ABI - Associação Brasileira de Imprensa

ABI - Associação Brasileira de Imprensa
Liberdade de Expressão e Ética

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Gêmeos que escaparam na Kiss celebrarão 19 anos em culto


Os gêmeos Emanuel e Guilherme Pastl vão comemorar seus 19 anos no dia 10, durante um culto ecumênico, em Canoas, Região Metropolitana de Porto Alegre. Quando fizeram aniversário, no dia 29 de janeiro, eles estavam na UTI. A festa é organizada por Anaclaci Pastl, mãe dos garotos que se salvaram na Kiss.
Amigos, familiares e pessoas solidárias foram convidados para o culto. "Somos evangélicos, mas temos certeza de que recebemos ajuda espiritual de todas as religiões", diz Anaclaci, que atribui a Deus o fato de os filhos estarem vivos. "Eles foram escolhidos para sair de lá", afirma.
Emanuel, que estuda em Porto Alegre, foi para Santa Maria encontrar Guilherme, aluno de Relações Internacionais da Universidade Federal de Santa Maria, para comemorar o aniversário na Kiss antecipadamente. 

Empresário relata oferta de R$ 500 mil para atacar Chalita


O empresário Milton Leme, ex-diretor de Tecnologia da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), disse ao Estado ter recebido uma oferta de R$ 500 mil para dar respaldo às denúncias do analista de sistemas Roberto Grobman, que acusa o deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP) de ter recebido propina de empresas quando era secretário estadual de Educação.
Segundo Leme, Grobman afirmou que a fonte do dinheiro seria o deputado Walter Feldman (PSDB-SP), então um dos coordenadores da campanha de José Serra à Prefeitura de São Paulo.
Feldman - um dos parlamentares envolvidos na criação da Rede, novo partido de Marina Silva - afirmou que as declarações são absurdas.
Reportagem publicada ontem pelo Estado revelou que Grobman foi levado por um assessor político do comitê do candidato tucano ao Ministério Público para formalizar as denúncias contra Gabriel Chalita.
Leme disse ter recebido a oferta de dinheiro durante a campanha eleitoral do ano passado. Em um primeiro momento, segundo seu relato, Grobman o apresentou a Feldman durante um evento da campanha de Serra. Dias depois, ainda de acordo com Leme, Grobman telefonou e perguntou se R$ 500 mil seriam suficientes para compensar danos relacionados a um processo de improbidade do qual era alvo - o ex-diretor da FDE era suspeito de antecipar irregularmente pagamentos para uma empresa contratada pelo órgão. "Cortei a ligação", disse Leme.
Defesa. Feldman divulgou nota em que confirmou o encontro com Grobman e Leme, mas negou qualquer prática ilícita. "Ao receber a grave denúncia formulada pelo s. Roberto Grobman, fizemos o que cabe a qualquer agente público: encaminhar ao Ministério Público para investigar e não transformá-la em matéria político eleitoral. Se a intenção fosse criar escândalo, teria oportunidade de fazer isso no auge do período eleitoral", afirmou o deputado.
"Para reforçar a extensão e seriedade do problema e o envolvimento de outros atores, o sr. Roberto apresentou o sr. Milton Leme em conversa expedita de cinco minutos, a qual não acrescentou nenhuma informação adicional", acrescentou Feldman.
O ex-diretor da FDE deu entrevista ao Estado no escritório de Alexandre de Moraes, advogado de Chalita e ex-secretário da Justiça do governo Geraldo Alckmin. Leme veio a público depois que Grobman o acusou de coletar dinheiro de empresas para pagar supostas propinas a Chalita. O peemedebista nega ter recebido recursos de empresas. Luiz Carlos Quadrelli, e x-secretário-adjunto da Educação e atual secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, também citado nas denúncias de Grobman. declarou que ele é "um depoente sem a menor credibilidade". 

