ABI - Associação Brasileira de Imprensa

ABI - Associação Brasileira de Imprensa
Liberdade de Expressão e Ética

sexta-feira, 17 de março de 2017

O Boa mandou mal. E fez com que Bruno se tornasse ainda mais rejeitado


Bruno é apresentado pelo Boa Esporte.
Mesmo depois de perder seus principais patrocinadores, que cederam à repercussão negativa da contratação, o Boa Esporte manteve o acordo de pé e, ao que parece, ainda não compreendeu o tamanho do equívoco que comete ao tratar Bruno como um popstar injustiçado pela opinião pública.

    Não se trata de um ex-presidiário que cumpriu pena e busca reintegrar-se à sociedade. Trata-se, na verdade, de um homem que foi condenado em primeira instância por um crime bárbaro, como mandante do assassinato de Eliza Samudio – mãe de seu filho –, e que, por culpa da morosidade do Judiciário brasileiro, aguarda em liberdade o desfecho do processo.
    Embora dentro da lei, a contratação de Bruno é uma representação machista da insensibilidade que segue banalizando a violência contra a mulher. O goleiro foi condenado a 22 anos e 3 meses de prisão em 8 de março de 2013, no Dia Internacional da Mulher. Dois dias depois da mesma data, agora em 2017, sem ter cumprido nem metade de sua pena, Bruno foi contratado por um clube de futebol que o enxerga como mercadoria e ignora a gravidade do crime pelo qual ele ainda responde.
    Bruno não deveria ter ficado tanto tempo preso aguardando julgamento de seu recurso, assim como não deveria voltar a jogar antes de uma sentença definitiva da Justiça. Caso o tribunal julgue improcedente a apelação, ele pode retornar para a cadeia antes mesmo de pisar novamente nos gramados. Algo que deixaria cicatrizes em todas as partes envolvidas: o time do Boa, que teve sua imagem arranhada pela má condução do episódio; Bruno, que viu sua rejeição aumentar depois de tanta exposição; e principalmente a família de Eliza, a começar pelo filho do goleiro, que tem sua ferida reaberta a cada nova repercussão do caso.
    Entrevistei Bruno em 2014, na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem. Na época, ele havia acabado de assinar um contrato com a equipe do Montes Claros. Sempre que se referia a Eliza, ele rechaçava a acusação de mandante do assassinato, mas admitia ter sido “omisso”, dando a entender que poderia ter evitado o crime. Entretanto, em nenhum momento, demonstrou arrependimento.
    Neste episódio, o Boa Esporte confunde boa ação com oportunismo ao justificar a aposta em Bruno sob a perspectiva da ressocialização. O clube não tem sequer um plano de reintegração social, jamais recorreu ao sistema prisional para compor seu quadro de funcionários. Ao espetacularizar ao máximo a contratação de Bruno, as verdadeiras intenções do clube ficaram claras. Para o Boa, o que vale é capitalizar o retorno midiático, que acabou saindo pior que a encomenda, e um possível ganho técnico para o time, como destacado pelo diretor Roberto Moraes antes da apresentação: “Eu não tenho que comentar se o Bruno é culpado ou inocente. O que interessa nesse momento é a parte técnica. E o Bruno vai agregar bastante à nossa equipe”.
    Seria nobre, e emprestaria algum caráter humano à contratação, se o Boa Esporte abrisse as portas e pagasse salário a Bruno somente para treinar, condicionando a disputa de jogos oficiais ao julgamento de seu recurso pela Justiça. Ressocialização por meio do futebol é possível, mas não devemos confundi-la com hipocrisia e a inescrupulosa obsessão dos cartolas por holofotes.

