A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Milena Toscano, sobre o incêndio na Grande Rio: ‘Quero mandar muita energia positiva para a minha escola de coração’

 


Milena Toscano, atriz, torce pela Grande Rio


A atriz Milena Toscano, intérprete da Manuela da novela “Araguaia”, torce pela Grande Rio no carnaval e frequenta os ensaios da escola de samba sempre que possível. Ela manifestou sua tristeza com o incêndio ocorrido hoje de manhã no barracão da escola de samba de Caxias:
- Lamentável, triste demais o que aconteceu com a Grande Rio. Quero mandar muita energia positiva para a comunidade de Caxias e para a minha escola de coração!

Cristina Mortágua é presa ao tentar agredir delegada dentro da delegacia

RIO - A ex-modelo Cristina Mortágua foi presa na 16ª DP (Barra da Tijuca) acusada de ofender e agredir uma delegada. Segundo informações da polícia, ela foi detida dentro da delegacia, por volta das 12h, após também tentar agredir o filho menor que prestava queixa de agressão contra a mãe.
Retirada da delegacia por policiais, Cristina ainda tentou se jogar na frente de carros que passavam na rua antes de retornar ao interior da delegacia e agredir a delegada de plantão. Segundo policiais, ao ser abordada pela delegada, a ex-modelo se descontrolou.
A ex-modelo foi imobilizada por policiais e levada para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, para realizar exames. Em seguida, Mortágua foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML), onde fará exame de corpo de delito e toxicológico.
Cristina Mortágua foi presa em flagrante sob a suspeita de injúria, resistência e desacato. Segundo o delegado Rafael Willis, a ex-modelo será liberada somente se pagar uma fiança.

Como previsto, desembargador Luiz Zveiter é eleito presidente do TRE

O ex-presidente do Tribunal de Justiça, Luiz Zveiter, foi eleito há pouco, por aclamação, novo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ). Agora, Zveiter terá a difícil tarefa de julgar as contas do irmão, Sérgio Zveiter, eleito deputado federal.
Com o mandato, Luiz Zveiter vai comandar as eleições municipais de 2012. Então pré-candidato, o desembargador Sergio Lucio de Oliveira e Cruz declinou do direito de candidatar-se e reassume a vice-presidência da côrte. O novo presidente toma posse em 15 de março, após retornar de férias. Na mesma sessão, o juiz Antonio Augusto de Toledo Gaspar foi empossado como membro efetivo do Colegiado.
Zveiter já integrou o Colegiado do TRE-RJ em outros quatro mandatos. Em 1988, ele foi eleito para a vaga de juiz efetivo, sendo reconduzido para um novo biênio em 1990. Voltou em 1999 como membro substituto da classe dos desembargadores, cargo para o qual também foi reconduzido em 2001. Atualmente, ele integra a comissão designada pela OAB-RJ responsável por formular propostas de aperfeiçoamento da legislação eleitoral. Zveiter também foi corregedor do TJ e presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol e do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Voleibol.

Sistema de mão dupla na BR-040 em Areal muda de pista

RIO - Para a construção de um retorno operacional na BR-040 (Rio-Juiz de Fora), a Concer informou que, na atual fase da obra, a pista sentido Rio de Janeiro, na altura do km 43,5, na região de Areal, fica totalmente interditada. Já a pista do sentido Juiz de Fora passa a funcionar em regime de mão dupla por uma extensão aproximada de 800 metros. A mão dupla está sinalizada e a velocidade de segurança no trecho é de 50 km/h. A mudança ocorreu nesta segunda-feira.
Na altura do km 95 da rodovia, equipes da Concer desobstruíram a pista de subida da Serra de Petrópolis, onde mais cedo houve uma queda de árvore por causa do temporal que atingiu a região. A árvore de grande porte chegou a interditar meia pista. De acordo com a Concer, já não há mais retenção nem chove no trecho, mas é preciso cautela, uma vez que as pistas continuam molhadas.