'Obrigado pela amizade e pelo afeto', diz papa ao se despedir de fiéis em Castelgandolfo


Em seu último dia como chefe da Igreja Católica, após quase oito anos no cargo, o papa Bento XVI se despediu nesta quinta-feira, 28, dos fiéis no palácio de verão da Santa Sé em Castelgandolfo, 30 km ao sul do Vaticano. Da varanda, ele saudou os peregrinos, que lotaram a praça, e reafirmou sua intenção de continuar colaborando com a Igreja. "Obrigado pela amizade e pelo afeto", disse, lembrando que em algumas horas, após 7 anos, 10 meses e 9 dias no posto, não seria mais o líder dos católicos. Nesta sexta-feira, os cardeais começarão a determinar a data do conclave para a escolha de um novo líder, que muitos já apontam que começaria no dia 10. O anúncio oficial deve ser feito apenas no dia 4.
Na manhã desta quinta-feira, Bento XVI participou de uma cerimônia de despedida dos cardeais, realizada na sala Clementina, no Vaticano. Bento XVI foi cumprimentado pelos religiosos e prometeu respeito às orientações do próximo papa."Desde hoje prometo ao futuro papa minha incondicional reverência e obediência", disse o pontífice, no início do ritual conhecido como "beija-mão". O encontro começou às 7h do horário de Brasília na sala Clementina (11h de Roma) e durou cerca de uma hora.
Protocolo. No final desta tarde, o sinal que anunciará que o alemão já não é mais papa será dado quando a Guarda Suíça, que o acompanha, deixar Castelgandolfo. No momento em que Bento XVI deixar o papado, o anel do pescador, usado por ele na mão direita, será destruído, como ocorre quando um pontífice morre.
Praça São Pedro. Nessa quarta-feira, o papa se despediu dos fiéis na Praça São Pedro, no Vaticano, onde tradicionalmente são concedidas as bênçãos aos domingos. Cerca de 150 mil pessoas de diversas partes do mundo compareceram ao local e saudaram o pontífice, que discursou em diversos idiomas - incluindo o português. "Foi um trecho do caminho da Igreja em que houve momentos de alegria e de luz, mas também momentos difíceis", afirmou na sua última aparição como papa na sede da Igreja Católica.

Eliana Calmon recebeu R$ 84 mil para 'alimentação'


Eliana Calmon recebeu R$ 84 mil para 'alimentação'

Cortejada pelo presidente do PSB Eduardo Campos para se candidatar a uma cadeira no Senado ou ao governo da Bahia, a ministra Eliana Calmon, vice-presidente em exercício do Superior Tribunal de Justiça (STJ), recebeu em setembro do ano passado, de uma só vez, R$ 84,8 mil a título de auxílio alimentação. Naquele mês, o contracheque de Eliana bateu em R$ 113.009,50.
Ela ganhou notoriedade em sua gestão na Corregedoria Nacional de Justiça, entre 2010 e 2012, período em que conduziu com rigor inspeções disciplinares nos tribunais, em busca de irregularidades em supercontra-cheques de magistrados.
A ministra denunciou "bandidos de toga" e colecionou desafetos em cortes estaduais com seu estilo combativo. Atribuíam a ela projeto de cunho político eleitoral, o que sempre refutou.
A verba de alimentação, da qual ela se beneficiou, tem respaldo em norma do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que incorpora a vantagem ao subsídio dos magistrados de todo o País. A concessão é prevista na Resolução 133 do CNJ.
Em junho de 2011, o colegiado, sob presidência do ministro Cezar Peluso, aprovou a medida que dispõe sobre a simetria constitucional entre magistratura e Ministério Público e equiparação de vantagens, como o plus de R$ 710 a título de alimentação. O valor cai todo mês na conta da toga. Os juízes não têm de exibir recibos de despesas.
Em setembro, o Tesouro depositou na conta da ex-corregedora o valor acumulado do período retroativo a cinco anos da data da concessão do benefício, ou seja, de 2006 a 2011.
A remuneração regular da ministra, R$ 25.386,97, foi acrescida dos R$ 84,8 mil sob a rubrica "indenizações". Com descontos da previdência e do imposto de renda, ela recebeu R$ 104.760,01.
Benefícios."Efetivamente, recebi em setembro de 2012 acumulado do benefício intitulado auxílio alimentação", disse a ministra do STJ. "O auxílio é automático, sem exigência de recibo de comprovação."
Eliana recebe o auxílio-alimentação - assim como seus colegas da corte -, além de R$ 2.792,56 (sem imposto sobre esse valor) como abono de permanência porque já conta tempo para se aposentar, mas permanece na ativa.
Seu holerite, como o dos outros ministros, é público. Pode ser acessado na página do STJ na internet. Há alguns dias, cópia do contracheque da ministra começou a circular em e-mails de magistrados que ainda não receberam o pagamento acumulado. Alguns intitulam as mensagens com um "Eliana é 100", em alusão aos mais de R$ 100 mil que ela recebeu em um único mês.
Muitos magistrados revelam desconforto com a situação. A resolução do CNJ autorizou o benefício alimentação. Posteriormente, a Associação dos Juízes Federais (Ajufe), que os representa, foi ao Conselho da Justiça Federal (CJF) e pleiteou retroatividade dos cinco anos.
Os magistrados estão recebendo o valor mensal de R$ 710, mas até agora não há previsão para que a verba correspondente àquele período acumulado seja liberada para a toga - nem os juízes federais nem os do Trabalho receberam. Os ministros dos tribunais superiores, exceto os do STF, garantiram sua parte. Os juízes assinalam que estão na expectativa de terem assegurado direito decorrente da simetria reconhecida pelo CNJ.