    No "BBB 17", Elettra revela abuso de tatuador


    Slide 1 de 9: <p>Elettra Lamborghini revelou aos colegas de confinamento no "Big Brother Brasil 17", da Globo, nesta quinta-feira (16), que já passou por uma situação nada confortável ao fazer uma de suas tatuagens. </p><p><b>VOCÊ VIU?</b> <a href="http://famosidades.com.br/bbb/ex-detona-emilly-quer-passar-imagem-de-coitadinha.html">Ex detona Emilly: “Quer passar imagem de coitadinha”</a></p><p><a href="http://famosidades.com.br/famosos/leo-santana-e-lorena-usam-aliancas-e-fas-pedem-casamento.html">Léo Santana e Lorena usam alianças e fãs pedem: "Casamento!"</a></p><p><a href="http://famosidades.com.br/famosos/ex-acusa-priscila-pires-de-forjar-mensagens-com-ameacas.html">Ex acusa Priscila Pires de forjar mensagens com ameaças</a></p><p><a href="http://famosidades.com.br/famosos/mischa-barton-sobre-divulgacao-de-sex-tape-muito-dificil.html">Mischa Barton sobre divulgação de sex tape: "Muito difícil"</a></p><p>Ilmar quis saber sobre os desenhos que a italiana tem pelo corpo e ela explicou que um dos profissionais tentou violentá-la enquanto tatuava. </p><p>"Ele começou a me tocar e eu disse: ‘Não, não’", lembrou, acrescentando que tentou denunciá-lo, mas não conseguiu porque deixou passar o período de três meses. </p><p>Herdeira da família Lamborghini, marca de carros de luxo, a morena tem 20 tatuagens pelo corpo, além de 42 piercings - 15 deles de diamantes. </p>Elettra Lamborghini revelou aos colegas de confinamento no "Big Brother Brasil 17", da Globo, nesta quinta-feira (16), que já passou por uma situação nada confortável ao fazer uma de suas tatuagens
    Ilmar quis saber sobre os desenhos que a italiana tem pelo corpo e ela explicou que um dos profissionais tentou violentá-la enquanto tatuava
    "Ele começou a me tocar e eu disse: ‘Não, não’", lembrou, acrescentando que tentou denunciá-lo, mas não conseguiu porque deixou passar o período de três meses
    Herdeira da família Lamborghini, marca de carros de luxo, a morena tem 20 tatuagens pelo corpo, além de 42 piercings - 15 deles de diamantes
    Slide 3 de 9: <p>Elettra entrou para o time de sisters que mostraram demais na casa do “Big Brother Brasil 17”, da TV Globo, na madrugada desta quinta-feira (16).</p><p><b>VOCÊ VIU?</b> <a href="http://famosidades.com.br/bbb/bbb17-marcos-solta-comentario-rispido-para-emilly.html">“BBB17”: Marcos solta comentário ríspido para Emilly</a></p><p><a href="http://famosidades.com.br/bbb/cirurgiao-marcos-avalia-bumbum-de-elettra-silicone.html">Cirurgião, Marcos avalia bumbum de Elettra: "Silicone"</a></p><p><a href="http://famosidades.com.br/bbb/bbb17-elettra-revela-aos-brothers-que-e-bipolar.html">“BBB17”: Elettra revela aos brothers que é bipolar</a></p><p><a href="http://famosidades.com.br/bbb/bbb17-marcos-se-revolta-contra-romulo-covarde.html">“BBB17”: Marcos se revolta contra Rômulo: “Covarde”</a></p><p>Após deixar a Festa Cordel para descansar e se adaptar ao horário brasileiro, a italiana se descuidou enquanto trocava de roupa e pagou peitinho no Quarto Azul. </p><p>Para evitar qualquer imprevisto, Ieda se trocou embaixo do edredom. "Vou me garantir aqui e fazer modo fantasma", brincou a aposentada.</p><p>Elettra entrou na casa do “BBB” na manhã da última quarta-feira (15). Alguns brothers apostam que a moça é uma atriz argentina.</p>
    Slide 4 de 9: <p>O clima entre Marcos e Emilly não era dos melhores após a Festa Cordel, realizada na madrugada desta quinta-feira (16). Após saírem da celebração, os dois foram para o Quarto do Líder e ficaram observando os demais brothers pelas TVs. </p><p><b>VOCÊ VIU?</b> <a href="http://famosidades.com.br/bbb/bbb17-marcos-se-revolta-contra-romulo-covarde.html">“BBB17”: Marcos se revolta contra Rômulo: “Covarde”</a></p><p><a href="http://famosidades.com.br/bbb/bbb17-elettra-revela-aos-brothers-que-e-bipolar.html">“BBB17”: Elettra revela aos brothers que é bipolar</a></p><p><a href="http://famosidades.com.br/bbb/cirurgiao-marcos-avalia-bumbum-de-elettra-silicone.html">Cirurgião, Marcos avalia bumbum de Elettra: "Silicone"</a></p><p><a href="http://famosidades.com.br/famosos/priscila-pires-se-defende-de-ataques-e-mostra-ameacas-de-ex.html">Priscila Pires se defende de ataques e mostra ameaças de ex</a></p><p>Após comentar a respeito de Daniel e Elettra, a gaúcha mudou de assunto e, ao perceber que Marcos ainda estava assistindo aos demais brothers, reclamou: "Você prefere olhar pra TV do que para a minha cara?". </p><p>Ríspido, o médico rebateu: "Prefiro. A TV não fica me cobrando. Se é para ter cobrança, prefiro olhar para a TV mesmo".</p><p>A sister preferiu não alongar a discussão e virou para o lado em silêncio. Pouco tempo depois, os dois logo fizeram as pazes e começaram a movimentar o edredom.</p>
    Slide 7 de 9: <p>Depois de se irritar com comportamento de Rômulo na Festa Cordel, Marcos ficou sério e cortou o clima de descontração da festa. "Festa é entre amigos, não entre adversários. Não tenho nem motivo pra comemorar", lamentou para Emilly</p>

    O blogueiro senhor José Luis das Neves protocola um requerimento na Câmara Municipal de Caraguatatuba e pede providencias...