Ativistas de direitos humanos defendem aprovação da PEC do trabalho escravo

Brasília – No terceiro dia após o início da nova legislatura no Congresso Nacional, a Frente Parlamentar Mista e a Frente Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo iniciaram a mobilização para que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 438, que prevê a expropriação de terras onde for localizado trabalho escravo, seja votada. A proposta foi apresentada pela primeira vez em 1999 (há quatro legislaturas), aprovada em 2001 pelo Senado e, desde 2004, aguarda votação em segundo turno na Câmara dos Deputados.
De acordo com o senador Cristovam Buarque (PDT -DF) só com a mobilização política, como a que foi feita para criação da Lei da Ficha Limpa no ano passado, é que a PEC será aprovada. “Se não houver mobilização, não será aprovado nunca”, analisou o senador que é da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal
Cristovam, que está no Congresso desde 2003, afirma que o parlamento atual não aprova a lei por causa de lobby contrário. “Nós, parlamentares de hoje, somos piores que os parlamentares de 1888. A proposta da princesa Isabel [da Lei Áurea] deu entrada no dia 3 de maio e dez dias depois ela sancionou. Ou, então, nós somos mais lerdos ou mais subordinados aos lobbies que estão contrários a essa decisão tão óbvia: alguém que mantém trabalhadores em escravidão não merece ter terra”, sentenciou.
Na avaliação de Leonardo Sakamoto, da organização não governamental (ONG) Repórter Brasil, a PEC será aprovada se for colocada em votação na Câmara. “A proposta é forte. A maior parte dos parlamentares apoia, há apoiadores entre governo e oposição”, contabilizou. Segundo ele, a PEC não vai a votação porque “a pauta não passa no colégio de líderes”, que define a agenda de votação no plenário da Câmara.
Sakamoto avalia que, além da mobilização no Congresso, é preciso empenho governamental. No ano passado, o então presidente da Câmara Michel Temer (PMDB-SP), atual vice-presidente da República, recebeu abaixo-assinado com 168 mil adesões pedindo a aprovação da PEC.
A ONG rastreou 600 fazendas onde se verificou a ocorrência de trabalho escravo. O fenômeno ocorre em áreas rurais que desenvolvem atividades diferentes, como pecuária, produção de álcool, soja, algodão, tomate, extração de madeira para carvoaria e coleta de frutas. O ativista salientou que “há muitos ruralistas que querem acabar com o trabalho escravo, pois consideram concorrência desleal”, assinalou.
Cristovam e Sakamoto participaram da reunião conjunta da Frente Parlamentar Mista e da Frente Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo que ocorreu hoje (2) pela manhã no Senado. A reunião encerrou a Semana Nacional de Combate ao Trabalho Escravo que, em 2011, marcou 7 anos das mortes de três fiscais dos trabalho e um motorista do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em Unaí quando participavam de fiscalização na zona rural da cidade.
Segundo dados apresentados na reunião, o número de auditores fiscais do trabalho está diminuindo: em 1996 havia 3.464; em 2010 o número era de 3.038.
Cerca de 220 pessoas aprovadas como auditor fiscal do trabalho em concurso público em 2009 aguardam para ser nomeadas. Em agosto do ano passado, o MTE protocolou no Ministério do Planejamento o pedido de autorização para nomear 117 aprovados.

Humorista Shaolin passa por segunda cirurgia de reconstrução do braço esquerdo em SP

 

JOÃO PESSOA - O humorista paraibano Francisco Jozenilton Veloso, o Shaolin, foi submetido no Hospital das Clínicas (HC), em São Paulo, a uma segunda cirurgia de reconstrução do braço esquerdo. Shaolin sofreu um acidente de trânsito na BR-230, em Campina Grande, Paraíba, no último dia 18. Um caminhão colidiu lateralmente no veículo do humorista, que capotou várias vezes e saiu da pista. Com o impacto, Shaolin perdeu metade do úmero (osso que une o ombro ao cotovelo) e parte da musculatura do braço. Ele ainda sofreu traumatismo cranioencefálico grave e uma contusão torácica.