PMDB-RJ vai a Lula se queixar de candidatura Lindbergh


Em jantar na casa do governador Sérgio Cabral, com a presença do prefeito Eduardo Paes, na noite de quarta-feira (27), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ouviu um rosário de queixas dos peemedebistas ao comportamento do senador petista Lindbergh Farias, pré-candidato a governador. Lula disse que, no tempo certo, vai agir para tentar resolver a crise entre PT e PMDB no Estado. O PMDB-RJ ameaça retirar o apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff caso Lindbergh não desista da candidatura em favor do vice-governador, Luiz Fernando Pezão, pré-candidato do PMDB.
Apesar da irritação de Cabral e de Paes, o clima do jantar foi amistoso, com a concordância de que os três precisam se preservar diante do cenário de guerra entre petistas e peemedebistas, que se agravou ainda mais nesta quinta. O presidente regional do PMDB, Jorge Picciani, disse que Lindbergh e o presidente nacional do PT, Rui Falcão, têm "atitudes de calhordas" ao afirmarem que o pré-candidato petista não fará oposição a Cabral. O deputado petista Luiz Sérgio reagiu dizendo se tratar de "uma posição de arrogância, de como não se deve fazer política".
A crise PMDB-PT tornou-se aguda a partir dos vídeos protagonizados por Lindbergh Farias que foram ao ar na semana passada. Preparadas pelo marqueteiro João Santana, que cuidou da campanha da reeleição de Lula em 2006 e da eleição de Dilma Rousseff em 2010, as peças publicitárias chegaram a Cabral antes da sua exibição na televisão - vazadas por petistas. Irritado com o tom dos anúncios - seu mote era o de que o melhor momento do Rio ainda virá, com um eventual governo petista - Cabral aproveitou um encontro administrativo com a presidente, em Brasília, um dia antes de as peças irem ao ar, para reclamar. A própria presidente, contudo, já conhecia os anúncios: eles tinham sido exibidos por Santana.
"Dizer que não governamos para os pobres é coisa de calhorda. O Lindbergh é que precisa explicar o governo dele em Nova Iguaçu, precisa ter vergonha na cara", disse Picciani, criticando os dois mandatos de Lindbergh na prefeitura da cidade da Baixada Fluminense. "Qualquer político precisa apresentar os problemas que existem e têm que ser resolvidos. Quem depende de ônibus e trem no Rio de Janeiro está em situação muito ruim", rebateu Luiz Sérgio.
Picciani insiste que a posição do PMDB de cobrar a desistência de Lindbergh e rejeitar palanque duplo para a reeleição de Dilma Rousseff no Rio é "inarredável". "Lula, Cabral e Eduardo Paes continuarão a ter uma ótima relação, mas a briga no andar de baixo vai continuar", diz o dirigente peemedebista. Lindbergh começa nesta sexta (1) por Japeri, na Baixada Fluminense, uma versão estadual das caravanas da cidadania lideradas por Lula nos anos 1990. O petista prometer percorrer os 92 municípios fluminenses.