    Três mulheres ficam cegas após tratamento com células-tronco

    O procedimento alegava usar células-tronco derivadas de tecido adiposo para restaurar a visão: olho-close-up-620-original.jpegTrês mulheres, com idade entre 72 e 88 anos, ficaram cegas após um tratamento com células-tronco para combater a degeneração macular, uma doença ocular progressiva. O caso, que aconteceu nos Estados Unidos, foi apontado em artigo publicado no periódico científico New England Journal of Medicine nesta quarta-feira. Ele alerta para os riscos de terapias com eficácia não comprovada, cada vez mais comuns em clínicas particulares.
    O tratamento foi feito em 2015 por uma clínica particular na Flórida, não identificada na publicação. O procedimento envolveu a extração de células de gordura do abdome que, depois de processadas com enzimas, possibilitaram a obtenção de células-tronco. Esse material teria sido misturado a um plasma rico em plaquetas e injetado nos olhos das mulheres.
    As pacientes pensaram que estavam se inscrevendo em um estudo clínico legítimo, já que constava do site do governo americano ClinicalTrials.gov, sob o título: “Estudo para avaliar a segurança e os efeitos das células por injeção intravítrea na degeneração macular seca”. No entanto, sofreram complicações, incluindo o desprendimento de retina e hemorragia, que causaram perda total da visão.
    Os autores afirmam que não havia nenhuma evidência para sugerir que o procedimento ajudaria a restaurar a visão, visto que há poucos estudos sobre a transformação de células-tronco derivadas de tecido adiposo em células da retina envolvidas na degeneração macular.
    “Há muita esperança para as células-tronco, e esse tipo de clínicas atraem pacientes desesperados que acreditam que as células-tronco sejam a resposta. Mas, neste caso, essas mulheres participaram de um empreendimento clínico muito perigoso “, afirmou Thomas Albini, professor de oftalmologia clínica na Universidade de Miami e um dos autores do artigo.
    Além do risco, as pacientes receberam injeções em ambos os olhos ao mesmo tempo, ao contrário do recomendável que seria testar primeiro o procedimento em um dos olhos para ver como reagem. Além disso, as pacientes tiveram que pagar, cada uma, cinco mil dólares pelo procedimento, o que é um sinal de fraude, visto que ensaios clínicos não cobram pela participação dos pacientes.
    Jeffrey Goldberg, coautor do estudo e presidente de oftalmologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, descreveu o artigo como um “chamado à conscientização dos pacientes, médicos e agências reguladoras dos riscos desse tipo de pesquisa minimamente regulamentada e financiada por pacientes”.
    “Embora numerosas terapias com células-tronco estejam sendo investigadas em instituições de pesquisa com supervisão regulatória apropriada, muitas clínicas de células-tronco estão tratando os pacientes com pouca supervisão e sem prova de eficácia”, alertou a publicação.
    Para garantir que um teste clínico ou tratamento é confiável, o paciente deve verificar se ele está registrado nos órgãos governamentais que regulam a qualidade e uso de medicamentos. No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Brasil (ANVISA) disponibiliza em sua página a relação de ensaios clínicos aprovados.

    Lula recebeu quase R$ 1 milhão em 2015 com serviço de empresa de palestras

    Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira, protocolaram nesta quinta-feira (16) uma petição dirigida à 10.ª Vara Federal em Brasília com informações sobre os rendimentos do petista. 
    InfoMoney (Valter Campanato/Agência Brasil)
    O documento entregue foi o Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto sobre a Renda Retido na Fonte relativo ao ano-calendário de 2016, tendo como fonte pagadora a empresa L.I.L.S. Palestras, Eventos e Publicações Ltda.

    Segundo este documento, Lula fez uma retirada mensal média de R$ 79,4 mil da empresa pela qual realiza suas palestras no ano de 2015, segundo o jornal O Globo. O valor é superior à renda mensal de R$ 50 mil estimada pelo ex-presidente em depoimento prestado nesta semana. Ainda de acordo com o documento, o petista fez uma retirada de R$ 952.814,63 da empresa a título de lucros e dividendos naquele ano.
    Para os advogados, o documento confirma informações prestadas por Lula ao juiz da 10.ª Vara Federal que o interrogou na última terça-feira, na ação penal em que o ex-presidente é réu por supostamente tramar contra a Lava Jato tentando comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró.
    Zanin e Teixeira afirmaram por meio de nota que parte dos recursos retirados da empresa foram doados aos filhos do ex-presidente, apesar de não haver nenhuma especificação de quanto foi doado. No depoimento, Lula menciona as doações, sem fixar um valor.

    Dilma: é 'fundamental' garantir que Lula seja candidato em 2018

    A ex-presidente Dilma Rousseff em coletiva de imprensa em Genebra, onde participou do festival de cinema sobre direitos humanos, em 11 de março de 2017A ex-presidente Dilma Rousseff afirmou neste sábado que o maior objetivo político no Brasil neste momento é garantir que o ex-presidente Lula possa ser candidato nas eleições de 2018.
    "Assegurar que Lula seja candidato é fundamental", disse Dilma em Genebra, onde participou do Festival Internacional de Filmes de Direitos Humanos.
    Lula, que é réu em cinco ações penais, três delas da Operação Lava Jato, é o favorito para as eleições do ano que vem, segundo pesquisas de intenção de voto.
    Dilma afirmou que Lula atravessou um período no qual todos os meios de comunicação estavam contra ele, mas que, apesar de tudo que fizeram contra o ex-presidente, "ele é o primeiro nas pesquisas".
    Dilma declarou, ainda, que não quer voltar a disputar a presidência, mas que não descarta aspirar a um cargo de deputada ou senadora.
    "De agora até 2018, quero assegurar que o Brasil tenha um encontro correto com a democracia", disse.
    Citada na delação premiada da Odebrecht, Dilma negou ter recebido propina da construtora ou de outras empresas em suas campanhas.
    "Nunca pedi propinas, nunca recebi propinas, e, de fato, nunca falei com todos aqueles que agora estão sendo investigados ou presos por terem pago propinas", afirmou.

