prefeito para que melhore os ganhos dos profissionais do serviço público.
O projeto passou pelas comissões e tem o apoio de sete vereadores. Como se trata de emenda à lei orgânica do município, é preciso que 12 parlamentares votem pela aprovação. Uma petição online criada para apoiar a iniciativa já alcançou mais de dez mil adesões. Proposta semelhante apresentada pelo vereador no início de 2012 foi rejeitada pela Câmara sob o pretexto de que seria "demagógica". Almeida Júnior, que é doutor em educação, decidiu insistir no projeto para que a ideia se espalhe. Ele espera que a proposta seja tomada como exemplo por outras cidades.

Anatel aprova 911 e 112 para chamadas de emergência

O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou nesta quinta-feira, 28, alteração no Regulamento do Serviço Móvel Pessoal (SMP) para permitir a realização de chamadas para o atendimento de emergências do serviço público (Polícia Militar) também por meio dos códigos 112 e 911. A Anatel explica que esses são os números de emergência adotados na Europa e nos Estados Unidos, respectivamente. Continuará valendo, porém, o número 190, tradicionalmente utilizado no Brasil, para esse tipo de ligação.
"A medida vai possibilitar que os serviços de emergência possam ser utilizados com maior facilidade pelos visitantes internacionais, especialmente durante os grandes eventos que serão realizados no Brasil nos próximos anos", cita a Anatel, em nota.
A medida deverá ser implantada nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo 150 dias após a publicação da alteração da regra no Diário Oficial da União - o que deve ocorrer no início da próxima semana - e no prazo de 180 dias nos demais municípios.