Supremo expedirá ordens de prisão para condenados no mensalão em julho Joaquim Barbosa afirmou que penas foram 'baixíssimas' diante do desvio de R$ 100 mi de verbas públicas


Supremo expedirá ordens de prisão para condenados no mensalão em julho

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, afirmou nesta quinta-feira, 28, que até 1º de julho deverão ser executadas as condenações do processo do mensalão que incluem prisões de 22 réus, entre os quais o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e o ex-presidente do PT e deputado federal José Genoino.
"As ordens de prisão devem ser expedidas antes desta data", disse Barbosa durante uma entrevista coletiva concedida a jornalistas que trabalham para veículos de imprensa estrangeiros. No entanto, o ministro, que também é o relator do caso, disse que será necessário cumprir as últimas etapas do processo.
Tomada em dezembro após 4 meses e meio de julgamento, a decisão do STF ainda não foi publicada. Após a publicação oficial, será aberto um prazo de 5 dias para que os réus recorram. Depois disso, o plenário terá de julgar os recursos. Não há previsão de quando isso ocorrerá, apesar de o presidente ter dito nesta quinta que tudo deverá estar resolvido até 1º de julho.
As penas aplicadas pelo STF aos 25 condenados no processo do mensalão variam de 2 a 40 anos de prisão. O réu condenado à pena maior é o publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza. Mas também foram considerados culpados o deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP) e o ex-tesoureiro petista Delúbio Soares.
Na entrevista concedida aos jornalistas, Joaquim Barbosa disse que diante do desvio de R$ 100 milhões de verbas públicas as penas foram "baixíssimas". O ministro reconheceu que nenhuma das penas deverá ser cumprida na sua totalidade porque há diversos recursos judiciais que podem ser usados para reduzir o tempo de permanência dos réus na prisão.

Obrigado leitores e seguidores


Na terça-feira, dia 05 de fevereiro de 2013, as 11:26horas o Blog do Guilherme Araújo alcançou a marca de mais de 672.619 de acessos diário.

O Blog do Guilherme Araújo não poderia deixar de registrar esse momento tão importante. Foram através de muitas horas de dedicação em busca dos mais variados assuntos para manter nossos leitores e seguidores informados que alcançamos essa marca tão expressiva nesses 4 anos de existência. 

Chegamos lá! Alcançamos a marca de 672.619 de acessos diários, mas longe de aviltar, temos novos desafios, novas metas a serem alcançadas, e se Deus nos permitir queremos chegar a marca de alguns milhões de acessos. 

Aproveitamos esse momento para agradecer aos internautas que nos acompanham e renovar nosso compromisso de estar diariamente informando e entretendo nossos leitores e seguidores. 

Atenciosamente, 

Guilherme Araújo
Consultor de negócios e políticas

UPA ?


Esta guerra política entre a Santa Casa de Misericórdia de Caraguatatuba e a prefeitura de Caraguatatuba parece não ter fim e quem vai pagar e sofrer é o povo... Políticos e gestores saúde não podem ser negociados com o sofrimento do povo.... Onde estão os vereadores e a comissão de saúde de Caraguatatuba que não fala nada... Parece que todos os vereadores estão omissos nesta situação...

O Consultor de negócios e políticas Guilherme Araújo acabou de entrar em contato com a assessoria de comunicação da UPA de Caraguatatuba através de ligação para solicitar esclarecimentos como será a nova proposta de atendimento da UPA tendo em vista que hoje pela manhã a Santa Casa de Misericórdia de Caraguatatuba fechou para alguns atendimentos emergenciais e restando para a UPA de Caraguatatuba todos os atendimentos. O Consultor de negócios e políticas Guilherme Araújo ouviu da assessora de imprensa da UPA Sra. Talita que enviou uma nota para a secretaria municipal de comunicação para que seja divulgada aos meios de comunicação...
Seria mas fácil que esta nota de esclarecimento fosse divulgada direto aos meios de comunicação, se a assessoria de comunicação não pode da uma nota, tudo o que é perguntado ela diz que é para procurar a secretaria municipal de comunicação... Agora eu pergunto ao secretario de saúde, prefeito e vereadores: Porque ter uma funcionaria na função de assessora de imprensa nesta UPA recebendo do dinheiro publico para responder que tudo é na secretaria de comunicação? Seria melhor secretaria municipal de comunicação fazer esta parte, o custo seria menor e com mais resultados.

Sra. Talita eu quero te fazer uma pergunta, os auditores da secretaria de saúde estão no hospital?

Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro