A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

domingo, 11 de novembro de 2012

Jotta A - O Teu Chamar (legendado)

JOTTA A. - PERTO QUERO ESTAR . Cantando no Congresso da UMADC 2011. (Par...

Jotta A - Clipe oficial Estou Contigo (COMPLETO)

Jotta A Agnus Dei ♫ Hallelujah ♪ ♫

Sonda me, Usa me Jotta A Programa Raul Gil

O Extraordinário - Jotta A. no Programa Raul Gil

Thalles Roberto e Jotta A Deus da minha vida Programa Raul Gil

CD Na Casa dos Profetas - Música Graça - Trazendo a Arca

Quer vitoria? Mattos nascimento

mattos nascimento- quando jesus estendeu a sua mao

Mattos Nascimento Ao Vivo Salmo 46

Vivo só pra Deus

Mattos Nascimento Ao Vivo Filho Pródigo

Xandy e Mattos Nascimento - Sou Feliz

Mattos Nascimento Ao Vivo Filho Pródigo

Marcelo Nascimento X Mattos Nascimento - Um Milagre Em Jericó - Exclusiva

Mattos Nascimento e André Valadão O Sonho de José

Wilian Nascimento - Agir De Deus - Clipe Oficial Mk - (Exclusiva)

Wilian Nascimento - Agir De Deus - Clipe Oficial Mk - (Exclusiva)

DVD Ao Vivo Mattos Nascimento e Rose Nascimento Livre

Música Gospel Aline Barros - Sonda-me, Usa-me (Ao Vivo)

Gardenia, minha amiga vc vai assim pra onde muéeeeeeeeeeeee

Réu do caso Bruno, Bola é absolvido de acusação de morte de ex-carcereiro em Minas Gerais

Com advogados, Bola (de vermelho) comemora sua absolvição da acusação da morte de ex-carcereiro


O ex-policial Marcos Aparecidos dos Santos, o Bola, foi absolvido por quatro votos a dois nesta quarta-feira (7) da acusação da morte do ex-carcereiro Rogério Martins Novelo, em 2000, ocorrido na cidade de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.
Bola será beneficiado por um alvará de soltura, mas permanecerá preso por conta de mandado de prisão no caso da morte de Eliza Samudio, ex-amante desaparecida do goleiro Bruno, no qual ele é acusado de participação.
A sentença foi lida no salão do 1º Tribunal do Júri em Contagem pela juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues. O julgamento durou três dias. A defesa do ex-policial comemorou a decisão e afirmou ela poderá influenciar no julgamento sobre o caso Eliza Samudio.Bola foi reconduzido para a penitenciária Professor Jason Soares Albergaria, localizada na cidade de São Joaquim de Bicas, também na região metropolitana de Belo Horizonte.
Pelo sumiço da ex-modelo, Bola e o jogador, além de mais três réus, serão levados júri popular no dia 19 de novembro, no mesmo local, e com a presidência de Marixa Rodrigues.

Filha chora e se diz feliz

Middian Kelly dos Santos, filha de Bola que acompanhava o julgamento, afirmou chorando que a família estava "muito feliz'.
"Estamos muito felizes e nós agradecemos, primeiramente, a Deus, depois aos três advogados que, graças a Deus, levaram o julgamento de maneira correta e com a verdade. Eu acredito que Deus vai continuar nessa batalha que temos que enfrentar", declarou a jovem, que estava acompanhada da mãe e de um irmão.
Zanone Júnior, um dos advogados de Bola, salientou que a decisão tomada hoje foi uma espécie de "descarrego" em favor do cliente.
"Isso aqui, na verdade, foi uma sessão de descarrego. O que os jurados votaram e julgaram aqui é que esse processo foi colocado na conta do Bola. Esse homicídio de 2000 foi colocado nas costas do Bola a forcéps. Os jurados reconheceram essa covardia que foi feita contra ele", afirmou.

Julgamento

Nesta quarta-feira, foram realizados os debates da promotoria e dos advogados de defesa, que apresentaram suas argumentações aos jurados (cinco homens e duas mulheres).
A contagem dos votos foi paralisada assim que a decisão majoritária foi alcançada, não sendo necessária a leitura do último voto do sétimo jurado.
“O que a promotoria quer é que vocês mandem o Marcos Aparecido já condenado para o dia 19. Hoje é o introito, a vida do Marcos Aparecido será decidida a partir de hoje”, disse Zanone Júnior.
Ércio Quaresma, outro advogado de defesa do ex-policial afirmou que não havia provas nos autos da culpa do cliente na morte do ex-carcereiro.

Processo nulo

“Esse processo é absolutamente nulo por infração aos ditames processuais. Estamos aqui a perder tempo”, disse Quaresma, que havia reclamado de indeferimentos feitos pela juíza a pedidos da defesa durante o julgamento. Ele afirmou que entraria com recurso caso o cliente fosse condenado.
Ele questionou a ausência da principal testemunha do caso, a irmã da vítima.
Quaresma ainda  declarou que o atirador seria negro, tinha marcas deixadas por acne e um 1,80m, que seria a descrição feita por uma testemunha e registrado no boletim de ocorrência feito à época do crime pela Polícia Militar mineira.

O advogado disse ter concluído que a polícia e a promotoria não conseguiram explicar a motivação nem quem foi o mandante do crime.
“Condenem por tudo, mas não condenem pelas provas, porque não há provas nos autos [contra o réu]”.

Promotoria

O promotor Henry Wagner Vasconcelos de Castro afirmou que a defesa estava “desapegada” dos autos. Ele disse que, diferentemente do que viam exposto os advogados de defesa, o boletim de ocorrência da Polícia Militar mineira “continha uma série de vícios”, mas que foram sanadas pela perícia da Polícia Civil mineira.
O documento citava uma pessoa morena. E que a perícia da Polícia Civil mineira apontou que o suspeito poderia ter sido reconhecido pela irmã da vítima, na posição em que ela estava.
Segundo o promotor, dois meses depois, o irmão da principal vítima teria dito que ela “irmã viu bem o rosto do acusado”, em depoimento à Justiça e que teria reconhecido Bola após as imagens dele terem surgido na imprensa depois da eclosão do caso Eliza Samudio.
“Ele foi desmascarado a partir da notoriedade que ele ganhou no caso Eliza Samudio”, afirmou o promotor, que declarou em seguida que irá recorrer da decisão tomada hoje.

Buscas por Eliza tiveram de esvaziamento de lagoa a carta com localização 'ditada em sonho'


Sônia de Fátima Moura, mãe de Eliza Samudio, segura envelope de carta que, segundo ela, indicaria o local onde está o corpo da filha
As buscas feitas pela Polícia Civil mineira, ao longo da investigação sobre o sumiço da ex-amante do goleiro Bruno, incluíram, além do sítio que pertencia ao jogador, a checagem de um local indicado por uma pessoa que teria “sonhado” com ele, além da proposta, não levada adiante, de esvaziamento de uma lagoa localizada em Ribeiro das Neves (região metropolitana de Belo Horizonte).
Em julho de 2010, no auge das investigações sobre o paradeiro da moça, bombeiros e policiais civis foram até a Lagoa Suja, na divisa entre as cidades de Contagem e Ribeirão das Neves, com informações feitas por meio de denúncia anônima de que o corpo de Eliza teria sido jogado no local.
Com barcos e cães farejadores, os militares, por dois dias, vasculharam a lagoa e as matas no entorno dela. Em dado momento, o comandante da operação cogitou o esvaziamento da lagoa, que era artificial, na tentativa de acelerar os trabalhos.
No entanto, a ideia não vingou porque o local era particular e haveria a necessidade de um mandado judicial, além de estudos de viabilidade do escoamento da água contaminada da lagoa. Apesar das buscas, o corpo não foi localizado no local.
No mesmo ano, por conta de uma investigação do serviço de inteligência da Polícia Civil mineira, policiais e bombeiros militares fizeram buscas na Lagoa do Nado, localizado dentro de um parque de preservação ambiental, na região da Pampulha, na capital mineira. A busca foi semelhante à feita na Lagoa Suja, porém sem a proposta de esvaziá-la. Nada foi encontrado.

Cães rottweiller

Ainda no curso das investigações daquele ano, a casa do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, foi vasculhada pela polícia, sendo que o local era apontado como o palco da morte da ex-modelo com requintes de filme de terror.
Uma versão apresentada informou que, depois de ser morta por estrangulamento e ter o corpo esquartejado, partes dele teriam sido jogados para cães da raça rottweiler. Os animais foram apreendidos e submetidos a uma perícia, que nada encontrou. Ao menos seis dos animais morreram em um centro de zoonoses, de acordo com depoimento de Bola. 
Paredes do imóvel foram perfuradas, houve a notícia do encontro de uma parede falsa, que não se confirmou. Técnicos do Departamento de Geologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) auxiliaram os trabalhos dos peritos da polícia com um aparelho utilizado em varredura de solos e concretos, semelhante a um aparelho de raio-X.
Além dessa tecnologia, foram utilizados cães farejadores do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. A residência foi alvo de novas buscas, mas desta vez feitas em agosto de 2010 pelo perito George Sanguinetti, contratado pela defesa de Bola.

Obama chora ao agradecer trabalho de voluntários


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, reeleito na terça-feira (6), não conteve as lágrimas ao agradecer um grupo de voluntários por seu trabalho e dedicação na campanha eleitoral.

Em um vídeo disponibilizado no YouTube pela equipe democrata, um emocionado Obama agradece o esforço dos jovens voluntários durante um encontro no centro de operações de sua campanha em Chicago, no Estado americano de Illinois.

"O que vocês, jovens, fizeram significa que o trabalho que estou fazendo é importante. Estou realmente orgulhoso disto, estou realmente orgulhoso de vocês", afirmou o presidente antes de enxugar as lágrimas.

"Tenho total confiança de que farão coisas incríveis em suas vidas", completou Obama à frente de um cartaz com um lema de sua campanha, "Forward!" (Adiante!).

O diretor da campanha de Obama, Jim Messina, explicou em um e-mail que, com suas palavras, o presidente também se dirigia a todos os voluntários que trabalharam juntos para que o democrata conquistasse um novo mandato de quatro anos.

Obama se emociona ao agradecer plateia de voluntários e assistentes de campanha

"Quero o corpo da minha filha", diz mãe de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno, desaparecida em Minas Gerais

Sônia diz que não é o comportamento da filha que deve ser julgado, e sim os acusados de assassiná-la


Sônia de Fátima Moura, mãe de Eliza Samudio, afirmou que pretende acompanhar bem de perto o julgamento do goleiro Bruno Souza e mais quatro réus, marcado para começar no próximo dia 19, no Fórum Doutor Pedro Aleixo, em Contagem (região metropolitana de Belo Horizonte). Ela afirma ter esperança de que algum dos réus, durante o julgamento, revele o paradeiro do corpo da filha.
Eliza era amante do goleiro Bruno quando desapareceu em junho de 2010, em Minas Gerais. Na época, a polícia mineira recebeu denúncias de que Bruno, com mais dois, teriam espancado a ex-amante até a morte. O corpo nunca foi encontrado.
“Eu quero o corpo da minha filha, é um direito meu, de mãe, e é um direito do filho dela saber onde a mãe está enterrada”, afirmou a mulher, referindo-se ao filho que Eliza Samudio teve com o goleiro e que está sob a guarda dela. Atualmente, o menino tem dois anos e oito meses e mora com a avó no Estado de Mato Grosso do Sul.
Sônia disse também não ter tido mais “sossego” desde que o júri popular foi marcado. “Eu não consigo mais dormir nem comer direito desde que fiquei sabendo (da marcação do julgamento). Agora, com a proximidade, piorou ainda mais”, afirmou ela, que foi arrolada pelo Ministério Público (MP) e vai prestar depoimento à Justiça durante o júri popular.As investigações da Polícia Civil mineira apontaram que a moça foi morta na casa do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, em Vespasiano, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte. No entanto, o corpo da jovem até hoje não foi localizado. Bola é apontado como o executor.
“Eu ouvi dizer que um dos advogados, não sei exatamente qual, disse que tentará desqualificar a minha filha, dizendo que ela era maria-chuteira (em alusão a mulheres aficionadas por jogadores de futebol). Mas não era a forma de vida que ela levava que está em julgamento, o que está em julgamento é o crime que eles cometeram contra a vida dela.”

Camarote desaba em show de Milionário e José Rico e faz sete feridos em Curitiba



Um camarote improvisado com mais de 200 pessoas desabou por volta da meia-noite desta sexta-feira (9) numa casa de shows na região sul de Curitiba, minutos antes da apresentação da veterana dupla sertaneja Milionário e José Rico. Sete pessoas tiveram de ser levadas a hospitais com ferimentos e escoriações, mas não correm risco de morte, informou a Polícia Militar.
Camarote improvisado com mais de 200 pessoas desabou nesta sexta-feira (9), em Curitiba
"Eu estava no camarote, com meu filho. Ele saiu para ir ao banheiro, e logo em seguida a estrutura veio abaixo", disse ao o delegado de Homicídios de Curitiba, Rubens Recalcatti, que foi à casa de shows Adelsom Clube Show, no Sítio Cercado, para assistir à dupla sertaneja.
Segundo o delegado, o pisto de madeira, apoiado numa estrutura metálica, cedeu a menos de um metro de onde ele estava. "Umas 20 a 30 pessoas caíram, de uns 3m de altura, em quem estava embaixo", afirmou.
"Desci escalando a estrutura, e o rapaz que tentava controlar a situação me reconheceu, anunciou minha presença e me passou o microfone. Foi cerca de meia hora falando e pedindo calma à multidão, para evitarmos um tumulto que poderia resultar numa tragédia", disse.
Recalcatti informou que equipes da PM e do Corpo de Bombeiros, que foram ao local, pretendiam interditar e evacuar a casa. "Mas, nesse momento, o público já começava a gritar pedindo pelo início do show. Ponderei que, se não houvesse mais risco de desabamento, após os camarotes serem evacuados, o melhor seria que a dupla se apresentasse, pois do contrário poderia haver tumulto."

DUPLA SERTANEJA

  • Milionário e José Rico em gravação de DVD em 2010

"Empurrando"

De acordo com o delegado, a sugestão foi acatada pelos militares, e o show ocorreu. "Havia cerca de 2.000 pessoas na casa de shows. Não diria que estava acima da capacidade, mas estava lotado, lotado mesmo. Para eu sair lá de dentro, para conversar com o pessoal da PM e dos Bombeiros, tive que ir empurrando o pessoal", afirmou.
Segundo a PM, duas mulheres de 41 e 44 anos e um homem de 36 anos foram encaminhados ao Hospital Evangélico, na região oeste de Curitiba. Outras duas mulheres de 60 e 64 anos e um homem de 26 foram levados ao Hospital Cajuru, na zona leste. Outro homem, de 73 anos, seguiu para o Centro de Urgências Médicas do Sítio Cercado, a poucos metros da casa de shows.
A reportagem procurou a assessoria da PM para apurar se a casa será interditada, mas ninguém foi localizado para dar entrevistas até o fechamento deste texto, às 11h30. O UOLtambém procurou a casa de shows, mas ninguém atendeu às ligações.

"Confio na Justiça", diz Rita Lee após audiência de processo movido por PMs em Sergipe

Rita Lee discute com policiais que revistavam a plateia durante seu último show, no Projeto Verão Sergipe 2012, em Aracaju (28/1/12)


A cantora Rita Lee esteve em Aracaju (SE) nesta quinta-feira (8) para depor em audiência no 7º Juizado Especial Cível. A artista responde a um processo por danos morais impetrado por 35 policiais militares que se sentiram ofendidos pela cantora durante um show ocorrido em janeiro deste ano durante o Projeto Verão, na Atalaia Nova, município de Barra dos Coqueiros. Cada militar entrou com uma ação especifica, cobrando uma indenização no valor de R$ 24.880. A decisão deve sair na próxima semana.
Rita Lee chegou ao fórum por volta das 8h, acompanhada pelo marido, o músico Roberto de Carvalho, uma funcionária, e a ex-senadora e vereadora de Maceió (AL) Heloísa Helena (PSOL). Durante cerca de seis horas, eles foram ouvidos pela juíza substituta Andrea Caldas, da Comarca de Nossa Senhora do Socorro. Além deles, um dos policiais militares, representando os demais, também foi ouvido. As testemunhas de defesa confirmaram a versão de que os militares agiram com truculência utilizando-se de cassetetes e provocaram a cantora Rita Lee fazendo gestos de prisão.
No dia 28 de janeiro, durante sua apresentação de despedida na Praia Atalaia Nova, a roqueira criticou a agressividade de policiais – que faziam a segurança do evento – contra alguns fãs que fumavam maconha. "Isso é força brutal. Vocês não têm o direito de usar a força na meninada que não está fazendo nada. Eu sou do tempo da ditadura. Pensam que eu tenho medo? Sou mulher, tive três filhos, tenho uma neta. As pessoas estão esperando eu cantar, não é a gracinha da vocês. Agora venham me prender”, disse Lee no momento. Ela acabou sendo presa ao fim do show por desacato a autoridade.
A defesa de Rita Lee contestou o valor indenizatório, que segundo os advogados causaria “dano inestimável ao patrimônio da mesma”. Inicialmente, foi apresentada uma proposta aos policiais de uma quantia individual de R$ 1,5 mil. Durante a audiência, a defesa da artista também cogitou que os policiais assinassem um documento para formalizar que agiram de maneira truculenta, em compensação, ela assinaria um termo assumindo que se exaltou durante o show. A sugestão foi imediatamente descartada pelos militares.

“É uma discrepância por parte da cantora. Chega a ser indecente e até imoral. Não aceitamos e não aceitaremos”, disse o coronel Adolfo Menezes, que no dia comandava, com o coronel Enilson Aragão, os cerca de 150 policiais militares durante o evento.

“O que houve na verdade é que a Polícia Militar estava fazendo o trabalho ostensivo garantindo a ordem pública e então a cantora Rita Lee se sentiu incomodada com a presença desses policiais militares, que só estavam fazendo o trabalho deles”, disse um dos advogados dos policiais, Plinio Karlo Moraes. Ele revelou ainda que a juíza fez alguns requerimentos, entre eles um vídeo do show que está em posse da Secretaria Estado da Cultura e a lista dos policiais militares que faziam presente no evento. "Eles tiveram a honra manchada, então esperamos que o poder judiciário reconheça o dano moral e arbitre um valor indenizatório”, concluiu o advogado. 

Whitney Houston será nomeada ícone global no EMA da MTV

Whitney Houston se apresenta em festa do Grammy em um hotel de Beverly Hills (12/2/11)

A cantora Whitney Houston, que morreu em fevereiro deste ano, será homenageada com o prêmio Ícone Global no European Music Awards da MTV no evento que acontece domingo (11) em Frankfurt, na Alemanha.

“Quando escolhemos os ícones globais, procuramos um artista que tenha uma carreira substancial e por um longo período, pelo menos por uma década, e escolhemos Whitney Houston pelos motivos óbvios”, disse Richard Godfrey, produtor executivo do EMA 2012.

“Ela tem uma das melhores vozes de todos os temos e teve uma influencia imensa na música e sobre outros artistas. Todos nós sabemos que sua música continua viva”, finalizou.

Houston será apenas a terceira a receber o título de ícone global do EMA. Os outros dois ganhadores são as bandas Queen e Bon Jovi.

O show deste ano terá apresentação da modelo Heidi Klum, e performances de Alicia Keys, Taylor Swift, Muse, The Killers e o cantor coreano Psy. A cantora Rihanna lidera o número de indicações com seis, incluindo o de melhor canção por “We Found Love”.

"Eu sei como é caro comprar ingressos do meu show", diz Lady Gaga em apresentação no RJ


A forte chuva que caiu no Rio de Janeiro nesta sexta-feira (9) não foi capaz de diminuir a empolgação dos quase 30 mil fãs de Lady Gaga que ocuparam o Parque dos Atletas, zona oeste da cidade, para o primeiro show que a cantora norte-americana fez no país. A turnê "Born This Way Ball" passará ainda por São Paulo e Porto Alegre.
Comunicativa, Gaga agradeceu a presença do público e admitiu que os ingressos - que chegaram a custar R$ 750 - foram caros. "Sei como é caro comprar ingressos do meu show. Vocês precisaram trabalhar muito, né? Obrigado pela presença de cada um de vocês", disse ela que chegou a cometer deslizes em sua tentativa de soar "carioca". "Eu não falo brasileiro, me desculpem", prosseguiu.
A espécie de ópera pop estrelada por Gaga começou às 22h25 e durou pouco mais de duas horas. Vestida de preto e montada em um cavalo cenográfico, ela apresentou a faixa "Highway Unicorn (Road to Love)", na sequência veio "Government Hooker". O cenário, um enorme castelo, era ocupado pela banda que acompanhou a cantora.
Em seguida, Gaga surgiu no palco para o que seria o seu "nascimento". A artista saiu de uma enorme vagina para delírio da plateia que em coro cantou "Born This Way". Sem se preocupar com a chuva, ela dançou na passarela externa ao palco. Com alguns quilinhos a mais era possível perceber que a rápida coreografia deixou Gaga ofegante.
Lady Gaga se apresenta no Rio de Janeiro (9/11/12)