A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

A coisa esta feia....

É assim que esta a praça onde esta localizada a Secretaria Municipal de Turismo de Caraguatatuba... Espero que o secretario senhor Cristian Bota veja esta bagunça que esta praça se tornou....

























Ex-BBB convida Ronda Rousey para sair após UFC

O campeão do primeiro BBB, Kleber Bambam, foi só elogios à lutadora Ronda Rousey. Segundo ele, além de “linda”, ela é uma “simpatia de pessoa”.
A loira nocauteou a brasileira Bethe Correia em apenas 34 segundos de luta na madrugada de sábado para domingo durante o UFC realizado no Rio de Janeiro. Mas, isso não foi o suficiente para intimidar o ex-BBB que posou ao lado da campeã e ainda aproveitou a ocasião para convidá-la para sair. “Chamei ela para sair depois da luta”, contou o ex-BBB. Mas a resposta de Ronda foi apenas um sorriso.
A imagem, postada em seu perfil do Instagram, recebeu uma série de comentários do tipo “Mas tu é safadão hein. Do lado da felina Rousey !!!” e “Show brother, não vai beijar ela hein?”. Se dependesse dele…
Kleber Bambam e Ronda Rousey (Foto: Reprodução / Instagram)

"Minhas cordas vocais são de bebê", diz Netinho sobre doença

Dois anos após quase perder a vida, Netinho retomará sua carreira e voltará aos palcos. Devido a um problema nas cordas vocais, o cantor ficou meses sem falar e, apesar de se considerar recuperado do problema, reconheceu que sua voz ainda está muito fraca.
"Estou ótimo, feliz. Quase 100%. Eu já posso muito, porque eu perdi tudo, tudo. Só tive, num momento, o movimento dos olhos. Não tinha nada mais. Perdi a voz. Não falava nada. Hoje faço fono para voz cantada. Minha voz estava bem fraquinha para cantar. Já falo, mas para cantar ainda está fraquinha. E minhas cordas vocais são como as de um bebê que nasce hoje. Porque eu fiquei praticamente dois anos sem falar. Agora, é malhação das cordas vocais. É o que eu estou fazendo", disse em entrevista à TV Bahia.
O músico assumiu que acabou caindo em depressão ao perceber que seu corpo não estava respondendo ao tratamento como o esperado.
FAMOSIDADES
"Cheguei a um ponto, em julho do ano passado, lá no Rio, em minha casa, a parar de comer. Não quis comer mais, enjoei. Para mim, era o fim de tudo. E, quando eu percebi, eu já estava no hospital em São Paulo. Fiquei uns seis meses, num tratamento fantástico. Por isso que eu estou aqui hoje."
Tantas internações fizeram com que o baiano aprendesse a controlar sua ansiedade. "Tenho a minha expectativa, mas não dou prazo para nada mais. Porque dei em 2014, tive depressão e voltei ao hospital. Eu aprendi a entender o tempo que cada coisa tem para acontecer. E cada coisa tem um tempo para acontecer", afirmou.
A pausa forçada na carreira acabou afetando sua vida financeira. Afinal, o maior rendimento de Netinho era resultado de sua agenda de shows pelo país: "Foi um baque terrível".
Esse jejum de dois anos longe dos palcos será quebrado no dia 28 de agosto quando o cantor estrear a turnê chamada "DNA" no Recife. O anúncio de sua volta foi feito pelo músico em suas redes sociais na última sexta-feira (31).

Maria Julia Coutinho tem ida para bancada adiada e continua na previsão do tempo

Maria Júlia Coutinho será mantida na previsão do tempo do 'Jornal Nacional'

Globo quer preservar imagem da jornalista do 'Jornal Nacional', mas promete uma promoção até o fim do ano
Ao contrário do que vinha se especulando, a jornalista Maria Júlia Coutinho não será promovida à bancada de algum jornal da Rede Globo. Pelo menos por enquanto. De acordo com informações da colunista Keila Jimenez, a garota do tempo do "Jornal Nacional" terá sua imagem preservada pela emissora, evitando entrevistas, fotos, badalações e polêmicas envolvendo seu nome.
Maju, apelido dado por William Bonner, ganhou mais destaque e prestígio na Globo após ser vítima de um caso de racismo nas redes sociais, quando ganhou apoio de todos os colegas de trabalho, incluindo Bonner e Renata Vasconcellos, âncoras do "JN". A decisão de manter a jornalista na previsão do tempo foi da diretoria, que não quer se precipitar e correr o risco de "queimar" a moça, que vem sendo muito bem aceita pelo público. Mesmo assim, até o final do ano, a emissora pretende dar a Maju novas oportunidades, com maior visibilidade no jornalismo da Globo.
Até o dia 20 de agosto, a jornalista está curtindo férias na Alemanha, ao lado do marido Agostinho Moura. Maju tem compartilhado momentos da viagem em suas redes sociais e mostrou que está aproveitando muito bem os dias de descanso. Quem também está de férias do "JN" é William Bonner, que viajou para os Estados Unidos com Fátima Bernardes e os trigêmeos.
Maria Júlia Coutinho arrasa com looks modernos e coloridos no 'JN'
Maju vem mostrando personalidade na TV com roupas de cores vibrantes e recortes estratégicos. A jornalista começou como garota do tempo no "Bom Dia Brasil", trabalhando por alguns meses no "H1" e logo foi requisitada pelo "Jornal Nacional".
Mari Saldanha, figurinista responsável pelos looks da jornalista, se inspirou na primeira dama dos Estados Unidos para compor o estilo da jornalista. Ela considera Michelle Obama um símbolo de sofisticação, combinando o clássico com o básico e confortável, sem perder a pose. Os braços torneados e a cintura fina favorecem os vestidos e blusas que deixam os braços de fora, incomum para jornalistas que, em geral, vestem blusas e vestidos mais fechados.
Maria Júlia, que não usava vestidos quando era repórter de rua pois dificultariam seus movimentos, também abusa de saias e calças pantalonas, mais retas e largas, pois valorizam sua silhueta, conquistada com ioga e pilates. Detalhes e estampas compõem vestidos e camisas de cores mais fechadas. Os figurinos de Maju no "JN" têm feito a cabeça da mulherada e até mesmo a da própria jornalista, que acabou comprando um modelo azul com detalhes brancos na cintura.

Faustão brinca com Carol Nakamura sobre Sidney Sampaio: 'Dançou duas vezes'

Carol Nakamura fica com vergonha após Fausto Silva relembrar seu ex-noivo, Sidney Sampaio

Fausto Silva deixou Carol Nakamura sem graça ao falar sobre o ex-noivo da japonesa, Sidney Sampaio, neste domingo (2). O apresentador relembrou a participação dela na "Dança dos Famosos" e a perguntou quem foi seu par na competição, deixando-a com vergonha. Recentemente, a ajudante de palco desconversou quando Faustão falou sobre o ator, que agora atua na novela "Os Dez Mandamentos".
Neste domingo teve início a nova edição do "Dança" e Fausto Silva perguntou à Carol quantas vezes ela havia participado do quadro. "Uma vez só, em 2007", declarou ela. "E com quem você dançou?", questionou o apresentador. "Sidney Sampaio", disse Nakamura, sem graça e rindo. "Dançou duas vezes", brincou Faustão.
Ela e Sidney colocaram um ponto final no noivado em agosto de 2014, um mês antes do casamento. A ex-bailarina já terminou o relacionamento com Raphael Lacchine, após cinco meses. Nakamura ainda comentou que as bailarinas ficam na expectativa se participar do quadro: "Ficam superansiosas. Elas ficam com frio na barriga, como se a fosse a primeira vez. Inclusive as que já dançaram".
Apresentador brinca com solteirice da japa
Na semana passada, Faustão voltou a falar sobre o estado civil da ex-bailarina do programa. Usando um vestido branco estilo tubinho com fendas, Nakamura - que foi aplaudida de pé pela plateia recentemente - falou diversas vezes sobre relacionamento. Na primeira delas, deixou claro que está livre, leve e solta. "Eu sou mãe e estou solteira, só para te lembrar", sorriu para o apresentador.
Bom de improviso, ele logo abraçou a ex-bailarina fez propaganda: "Este é um merchandising: cartas para o 'Domingão do Faustão'. Em seguida, sussurrou outra brincadeira: "Se não vai para a 'Porta da Esperança', do Silvio Santos", disse, referindo ao antigo quadro do SBT onde as pessoas faziam pedidos e esperavam recebê-los ao abrir uma porta.

Lideranças da Câmara rejeitam afastar Cunha, diz jornal

Os líderes das maiores bancadas da Câmara dos Deputados são contra afastar Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Casa, mesmo após uma possível abertura de processo no Supremo Tribunal Federal. 
A maioria também não vê motivo para prosseguimento de um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. As informações são de reportagem publicada na Folha de São Paulo.
Nas investigações da Lava Jato, o lobista Júlio Camargo afirmou que pagou R$ 5 milhões em propina a Cunha como parte do esquema de corrupção estabelecido na Petrobras.
O deputado reagiu rompendo oficialmente com o governo. Em entrevista ao Jornal Nacional, a advogada do lobista acusou aliados de Cunha de intimidações. 
Líderes de 10 bancadas que somam 294 deputados (57% do total) são contra o afastamento de Cunha, defendido abertamente apenas pelo PSOL e o PPS.
PMDB, PRB, PSD e PSB são contra o afastamento de Cunha ou a abertura de processo de cassação contra acusados na Lava Jato e também não veem elementos para um possível impeachment da presidente (o que só é defendido pelo DEM).
PSDB, PP, PTB e PHS não se manifestaram sobre nenhuma das questões. Outros 21 deputados também são investigados na operação


Dirceu foi instituidor do esquema Petrobrás, diz Lava Jato

Um ano depois de participar ativamente da fundação do Partido dos Trabalhadores, José Dirceu assume o cargo de secretário de Formação Política da legenda, posto que ocupa até 1983. No partido ainda comanda a Secretaria-Geral do Diretório Regional de São Paulo (1983-1987) e a Secretaria-Geral do Diretório Nacional (1987-1993).

O procurador regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima, que integra a força-tarefa da Operação Lava Jato, afirmou nesta segunda-feira, 3, que o ex-ministro José Dirceu (Governo Lula) foi o instituidor do esquema de corrupção instalado na Petrobrás.Condenado no Mensalão, José Dirceu foi preso nesta segunda-feira, 3, na Lava Jato.

“Toda empresa tem uma estrutura piramidal, os cabeças que tomam as decisões. Não são operadores, essas pessoas dizem ‘faça’ e os outros fazem. Eles não tomam nota, não fazem reuniões com operadores financeiros. Simplesmente têm uma função de colocar as pessoas nos lugares certos e de determinar. José Dirceu, evidentemente, colocou Duque (Renato Duque) na função de diretor da Diretoria de Serviços da Petrobrás. Colocou Paulo Roberto Costa ( Diretoria de Abastecimento) atendendo a pedido de José Janene (ex-deputado, réu do Mensalão, morto em 2010). A partir desse momento, José Dirceu repetiu o esquema do Mensalão. Um ministro do Supremo já disse que o DNA é o mesmo, o caso do Mensalão como na Petrobrás, na Lava Jato. Não há muita diferença. A responsabilidade de José Dirceu é evidente lá (no Mensalão ) mas também aqui (Lava Jato), como beneficiário. Ao mesmo tempo em que naquele governo (Lula) José Dirceu determinou a realização (do Mensalão) também determinou esse esquema (Petrobrás). Agora, não mais como partidário, mas para enriquecimento pessoal”, afirmou o procurador.
Segundo o Carlos Fernando dos Santos Lima, a investigação que deflagrou a operação Pixuleco, 17º capítulo da Lava Jato, revela que o ex-ministro teve papel crucial na instalação do modelo que abriu caminho para o cartel de empreiteiras que se apossaram de contratos bilionários na estatal mediante pagamento de propinas para políticos e ex-diretores da Petrobrás.
O procurador destaca que Dirceu foi beneficiário de valores ilícitos por meio de sua empresa, a JD Assessoria e Consultoria. Ele citou também o empresário Fernando Moura, que teria indicado a Dirceu o nome do engenheiro Renato Duque para ocupar a unidade mais estratégica da Petrobrás, a Diretoria de Serviços. Duque está preso e negocia delação premiada.
“A JD e Moura são os agentes responsáveis pela instituição do esquema na Petrobrás, ainda no tempo em que José Dirceu era ministro da Casa Civil (Governo Lula). Temos indicativos que (o esquema) vem desde aquela época, passou pela investigação do Mensalação, pelo processo do Mensalão, pela condenação de José Dirceu, pelo período em que ele ficou na prisão (Papuda), sempre com pagamentos para JD. Um dos motivos pelos quais estão sendo presos ambos (Dirceu e Fernando Moura) hoje é porque esse esquema perdurou, apesar da movimentação da máquina do Supremo e de todo o Judiciário”, afirmou.
O procurador disse ainda que a Pixuleco ‘vai além de José Dirceu como recebedor e beneficiário, trata-se de uma investigação que busca José Dirceu como o instituidor do esquema Petrobrás ainda no tempo da Casa Civil’.

Esquema no Galeão faz chinês escravo

<p>A investigação também apontou que agências na China oferecem oportunidades de trabalho no Brasil.</p>

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) afirma ter descoberto um esquema de corrupção no controle imigratório do Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, na zona norte do Rio. Segundo o MTE, agentes cobram propinas de donos de pastelarias e atravessadores responsáveis por trazer chineses para trabalhar em regimes exaustivos, de escravidão por dívida, em lanchonetes na região metropolitana do Rio.
O documento, obtido pelo jornal "O Estado de S. Paulo", foi encaminhado no dia 28 para o Ministério Público Federal e a Divisão de Fiscalização para Erradicação do Trabalho Escravo (Detrae). O texto detalha o funcionamento do esquema, delatado por uma pessoa que trabalhava com os empresários chineses suspeitos de "importar" jovens da Província de Guangdong, no sul da China, uma das mais pobres do país.
Para cada chinês liberado para entrar no Brasil seriam cobrados R$ 42 mil de propina. Pelo acerto, o imigrante trabalharia de dois a três anos de graça para pagar as despesas de viagem e, segundo suspeitas do MTE, para quitar também o valor entregue pelos patrões aos agentes.
O pagamento da propina, em dinheiro, seria feito no aeroporto, fora da área de controle imigratório. Um truque usado para encobrir o esquema é sumir com os passaportes dos chineses ou arrancar a página em que estaria o carimbo da Polícia Federal, identificando a data da entrada no País - o que permitiria identificar os funcionários da PF de plantão naquele dia.
Em um dos casos revelados pelo delator, o atraso de 20 minutos no pagamento da propina fez com que chineses que entrariam no País fossem deportados para a China.
De acordo com a Polícia Federal, policiais e funcionários administrativos terceirizados, contratados pela empresa Milênio, atuam na imigração. Os últimos, no entanto, não têm autonomia de ação e estão sob supervisão dos agentes da PF. Em nota, a corporação afirma que "todas as notícias de possíveis ilícitos administrativos ou penais que venham a mencionar servidores são apuradas pelos setores de controle interno" e destaca atuar na coerção à prática de trabalho escravo. A Milênio optou por não se pronunciar.
Indícios
Em setembro do ano passado, um chinês resgatado ao fugir de uma pastelaria em Mangaratiba, na Costa Verde, já havia dito aos auditores que sua entrada fora acordada com agentes da imigração.
De acordo com o documento do Ministério Público Federal, um funcionário que trabalhava no aeroporto foi recepcionar a vítima. "A referida pessoa, que tinha acesso à área privativa dos funcionários do aeroporto, recebeu a documentação e, superando as restrições de imigração, promoveu sua entrada em território nacional, omitindo-se que o ingresso se dava para o fim de trabalho", diz o documento.
A investigação também apontou que agências na China oferecem oportunidades de trabalho no Brasil, anunciando o serviço em placas em Guangdong.
O MTE tem realizado operações para flagrar chineses em situação irregular no Brasil, cumprindo jornadas exaustivas em lanchonetes e sendo submetidos a condições precárias de moradia e trabalho. Após acordos extrajudiciais, em que obtêm reparação financeira, os chineses têm continuado a trabalhar nos mesmos locais. Com informações do Estadão Conteúdo.

Após prisão de Dirceu, líder do DEM insinua que falta pouco para investigação chegar a Lula e Dilma

O líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), comemorou nesta segunda-feira, 3, a prisão do ex-ministro José Dirceu na 17ª fase da Operação Lava Jato. Em nota, o senador insinua que "falta pouco agora" para as investigações chegarem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à presidente Dilma Rousseff.

Caiado defende que Dilma renuncie ao mandato: O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO)

"Temos que aplaudir essa mais nova etapa da Lava Jato, que não se restringe a intermediários e finalmente começa a chegar aos cabeças pensantes, elaboradores de todo esse esquema corrupto alimentado por "pixulecos" dentro do Palácio do Planalto. Falta pouco agora", disse.
Na nota, Caiado culpa Lula e Dilma por implantarem "esse método sujo que coloca em risco a nossa jovem democracia"."Com mais essa prisão do ex-ministro José Dirceu, fica claro que Lula e Dilma levaram para a política nacional o que há de pior em alguns sindicatos do ABC", afirmou. 
O irmão de Dirceu, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, e o ex-assessor do petista, Roberto Marques, também foram presos nesta nova fase da operação chamada "Pixuleco". O nome é uma referência a como o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto se referia à propina que recolhia das empresas que tinham contratos com a Petrobrás. 

Bethe Correia posta foto na praia e sofre bullying de fãs

Nem bem foi derrotada por Ronda Rousey na luta principal do UFC 190, evento realizado no último sábado (1º), Bethe Correia já sofre as consequências das excessivas provocações que marcaram os bastidores da disputa e que garantiram apoio de parte da torcida para a americana.
Nesta segunda-feira (3), a ex-desafiante ao cinturão dos pesos-galos (61 kg) do maior torneio de lutas do mundo postou foto em suas redes sociais de um passeio na praia acompanhada da irmã e do namorado/treinador e, imediatamente, seguidores da atleta passaram a insultá-la, em claro gesto de insensibilidade.
Entre críticas à performance da lutadora, que foi nocauteada em 34 segundos, sobraram ofensas pessoais e menosprezo ao currículo da paraibana que era invicta até enfrentar a melhor atleta do mundo na atualidade. Exceção feita a alguns fãs que saíram em defesa da atleta.
Bethe Correia relaxou na praia após derrota para Ronda Rousey - Reprodução

Pesquisa prefeitura do Rio - Ricardo Boechat‏

Realizada em 15 de julho, com 400 pessoas no Rio de Janeiro, a última pesquisa do Instituto Guerp seguiu com Marcelo Crivella, o pré-candidato preferido dos eleitores  à prefeitura carioca. Na intenção "estimulada o Senador alcançou 24% de intenção de voto contra 23% ( junho) e 21%  (maio). Em segundo lugar Romário obteve 18%- antes 15% e 18% respectivamente. O Secretario de obras do Rio de janeiro, Pedro Paulo, mora no coração do prefeito Eduardo Paes, mas atualmente não do eleitorado, 3%, 2% e 2%, nesta ordem. (Ricardo Boechat).

​Cordialmente,
Eliana Ovalle​