    Aqui estão as acusações contra cada ministro de Temer na lista do Janot

    Seis ministros do governo de Michel Temer tiveram pedido de inquérito apresentado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF), com base na delação premiada da Odebrecht.

    Cabe ao ministro Edson Fachin, relator dos processos relativos à Operação Lava Jato no Supremo, aceitar ou não os pedidos. Ele também decide se os casos serão enviados a outras instâncias.
    Por exemplo, inquéritos com citações a governadores devem ser encaminhados para o Superior Tribunal de Justiça (STJ). Casos de pessoas sem foro privilegiado, como o ex-presidente Lula e a ex-presidente Dilma Rousseff também podem ser enviados para outras esferas judiciais.
    Caso os inquéritos sejam autorizados, começa a fase de investigação sobre o pagamento de caixa dois e de propina pela empreiteira. Se a Procuradoria-geral da República (PGR) entender que há indícios suficientes, oferece a denúncia, a qual cabe ao Supremo aceitar.
    Quem decide casos de senador, deputado federal e ministro é a 2ª Turma do Supremo. Já os presidentes do Senado e da Câmara têm o caso analisado no plenário, composto pelos 11 ministros.
    Se a denúncia for aceita, o acusado vira réu e o processo continua.
    Na primeira lista de Janot, enviada ao Supremo em março de 2015, 50 políticos foram alvos de pedido de inquérito e até agora apenas seis se tornaram réus.
    Em fevereiro, Temer afirmou que só demitiria ministros que se tornassem réus.
    Se houver denúncia, que significa um conjunto de provas que eventualmente possam conduzir ao seu acolhimento, o ministro que estiver denunciado será afastado provisoriamente. Logo depois, se acolhida a denúncia, aí sim o ministro se transforma em réu, o afastamento é definitivo. Michel Temer

    Saiba quais as acusações contra cada um na Lava Jato.

    Eliseu Padilha

    Titular da Casa Civil, principal ministério da Esplanada, responsável pela articulação política, Eliseu Padilha, é acusado de intermediar repasses não declarados - caixa 2 - para campanhas do PMDB em 2014. Na delação da empreiteira, é chamado de "primo".
    Em delação premiada, Claudio Melo Filho, ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht, afirmou que a empresa destinaria R$ 10 milhões para campanhas do PMDB, por intermédio de Padilha.
    De acordo com o executivo, em jantar no Jaburu, com Temer, Padilha e Marcelo Odebrecht, presidente da empreiteira na época, Temer teria solicitado apoio financeiro para a campanha do PMDB a Marcelo, que definiu um repasse de R$ 10 milhões ao partido.
    Desse total, R$ 4 milhões seriam entregues a Padilha, sendo uma parte entregue no escritório de José Yunes, ex-tesoureiro do PMDB em São Paulo e, na época, assessor especial da Presidência.
    Yunes, um dos melhores amigos de Temer afirmou que recebeu, a pedido de Padilha, um pacote em seu escritório entregue por Lucio Funaro, conhecido como operador do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
    Marcelo confirmou o jantar, mas negou que Temer tenha pedido o dinheiro. O presidente sustenta que todas as doações foram legais. Padilha não comentou as acusações.

    Moreira Franco

    Citado 34 vezes na delação da Odebrecht, Moreira Franco, apelidado de Angorá, é acusado de ter pedido dinheiro não declarado à campanha do PMDB em 2014.
    De acordo com a delação de Claudio Melo Filho, ex-vice-presidente de relações institucionais da Odebrecht, Moreira era um dos principais arrecadadores do partido, atrás de Padilha.
    O delator disse ainda que o peemedebista pediu dinheiro para cancelar a construção de um aeroporto em Caieiras, na Grande São Paulo, em 2014, quando era ministro da Aviação Civil do governo Dilma. Em troca, segundo o delator, recebeu R$ 3 milhões em propina.
    Paulo Cesena, ex-presidente da Odebrecht Transport, afirmou que Moreira recebeu R$ 4 milhões em nome do PMDB, em 2014. Ele teria feito o pedido a Melo.
    Por meio de sua assessoria, Moreira sustenta que "jamais falou de política ou de recursos para o PMDB com o senhor Cláudio Melo Filho".
    O peemedebista assumiu a Secretaria Geral da Presidência da República na mesma semana em que o STF homologou 77 delações premiadas da Odebrecht. Com a nomeação, Moreira passou a ter foro privilegiado.

    Bruno Araújo

    Voto decisivo pelo impeachment de Dilma Rousseff na Câmara, o deputado licenciado Bruno Araújo (PSDB-PE) e atual ministro de Cidades também é citado como beneficiário de repasses da empreiteira para campanhas de 2010 e 2012.
    O tucano aparece em planilhas do departamento de propina da Odebrecht, relacionado ao valor de R$ 100 mil e os repasses foram confirmados por Melo, apesar de ele não ter mencionado os valores.
    Em 2012, quando Araújo era líder do PSDB na Câmara, entregou a Melo a maior outorga da Câmara dos Deputados, a Medalha do Mérito Legislativo.
    O ministro confirmou ter pedido contribuições à campanha, mas negou irregularidades. "De acordo com a legislação eleitoral, solicitei doações para diversas empresas, inclusive a Odebrecht, como já foi anteriormente noticiado", afirmou, em nota.

    Aloysio Nunes

    Empossado ministro de Relações Exteriores em fevereiro, o senador licenciado Aloysio Nunes (PSDB-SP) é acusado de receber caixa dois na campanha de 2010.
    Em delação, o ex-diretor da Odebrecht Carlos Armando Paschoal, relatou um pagamento de R$ 500 mil para a campanha ao Senado do tucano.
    De acordo com o delator, o pedido foi feito pelo próprio Aloysio e as entregas foram realizadas em duas ou três parcelas em hotéis na zona sul da capital paulista, por meio de uma pessoa enviada pelo senador, que usava senhas para os repasses.
    O ministro afirmou que os fatos são mentira e que não recebeu doação da Odebrecht na campanha ao Senado, em 2010.

    Gilberto Kassab

    Apelidado de Kafta na planilha da Odebrecht, o titular da pasta de Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab (PSD), também é apontado como beneficiário de caixa 2.
    O codinome "Kafta" consta em relatório da Polícia Federal referente à 23.ª fase da Lava Jato, batizada de Acarajé. Em planilha encontrada nesta fase, há registro de cinco pagamentos de R$ 500 mil cada, dois registrados no mês de outubro de 2014 e três em novembro de 2014.
    Em delação, o executivo Paulo Cesena, ex-presidente da Odebrecht Transport, afirmou que o ministro recebeu R$ 14 milhões da empresa, em 2013 e 2014, via caixa 2.
    Benedicto Júnior, presidente da Construtora Noberto Odebrecht, disse que a contribuição foi feita para apoiar Kassab nas eleições ao Senado em 2014 e nas campanhas do PSD.
    Os pagamentos seria motivados pela influência de Kassab em São Paulo, estado em que estava a parcela mais significativa do faturamento da empresa.
    Em nota, o ministro recomendou cautela quanto a afirmações de colaboradores. "Não tenho conhecimento de nenhuma doação feita às minhas campanhas, de companheiros do PSD ou de aliados, que não tenham sido feitas na forma da lei, assim como as doações partidárias", afirmou.

    Marco Pereira

    O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, negociou um repasse de R$ 7 milhões do caixa 2 da Odebrecht para o PRB na campanha de 2014, de acordo com delatores da empreiteira.
    A informação consta nas delações de Marcelo Odebrecht, ex-presidente e dono da empreiteira, e dos executivos Alexandrino Alencar e Fernando Cunha.
    Os recursos, entregues em dinheiro vivo, compraram apoio do partido então presidido por Pereira à campanha de reeleição de Dilma e Temer.
    O ministro teria negociado os valores diretamente com Alexandrino e esteve mais de uma vez na sede da Odebrecht em São Paulo para combinar a entrega dos valores em parcelas.
    Os repasses, que incluíam também o apoio de PROS, PCdoB, PP e PDT à chapa governista foram de cerca de R$ 30 milhões, sendo os delatores.
    Pereira afirmou que desconhece os repasses e que "delação não é prova". Disse ainda que está à disposição das autoridades.
    Presidente licenciado do PRB, Marcos Pereira se licenciou da presidência do partido após assumir o ministério. A legenda foi fundado por integrantes da Igreja Universal do Reino de Deus.

    Geddel Vieira Lima

    O ex-titular da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, também está na lista de Janot. Em delação, Cláudio Melo Filho, ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht, cita o peemedebista como responsável pela arrecadação para o partido, em troca de apoio no Congresso ou no Executivo.
    Geddel é citado 67 vezes por Melo e conhecido pelo apelido "Babel". De acordo com Melo, em 2009, o ministro recebeu um relógio de R$ 85 mil da empreiteira.
    Em 2006, a pedido de Geddel, foram realizados pagamentos no total de R$ 1 milhão por meio de contribuições oficiais e também via caixa dois, afirmou Melo. Na disputa do peemedbista a governador da Bahia em 2010, o delator disse houve um pagamento entre R$ 1 milhão e 1,5 milhão a pedido do político.
    Geddel afirma que todas doações à sua campanha foram declaradas à Justiça Eleitoral. Ele deixou o governo Temer em dezembro, após se envolver em um escandândalo em que tentou se beneficiar do governo federal para obter o licenciamento de uma obra de seu interesse em Salvador.
    Em 23 de maio, 12 dias após assumir o Ministério do Planejamento, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) deixou o governo após o vazamento de uma conversa entre ele e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Na gravação, ele diz que é preciso encontrar uma “solução política” para “estancar essa sangria”, em referência à Operação Lava Jato.
    " />
    As gravações de Machado também levaram à derrocada de Fabiano Silveira, ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, pasta criada por Temer após extinguir a Controladoria Geral da União (CGU). O pedido de demissão foi apresentado em 30 de maio, uma semana após a queda de Jucá.
    Slide 1 de 6: Em 23 de maio, 12 dias após assumir o Ministério do Planejamento, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) deixou o governo após o vazamento de uma conversa entre ele e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Na gravação, ele diz que é preciso encontrar uma “solução política” para “estancar essa sangria”, em referência à Operação Lava Jato.
    Silveira foi gravado na casa do presidente do Senado em conversa em que critica a Lava Jato e dá conselhos a investigados. Renan diz estar preocupado com acusação de recebimento de propina.

    " />Titular do Turismo, Henrique Eduardo Alves, pediu demissão em 16 de junho, devido ao desgaste ao ter o nome citado em denúncias da Lava Jato. Em depoimento à Procuradoria Geral da República (PGR), o ex-presidente da Transpetro afirmou que repassou a Henrique Alves R$ 1,55 milhão em propina entre 2008 e 2014, por meio de doações de empreiteiras. Ele nega a acusação." />Em 9 de setembro, foi a vez de o então advogado-geral da UniãoFábio Medina Osório, deixou o cargo. Temer o demitiu após divergências entre o ministro e o titular da Casa Civil e braço direito de Temer, Eliseu Padilha. Após a demissão, Medina chegou a dizer que “o governo quer abafar a Lava- Jato”. Padilha, por sua vez, rebateu dizendo que o advogado-geral queria "holofotes".
    " />Ministro da Cultura, Calero pediu demissão em 18 de novembro, após contar que foi pressionado para beneficiar o então titular da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima. Segundo Calero, o próprio presidente Temer orientou que ele liberasse a construção de um prédio em Salvador em que Geddel tinha um apartamento.
    " />Pressionado pelo episódio em que foi acusado de pressionar o então ministro da Cultura, Marcelo Calero, para beneficiá-lo na liberação  da construção de um prédio em Salvador, o titular da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, pediu demissão em 25 de novembro.

    Sesep socorre principais bairros atingidos

    Equipes e maquinários da Secretaria de Serviços Públicos (Sesep) de Caraguatatuba se mobilizaram desde às 7h para dar continuidade aos trabalhos de socorro nos bairros mais atingidos pelas chuvas da madrugada do dia 15 de março.

    Os bairros que estão sendo atendidos de forma prioritária são: Cantagalo, Serraria, Tinga, Golfinho, Sumaré, Estrela D’Alva e Jetuba.

    Para reforçar e agilizar os trabalhos, a Secretaria pode contratar mais maquinários em caráter de emergência. Pela manhã, a Sesep contou com o reforço de máquinas como uma retroescavadeira, um caminhão PC e dois caminhões trucados.

    A previsão e de que cheguem outras máquinas contratadas para os trabalhos emergenciais.

    Cantagalo
    No bairro do Cantagalo, fortemente atingido pelo solapamento de parte do morro Santo Antônio, a secretaria tornou a enviar retroescavadeiras e caminhões para a retirada de lama e de vegetação que foram arrastadas para as vias.

    No condomínio horizontal localizado no início da avenida Antonio Francisco Pascoal, Residencial do Bosque, que foi atingido pela lama, a Sesep continua com uma retroescavadeira retirando detritos.

    Duas outras ações estão sendo realizadas no Cantagalo. Uma delas é a ampliação de um dos canais que corta a rua Antonio Francisco Pascoal, via principal do bairro.

    Durante a tempestade, o canal não deu vazão às águas, obrigando os moradores a abrir, às pressas, uma vala paralela para aumentar a drenagem.

    A vala provisória será fechada após a instalação de aduelas de concreto maiores no canal. A outra ação é a abertura da Rua Um para criar uma alternativa de acesso ao fundo do bairro, enquanto as obras na rua principal perdurarem.  

    Tinga
    As ruas Elvira Perpétua e Benedito Reis, no bairro do Tinga, que foram totalmente alagadas com o transbordamento do Rio da Paca, amanheceram recebendo caminhões trucado e retroescavadeiras.

    O trabalho de limpeza da lama e retirada de móveis e utensílios atingidos, que foram acumulados nas portas das casas pelos moradores, começou às 7h. A mesma ação é feita no bairro Golfinho, na região da avenida Garça e em ruas adjacentes e no bairro Perequê Mirim - ambos na região Sul. Uma escavadeira hidráulica iniciou o trabalho de desassoreamento do Rio da Paca para evitar novas enchentes.

    Informação para a Imprensa: (12) 3897-5650
    Marcia de Paula (clamorena@hotmail.com)
    Jornalista

    Aguilar Junior percorre locais mais afetados pelas chuvas

    O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Junior, acompanhado dos secretários de Obras, Leandro Borella, e Marcel Giorgeti, do Meio Ambiente, Agricultura e Pesca esteve no início da manhã dessa quinta (16), no Cantagalo e Jetuba, dois dos bairros atingidos pela forte chuva que caiu na madrugada de ontem (15).

    No Condomínio Residencial do Bosque, onde 15 casas estão interditadas, o prefeito conversou com moradores, que solicitaram principalmente o recolhimento dos resíduos e materiais (barro, pedras, madeira, lixo, etc.) espalhados na área, direcionamento da Defesa Civil e doação de mantimentos e água. Também esteve com outros moradores em outros pontos do bairro que fizeram a mesma solicitação.

    Aguilar Junior determinou o início de obra emergencial em uma das pontes da via principal do Cantagalo, que receberá reforço em sua estrutura de madeira.

    Na visita ao Jetuba foi realizada vistoria técnica no rio Capricórnio, que corta o local, para verificar a vazão das águas. O grupo foi até o Residencial Jetuba para ver as casas afetadas. Máquinas foram enviadas na parte da manhã para limpeza da vala de escoamento ao lado das casas e cestas básicas.

    “Estamos percorrendo os bairros mais críticos e vendo a necessidade emergencial das pessoas. Nossa preocupação é com o ser humano e por isso estamos encaminhando comida, água e remédio. Além disso, encaminhamos máquinas para diversos locais para desobstrução de vias. A Defesa Civil também monitora os locais de risco”, explicou o prefeito.

    A Secretaria de Saúde enviou equipes de médicos e enfermeiros ao Cantagalo e Jetuba bem como em outros bairros afetados para atendimento e entrega de remédios àqueles que perderam suas medicações de uso contínuo.

    O secretário de Saúde, Amauri Toledo, juntamente com todo o secretariado de Caraguatatuba, tem passado pelos bairros atingidos para captação e distribuição de doações. Todos os procedimentos, inclusive necessidade de vacinação, serão avaliados pelas equipes médicas de cada local.

    No Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves (Cemug), todas as vítimas encaminhadas ao local contam com o atendimento de equipes do SAMU Caraguatatuba, além de visitas médicas diárias e entrega de medicamentos.

    Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e as 15 unidades escolares da rede municipal afetadas já retornaram normalmente a rotina.

    Informação para a Imprensa: (12) 3897-5650
    Claudia Moyses (claudiagrega@gmail.com)
    Jornalista

    Caraguatatuba segue com previsão de chuvas nos próximos dias

    De acordo com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE), na sexta-feira (17/03), Caraguatatuba terá sol e céu sem nuvens pela parte da manhã.

    Mas, durante a tarde, a nebulosidade começará a aumentar, criando a possibilidade de pancadas de chuvas isoladas.

    No sábado (18/03), o tempo deve ficar fechado o dia inteiro, com possibilidade de chuvas fortes em locais isolados. No domingo (19/03), o dia ficará fechado com períodos de chuva forte.

    O tempo deve melhorar durante a segunda e terça-feira (20 e 21/03), devido à baixa nebulosidade, mas ainda com risco de chuvas fracas e isoladas.

    A maré deve subir nas praias de Caraguatatuba segundo a tábua de marés da Marinha Brasileira e Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN). Na sexta-feira (17/03), o mar se eleva a até 1,07 metros durante as 16h40. No sábado (18/03), a maré deve atingir 1 metro as 17h20. A partir do domingo (19/03), o mar deve baixar até 80 centímetros do volume normal. Durante segunda e terça-feira (20 e 21/03), a maré cai para 70 centímetros do nível normal.

    De acordo com o diretor da Secretaria de Meio Ambiente de Caraguatatuba, o oceanógrafo Ronaldo Cheberle, no momento da tempestade da madrugada de quarta-feira (16), a altura das ultimas marés estão normais. “O problema foi a junção das fortes chuvas num período do dia em que a maré encontrava-se mais alta, atrapalhando na vazão de água” afirmou o oceanógrafo.
    A Defesa Civil do Estado de São Paulo, presente no município desde esta quarta-feira (15), alerta que pessoas que estiverem em áreas de risco devem sair. Diante do enorme volume de chuva, as áreas estão encharcadas e as atenções precisam ser redobradas. “Quem está em situação de risco deve levar em consideração que o bem a ser protegido, agora, é a vida”, afirmou o tenente-coronel PM Anderson Lima de Oliveira.
    Ele destaca ainda que, neste momento, não se deve ficar aguardando que o poder público faça tudo. “Cada um deve fazer a sua parte”.
    Informação para a Imprensa: (12) 3897-5650
    Jornalista

    Instituto Geológico, Estado e Prefeitura realizam mapeamento de áreas de risco

    Acompanhado de um geólogo e uma geógrafa do Instituto Geológico (IG) e de representantes da Defesa Civil do Estado de São Paulo, o vice-prefeito, secretário de Segurança, Trânsito e Defesa Civil, Campos Júnior, percorreu os bairros mais atingidos pelas chuvas para vistorias as áreas de risco em toda a encosta do Morro Santo Antonio.

    Uma das áreas visitadas foi o bairro do Cantagalo, onde um escorregamento de encosta atingiu o condomínio horizontal Residencial do Bosque.

    Segundo Campos Júnior, as 15 casas do condomínio foram interditadas pela Defesa Civil e as famílias estão sendo retiradas. Ainda no Cantagalo, outras áreas de risco foram detectadas, próximas à encosta do morro.

    “Nosso objetivo é trabalhar agora de forma preventiva, pois sabemos que há previsão de chuvas para o fim de semana. Queremos ter essas áreas mapeadas para evitar que mais famílias sejam atingidas”, explica o secretário.

    Outra ação da Prefeitura nesse momento é negociação de um local apropriado para abrigar temporariamente as 15 famílias (cerca de 60 pessoas) do condomínio interditado no Cantagalo e das três famílias (15 pessoas) que estão alojadas no Centro Esportivo Ubaldo Gonçalves (Cemug).

    O Morro Santo Antônio também continua interditado, principalmente próximo a rampa de paraglider.

    Informação para a Imprensa: (12) 3897-5650
    Marcia de Paula (clamorena@hotmail.com)
    Jornalista

    Fundo Social reforça pedido de mantimentos, produtos de higiene, água e colchões em prol das vitimas das chuvas

    O Fundo Social de Solidariedade de Caraguatatuba concentra o recebimento de doações que são repassadas às vítimas das chuvas que  atingiram a cidade na madrugada da última quarta-feira (15/03).

    As doações estão chegando de vários lugares e instituições de instituições, como o Lions Clube Internacional que disponibilizou US$ 10 mil dólares para ajudar os afetados.

    Um grupo de integrantes do Lions Clube Caraguatatuba Mar (Sérgio Filho – presidente; César Bissetto – vice-presidente; Maria de Fátima Marques – secretária) e a presidente do Lions Clube - Divisão Litoral, Dúlcinéia Arouca Lopes Junior, esteve no Centro Integrado de Atenção a Pessoa com Deficiência e ao Idoso (Ciapi) para acompanhar o recebimento de doações. Lá, eles anunciaram a ajuda e comunicaram o prefeito Aguilar Junior, e a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Samara Frateschi Bastos de Aguilar.

    Pessoas de toda a cidade ainda se unindo, algumas inclusive colocando-se a disposição na prestação de serviços, como é o caso de Luan Silva, montador de móveis da cidade, que se dispõe a atender gratuitamente quem perdeu seus bens. O telefone dele é (12) 98209-9250.

    Outro voluntário é Arnaldo do Lava-Rápido Central, que ofereceu lavagens de sofás, colchões e camas box grátis. Informações pelos telefones (12) 3883-6262 ou 97407-6883,

    As doações continuam sendo aceitas. Neste momento, os itens mais necessários são: mantimentos, colchões, materiais de higiene pessoal, produtos de limpeza, cobertores, calçados, toalhas de banho, escovas de dente e água.
    O material pode ser encaminhado para todas as secretarias municipais, aos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), à Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba (Fundacc), às igrejas católicas e evangélicas, à empresa Bracar, Colégio Adventista, Shopping Serramar, Caraguá Praia Shopping e Lions Club.
    As Prefeituras de Ilhabela e Ubatuba também realizam campanhas para arrecadação de materiais e produtos a serem encaminhados para as famílias atingidas em Caraguatatuba.

    Se o cidadão, empresa ou instituição quiser promover qualquer tipo de doação pode ligar na Secretaria da Pessoa com Deficiência e do Idoso (Sepedi), através do telefone (12) 3886-2030 ou ainda na Secretaria Comunicação Social, através do telefone (12) 3897-5650.

    Distribuição
    Nesta sexta-feira (17/03), das 13h às 17h, haverá distribuição de vestuário, sapato e roupa de cama nos seguintes locais: CRAS Jetuba, CRAS Olaria, CRAS Ponte Seca e o CCTI (Centro de Convivência da Terceira Idade) – Estrela do Mar, no bairro Cidade Jardim.

    No sábado, a distribuição acontece das 9h às 16h. As famílias devem começar a retirar as doações, após passar pelas assistentes sociais que diagnosticam as necessidades emergenciais de cada um.

    Segundo o Fundo Social de Solidariedade tudo é direcionado às famílias que realmente estão mais necessitadas.

    Nos locais onde as pessoas não conseguiram se deslocar, a Prefeitura tem levado diretamente nas casas. No bairro do Cantagalo, no Condomínio Residencial do Bosque, foi encaminhado água, comida e utensílios para retirada da lama.

    A Prefeitura de Caraguatatuba destinou ao local um caminhão levando água e um kit com demais itens. O condomínio encontra-se interditado e as pessoas, aos poucos, estão retirando seus pertences. Uma equipe também foi encaminhada ao local para atendimentos médicos.

    Também foram encaminhadas doações para famílias do bairro que não tinham mantimentos. Moradores do Jetuba também foram assistidos.

    Informação para a Imprensa: (12) 3897-5650
    Claudia Ottini (clautinni@hotmail.com)
    Jornalista

    Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

    Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro