A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Sobrevivente de desabamento de prédios no Rio agradece a Deus

Testemunhas e sobreviventes relataram momentos de desespero após o desabamento de três prédios na noite desta quarta-feira (25) no Centro do Rio de Janeiro e agradecem a Deus por livramento.

O acidente ocorreu por volta das 20h30. Um prédio de 20 andares, outro de 10 e um imóvel de quatro pavimentos ficaram em ruínas. No momento do desabamento, quem estava no quarteirão relata ter visto muita poeira após um tremor.

Entre os relatos de testemunhas e sobrevivente tem o do Alexandro que não sofreu nenhum ferimento. “Eu estava no térreo. Aí comecei peguei um material para subir para o nono. Quando a porta se abriu, eu vi o prédio se esfacelando. Aí voltei para o elevador de novo, quando voltei, ele despencou, de porta aberta. Aí parou entre o 4º e 3º andar estacionado. Aí caiu o reboco por cima e danificou um pouquinho. Graças a Deus que comigo não aconteceu nada. A sorte é que estava com aparelho de celular no bolso. Daí liguei pro meu compadre que tava do lado de fora no térreo, daí que aconteceu tudo. Ele falou: fica calmo que o bombeiro vai chegar, vai te pegar”, conta.

Outra sobrevivente diz “Graças a Deus em mim só foi este pó, que já tirei e nunca vi nada igual”

RELACIONAMENTOS (Arnaldo Jabor)

Sempre acho que namoro, casamento, romance tem c...omeço, meio e fim. Como tudo na vida.
Detesto quando escuto aquela conversa:
- 'Ah,terminei o namoro...
- 'Nossa,quanto tempo?'
... - 'Cinco anos... Mas não deu certo...acabou'
- É não deu...?
Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou.
E o bom da vida é que você pode ter vários amores.
Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam.
Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?
E não temos esta coisa completa.
Às vezes ele é fiel, mas não é bom de cama.
Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.
Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador.
Às vezes ela é malhada, mas não é sensível.
Tudo nós não temos.
Perceba qual o aspecto que é mais importante e invista nele.
Pele é um bicho traiçoeiro.
Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico; que é uma delícia.
E as vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...
Acho que o beijo é importante...e se o beijo bate... se joga... se não bate...mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta.
Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra.
O outro tem o direito de não te querer.
Não lute, não ligue, não dê pití.
Se a pessoa tá com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não.
Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta.
Nada de drama.
Que graça tem alguém do seu lado sob chantagem, gravidez, dinheiro, recessão de família?
O legal é alguém que está com você por você.
E vice versa.
Não fique com alguém por dó também.
Ou por medo da solidão.
Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado.
E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.
Tem gente que pula de um romance para o outro.
Que medo é este de se ver só, na sua própria compania?
Gostar dói.
Você muitas vezes vai ter raiva, ciúmes, ódio, frustração. Faz parte.
Você namora um outro ser, um outro mundo e um outro universo
E nem sempre as coisas saem como você quer...
A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.
Se alguém vier com este papo, corra, afinal, você não é terapeuta.
Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.
Na vida e no amor, não temos garantias.
E nem todo sexo bom é para namorar
Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar.
Nem todo beijo é para romancear.
Nem todo sexo bom é para descartar. Ou se apaixonar. Ou se culpar.
Enfim...quem disse que ser adulto é fácil?
FATO !

A Edificação Da Torre Parábola A edificação da torre na Bíblia

Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se senta primeiro a calcular as despesas, para ver se tem com que a acabar? Para não acontecer que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a zombar dele, dizendo: Este homem começou a edificar e não pode acabar.
Lucas 14:28-30

A Escolha Dos Convidados Parábola A escolha dos convidados na Bíblia

Disse também ao que o havia convidado: Quando deres um jantar, ou uma ceia, não convides teus amigos, nem teus irmãos, nem teus parentes, nem os vizinhos ricos, para que não suceda que também eles te tornem a convidar, e te seja isso retribuído. Mas quando deres um banquete, convida os pobres, os aleijados, os mancos e os cegos; e serás bem-aventurado; porque eles não têm com que te retribuir; pois retribuído te será na ressurreição dos justos.
Lucas 14:12-14

O Administrador Infiel Parábola O administrador infiel na Bíblia

Dizia Jesus também aos seus discípulos: Havia certo homem rico, que tinha um mordomo; e este foi acusado perante ele de estar dissipando os seus bens. Chamou-o, então, e lhe disse: Que é isso que ouço dizer de ti? Presta contas da tua mordomia; porque já não podes mais ser meu mordomo. Disse, pois, o mordomo consigo: Que hei de fazer, já que o meu senhor me tira a mordomia? Para cavar, não tenho forças; de mendigar, tenho vergonha. Agora sei o que vou fazer, para que, quando for desapossado da mordomia, me recebam em suas casas. E chamando a si cada um dos devedores do seu senhor, perguntou ao primeiro: Quanto deves ao meu senhor? Respondeu ele: Cem cados de azeite. Disse-lhe então: Toma a tua conta, senta-te depressa e escreve cinquenta. Perguntou depois a outro: E tu, quanto deves? Respondeu ele: Cem coros de trigo. E disse-lhe: Toma a tua conta e escreve oitenta. E louvou aquele senhor ao injusto mordomo por haver procedido com sagacidade; porque os filhos deste mundo são mais sagazes para com a sua geração do que os filhos da luz.
Lucas 16:1-8

Profetas falsos (episódio bíblico)

Todas as passagens da Bíblia sobre o episódio "Profetas falsos".

Miquéias 2

6 Não profetizeis; assim profetizam eles, - não se deve profetizar tais coisas; não nos alcançará o opróbrio.
7 Acaso dir-se-á isso, ó casa de Jacó: tem-se restringido o Espírito do Senhor? são estas as suas obras? e não é assim que fazem bem as minhas palavras ao que anda retamente?
8 Mas há pouco se levantou o meu povo como um inimigo; de sobre a vestidura arrancais o manto aos que passam seguros, como homens contrários à guerra.
9 As mulheres do meu povo, vós as lançais das suas casas agradáveis; dos seus filhinhos tirais para sempre a minha glória.
10 Levantai-vos, e ide-vos, pois este não é lugar de descanso; por causa da imundícia que traz destruição, sim, destruição enorme.
11 Se algum homem, andando em espírito de falsidade, mentir, dizendo: Eu te profetizarei acerca do vinho e da bebida forte; será esse tal o profeta deste povo.

Profecias falsas e profetas falsos (episódio bíblico)

Todas as passagens da Bíblia sobre o episódio "Profecias falsas e profetas falsos".

Jeremias 23

33 Quando pois te perguntar este povo, ou um profeta, ou um sacerdote, dizendo: Qual é a profecia do Senhor? Então lhes dirás: Qual a profecia! que eu vos arrojarei, diz o Senhor.
34 E, quanto ao profeta, e ao sacerdote, e ao povo, que disser: A profecia do Senhor; eu castigarei aquele homem e a sua casa.
35 Assim direis, cada um ao seu próximo, e cada um ao seu irmão: Que respondeu o Senhor? e: Que falou o Senhor?
36 Mas nunca mais fareis menção da profecia do Senhor, porque a cada um lhe servirá de profecia a sua própria palavra; pois torceis as palavras do Deus vivo, do Senhor dos exércitos, o nosso Deus.
37 Assim dirás ao profeta: Que te respondeu o Senhor? e: Que falou o Senhor?
38 Se, porém, disserdes: A profecia do Senhor; assim diz o Senhor: Porque dizeis esta palavra: A profecia do Senhor, quando eu mandei dizer-vos: Não direis: A profecia do Senhor;
39 por isso, eis que certamente eu vos levantarei, e vos lançarei fora da minha presença, a vós e a cidade que vos dei a vós e a vossos pais;
40 e porei sobre vós perpétuo opróbrio, e eterna vergonha, que não será esquecida.

Os 10 Mandamentos

A lei de Deus contém 10 (dez) mandamentos, presentes na Bíblia no Livro do Êxodo 20:1.
  1. Não terás outros deuses diante de mim.
  2. Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR, teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a maldade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem.
  3. Não tomarás o nome do SENHOR, teu Deus, em vão.
  4. Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
  5. Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR, teu Deus, te dá.
  6. Não matarás.
  7. Não adulterarás.
  8. Não furtarás.
  9. Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.
  10. Não cobiçarás a casa do teu próximo; não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.

O perigo de rejeitar a sabedoria

20 A suprema sabedoria altissonantemente clama nas ruas; nas praças levanta a sua voz.
21 Do alto dos muros clama; às entradas das portas e na cidade profere as suas palavras:
22 Até quando, ó estúpidos, amareis a estupidez? e até quando se deleitarão no escárnio os escarnecedores, e odiarão os insensatos o conhecimento?
23 Convertei-vos pela minha repreensão; eis que derramarei sobre vós o meu; espírito e vos farei saber as minhas palavras.
24 Mas, porque clamei, e vós recusastes; porque estendi a minha mão, e nao houve quem desse atenção;
25 antes desprezastes todo o meu conselho, e não fizestes caso da minha repreensão;
26 também eu me rirei no dia da vossa calamidade; zombarei, quando sobrevier o vosso terror,
27 quando o terror vos sobrevier como tempestade, e a vossa calamidade passar como redemoinho, e quando vos sobrevierem aperto e angústia.
28 Então a mim clamarão, mas eu não responderei; diligentemente me buscarão, mas não me acharão.
29 Porquanto aborreceram o conhecimento, e não preferiram o temor do Senhor;
30 não quiseram o meu conselho e desprezaram toda a minha repreensão;
31 portanto comerão do fruto do seu caminho e se fartarão dos seus próprios conselhos.
32 Porque o desvio dos néscios os matará, e a prosperidade dos loucos os destruirá.
33 Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará tranqüilo, sem receio do mal.

O perigo de rejeitar a sabedoria

20 A suprema sabedoria altissonantemente clama nas ruas; nas praças levanta a sua voz.
21 Do alto dos muros clama; às entradas das portas e na cidade profere as suas palavras:
22 Até quando, ó estúpidos, amareis a estupidez? e até quando se deleitarão no escárnio os escarnecedores, e odiarão os insensatos o conhecimento?
23 Convertei-vos pela minha repreensão; eis que derramarei sobre vós o meu; espírito e vos farei saber as minhas palavras.
24 Mas, porque clamei, e vós recusastes; porque estendi a minha mão, e nao houve quem desse atenção;
25 antes desprezastes todo o meu conselho, e não fizestes caso da minha repreensão;
26 também eu me rirei no dia da vossa calamidade; zombarei, quando sobrevier o vosso terror,
27 quando o terror vos sobrevier como tempestade, e a vossa calamidade passar como redemoinho, e quando vos sobrevierem aperto e angústia.
28 Então a mim clamarão, mas eu não responderei; diligentemente me buscarão, mas não me acharão.
29 Porquanto aborreceram o conhecimento, e não preferiram o temor do Senhor;
30 não quiseram o meu conselho e desprezaram toda a minha repreensão;
31 portanto comerão do fruto do seu caminho e se fartarão dos seus próprios conselhos.
32 Porque o desvio dos néscios os matará, e a prosperidade dos loucos os destruirá.
33 Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará tranqüilo, sem receio do mal.

Propósito e tema

1 Provérbios de Salomão, filho de Davi, rei de Israel:
2 Para se conhecer a sabedoria e a instrução; para se entenderem as palavras de inteligência;
3 para se instruir em sábio procedimento, em retidão, justiça e eqüidade;
4 para se dar aos simples prudência, e aos jovens conhecimento e bom siso.
5 Ouça também, o sábio e cresça em ciência, e o entendido adquira habilidade,
6 para entender provérbios e parábolas, as palavras dos sábios, e seus enigmas.

JOSÉ DO EGITO - Gn 37-50

"Às vezes Deus de fato conduz seus filhos ao sofrimento. Mas isso sempre acontece para que, por meio do sofrimento, ele possa produzir um bem maior" (Lawrence Richards, Comentário Bíblico do Professor)."
A história de José é uma peça fundamental na saga dos patriarcas. Abraão é apresentado na Bíblia como um exemplo de fé. A história de Isaque, seu filho, revela o caráter provedor de Deus. Jacó, neto de Abraão, demonstra como Deus faz suas escolhas, baseado apenas na sua própria misericórdia, e não no mérito humano.
Na história de José, somos conduzidos a um elemento fundamental, através do qual Deus levou adiante as promessas da aliança: a FIDELIDADE. José é um dos maiores exemplos de fidelidade, no Antigo Testamento. Além, é claro, da tão visível fidelidade de Deus.
Visão panorâmica da história de José
José, cujo nome provavelmente significa "que Deus acrescente", era o décimo primeiro filho do patriarca Jacó. Seu nome reflete o papel de sua vida na nação de Israel: ele foi o agente de Deus na preservação e na prosperidade de seu povo no Egito, durante o período de fome na terra de Canaã. Essa prosperidade levou os hebreus à condição de nação, 400 anos mais tarde, no Êxodo. Vejamos um esboço da biografia desse irrepreensível servo de Deus:
  • Gn 30.22-24: José nasceu, quando Jacó, seu pai, ainda trabalhava para Labão, seu sogro. Foi o primeiro filho de Raquel, a mulher a quem Jacó amava. Sua mãe lhe deu esse nome, como expressão do seu desejo de ter outro filho - o que aconteceu no nascimento de Benjamim.

  • Demonstraram extrema capacidade de praticar o perdão.
    Por tudo isso, José é muito mais que um personagem a ser estudado. Ele é um servo de Deus, que deve ser imitado, cujas virtudes devem ser perseguidas por todos os cristãos de hoje.
    Bibliografia: Comentário Bíblico do Professor, Lawrence Richards, Editora Vida; Gênesis: introdução e comentário, Derek Kidner, Edições Vida Nova; Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento, Edições Vida Nova; O Antigo Testamento em Tabelas e Gráficos, John H. Walton, Editora Vida; Quem é quem na Bíblia Sagrada, Paul Gardner, Editora Vida.
    Questões para reflexão:
    1. Em sua opinião, por que é tão difícil demonstrar fidelidade em situações de extrema dificuldade?
    2. De todas as virtudes de José, qual faria mais diferença em sua vida, hoje?
    3. Você concorda que Deus faz o bem, por meio de tragédias e sofrimentos? Você já comprovou isso alguma vez em sua experiência pessoal?
    4. Quais compromissos práticos você acredita que precisa firmar com Deus, diante das lições e das aplicações extraídas desse estudo da vida de José?
  • Gn 37.2,3: José era responsável por ajudar seus irmãos (Gade, Aser, Dã e Naftali) a pastorearem os rebanhos de Jacó, seu pai; além de ser responsável por prestar relatórios do procedimento deles, enquanto trabalhavam.

  • Gn 37.9-11: José contou a seus irmãos e se pai os sonhos que descreviam seu futuro domínio sobre toda a sua família, inclusive sobre Jacó. Isso aumentou o ódio dos seus irmãos contra ele.

  • Gn 37.12-36: Os irmãos de José armaram uma cilada contra ele, prendendo-o, atirando-o em um poço e vendendo o irmão por vinte peças de prata aos ismaelitas (também chamados de midianitas), como se fosse um escravo. Estes, por sua vez, venderam-no a um "oficial do faraó e capitão da guarda" chamado Potifar.

  • Gn 39: A mulher do seu senhor Potifar, depois de inutilmente tentar seduzir José, acusou-o de tentativa de estupro. Essa acusação levou-o à prisão. Agora, além de escravo, José era um prisioneiro - sem direitos e sem liberdade. Contudo, o autor de Gênesis diz: "Mas o Senhor estava com ele e o tratou com bondade" (v. 21).

  • Gn 40: José interpretou os sonhos de dois prisioneiros especiais - o copeiro-chefe e o padeiro-chefe, funcionários importantes do faraó, que estavam presos devido a alguma acusação contra eles. Com a interpretação dos seus sonhos, José previu o veredicto de faraó sobre eles: o copeiro-chefe seria libertado e restaurado à sua antiga posição e o padeiro-chefe seria condenado à morte.

  • Gn 41.1-36: Dois anos depois o faraó teve dois sonhos, que o deixaram extremamente perturbado. O copeiro-chefe lembrou-se da habilidade de José para interpretar sonhos. Este, por sua vez, decifrou os sonhos do faraó e foi nomeado governador do Egito.

  • Gn 41.37-57: O governo de José foi um sucesso. Durante os sete anos de fartura no Egito, José arrecadou impostos e armazenou mantimentos mais que suficientes para abastecer todo o país durante os próximos sete anos de seca. Quando a fome já havia se espalhado por toda a terra, vinha gente de todas as regiões ao Egito, para comprar trigo de José (vv. 56,57).

  • Gn 42-44: Os irmãos de José desceram ao Egito, em busca de alimentos que pudessem comprar (42.1-3). Antes de revelar sua real identidade aos seus irmãos, José articulou uma série de situações para testar o caráter deles.

  • Gn 45: José revelou a verdade aos seus irmãos, perdoou-os e mandou que eles buscassem Jacó, seu pai, para fugirem da fome que afligia Canaã e viverem como hóspedes especiais do faraó, em uma região fértil do Egito, chamada Gósen.

  • Gn 46-50: Os descendentes de Israel passaram a viver no Egito, onde ficariam pelos próximos 400 anos e se multiplicariam - de uma família de cerca de 70 pessoas, se transformariam numa nação com mais de um milhão de pessoas.

  • Gn 48: Antes de morrer, Jacó adotou os dois filhos de José (Manassés e Efraim), tornando-os participantes da herança dos seus próprios filhos. Essa bênção, que tinha o poder de um testamento profético, transformou-os em patriarcas de duas tribos, das doze de Israel (v. 5) - o que, por sua vez, conferiu a José a bênção dobrada da primogenitura, um direito natural do seu irmão mais velho, Rúben.

  • Gn 50.22-26: José morreu no Egito, depois de passar mais de noventa anos da sua vida longe da terra prometida. Contudo, ele jamais abriu mão da certeza de que Deus um dia, finalmente, cumpriria a promessa de entregar Canaã nas mãos dos seus irmãos, os herdeiros naturais da aliança que Deus fizera com Abraão (vv. 24,25). Esta é, sem dúvida nenhuma, uma das mais belas histórias do Antigo Testamento, por inúmeras razões. Primeiro, porque José foi quem abriu o caminho para que Israel fosse morar no Egito, onde se transformou em uma poderosa nação. Segundo, porque o personagem de José é um tipo que prefigura o caráter e a história de Jesus, o Salvador. E terceiro, porque José se constitui um exemplo de fidelidade inigualável em todo o Antigo Testamento.
    Lições sobre a vida de José
    A história de José é muito mais que o simples retrato de um homem de grande caráter e de fé admirável. É também um marco decisivo na história do povo escolhido de Deus e um modelo de conduta para todos quantos desejam sinceramente ser fiéis ao Senhor.
    1. Deus faz o bem, por meio de tragédias e sofrimentos.

  • A verdade de Rm 8.28 é facilmente comprovada pelo estudo da vida de José. Inúmeras coisas ruins que aconteceram a ele, foram transformadas em coisas boas, e revelaram-se como providências divinas, conduzindo Israel pelos caminhos do amor protetor de Deus.

  • Exemplos:
    a) José foi vendido como escravo; Deus o abençoou e ele foi promovido a um cargo de confiança, na casa de um importante oficial do faraó e capitão da guarda.
    b) José foi falsamente acusado de estupro; Deus o abençoou e ele conheceu pessoas muito influentes na prisão.
    c) O Egito foi afligido por sete anos de seca; Deus utilizou esse tempo para confirmar a habilidade que José tinha para lidar com dificuldades.

  • Estes são apenas alguns dos exemplos da providência divina, realizando seus propósitos, por meio de situações de extrema dificuldade. Existem outros inúmeros exemplos bíblicos que comprovam esse método de Deus de converter o mal em bem (Gn 50.20). 2. O coração do homem é provado nas dificuldades que tem de enfrentar.

  • Tiago diz que devemos nos sentir alegres, quando temos de passar por provações, pois estas cumprem o propósito que Deus tem de desenvolver nosso caráter e fazer-nos amadurecer (Tg 1.2-4). Pedro diz que não devemos ficar desapontados, quando somos afligidos por algum sofrimento, pois é justamente por meio do sofrimento que a nossa fé é provada (1Pe 4.12).

  • Todas as situações de dificuldade que sobrevieram a José estavam carregadas de propósitos divinos, como: conduzir o povo de Israel para uma terra onde eles pudessem ser protegidos e preservados; servir de testemunho da soberania de Deus entre aqueles que não faziam parte da aliança feita com Abraão; e salvar os povos de outras regiões, livrando-os de morrer de fome. Mas é evidente que José desconhecia cada um destes propósitos. A única coisa que José sabia era que devia continuar fiel a Deus, qualquer que fosse a sua situação (Gn 39.9). 3. A providência divina inclui até os pecados que os outros cometem contra nós.

  • Por duas vezes, pelo menos, a vida de José foi drasticamente mudada por força do ódio e da mentira de outras pessoas. Primeiro, aos dezessete anos de idade, José foi atacado por seus irmãos e vendido como escravo. Isso marcou radicalmente a sua história. Segundo, por resistir às investidas da "mulher do chefe", José foi preso, acusado de tentativa de estupro. Mais tarde, sabemos que a mão de Deus estava por trás dessas duas conspirações. É evidente que o fato desses pecados contribuírem com a vontade e o propósito de Deus, não isenta da culpa aqueles que os provocaram. No entanto, é motivo suficiente para nos livrar dos sentimentos de mágoa e ódio, que podem, muito facilmente, serem abrigados em nosso coração (Ef 4.31; Hb 12.15).

  • Por duas vezes José reconheceu que essa confiança era uma razão mais que suficiente para que ele perdoasse seus irmãos (Gn 45.8; 50.20). José sabia que as ações protetoras de Deus também visavam preservar a vida daqueles que o traíram (Gn 45.7). Portanto, a sua atitude deveria ser de cooperar com o propósito que Deus tinha de salvar e proteger seus irmãos (Gn 50.21). Estas são apenas algumas, das inúmeras lições que podemos aprender com o estudo da história desse personagem bíblico, cuja biografia ocupa a terça parte do livro de Gênesis. José foi um personagem tão importante e de caráter tão nobre, que a maioria dos estudantes da Bíblia reconhecem em José e em sua missão muitos paralelismos com a vida e a missão de Jesus. Por exemplo:

  • Ambos foram rejeitados por seus irmãos;

  • Ambos foram vendidos por prata, como escravos;

  • Sofreram em países estrangeiros, pelo bem dos que o afligiam;


  • OS CAOS NO ACESSO AO BAIRRO RIO DO OURO

    ATENÇÃO POPULAÇÃO, FIZEMOS VÁRIAS COBRANÇAS PARA QUE FOSSE RESOLVIDO A REPAVIMENTAÇÃO DA RUA FRANCISCO RIBEIRO NO BAIRRO RIO DO OURO, E O PODER EXECUTIVO, NADA FEZ ATÉ O PRESENTE MOMENTO.

    PARECE QUE A ADMINISTRAÇÃO ESQUECEU QUE ESTAMOS EM ANO DE ELEIÇÕES, E ADENTROU O NOVO ANO E NADA DE RESOLVER O PROBLEMA DA RUA FRANCISCO RIBEIRO, É BOM QUE A COMUNIDADE DO BAIRRO RIO DO OURO NÃO ESQUEÇA QUE FIZEMOS VÁRIOS PEDIDOS E NÃO FOMOS ATENDIDOS.
    É UM BAIRRO ONDE SÓ PASSA VEREADORES QUANDO ESTIVER PRÓXIMO DAS ELEIÇÕES, ENQUANTO ISTO O BAIRRO FICA A DEUS DARÁ.
    É UMA VERGONHA PARA UM MUNICÍPIO COM UM ORÇAMENTO DE MAIS DE TREZENTOS MINHÕES, NÃO CONSEGUIR SOLUCIONAR UM PROBLEMA DE UMA RUA.
    SERÁ  QUE A PREFEITURA, PAGA PARA SECRETÁRIOS E SECRETÁRIOS ADJUNTOS NÃO É O SUFICIENTE, PARA TER PROFISSIONAIS COMPETENTES QUE POSSAM RESOLVER ESTE SIMPLES PROBLEMA DA RUA FRANCISCO RIBEIRO.
    SUGERIMOS AO PREFEITO QUE NOVAMENTE PASSE POR LÁ E VEJA O ESTADO DA RUA.
    FICA AÍ MAIS UMA VEZ OS NOSSOS PROTESTOS DE MELHORIAS.
     
    Fonte: José Luis Neves 

    UMA ASSOCIAÇÃO DE CARAGUATATUBA PODERÁ PROMOVER AÇÃO CONTRA PREFEITURA EM FACE DOS BURACOS QUE EXISTEM NAS RUAS DA CIDADE

    Vimos noticiar, que uma Associação de Caraguatatuba, irá promover uma Ação contra Prefeitura Municipal, tendo em vista que as Ruas da Cidade estão totalmente instransitáveis, isto em razão das Ruas estarem emburacadas.
    O Contribuinte pagas os impostos, e quer ver melhorias, fizemos uma entrevista com alguns proprietários de veículos automotores, e fomos informados que os gastos com suspensão e pneus e amortecedores dos veículos que circulam na cidade é tamanho.
    Esta pesquisa nos faz, observar que realmente é só andar pelas Ruas e Avenidas de Caraguatatuba, que só se vê buracos.
     
    Fonte: José Luis Neves

    " MORADORES DE RUA TEM ATENDIMENTO ESPECIALIZADO EM CARAGUATATUBA"

    A Prefeitura Municipal de Caraguatatuba, através da Secretaria de Assistência Social , possui atendimento especializado à POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA. O serviço é realizado pela Equipe Técnica da Casa Transitória, onde está localizada no bairro do Porto Novo, sendo que diariamente são realizadas rondas , por psicologa, assistente social e monitores.
    O serviço oferece a população itinerante o atendimento com passagens para seu município de origem através de triagem, onde homens e mulheres antes de serem embarcados , são conduzidos até a instituição para receberem alimentação, assepcia ( banho) e roupas.
    Em contra partida o próprio municípe, que vive em situação de rua por conta do vício (alcool e drogas) são abordados através das rondas sociais e acolhidos na Casa Transitória por um período máximo de 40 dias, sendo que obtem ajuda para reintegração social e familiar, ou quando necessário encaminhamento a internação ao Centro de Recuperação. Estes moradores de rua no período que encontram-se acolhidos na instituição , os mesmos são encaminhados a tratamento de saúde, psicológico, social e ajuda para ingresso no mercado de trabalho,valorizando assim o ser humano.

    Prefeito Antonio Carlos tem a satisfação em lhe convidar. Dia 10 de fevereiro, sexta-feira, às 10h30, no Jardim Primavera, Caraguá receberá uma nova e revolucionária unidade de atendimento à saúde.‏

    Você, sua família e seus amigos são nossos convidados para a inauguração do “Centro de Especialidades Médicas Odontológicas e de Reabilitação” denominado “Madre Teresa de Calcutá” que acontecerá no dia 10 de fevereiro, sexta-feira às 10h30. Esta importante unidade de atendimento à saúde está localizada na Praça Renato Navarro Magalhães, bairro Jardim Primavera, Caraguatatuba.

    CEM/CEO
    O Centro de Especialidades Médicas, Odontológicas e de Reabilitação ocupa uma área de 2.810,12 m² no bairro Jardim Primavera. Os usuários da saúde de Caraguá terão uma série de atendimentos médicos com equipamentos modernos e de última geração.
    O prédio é adaptado aos portadores de necessidades especiais, tem piscina aquecida e é o primeiro do Litoral Norte a contar com o SIGA, sistema de informatização da saúde. Os consultórios e as outras dependências são interligados. As receitas médicas serão impressas com o objetivo de facilitar o atendimento na hora do paciente ser medicado ou marcar um retorno.
    Serão oferecidos: cirurgia odontológica, raio x, fisioterapia, tratamento de turberculose, dermatologia, oncologia, hanseníase, ginecologia, terapia ocupacional, cardiologia, fonoaudiologia, oftalmologia, geriatria e outros. Um laboratório para realização de diversos exames, ultrassom e mamografia.
    O CEM/CEO possui espaço para estacionamento e ponto de ônibus próximo da unidade para facilitar o acesso da população.
    O Centro de Especialidades Médicas e Odontológicas e de Reabilitação leva o nome de Madre Teresa de Calcutá, Prêmio Nobel da Paz em 1979, devido aos serviços prestados às comunidades carentes e ao atendimento humanizado aos doentes. Ela fundou em 1985, em Nova York, o “Dom de Amor”, a primeira casa para os doentes de AIDS. No final dos anos 80 foram fundadas novas comunidades na África do Sul, Albânia, Cuba e Iraque.
    Endereço
    Praça Renato Navarro Guimarães
    Bairro Jardim Primavera

    Com a pacificação das comunidades os imóveis foram valorizados no RJ Pacificação das comunidades provocou valorização imobiliária no Rio de Janeiro.

    Mais de 20 comunidades cariocas foram pacificadas por meio da instalação de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), um novo modelo de segurança pública estabelecido no Rio de Janeiro. Os principais objetivos das UPPs são aproximar a polícia e a população, fortalecer as políticas sociais nas comunidades e promover a paz em territórios que eram ocupados por traficantes e milicianos.
    “Um dos reflexos da pacificação das favelas foi a valorização de imóveis nos bairros vizinhos”, analisa o advogado imobiliário Carlos Samuel de Oliveira Freitas, diretor de condomínios da PRIMAR Administradora de Bens.
    Jacarepaguá, Copacabana, Ipanema, Tijuca, Botafogo, entre outros foram alguns dos bairros que tiveram seus territórios recuperados pelo poder público.
    Em 2011 o programa foi instalado na Rocinha (São Conrado) e na Mangueira (Maracanã), regiões onde ficavam centros de distribuição de drogas considerados importantes. “Com a redução da violência nas comunidades e consequentemente na sua redondeza, estas localidades voltaram a ter valor para o mercado imobiliário”, afirma.
    As favelas começaram a ser pacificadas no fim de 2008 e com três anos de programa foram muitos avanços.
    Cerca de 18 UPPs foram instaladas nas favelas cariocas– algumas abrangem mais de uma comunidade.
    “As UPPs que foram instaladas até o momento privilegiam bairros da zona sul, onde estão localizados os principais pontos turísticos da cidade e serão realizados os jogos da Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016”, observa.
    A expectativa do governo do Rio de Janeiro é que até 2014 sejam instaladas 40 unidades de polícia pacificadora, que irão cobrir 165 comunidades e beneficiar mais de 1,5 milhão de pessoas. Atualmente 68 favelas fazem parte do programa, afetando mais de 300 mil moradores diretamente e mais de 1 milhão de cariocas que moram nos bairros vizinhos. “As negociações imobiliárias continuam bem aquecidas no Rio e com a continuidade das UPPs espera-se que os índices do mercado imobiliário sejam cada vez melhores”, ressalta Freitas.
    Estimativas apontam que nos últimos três anos, após a implantação deste novo modelo de segurança pública, o preço dos imóveis do Rio teve um aumento relativamente alto. Segundo um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), os aluguéis nas comunidades subiram 6,8% mais que em outras regiões do Rio e a valorização ocorre antes mesmo da instalação das UPPs. “Apenas o anúncio é suficiente para que os preços fiquem mais altos”, enfatiza o especialista, diretor de locações do CRECI e da ABADI, Vice-Presidente da ABAMI.

    Três prédios desabaram no centro do Rio Na noite desta quarta-feira(25) três prédios comerciais desabaram no centro do Rio de Janeiro. Buscas por sobreviventes seque nesta quinta.

    Nesta quarta-feira(25) três prédios comerciais desabaram no centro do Rio de Janeiro por volta das 20h.
    As operações de busca por sobreviventes ainda acontece nesta quinta-feira(26). A prefeitura do RJ pede que a população evite o local para facilitar o trabalho das equipes de resgate, assim como os helicópteros de imprensa, para evitar o barulho na região. Atuam na área equipes da Defesa Civil, Guarda Municipal, Secretaria de Saúde, CET-Rio, Assistência Social, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, que no momento avaliam a ampliação do raio de isolamento.

    Locais interditados

    As ruas Evaristo da Veiga; Almirante Barroso, entre Rio Branco e Senador Dantas, acesso à Avenida Rio Branco pela Avenida Presidente Vargas e Avenida Chile permanece interditado devido a desabamento na Avenida Treze de Maio, no Centro da cidade.
    Segundo a Prefeitura do Rio, cerca de 70 homens da CET-Rio e da Guarda Municipal encontram-se nas ruas orientando o trânsito no entorno do desmoronamento. A CET-Rio também posicionou oito reboques na região e oito painéis móveis em diferentes pontos da cidade. O Centro de Operações está em alerta tomando as medidas necessárias para minimizar o impacto do desabamento e facilitar o trabalho das equipes. O monitoramento é feito por cerca de 50 operadores na Sala de Controle, que utilizam 15 câmeras na região afetada.

    John Lennon Frases Veja frases do famoso cantor John Lennon

    A mulher é o negro do mundo. A mulher é a escrava dos escravos. Se ela tenta ser livre, tu dizes que ela não te ama. Se ela pensa, tu dizes que ela quer ser homem.
    É uma falta de responsabilidade esperarmos que alguém faça as coisas por nós.
    Deus é um conceito pelo qual medimos o nosso sofrimento.
    Pense globalmente e atue localmente.
    Eu quero dinheiro apenas para ser rico.
    O trabalho não justifica a existência. A gente trabalha para existir e vice-versa.
    Amo a liberdade, por isso deixo as coisas que amo livres. Se elas voltarem é porque as conquistei. Se não voltarem é porque nunca as possuí.
    A vida é aquilo que acontece enquanto você está planejando o futuro.
    Quando fizeres algo nobre e belo e ninguém notar,não fique triste. Pois o sol toda manhã faz um lindo espetáculo e no entanto, a maioria da platéia ainda dorme…
    Eu tenho o maior medo desse negócio de ser normal.
    Não se drogue por não ser capaz de suportar sua própria dor. Eu estive em todos os lugares e só me encontrei em mim mesmo.
    Living is easy with eyes closed.
    A ignorância é uma espécie de bênção. Se você não sabe, não existe dor.
    Você pode dizer que sou um sonhador
    Mas eu não sou o único
    Eu espero que algum dia você junte-se a nós
    E o mundo viverá como um só
    Vivemos num mundo onde nos escondemos para fazer amor! Enquanto a violência é praticada em plena luz do dia.
    Eu componho de acordo com as circunstâncias em que estou envolvido, seja de ácido ou na água.
    Um artista nunca pode ser absolutamente ele mesmo em público, pelo simples fato de estar em público. Pelo menos, ele precisa sempre de ter alguma forma de defesa.
    A vida é o que lhe acontece, enquanto você está ocupado fazendo outros planos
    A vida é aquilo que acontece enquanto você faz planos.
    As pessoas têm de perceber…
    que ficar nu não é obsceno.
    O importante é sermos nós mesmos. Se todas as pessoas fossem o que são,ao invés de fingirem que são o que não
    são,existiria a paz.
    A arte é a expressão da mente,nossa vida é nossa arte.
    Ou você se cansa lutando pela paz ou morre.
    Pense globalmente e atue localmente.
    Imagine
    [...]
    Talvez você diga que eu sou um sonhador
    Mas não sou o único
    Desejo que um dia você se junte a nós
    E o mundo, então, será como um só[...]
    A vida é aquilo que acontece enquanto a gente tá ocupado fazendo planos para o futuro.
    Tudo pelo amor, e que se dane o mundo.
    Amo a liberdade, por isso deixo as coisas que amo livres.Se elas voltarem é porque as conquistei. Se não voltarem é porque nunca as possui.
    Realize seu sonho.
    Você mesmo vai ter de fazer isso…eu não posso acordar você
    Você é quem pode se acordar.
    Imagine todo o povo vivendo em paz… você irá dizer que eu sou um sonhador, mas eu não sou o único. Espero que você um dia junte-se à nós e o mundo será um só…
    Ajude as pessoas que choram a ser capazes de
    fazer alguma coisa pela causa dos tombados,a
    não deixá-los morrer em vão.
    Embora possa sentir desepero e um profundo
    cansaço,você não deve abdicar de uma liderança que
    significou muito para a humanidade.
    Eu sou ele como você é ele
    como você é eu e nós somos todos juntos.
    Viver é fácil com os olhos fechados…
    Eu tenho um grande medo dessa coisa de ser ‘normal’.
    John Lennon disse: “Não acredito nos Beatles, acredito apenas em mim”, ele estava certo. Ele era o Maximo. Para ser o Maximo, tenho que me destacar dos outros.
    John Lennon tinha um problema: ele achava que era Deus. O meu problema? Eu acho que sou John Lennon.
    Não viva de em um mundo de mil maneiras, mas viva de uma maneira em um mundo.
    I like the John Lennon. You is on Spirit the God. To music imagine is starting-point to universe all…help. mate…help.meet
    Ahh tá! Agora aprendi, o Elton John é o que era dos Beatles e o John Lennon é um que meu pai gosta e parece viado! Agora eu não esqueço mais!

    Porque estamos aqui? Pensando um pouco sobre a nossa existência

    Com certeza você já pensou nisso milhões de vezes, já deve até estar cansado de pensar e ouvir isso, mas sabe por que é tão difícil uma resposta para essa pergunta? Simplesmente porque a resposta não existe, não tem nenhum propósito estarmos aqui, é como assistir novela ou ler o rabbit, não tem sentido, é pura perda de tempo, distração barata.
    Porque estamos aqui?
    Para não me queimarem na fogueira ou me condenarem eu vou explicar das duas formas possíveis.
    a. Deus, alma, espírito e tudo mais existem
    Sendo assim qual o propósito de estudar, trabalhar, malhar, ralar pra conseguir cada vez mais dinheiro, viver como todo mundo e da forma como a sociedade manda se tudo vai ser em vão e quando você morrer ou vai para a terra dos ursinhos carinhosos, ou por outra, vai virar churrasco, ta bom, e cadê a parte que faz sentido? A ta você tem que ser bonzinho pra ir pra terra prometida, ficar a eternidade no paraíso comendo damasco, bebendo vinho e tendo 10 virgens todos os dias, mas e aí? Acaba assim? Finalizei o jogo e agora vivemos nos créditos finais do jogo?
    b. O mundo é totalmente lógico e material
    Aí que FUDEU tudo, a casa caiu pro seu lado então, porque se não existe o “lado B” da vida você vai direto pro sono eterno, e isso é péssimo, ai que faz menos sentido ainda, pra que fazer tudo que fazemos, isso inclui se divertir também, se depois você já era, ai você pensa em pelo menos ter uma vida feliz, mas pra que se não vai poder lembrar de nada depois, aaaaaaaaah! Que imbecil será se for assim, que grande bosta, nada mais que isso, você vive uma vida toda, faz de tudo pra depois simplesmente apagar igual ao fogo depois de ter queimado um papel todo, só sobra um pouco de calor e fumaça que você deixou.
    Quem tiver uma teoria melhor, por favor, deixe nos comentários =D

    Você é capaz! Conta certa lenda que estavam duas crianças patinando num lago congelado

    Era uma tarde nublada e fria e as crianças brincavam despreocupadas.
    De repente, o gelo se quebrou e uma delas caiu, ficando presa na fenda que se formou. A outra, vendo seu amiguinho preso e se congelando, tirou um dos patins e começou a golpear o gelo com todas as suas forças, conseguindo por fim quebrá-lo e libertar o amigo.
    Quando os bombeiros chegaram e vira o que havia acontecido, perguntaram ao menino: – Como você conseguiu fazer isso? É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo, sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis! Nesse instante, um ancião que passava pelo local, comentou:
    - Eu sei como ele conseguiu.
    Todos perguntaram:
    - Pode nos dizer como?
    - É simples – respondeu o velho.
    - Não havia ninguém ao seu redor, para lhe dizer que não seria capaz.

    Porque a internet é mais divertida que a TV Pensamentos sobre a realidade entre TV e internet

    Com TV você é “forçado” a assistir tudo que jogam pra você, principalmente na TV aberta aonde você tem a “escolha” de assistir entre 2 ou 3 emissoras aonde tentam impor ideias e pensamentos, quase que te forçando a seguir o que eles mandam, dizem com tal imperialismo que você se sente obrigado a obedecer, mesmo que indiretamente. Exploram o mesmo assunto por horas, sensasionalismo banal.
    Mesmo na Tv aberta quanto na TV a cabo você é um mero telespectador, não tem voz ativa, não tem atidude, apenas fica vegetando, mofando e morrendo na frente da TV.

    Na internet é diferente…

    Você tem OPÇÃO, sim, opção de escolha, se você não esta afim de ver tal assunto ou não concorda com algo você simplesmente muda para outro site, tudo está a um clique de distancia, você é quem decide o quer ver, se está afim de ver um show de rock vai para algum site de vídeo, se quer dar risada e matar o tempo vai para algum blog de humor, se não sabe o que quer vai bater um papo.
    Interatividade, o que define o grande sucesso da Internet é com certeza a Interatividade, você não é um mero e idiota telespectador, você também gera conteúdo, em foruns de discussão, plurk, chat, twitter, enfim, como diria o IG, é você quem faz hahaha. Você tem a possibilidade de comentar, discutir, perguntar, chingar e elogiar pra que todos ouçam, inclusive quem é responsável por aquele conteúdo.
    VOCÊ tem a palavra, o microfone está na sua mão, basta você se expressar, se quiser falar com alguém basta mandar um email, scrap ou um @nome, isso também vale para mandar um feedback as empresas, ovacionar ou avacalhar aquele famosinho da TV…
    Os menores são mais legais, Não nego o poder do UOL, terra, IG e pontocoms da vida, mas nós sobreviveríamos perfeitamente sem esses portais: eu pessoalmente adquiro muito mais informação em blogs confiáveis e no Twitter do que no pesado UOL, a maioria dos pontocoms não me atrai porque não tem o dinamismo de um blog, a maioria das matérias são frias, chatas e tediosas, assim como na TV hahaha, alguns até abrem espaços para comentários em suas matérias em um cantinho meio que “morto”, exibem três deles dos trezentos ignoram o que escrevem e pronto dizem ser web 2.0 e vendem banners a rodo. Mas as pessoas estão cansadas dessa coisinha, não querem apenas ler, assistir, ovir, elas querem poder se expressar, gritar, dizer o que pensa é por isso que o Twitter faz tanto sucesso, todo o conteúdo é gerado por usuários, você não precisa acreditar no que tentam te empurrar em comerciais de um minuto e meio dizendo que tal produto faz, você tem a liberdade de saber quanto aquele produto é bom (ou ruim) da boca dos próprios consumidores, ou seja, de gente que ja comprou e testou aquilo.
    Você não é só mais um, na internet você voltou a ser humano, não é só mais um telespectador, não é só mais um número idiota, você é uma pessoa, é tratado pelo nome e tem o respeito, o que você diz é ouvido, seu blog é único, seu perfil no twitter, orkut, e entre outros diz que você existe, que as empresas tem que respeitar a sua opinião, e se tentam te empurar algum produto, você tem a opção de pesquisar o que dizem sobre ele, se alguém já se deu mal por compra-lo ou se ele é realmente bom. Por você ter uma voz ativa diversas empresas, desculpem-me o palavriado, cagam de medo da internet, uma má reptação gerada por usuários insatisfeitos podem (e vão) fazer a empresa perder milhares de “dólares”, aqui na internet aquela velha coisa te enfiar na cabeça das pessoas coisas do tipo “nós amamos a natureza” ou “nossa empresa é a melhor” não vale nada se dita apenas com palavras em baners, a empresa tem que provar que tem capacidade, porque se ela não tiver logo todos saberão.
    A publicidade na Internet é melhor para as empresas, a internet só é ruim para empresas que são ruins, logo isso é bom para o consumidor, da mesma forma que as pessoas falam das empresas ruins elas falam das boas empresas, o Submarino está aí e não em deixa mentir, você só terá sucesso na web se cumprir o que promete!

     Por: Guilherme Araújo

    PSDB-SP inicia processo de renovação regional Eleição de novos membros acontece simultaneamente em todo o Estado, em agosto.

    O Diretório Estadual do PSDB-SP realiza em 13 de agosto a eleição das novas Coordenadorias Regionais em todas as 47 microrregiões do Estado de São Paulo. O objetivo das novas estruturas será garantir o fortalecimento da base partidária tucana nos 645 municípios paulistas, preparando o partido para as eleições do próximo ano.
    Os atuais coordenadores regionais e o membro do diretório estadual em cada região terão até 29 de julho para encaminhar ao Diretório Estadual o local do encontro regional. Já os interessados em participar deste processo deverão encaminhar sua inscrição às coordenadorias regionais até 8 de agosto.
    Para o Presidente Estadual do PSDB-SP, deputado Pedro Tobias, as coordenadorias regionais têm papel fundamental na formação partidária e na busca por soluções dos problemas de cada região.
    “São os representantes regionais que sentem de perto os problemas daquela localidade e ouvem as reivindicações da população. Por isso, é tão importante a participação da base neste processo”, afirma.
    “Queremos garantir às coordenadorias regionais poder como órgãos de primeira instância do partido, para atuar nos municípios, resolvendo conflitos e preparando o PSDB para as eleições municipais de 2012”, concluiu.
    As Coordenadorias Regionais do PSDB serão formadas por 11 a 21 membros filiados na microrregião, escolhidos por votação direta e secreta pelos seguintes filiados: deputados estaduais e federais, membros e suplentes do Diretório Estadual, prefeitos e vereadores dos municípios da microrregião, membros e suplentes dos Diretórios Municipais e delegados à Convenção Estadual. Os filiados com direito a voto poderão escolher até cinco nomes. “O nosso objetivo é que as Coordenadorias Regionais possam, de maneira legítima e democrática, garantir a participação de qualquer filiado de sua coordenadoria em sua região”, salienta Pedro Tobias.
    As Coordenadorias Regionais do PSDB escolherão, entre os seus membros, um coordenador e um secretário. Entre as principais atribuições estão organizar as reuniões e encontros regionais; auxiliar a Comissão Executiva Estadual nos assuntos políticos e partidários; cooperar com os Diretórios Municipais e elaborar relatórios periódicos sobre a ação do PSDB nos municípios da microrregião. “As coordenadorias regionais deverão reunir-se, pelo menos, uma vez por mês, e seus membros irão deliberar sobre os pareceres, propostas e reivindicações por maioria simples”, destaca o presidente estadual do PSDB, deputado Pedro Tobias.

    Desafio digital das campanhas eleitorais das eleicões 2012 Felipe Vaz, coordenador de mídias sociais da campanha de Marina Silva em 2010, discute marketing político na web no FMDS 2011.

    Nas últimas eleições presidenciais, um dos maiores destaques foi o rápido crescimento de Marina Silva nas campanhas. Ainda pouco conhecida pela maioria da população e com recursos limitados para a propaganda eleitoral, a candidata conseguiu engajar um grande número de eleitores, que não apenas apoiavam Marina, mas também disseminavam suas propostas nas redes sociais.
    “As mídias sociais representaram a possibilidade de quebrar o monopólio de visibilidade das mídias clássicas. Marina conseguiu fazer uma excelente campanha apesar de ter muito menos recursos, não ser uma candidatada conhecida e contar com menos de um minuto e meio na TV e no rádio”, comenta Felipe Vaz, coordenador de mídias sociais da campanha de Marina Silva em 2010. O tema – marketing político na web – será apresentado por Felipe durante a 4ª edição do FMDS – Fórum de Mídias Digitais Digitais/Sociais, que acontece no início de dezembro, em Curitiba.
    Vaz aponta que nas próximas eleições, além dos canais que foram utilizados pela campanha de Marina – como Twitter e Facebook –, será possível explorar redes que estão se popularizando cada dia mais, como o Foursquare e o LinkedIN. “Por serem campanhas municipais e, portanto, de menor escala, será viável explorar melhor a geolocalização do Foursquare e trabalhar nichos profissionais mais estreitos via LinkedIn, mas as estratégias vão variar para cada campanha.”
    Pela regionalização, o especialista acredita que será difícil a mobilização massiva, mas que será possível – e interessante – aglutinar pequenos grupos em prol de determinadas causas, criando uma comunicação relevante e um relacionamento próximo com os eleitores de cada região. “É provável que as campanhas se aproximem muito mais de um corpo-a-corpo virtual, com a comunicação direta ganhando mais importância. Se isso de fato acontecer, aproximando eleitores e candidatos, será um enorme ganho para a democracia”, avalia.
    Para Vaz, uma coisa é certa: cada vez mais o marketing digital estará ao centro das campanhas. Mas ele lembra que, acima de tudo, o foco nas mídias sociais é o relacionamento com o eleitor. “Quem tiver as propostas mais alinhadas com o público e souber conversar com as pessoas vai ganhar uma amplificação natural nas redes. O papel da equipe de mídia social deve ser instrumentalizar e alimentar esta militância”, aponta.
    Segundo o especialista, esse foi um dos grandes segredos do sucesso de Marina nas redes sociais: em vez de impor uma visão centralizada da candidata, os eleitores foram ouvidos e suas ideias foram amplificadas por meio da campanha. “Nós fomos, antes de tudo, facilitadores e disseminadores dessas ideias. Muito do trabalho consistia em monitorar e distribuir para o público mais amplo as melhores ideias/memes/propostas surgidas nas próprias comunidades, por oposição ao modelo tradicional de haver um marqueteiro impondo tudo de cima pra baixo”, ressalta.

    Bons candidatos

    Mas, nas redes sociais, nada fica oculto. Assim como é grande a repercussão das propostas e ideias de um candidato, é também imensa a propagação de informações sobre ele, sejam qualidades ou defeitos.
    “Boa parte da campanha política na web, mesmo com bons candidatos, é combater a mentira ou as interpretações erradas. Com a velocidade das redes, danos à imagem podem ser amplificados muito rapidamente e causar estragos consideráveis, mas eu vejo as redes como instrumentos de transparência. Elas vão sempre beneficiar mais os candidatos que não têm ‘grandes vulnerabilidades’ para serem explorados pelos adversários”, comenta Vaz.
    Para atuar com eficiência com campanhas políticas na web e em mídias sociais, Felipe Vaz cita algumas características fundamentais aos profissionais: capacidade de diálogo e mobilização de pessoas; conhecimento das linguagens específicas de cada público e cada rede; interesse em se envolver diretamente e acreditar na campanha.
    “Eu jamais poderia ter feito a campanha para a Marina, sobretudo com o nível de envolvimento que eu e meu time tivemos, se não acreditássemos nela como a melhor opção para o Brasil na ocasião. É inevitável conversar com pessoas, usar perfis reais, dar a cara a tapa.”

    Aldo Rebelo assume o ministério do esporte Com a saída de Orlando Silva, Aldo Rebelo assume o ministério do esporte. Aldo Rebelo é responsável pelos projetos do “Dia do Saci” e “Pró-Mandioca”.

    Após a saída de Orlando Silva do Ministério do Esporte, Aldo Rebelo deve ser o novo Ministro do Esporte.
    José Aldo Rebelo Figueiredo, jornalista e político, membro do Partido Comunista do Brasil (PC do B) e deputado federal eleito diversas vezes pelo mesmo partido como representante do estado de São Paulo na Câmara dos Deputados, tornou-se nesta quinta-feira(27) o atual ministro dos Esportes do Governo Federal.

    Alguns projetos de Aldo Rebelo

    Aldo Rebelo tentou criar o “Dia Nacional do saci-pererê”, a PL-2762/2003 apresentada em 2003 propõe transformar o dia 31 de outubro no Dia Nacional do saci-pererê, visando substituir a importação cultural do “Halloween”.
    Outro projeto de Aldo Rebelo é o chamado “Pró-Mandioca”, apresentado em 2006 tentou tornar obrigatória a adição de 10% de raspa de mandioca na farinha de trigo destinada à fabricação do pão francês.

    Caixa planeja regulamentar bolão Loterias da Caixa registram maior arrecadação da história. Em 2012 apostas poderão ser feitas pelo site do banco e o bolão será regulamentado.

    As Loterias da Caixa Econômica Federal arrecadaram em 2011 R$ 9,73 bilhões em apostas. Esse número é o maior resultado já obtido pelas Loterias e representa um crescimento de 10,5% em relação ao ano anterior. Ainda neste primeiro semestre, a CAIXA implantará sistema que vai permitir ao apostador fazer suas apostas pela Internet no site oficial do banco. Também em breve, grupos de pessoas poderão fazer suas apostas em conjunto – bolão – sendo que, cada um, terá em mãos o recibo de acordo com a sua participação (quotas). A informação é do vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da CAIXA, Fábio Cleto.
    Segundo Cleto o desempenho das Loterias da CAIXA em 2011 bateu diversos recordes. “O resultado avançou mais de 10% em relação a 2010, que já tinha sido um ano muito bom para o segmento” afirma. De acordo com o levantamento da área, a Mega-Sena foi, pelo quarto ano consecutivo, a responsável pelo desempenho recorde das Loterias, totalizando R$ 4,6 bilhões em apostas. O valor arrecadado em 2011 é 16% maior do que o registrado em 2010.
    Entre os fatores que ajudaram no crescimento da arrecadação em 2011 destaca-se, ainda, a criação da Quina de São João, concurso especial nos mesmos moldes da Mega da Virada e que apurou R$ 61,8 milhões. Este ano, a Quina de São João pagou um prêmio de R$ 67,3 milhões. Outra novidade que também contribuiu para o resultado do segmento foi a criação da Loteria Instantânea de Bens que inovou com a distribuição de prêmios (casas, carros e motos), além da premiação em dinheiro. A nova modalidade comercializou 67,2 milhões de bilhetes.
    Em dezembro, o resultado global das Loterias da CAIXA atingiu R$ 1,37 bilhão que representam a maior venda mensal da história das Loterias CAIXA no país. Para Fábio Cleto, os números refletem o esforço da CAIXA em criar um portfólio diversificado, sempre investindo em segurança, tecnologia e inovação. “Nos próximos anos vamos continuar forte nessa direção”, afirma o vice-presidente da CAIXA, ao referir-se às novidades que serão implementadas ao longo de 2012 – apostas pela Internet, bolão, entre outras.

    Mega da Virada

    A edição especial de fim de ano da mega-sena registrou o recorde de vendas para um único concurso, totalizando R$549,3 milhões, além da maior emissão de bilhetes em um só concurso (88 milhões). Em relação a 2010, a arrecadação teve um incremento de 26%. O sorteio realizado em 31 de dezembro pagou o segundo maior prêmio da história das Loterias da CAIXA (R$177,6 milhões). Em 2010, o valor recorde de R$194,3 milhões foi impulsionado pelo acúmulo de seis concursos consecutivos, que elevou o prêmio principal.

    Fiesp diz que queda dos juros foi tímida “Há espaço para reduzir a Selic sem comprometer as metas de inflação. O momento é grave e o governo não pode se omitir”, declarou Paulo Skaf, presidente da entidade

    A Federação e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp) considera que a decisão do Copom de reduzir em 0,5 ponto percentual a taxa de juros Selic é tímida. As entidades ressaltam que, diante da crise financeira europeia e suas consequências globais, há espaço para uma queda ainda mais acentuada dos juros no Brasil, levando as taxas para patamares mais próximos dos praticados no resto do mundo.
    “A crise está provocando uma queda no valor internacional das commodities e reduzindo a demanda geral por produtos. Isso gera uma menor pressão sobre os preços. Então está claro que, no Brasil, não teremos pressão da inflação e que, portanto, temos espaço para baixar os juros. Juros menores vão ajudar a produção, a geração de empregos e o desenvolvimento do nosso país. Não podemos desperdiçar mais uma oportunidade de colocar o país no rumo do crescimento. O momento é grave e o governo não pode se omitir”, declarou Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Ciesp.
    Skaf lembrou que a Fiesp e o Ciesp lançaram, no final do ano passado, o Jurômetro, ferramenta on-line que contabiliza o gasto do Governo Federal com o pagamento de juros. Através do site www.jurometro.com.br, o cidadão fica sabendo, em tempo real, quanto o país está desembolsando com juros e o que poderia ser feito com esse dinheiro: escolas, casas populares, rodovias e aeroportos, entre outros itens. O Jurômetro calculou que, somente em 2011, foram gastos mais de 237 bilhões de reais. Agora, com apenas 13 dias úteis em 2012, os juros já consumiram mais de 12 bilhões de reais do governo, suficientes para manter mais de 5 milhões de crianças na escola, pagar 46 milhões de benefícios do bolsa-família ou construir mais de 190 mil casas populares.

    Índice Big Mac mostra Real como a 4ª moeda mais cara do mundo No Brasil, o Big Mac custa o equivalente a US$ 5,68; e nos EUA ele sai por US$ 4,20.

    O índice Big Mac, calculado pela revista “The Economist”, aponta que o real é a quarta moeda mais cara do mundo.
    O sanduíche no Brasil só custa menos que o vendido na Suíça, na Noruega e na Suécia, em uma lista de 44 países.
    No Brasil, o Big Mac custa o equivalente a US$ 5,68; e nos EUA ele sai por US$ 4,20.
    Pela paridade do poder de compra, isso indica que o real está sobrevalorizado em 32% em relação ao dólar. Ou seja, levando-se em conta o índice utilizado pela “Economist”, o dólar deveria atualmente estar cotado em R$ 2,44.
    A revista considera que o ideal é que o sanduíche custe o mesmo que nos Estados Unidos. Isso porque, para a “Economist”, como o sanduíche usa os mesmos itens nos países em que é feito, o “valor justo” na conversão para o dólar seria o mesmo cobrado nas lojas norte-americanas.
    O real figurava como a moeda mais cara do mundo na divulgação anterior do índice, em julho do ano passado, quando a “Economist” considerou também o PIB per capita dos países. Na versão atual, o PIB não foi considerado.
    Na mesma comparação, o sanduíche vendido na Índia aparece como sendo o mais barato (US$ 1,62). Lá, porém, o Big Mac não é vendido e a pesquisa é feita com base no preço do Maharaja Mac, feito com carne de frango.

    Ligações entre telefones fixos e celulares devem ficar mais baratas Anatel determinou a redução de tarifas de chamadas fixo-móvel.

    As ligações feitas entre telefones fixos e celulares deverão ficar mais baratas no Brasil durante os próximos anos. A redução de custo deverá chegar a 10%.
    O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu por meio de circuito deliberativo, homologar ato que reduzirá tarifas das chamadas telefônicas fixo-móvel.
    Nos termos da Resolução nº 576/2011, o ato aprovado resultará em redução líquida de 10,78% sobre os valores pagos pelos usuários, já no mês de fevereiro. Atos nº 486 e nº 487, que homologam os valores tarifários máximos dos planos básicos das concessionárias de telefonia fixa para chamadas destinadas telefônicas fixo-móvel, publicados no Diário Oficial da União.
    Além das reduções para ligações entre telefones fixos e celulares, as ligações entre celulares também deverão ficar mais baratas.
    É esperado que as novas taxas sejam aplicadas a partir de 24 de fevereiro, o efeito será sentido pelos consumidores nas contas de março.

    Globo Esporte estreia estúdio móvel com Tiago Leifert e Neymar Tiago Leifert estreia estúdio móvel do ‘Globo Esporte’ com a participação de Neymar.

    Na edição do ‘Globo Esporte’ São Paulo desta terça-feira, dia 24, Tiago Leifert estreou o estúdio móvel na Vila Belmiro, em Santos.
    Tiago Leifert estreia estúdio móvel com a participação de Neymar (foto: TV Globo/Bob Paulino)
    Tiago Leifert estreia estúdio móvel com a participação de Neymar 

    O programa contou com a participação especial de Neymar, que mostrou a inauguração do Espaço Puskas no Memorial das Conquistas do clube, em homenagem ao o gol mais bonito de 2011 eleito pela Fifa, feito pelo próprio jogador. Em volta do ônibus do ‘Globo Esporte’ centenas de pessoas se aglomeraram para acompanhar essa edição especial.
    Dentro do Memorial do Santos, Tiago mostrou o espaço dedicado ao jogador e brincou que ele já pode se aposentar, pois tem um espaço para suas conquistas dentro da Vila Belmiro. Prontamente, Neymar afirmou que quer muito mais espaço por lá. Também estava presente no local o presidente do clube, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, que comandou a cerimônia. Além do Prêmio Puskas, o local conta também com uma estátua do atacante feita em lata, a chuteira usada por ele na partida histórica contra o Flamengo, vencida pelo clube carioca por 5 a 4, e os títulos de Rei da América de 2011 e também o de melhor jogador da Copa Libertadores.
    No bloco seguinte, Tiago Leifert foi para o estúdio móvel, onde realizou a entrevista de estreia com Neymar. Eles conversaram sobre sua trajetória dentro do futebol, o sucesso da carreira, os fãs, entre outros assuntos. O jogador aproveitou a ida e assinou um dos pufes que estão no cenário. Depois, Tiago saiu do ônibus para ficar mais próximo dos espectadores que estavam no local.

    Aproveite as férias para melhorar seu currículo O CIEE está com 800 vagas para oficinas e cursos gratuitos.

    Estudantes que desejam turbinar o currículo podem aproveitar o período de janeiro. O CIEE acaba de abrir 800 vagas para formação de turma de oito cursos e duas oficinas de Tecnologia de Informação, todos gratuitos e presenciais, e em parceria com a Cisco do Brasil e Impacta. Inscrições no site do CIEE.
    O objetivo desses treinamentos é qualificar os estudantes cadastrados no banco de dados da instituição para que tenham mais chances de aprovação em vagas de estágio. Entre os cursos destacam-se o Excel Básico + Avançado, o Access Básico + Avançado e o SQL, criados por demanda de empresas que têm exigido conhecimentos mais aprofundados dos programas.
    A carga horária dos cursos varia de 8 a 36 horas, enquanto as oficinas têm duração de 4 horas. São 20 alunos por sala e as aulas são realizadas de manhã (das 8h15 às 12h15 horas) ou à tarde (das 13 às 17 horas) nos laboratórios de informática do CIEE (Rua Tabapuã, 445, 4º andar, no bairro Itaim Bibi, na capital paulista).

    Dilma aprova lei para trabalho à distância Dilma sanciona lei para trabalho à distância. Categoria da Tecnologia da Informação será uma das mais afetadas.

    A partir de agora, todos os trabalhadores que executam suas atividades fora do local de trabalho, seja em casa ou à distância, passam a ter os mesmos direitos daqueles que exercem suas funções dentro das empresas, como hora extra, adicional noturno e assistência em caso de acidente de trabalho.
    A Lei 12.551, sancionada em dezembro de 2011 pela presidente Dilma Rousseff, alterou o artigo sexto da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) para equiparar os efeitos jurídicos do trabalho exercido por meios telemáticos e informatizados ao exercido por meios pessoais e diretos, ou seja, nas empresas.
    “Participamos de muitos debates, tanto na esfera estadual como na federal, para enfatizar a importância da preservação dos direitos dos profissionais que atuam fora das empresas. Com a vigência da lei, o trabalhador tem assegurado os direitos do registro em carteira e não pode mais ser tratado como Pessoa Jurídica, o chamado PJ”, avalia Neto.
    A categoria da Tecnologia da Informação será uma das mais afetadas pela mudança na lei, uma vez que muitos profissionais da área praticam o trabalho à distância. Para o presidente do Sindicato dos Trabalhadores de TI (Sindpd), Antonio Neto, a regulamentação é favorável aos trabalhadores e também aos empresários.
    O controle das horas trabalhadas e a supervisão das tarefas desempenhadas podem ser feitas por meios eletrônicos. As companhias são as mais interessadas em definir as regras para evitar o ônus de processos trabalhistas. “O controle da jornada dos profissionais online não será difícil, pois o horário pode ser medido a partir do momento em que eles se logam à rede ou aos sistemas corporativos utilizados para realizar suas tarefas”, explica Neto.
    No caso dos que trabalham offline, a maior dificuldade será contabilizar o tempo gasto para o desenvolvimento de projetos. “A negociação da convenção coletiva da categoria de TI começa agora em janeiro e esse assunto com certeza vai ser discutido”, completa Neto.

    Profissão de turismólogo é reconhecida no Brasil Lei 12.591 dá o primeiro passo rumo à regulamentação da profissão de Turismólogo.

    Foi publicada hoje (19), no Diário Oficial, a portaria que reconhece a profissão de turismólogo e disciplina seu exercício. A lei atende a uma antiga reivindicação da categoria, apoiada pelo Ministério do Turismo, em especial pelo ministro do Turismo, Gastão Vieira: “Este é o primeiro passo para que a profissão seja regulamentada. O MTur sempre trabalhou pelo reconhecimento da atividade, o que acontece em boa hora, quando o país está para receber alguns dos mais importantes eventos do mundo, como a Copa e as Olimpíadas”.
    E completou Gastão Vieira: “Nosso trabalho não terminou. Continuaremos discutindo junto ao Congresso Nacional e às entidades representativas os requisitos necessários à atividade”.
    Depois de dez anos trabalhando pelo reconhecimento da profissão, a Associação Brasileira dos Turismólogos e Profissionais do Turismo também comemora. “A legislação é positiva, porque abre os caminhos para a regulamentação. Reconhecemos que o Ministério do Turismo trabalhou para que a lei fosse ainda mais ampla. Ainda assim, demos um passo importante rumo à consolidação das atividades que operacionalizam o turismo”, explicou a presidente da associação, Tania Omena.
    A Lei 12.591, de 18 de janeiro de 2012, considera atividades do turismólogo: planejar, organizar, dirigir, controlar, gerir e operacionalizar instituições e estabelecimentos ligados ao turismo; coordenar e orientar trabalhos de seleção e classificação de locais e áreas de interesse turístico, visando ao adequado aproveitamento dos recursos naturais e culturais, de acordo com sua natureza geográfica, histórica, artística e cultural, bem como realizar estudos de viabilidade econômica ou técnica; coordenar e orientar levantamentos, estudos e pesquisas relativamente a instituições, empresas e estabelecimentos privados que atendam ao setor turístico; entre outras.
    “O ministro Gastão Vieira tem uma visão de futuro, levando em conta as necessidades de um país que se afirma como importante destino no cenário turístico internacional”, concluiu a presidente da Associação Brasileira dos Turismólogos e Profissionais do Turismo.

    Nova lei sobre teletrabalho não inova, nem altera os direitos dos trabalhadores, afirmam especialistas Em diversos países o teletrabalho é regido por contratos entre as partes e tem a lei trabalhista como norteadora de direitos e deveres. O melhor exemplo é Portugal, onde ele é regulamentado no Código do Trabalho, com características e especificações bem conceituadas, que previnem e garantem segurança jurídica entre as partes.

    Por Caio Prates
    Aprovada no final do ano passado, a Lei 12.551/11 acabou com a distinção entre trabalho dentro da empresa e à distância. O novo texto, que modificou por completo o artigo 6º da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), diz que o uso de celular ou e-mail para contato entre empresas e funcionários equivale, por exemplo, às ordens dadas diretamente aos empregados. A norma, já adotada por muitas empresas antes da sanção da presidente Dilma Rousseff, não alterou, efetivamente, a jornada de trabalho. É o que explicam especialistas na área.
    “A nova lei não trará desdobramentos efetivos, uma vez que o conceito de jornada de trabalho permanece inalterado. Isso porque se trata de tempo do empregado à disposição do empregador, independentemente do local em que aquele estiver”, diz Carlos Eduardo Dantas Costa, da área trabalhista do escritório Peixoto e Cury Advogados.
    O viés da nova lei já estava contido na CLT. “O artigo 6º dispõe que, para o reconhecimento do teletrabalho, é obrigatória a existência dos pressupostos da relação de emprego. Ou seja, a subordinação, a onerosidade, a pessoalidade e a habitualidade. Esses requisitos são os mesmos da relação de emprego e que já estavam sedimentados na CLT e nas jurisprudências. Assim, não existe nenhuma inovação”, destaca Alan Balaban Sasson, sócio do Braga e Balaban Advogados.
    Em diversos países o teletrabalho é regido por contratos entre as partes e tem a lei trabalhista como norteadora de direitos e deveres. O melhor exemplo é Portugal, onde ele é regulamentado no Código do Trabalho, com características e especificações bem conceituadas, que previnem e garantem segurança jurídica entre as partes.
    Na visão de Alan Balaban, a única forma de solucionar os atuais e futuros conflitos seria a criação de um novo texto trabalhista. “Se o Brasil já é a sexta economia do mundo, deveria demonstrar de vez o amadurecimento da. Uma legislação trabalhista moderna e flexível seria o melhor caminho para avançarmos com segurança pelas próximas décadas, desonerando os empresários e evitando o desemprego”, afirma o advogado.

    O impacto do avanço tecnológico na legislação trabalhista É natural que haja certo descompasso que exige ajustes. Isso não é novidade alguma: primeiro, surge um fato ou realidade social e depois, a legislação vem regulá-lo…



    O que diferencia os seres humanos de todas as outras espécies de animais é o domínio da linguagem oral e escrita (quiçá, já podemos dizer, teclada). Daí, da comunicação é que decorre nossa capacidade de organização. Nos dias atuais, a tecnologia desafia (e vence) barreiras de tempo e espaço, invade o âmbito das relações interpessoais e, consequentemente, transforma os ambientes e modelos de trabalho.
    O primeiro computador totalmente eletrônico entrou em funcionamento em 1945, quando a ideia de uma rede mundial sequer existia. O correio eletrônico, para enviar mensagens através da rede, só nasceu em 1971. No Brasil, o primeiro telefone celular surgiu apenas em 1990 e a Apple só veio a lançar o IPhone em 2007. Todos esses eventos são muito posteriores à legislação trabalhista nacional – a Consolidação das Leis do Trabalho é de 1943.
    É natural que haja certo descompasso que exige ajustes. Isso não é novidade alguma: primeiro, surge um fato ou realidade social e depois, a legislação vem regulá-lo…
    Entretanto, a polêmica que tem borbulhado em torno da recente alteração do artigo 6º da CLT parece um tanto além do necessário, ainda que reflita um novo olhar do Direito sobre a transformação do mercado de trabalho.
    A Lei 12.551, publicada em 15 de dezembro de 2011, deu a seguinte redação ao mencionado dispositivo: “Art. 6º – Não se distingue entre o trabalho realizado no estabelecimento do empregador, o executado no domicílio do empregado e o realizado à distância, desde que estejam caracterizados os pressupostos da relação de emprego.
    Parágrafo único. Os meios telemáticos e informatizados de comando, controle e supervisão se equiparam, para fins de subordinação jurídica, aos meios pessoais e diretos de comando, controle e supervisão do trabalho alheio.”
    A intenção do legislador foi regular a situação dos “teletrabalhadores” – garantindo-lhes reconhecimento de vínculo empregatício e direitos a ele inerentes – equiparando os efeitos jurídicos da subordinação exercida por meios telemáticos àquela exercida por meios pessoais. O artigo de lei foi colocado na introdução da CLT, onde são definidos parâmetros do que é trabalho, emprego e quem são empregados e empregadores. A interpretação da lei deve ser sistemática e nunca ignorar o contexto do diploma legal (código) como um todo.
    Difícil falar em horas extras para esses trabalhadores cuja jornada não é fiscalizada pelo empregador. Não há como quantificar, pela flexibilidade na contratação, que não exige presença, o tempo efetivamente trabalhado, despendido com cada tarefa, e o tempo livre de que fez uso o empregado, aplicando-se o artigo 62 da CLT (que desobriga o empregador a pagar eventuais horas extras, quando a fixação de horário da jornada é incompatível com a atividade externa à empresa). O vínculo de emprego tutelado pela CLT, no entanto, está configurado e garantido. As empresas podem se resguardar de possíveis abusos, ajustando as exatas condições de trabalho, resultados e remuneração, no momento da contratação.
    Situação diversa é a daquele trabalhador convencional, que fica nas dependências da empresa e, após a jornada regular de trabalho, é contatado para solucionar demandas por meio de redes de transmissão (telefones, e-mails, “smartphones”, “tablets”, etc). Nesse caso, é claro o regime de horas extras, principalmente se verificada a habitualidade da prática. E cabe ao trabalhador, no caso de demanda judicial, provar seu direito de receber por elas.
    Em outras palavras, não há mudança significativa em relação ao que já acontecia: as horas extras são investigadas caso a caso, devendo o trabalhador que alega prestá-las provar tal fato para recebê-las com adicional de, no mínimo, 50%.
    O perigo que assusta as empresas – e que os Tribunais do Trabalho terão que considerar – é o de um grande aumento no número de ações pleiteando o recebimento de horas extras, onde são trazidos aos autos como prova e-mails (ou outra comunicação similar), encaminhados pelo empregado em horários além da jornada estipulada. Como saber se o trabalhador efetivamente necessitava trabalhar em regime de sobrejornada ou se, utilizando ferramentas tecnológicas corriqueiras na “era digital”, deliberadamente emitiu as mensagens de correio eletrônico propositadamente, preconstituindo uma prova em seu favor?
    As horas extraordinárias devem ser entendidas como tempo à disposição do empregador e não parece plausível que as empresas sejam oneradas por práticas unilaterais (muitas vezes, até imbuídas de má-fé) dos empregados. Uma das precauções que as empresas podem adotar é o bloqueio do acesso remoto a seus sistemas e limitação do uso de telefones celulares e “tablets” corporativos.
    Caso o trabalhador, após o cumprimento de jornada regular, tenha a obrigação de ficar de prontidão para atender a qualquer chamado imediatamente, terá direito, ainda, ao adicional de sobreaviso pelas horas em que esteve aguardando uma possível tarefa. Para ficar configurado esse sobreaviso não deve bastar um simples contato/ordem eventual. Deve ser inerente à função exercida pelo trabalhador a necessidade de uma espécie de “plantão” à distância, depois do seu expediente (como o de alguém que trabalha no “helpdesk” de uma empresa situada no Japão: qualquer problema no sistema operacional da empresa deverá ser solucionado em horário em que nosso continente está dormindo).
    A jurisprudência exigia, para reconhecimento do sobreaviso, que o trabalhador aguardasse ordens em sua residência, privado de locomoção. Tal exigência fazia sentido quando apenas por meio do telefone de casa é que alguém poderia ser contatado. Hoje, em qualquer parte do mundo, um empregado de sobreaviso pode ser solicitado via e-mail, SMS, MMS ou um simples telefonema para seu celular. Nesse ponto, o entendimento deve ser revisto: a obrigatoriedade de atender prontamente é mais relevante do que o local onde se aguarda a ordem.
    A tecnologia caminha muito mais rápido do que a legislação, gerando uma série de possíveis situações a serem reguladas. A questão torna-se ainda mais complexa, levando-se em conta que a legislação trabalhista não pode ser entrave às necessidades do mercado moderno e não pode inviabilizar o ajuste de condições de trabalho mais flexíveis e benéficas a empregados e empregadores.
    Se, por um lado, os meios telemáticos de se prestar serviço não podem ser ignorados, por outro, também não podem ser usados como ferramentas para o cometimento de abusos, com provas forjadas. Nessa tarefa, o Judiciário ainda terá que se debruçar sobre cada nova situação que lhe aparecer e as empresas terão que estabelecer formalmente regras para utilização de seus sistemas e de toda e qualquer tecnologia que possa levar trabalho aonde seus empregados estejam.

    Por Guilherme Araújo