A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Dilma não sinalizou incorporação de pastas, diz Crivella O ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella (PRB), disse nesta segunda-feira que a presidente Dilma Rousseff...

O ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella (PRB), disse nesta segunda-feira que a presidente Dilma Rousseff não sinalizou que pretende incorporar a sua pasta à da Agricultura. Desde que explodiram as manifestações em todo o País, ressurgiram dentro do Palácio do Planalto os boatos de que a presidente poderia fazer um novo desenho de ministérios, reduzindo o número de pastas - atualmente, são 39.
Desde que assumiu a Presidência da República, Dilma criou dois ministérios: a Secretaria de Aviação Civil e a Secretaria da Micro e Pequena Empresa, ambas com status de ministério.
Questionado sobre a possibilidade de a Pesca ser incorporada à Agricultura, Crivella respondeu: "Deixar de ser ministro significa voltar a ocupar o honroso cargo de senador da República pelo qual merecidamente fui eleito pelo generoso e bravo povo do Estado do Rio de Janeiro. Voltarei ao Senado no dia seguinte. Agora, a presidenta Dilma, em nenhum momento de todos esses momentos difíceis que temos passado em nosso governo, deixou passar de que isso ocorreria".
Para o ministro, o potencial do Brasil é "tão grande para a produção de peixes", que os brasileiros não deveriam abrir mão de uma pasta exclusivamente para esse tema.
"Nós brasileiros não deveríamos abrir mão de ter um ministério exclusivamente para que o Brasil esteja a altura dos grandes recursos naturais que Deus lhe deu. É o primeiro país em água doce do mundo e um dos menores em produção de pescado. E precisamos também atender a 1,7 milhão de pescadores cujas condições sociais não são das melhores. Tem de ter políticas públicas exclusivas para essa gente sofrida e valente", disse o ministro, que acompanhou audiência da presidente Dilma com lideranças evangélicas.

Dilma ora com evangélicos 'pelo país' Entre os presentes estava o casal Hernandes, condenado em 2008 por tentar entrar ilegalmente nos EUA com dólares não declarados

Duas semanas e meia após ser criticada pelo deputado Marco Feliciano (PSC-SP) e pelo pastor Silas Malafaia por receber representantes do movimento LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis) no Planalto, a presidente Dilma Rousseff recebeu 18 lideranças evangélicas, nesta segunda-feira, 15. E, junto com eles, orou pelo momento delicado por que passa o País.
Entre os presentes estava a bispa Sônia Hernandes, que em 2008 foi condenada a cinco meses de prisão em regime fechado e cinco em regime domiciliar, junto com o marido, bispo Estevam Hernandes. Eles foram acusados de tentar entrar ilegalmente nos EUA com dólares não declarados.
"A gente orou por ela. É um momento de muita pressão que o Brasil está vivendo, de tantas manifestações, e a gente sabe que é uma carga muito pesada que ela está levando, é um ser humano como qualquer outro, a gente veio estender o ombro pra que ela se sinta mais amparada, refugiada", disse a cantora gospel Damares Alves de Oliveira, que participou da audiência com Dilma e o ministro da Pesca, Marcelo Crivella.
"Temos de orar pelas autoridades, orando para que haja mudança, haja um novo tempo, que aquilo que está errado venha a ser consertado, que não existam mensalões, roubalheiras", afirmou Damares. A cantora Mara Maravilha também esteve presente.
Segundo Crivella, não foi apresentada à presidente nenhuma pauta de reivindicações. "É dever da presidente governar para todos. Mas a questão da agenda, todos hão de convir, que é difícil atender a todos e estabelecer prioridades para todos", disse o ministro, ao ser questionado se a audiência era uma resposta às críticas de Feliciano e Malafaia.
Dilma ainda ouviu Damares cantar um de seus hits, cuja letra diz: "Deus vai te levantar das cinzas e do pó".

Entrevista Prefeito Antonio Carlos - Intervenção Hospital

https://soundcloud.com/antonio-carlos-45/entrevacinterhospital

Minha opinião sobre a redução da maioridade penal no Brasil repercutiu ontem em jornais de todo o país. As reportagens ouviram juristas e especialistas da área neste tema que tem pautado as discussões recentes. Vejam nos links abaixo.












Entre outros.

Quem puder, curta e compartilhe.

Utilidade publica: Serviço será feito nesta quarta-feira (17), e beneficiará 15 bairros da região norte

A Sabesp realizará nesta quarta-feira (17) serviços de limpeza e desinfecção do reservatório de água tratada da Estação de Tratamento de Água (ETA) Massaguaçu, na região norte de Caraguatatuba.
Para a execução dos trabalhos será necessário interromper o abastecimento das 21h do dia 17 de julho às 3h da madrugada do dia 18 de julho, afetando os bairros Massaguaçu, Verde Mar, Cocanha, Garden Mar, Sertão dos Tourinhos, Jardim do Sol, Jardim Maristela, Patrimônio, Morada do Mar, Jetuba, Fazendinha, Capricórnio I, II e III e Jardim Santa Rosa.  normalização se dará de forma gradativa após a conclusão dos trabalhos.
Neste período, a Sabesp recomenda o uso racional da água armazenada em caixas d’água das residências.
Quaisquer dúvidas devem ser comunicadas à Central de Atendimento, que atende pelo telefone 0800 055 0195, 24 horas (ligação gratuita). A ETA Massaguaçu é abastecida pelos rios Tourinhos e Mococa e sua capacidade de reservação é de 1,5 milhão de litros de água.

Por: Litoral Diário

Mudança na diretoria da ONG Olho Vivo

Após anos de muita luta, conquista chegou à informação que a ONG olho vivo será representada por outro grupo e o Dr. João Lúcio que é o seu fundador passou a bola. Espero que esta nova diretoria possa dá continuidade à mesma linha de atuação e tenha responsabilidade em suas ações, e que tenham conhecimento do significado da palavra 0ng / terceiro setor. É uma pena que os nomes da nova diretoria não pode ser divulgado para que todos nos possamos saber quem serão os representantes desta nova diretoria.