Reprodução de imagem/TV Record

Na segunda cirurgia a que o humorista foi submetido, os médicos retiraram parte da musculatura da perna e implantaram no membro superior. A primeira cirurgia em Shaolin aconteceu há seis dias. Na ocasião, a equipe médica retirou parte do músculo do tórax e enxertou no membro superior.
O paciente permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HC. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, ele está sedado e seu estado de saúde ainda é grave.
Segundo Ricardo Santos, produtor e cunhado de Shaolin, os médicos devem realizar uma série de cirurgias para recuperar o braço do humorista. Segundo ele, ainda está prevista a implantação de uma prótese no local do úmero.
O laudo da Polícia Rodoviária Federal apontou o motorista do caminhão, Jobson Clemente Benício, de 23 anos, como culpado do acidente. O documento oficial foi finalizado na última quinta-feira e encaminhado à Polícia Civil para auxiliar no inquérito investigativo.

Adolescente e menina de 11 anos somem após tromba d'água no Córrego do Coruja no DF

BRASÍLIA - Um adolescente de 16 anos e uma menina de 11 anos desapareceram na tarde deste domingo quando nadavam no Córrego da Coruja e foram surpreendidos por uma tromba d'água em Ceilândia, no Distrito Federal. As vítimas ainda não foram localizadas pelo Corpo de Bombeiros.
De acordo com testemunhas, por volta das 15h choveu forte durante 40. A suspeita dos bombeiros é de que a tromba d'água tenha surpreendido as pessoas que tomavam banho no Córrego da Coruja.
- O pessoal não percebeu, quando chegou a tromba d'água chegou e levou todo mundo - diz Walter Fernadez, major do Corpo de Bombeiro.
Leonardo Alves de Brito, 16 anos, teria tirado a namorada da água e pulou de novo para resgatar a irmã dela, Marina, de 11 anos. Os dois desapareceram em seguida.
Quatorze homens dos bombeiros foram acionados para trabalhar nas buscas, entre eles quatro mergulhadores. Com uma corda, eles conseguiram ter acesso às quedas d'água e às bacias naturais formadas no córrego.
O acesso ao local é difícil. Os bombeiros concentraram as buscas em dois poços - o primeiro tem cerca de seis metros de profundidade e o outro tem em média oito metros.

Asa-delta cai sobre carro ao aterrissar e deixa dois feridos em Minas Gerais

BELO HORIZONTE - Dois homens que faziam voo duplo de asa delta no Pico da Ibituruna, em Governador Valadares, sofreram um acidente no momento da aterrissagem e atingiram um carro. Segundo outros pilotos, as condições de voo era perfeitas. O problema ocorreu no momento da manobra de aterrissagem. Uma barra teria quebrado e parte da vela foi rasgada. O piloto Sandro Botelho ainda gritou para pessoas que estavam na área, na Feira da Paz, se afastassem.
Botelho está internado em estado grave e teria sofrido uma lesão na vértebra. Marcos Ribeiro, que estava com ele, teve ferimentos em uma das mãos e também segue internado. Os dois ficaram presos às cadeirinhas e tiveram de ser retirados pelos bombeiros.
Paulo Sérgio Silva, da Associação Valadarense de Voo Livre, diz que a entidade pede há um ano para a Prefeitura o direito de intervir e decidir quem pode ou não decolar. A entidade tem um fiscal de rampa no local, que teria sido contratado por determinação da Agência Nacional de Aviação Civil.
- Se não tem controle da decolagem, não tem do pouso - diz ele.
A Prefeitura afirmou que a entidade tem autonomia para orientar a rampa e fiscalizar.
Em Lavras, no Sul de Minas, um paraglider caiu e o piloto foi resgatado pelos bombeiros na tarde de sábado. O rapaz sofreu ferimentos leves. Ele salto na região conhecida como Serrinha e teria perdido o controle devido a uma rajada de vento.

Falha em sistema de proteção causou apagão no NE, confirma ministério

BRASÍLIA - O secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, confirmou há pouco que a interrupção no fornecimento de energia em oito Estados do Nordeste na semana passada foi causada por uma falha no equipamento de proteção da subestação São Luiz Gonzaga, em Pernambuco.
Na última sexta-feira, o ministro da Pasta, Edison Lobão havia informado que o cartão magnético do sistema de proteção era apenas a provável causa do apagão.
Segundo Zimmermann, a subestação representa um importante entroncamento de linhas de transmissão, que reúne seis circuitos. O cartão magnético - também chamado de "cartela do relé" - emitiu um falso sinal que provocou o desligamento em série, disse Zimmermann.
"Foi o cartão de proteção que falhou. A manutenção desse tipo de equipamento estava rigorosamente em dia", afirmou o secretário. Segundo ele, a última manutenção foi realizada em outubro de 2010. O secretário reforçou a tese de que não houve sobrecarga.
A partir de agora será feito um levantamento técnico para identificar a causa da falha no sistema de proteção. Também será apurado o procedimento da Chesf, subsidiária da Eletrobras, após a interrupção de energia - levando-se em conta, por exemplo, o tempo de restabelecimento da eletricidade.
Na capital federal, José Ailton, diretor de engenharia da Chesf, afirmou que cerca de 40 milhões de pessoas foram afetadas pelo apagão. A declaração foi dada pouco antes de uma reunião sobre o tema na sede do Ministério de Minas e Energia.

Bandidos assaltam joalheria no Shopping Morumbi, em SP Fernando Teixeira e Leonardo Guandeline, O Globo; SPTV Tamanho do texto A A A Bandidos roubaram joalheria no início desta tarde - Foto de Marcelo Mora/G1 SÃO PAULO – Bandidos assaltaram a loja da joalheria Dryzun no Shopping Morumbi, na Zona Oeste de São Paulo, no começo da tarde desta segunda-feira. Tiros foram disparados dentro do shopping. Houve tumulto e correria no local. Ninguém ficou ferido, mas duas pessoas teriam sido feitas reféns pelos criminosos durante a fuga. Segundo a PM, pelo menos seis homens participaram do assalto à loja, que fica no piso térreo. Um dos balcões da joalheria foi quebrado com uma marreta e produtos foram levados. (Leia também: Bandidos roubam agência do BB dentro do Fórum do Ipiranga, em SP) Catherine Prince, vendedora de uma loja de vinhos localizada no shopping,disse que houve muito tumulto e correria durante a fuga dos criminosos. Os bandidos dispararam vários tiros, assustando funcionários das lojas e clientes. - Eu ouvi tiros e deitei no chão. Vi os bandidos atirando novamente. Um deles estava com a arma na cabeça de um homem e o outro apontava uma metralhadora nas costas de outra vítima. Uma garrafa de vinhos caiu aqui dentro da loja e pensamos que tinha sido um tiro - conta. Eu ouvi tiros e deitei no chão. Vi os bandidos atirando novamente Ainda de acordo a PM, pelo menos quatro bandidos participaram da ação dentro shopping e dois deram cobertura ao bando do lado de fora. A quadrilha teria ficado no máximo 5 minutos dentro do shopping. Eles fugiram utilizando cinco carros. Ninguém foi preso. Vendedores ouvidos pelo GLOBO contaram ter ouvido vários tiros, semelhantes a disparos de metralhadoras. Inicialmente, os estampidos foram ouvidos próximos à joalheria, que fica perto de uma escada rolante. Camila Orson, que trabalha na joalheria assaltada, conta que estava fumando fora do shopping, a 30 metros do alvo dos bandidos, quando percebeu um homem, engravatado, aparentando estar nervoso e olhando de um lado para o outro. Ele entrou na loja e anunciou o assalto ao lado dos comparsas. Foto de Fernando Teixeira, O Globo - Na fuga, ele estava correndo e atirou. Houve grande tumulto. Tinha muita gente - diz. As vítimas que serviram de 'escudo-humano' na fuga tiveram, respectivamente, armas apontadas para as costas e cabeça, segundo uma lojista. Os tiros teriam sido disparados porque um dos vigias do shopping teria conseguido segurar e dominar um dos bandidos. Outros integrantes do bando reagiram atirando e o segurança soltou o assaltante. Os criminosos escaparam por uma saída lateral do shopping, pela rua que dá acesso a outro shopping, o Market Place. Um vidro da loja Glida, de acessórios, foi estilhaçado durante a fuga. - Eu estava atendendo uma cliente quando começaram os tiros aqui. Sai correndo para o estoque e abaixamos a porta - contou Camila da Silva Martins, uma das funcionárias da loja Glida. Outros disparos teriam ocorrido já na rua, fora do shopping. De acordo com a Polícia Militar, na fuga os bandidos abandonaram três carros. Uma funcionária do piso superior afirmou que os clientes ficaram tão assustados que alguns se jogaram por baixo da porta da loja de departamentos Renner no momento em que vendedores tentavam baixá-las, na tentativa de se resguardar. Durante a confusão, uma mulher grávida chegou a torpeçar e cair no chão. Com a queda e o nervoso ela passou mal e foi atendida na enfermaria do shopping. Com medo, internautas contaram que ficaram trancados nas lojas, impossibilitados de sair: RT @diegodumont: Tiroteio rolando no shopping Morumbi. Estamos trancados na Luigi Bertolli. http://twitpic.com/3xfx97 (via @amandaluz) Internautas que postaram mensagens no twitter disseram ainda que houve muita correria durante o tiroteio. @marcus_barreto Assalto à joalheria do piso térreo do Morumbi Shopping. Houve troca de tiros e muita correria @helinhocalfat no shopping morumbi...ja consegui sair, trabalho em frente. Panico geral....acho q foi assalto em joalheria.. @JornalOGlobo RT @diegodumont: Galera, estão assaltando o shopping Morumbi. Estou aqui dentro e esta rolando tiros @MSavarese @ fracky Oi, tava no shopping Morumbi agora pouco quando assaltaram a joalheria com metralhadora, em frente ao banco Itaú (onde eu estava). KEMKURT? @mtonus RT @refazioli Joalheria é ao lado do banco Itaú.PM toda dentro da joalheria Dryzun #tiroteio #shopping #morumbi /evitem!!!/ #shoppingMorumbi Nota do Shopping Em nota, a assessoria do shopping disse que, apesar do assalto, o shopping continua funcionando normalmente. Segue a íntegra da nota: COMUNICADO OFICIAL São Paulo, 07 de fevereiro de 2011 - O MorumbiShopping informa que no início da tarde de hoje, 07/02, por volta das 14 horas, aconteceu um assalto em uma joalheria do shopping. Os assaltantes entraram e no momento da fuga dispararam tiros para o alto. Não houve feridos. A loja não divulgou até o momento o valor do prejuízo. O MorumbiShopping segue operando normalmente. Atenciosamente, Administração'

Bandidos roubaram joalheria no início desta tarde - Foto de Marcelo Mora/G1

SÃO PAULO – Bandidos assaltaram a loja da joalheria Dryzun no Shopping Morumbi, na Zona Oeste de São Paulo, no começo da tarde desta segunda-feira. Tiros foram disparados dentro do shopping. Houve tumulto e correria no local. Ninguém ficou ferido, mas duas pessoas teriam sido feitas reféns pelos criminosos durante a fuga. Segundo a PM, pelo menos seis homens participaram do assalto à loja, que fica no piso térreo. Um dos balcões da joalheria foi quebrado com uma marreta e produtos foram levados.
(Leia também: Bandidos roubam agência do BB dentro do Fórum do Ipiranga, em SP)
Catherine Prince, vendedora de uma loja de vinhos localizada no shopping,disse que houve muito tumulto e correria durante a fuga dos criminosos. Os bandidos dispararam vários tiros, assustando funcionários das lojas e clientes.
- Eu ouvi tiros e deitei no chão. Vi os bandidos atirando novamente. Um deles estava com a arma na cabeça de um homem e o outro apontava uma metralhadora nas costas de outra vítima. Uma garrafa de vinhos caiu aqui dentro da loja e pensamos que tinha sido um tiro - conta.
Eu ouvi tiros e deitei no chão. Vi os bandidos atirando novamente
Ainda de acordo a PM, pelo menos quatro bandidos participaram da ação dentro shopping e dois deram cobertura ao bando do lado de fora. A quadrilha teria ficado no máximo 5 minutos dentro do shopping. Eles fugiram utilizando cinco carros. Ninguém foi preso.
Vendedores ouvidos pelo GLOBO contaram ter ouvido vários tiros, semelhantes a disparos de metralhadoras. Inicialmente, os estampidos foram ouvidos próximos à joalheria, que fica perto de uma escada rolante.
Camila Orson, que trabalha na joalheria assaltada, conta que estava fumando fora do shopping, a 30 metros do alvo dos bandidos, quando percebeu um homem, engravatado, aparentando estar nervoso e olhando de um lado para o outro. Ele entrou na loja e anunciou o assalto ao lado dos comparsas.

Foto de Fernando Teixeira, O Globo
- Na fuga, ele estava correndo e atirou. Houve grande tumulto. Tinha muita gente - diz.
As vítimas que serviram de 'escudo-humano' na fuga tiveram, respectivamente, armas apontadas para as costas e cabeça, segundo uma lojista. Os tiros teriam sido disparados porque um dos vigias do shopping teria conseguido segurar e dominar um dos bandidos. Outros integrantes do bando reagiram atirando e o segurança soltou o assaltante.
Os criminosos escaparam por uma saída lateral do shopping, pela rua que dá acesso a outro shopping, o Market Place. Um vidro da loja Glida, de acessórios, foi estilhaçado durante a fuga.
- Eu estava atendendo uma cliente quando começaram os tiros aqui. Sai correndo para o estoque e abaixamos a porta - contou Camila da Silva Martins, uma das funcionárias da loja Glida.
Outros disparos teriam ocorrido já na rua, fora do shopping. De acordo com a Polícia Militar, na fuga os bandidos abandonaram três carros.
Uma funcionária do piso superior afirmou que os clientes ficaram tão assustados que alguns se jogaram por baixo da porta da loja de departamentos Renner no momento em que vendedores tentavam baixá-las, na tentativa de se resguardar.
Durante a confusão, uma mulher grávida chegou a torpeçar e cair no chão. Com a queda e o nervoso ela passou mal e foi atendida na enfermaria do shopping.
Com medo, internautas contaram que ficaram trancados nas lojas, impossibilitados de sair:
RT @diegodumont: Tiroteio rolando no shopping Morumbi. Estamos trancados na Luigi Bertolli. http://twitpic.com/3xfx97 (via @amandaluz)
Internautas que postaram mensagens no twitter disseram ainda que houve muita correria durante o tiroteio.
@marcus_barreto
Assalto à joalheria do piso térreo do Morumbi Shopping. Houve troca de tiros e muita correria
@helinhocalfat
no shopping morumbi...ja consegui sair, trabalho em frente. Panico geral....acho q foi assalto em joalheria..
@JornalOGlobo RT @diegodumont: Galera, estão assaltando o shopping Morumbi. Estou aqui dentro e esta rolando tiros @MSavarese
@ fracky
Oi, tava no shopping Morumbi agora pouco quando assaltaram a joalheria com metralhadora, em frente ao banco Itaú (onde eu estava). KEMKURT?
@mtonus
RT @refazioli Joalheria é ao lado do banco Itaú.PM toda dentro da joalheria Dryzun #tiroteio #shopping #morumbi /evitem!!!/ #shoppingMorumbi
 
Nota do Shopping
Em nota, a assessoria do shopping disse que, apesar do assalto, o shopping continua funcionando normalmente. Segue a íntegra da nota:
COMUNICADO OFICIAL
São Paulo, 07 de fevereiro de 2011 - O MorumbiShopping informa que no início da tarde de hoje, 07/02, por volta das 14 horas, aconteceu um assalto em uma joalheria do shopping. Os assaltantes entraram e no momento da fuga dispararam tiros para o alto. Não houve feridos.
A loja não divulgou até o momento o valor do prejuízo.
O MorumbiShopping segue operando normalmente.
Atenciosamente,
Administração'

Câmara contraria STF e seguirá com posse de suplentes de coligações

BRASÍLIA - O presidente da Câmara, Marco Maia, disse nesta segunda-feira que a Casa irá continuar cumprindo a lei no caso de posse aos suplentes de deputados que se licenciam. (Leia também: Deputado tucano propõe PEC que acaba com 'suplentes-tampão').
(Veja a nova composição do Congresso Nacional)
O Supremo Tribunal Federal (STF), em liminares, tem decidido que no caso de afastamento de deputado titular deve assumir a vaga o primeiro suplente do partido do titular do cargo e não o primeiro suplente da coligação a qual pertence.
- Vamos continuar cumprindo a lei. E a lei diz que os suplentes da coligação que assumem. Os tribunais diplomam os deputados na ordem da coligação – disse o presidente da Câmara.
Marco Maia afirmou que, se os deputados suplentes conseguirem liminares na Justiça, a Casa vai enviar a decisão liminar à Corregedoria da Casa, que deverá dar um prazo de ampla defesa ao deputado que tomou posse. Com base no parecer, a Corregedoria da Mesa irá tomar uma decisão.
Indagado se o não cumprimento imediato da liminar não seria uma afronta ao Supremo, o presidente da Câmara respondeu:
- Não ( é uma afronta). Estamos utilizando o critério universal. Não podemos cassar o mandato de um deputado legitimamente empossado sem dar a ele direito de ampla defesa.

'Lula perdeu uma ótima oportunidade de ficar calado', diz presidente da CTB

SÃO PAULO e RIO - O presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Wagner Gomes, reagiu à afirmação do ex-presidente Lula que, no Senegal, para participar do Fórum Social Mundial, chamou os sindicalistas de 'oportunistas'porque não concordam com o anúncio do governo, que enviará ao Congresso um projeto de lei com o valor fechado de R$ 545 para o salário mínimo. (Leia também: Governo prepara projeto de lei para o salário mínimo até 2014)
Ele está com a memória curta. Não somos oportunistas. Ele perdeu uma ótima oportunidade de ficar calado
- Ele está com a memória curta. Não somos oportunistas. Ajudamos quando ele estava no governo e ajudamos a eleger a candidata dele à presidência. Ele perdeu uma ótima oportunidade de ficar calado - disse Wagner, que na manhã desta segunda-feira participou, junto com mais cinco presidentes das centrais, de uma reunião para traçar os próximos passos da negociação.
Na reunião, os sindicalistas decidiram que aceitam adiantar parte do reajuste de 2012 e fechar em torno de R$ 560 o valor do mínimo, mas se chatearam ao perceber que estavam esperando à toa um novo encontro com o governo.
- Lula pode falar o que quiser. Ele não é mais o presidente. Nós queremos falar com a Dilma. Na campanha, quando o Serra prometeu aumentar o salário mínimo para R$ 600, Lula veio com Dilma a um comício em São Miguel Paulista e os dois garantiram que o mínimo teria aumento real. Portanto, oportunistas foram eles e não nós, sindicalistas - afirmou o presidente da CTB.
O presidente da CUT, Artur Henrique, disse que não comentaria diretamente uma fala do ex-presidente Lula, mas afirmou que ninguém está querendo mudar a regra do jogo.
- Só queremos ser tratados da mesma forma que os empresários e o setor financeiro foram tratados durante a crise. Da mesma forma que a crise exigiu medidas excepcionais, especialmente para os bancos privados, queremos que os trabalhadores sejam tratados da mesma forma - disse Artur, que mesmo sendo um dos menos hostis na negociação, deixou claro que existe disposição em negociar, mas a intransigência do governo com os R$ 545 está empatando tudo.
Para Antonio Neto, da CGTB, a briga no Congresso pode ser pior para o governo, lembrando da aprovação do fim do fator previdenciário que Lula teve que vetar, com grande desgaste.
- Eu topo adiantar o reajuste de 2012, a nossa deliberação é que pode ser isso, na faixa de R$ 560. Mas agora vamos aguardar - afirmou.
Para o presidente da CTB, combater a pobreza é dividir a renda e o salário mínimo é o maior instrumento para esta distribuição.
- Lamentamos muito que a Dilma esteja começando seu governo com este tipo de atitude de não conversar com as centrais - encerrou Wagner Gomes.

STJ define candidatos que vão disputar 3 vagas na Corte

SÃO PAULO - Os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) definiram hoje os candidatos que vão disputar três vagas na corte. A escolha será feita pela presidente Dilma Rousseff, que vai receber três listas, com três nomes em cada uma. Dilma terá que escolher um candidato em cada lista.
Na primeira lista, concorrem Antonio Carlos Ferreira, de São Paulo, Carlos Alberto Menezes, de Sergipe, e Ovídio Martins de Araújo, de Goiás. Esta vaga foi aberta após aposentadoria do ministro Pádua Ribeiro.
A segunda vaga será disputada por Rodrigo Lins e Silva, do Rio de Janeiro, Alde da Costa Santos Júnior e Sebastião Alves dos Reis, ambos do Distrito Federal. O vitorioso substituirá o ministro Humberto Gomes de Barros.
Já a terceira lista, que foi aberta com a saída do ministro Nilson Naves, é composta por Ricardo Villas Bôas Cueva, de São Paulo, Reynaldo Andrade da Silveira, do Pará, e Mário Roberto Pereira de Araújo, do Piauí.
O STJ deve ter, no mínimo, 33 ministros nomeados pelo presidente da República, após aprovação do Senado Federal. Em qualquer escolha, o representante deve ter mais de dez anos de efetiva atividade profissional.
Com os candidatos definidos, o STJ encerra três anos de impasse com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que tem a tarefa de indicar os nomes para formar as listas quando há vagas. Os desentedimentos foram motivados pelo fato da corte ter rejeitado a lista da entidade.
Após a definição hoje, o presidente da OAB, Ophir Cavalcante, disse que o STJ cumpre sua missão constitucional e o dever de dar ao próprio tribunal condições plenas de funcionamento.
"Agora, é esperar que a presidente Dilma Rousseff, num tempo mais breve possível, faça a indicação de cada um dessas três listas de candidatos para que possam ser sabatinados e votados pelo Senado Federal", afirmou.

Câmara contraria STF e seguirá com posse de suplentes de coligações

BRASÍLIA - O presidente da Câmara, Marco Maia, disse nesta segunda-feira que a Casa irá continuar cumprindo a lei no caso de posse aos suplentes de deputados que se licenciam.
O Supremo Tribunal Federal (STF), em liminares, tem decidido que no caso de afastamento de deputado titular deve assumir a vaga o primeiro suplente do partido do titular do cargo e não o primeiro suplente da coligação a qual pertence.
- Vamos continuar cumprindo a lei. E a lei diz que os suplentes da coligação que assumem. Os tribunais diplomam os deputados na ordem da coligação – disse o presidente da Câmara.
Marco Maia afirmou que, se os deputados suplentes conseguirem liminares na Justiça, a Casa vai enviar a decisão liminar à Corregedoria da Casa, que deverá dar um prazo de ampla defesa ao deputado que tomou posse. Com base no parecer, a Corregedoria da Mesa irá tomar uma decisão.
Indagado se o não cumprimento imediato da liminar não seria uma afronta ao Supremo, o presidente da Câmara respondeu:
- Não ( é uma afronta). Estamos utilizando o critério universal. Não podemos cassar o mandato de um deputado legitimamente empossado sem dar a ele direito de ampla defesa.

Funcionário denuncia que sistema de combate a incêndio não funciona na Cidade do Samba

Fogo destrói um barracão na Cidade do Samba. Foto: Gabriel de Paiva
 

 

Três barracões da Cidade do Samba foram destruídos pelo incêndio



RIO - Funcionários dos barracões da Cidade do Samba atingidos pelo fogo relatam que os sprinklers (chuveirinho ativado pelo fogo) não funcionaram durante o incêndio. Segundo um deles, o sistema está parado há dois anos. De acordo com outra pessoa que trabalha no local, que prefere não se identificar, quando as escolas apresentam algum problema, como um princípio de incêndio, é preciso ligar para Liesa, que aciona manualmente a bomba de água do barracão ameaçado. A assessoria de imprensa da Liesa negou o problema. (Veja mais fotos do incêndio)
Vote: Você concorda com a proposta de não haver rebaixamento das escolas de samba este ano por causa do incêndio?
Todas as partes superiores dos quatro barracões atingidos pelo incêndio foram comprometidas e serão demolidas, segundo informou a Defesa Civil. O comandante geral do corpo de Bombeiros, Pedro Marco Cruz Machado, informou que o incêndio está controlado, e que agora há pequenos focos. Ele informou que nos barracões atingidos havia brigadas de incêndio, que conseguiram utilizar todos os hidrantes.
- A estrutura da Cidade do samba foi muito importante para o combate ao fogo. A perícia ainda vai avaliar se houve falha no sistema.
Machado, no entanto, criticou uma churrascaria que estava dentro do barracão da Portela, já que o local estava cheio de produtos inflamáveis.
Segundo o tenente coronel Alexandre Rocha, do Corpo de Bombeiros, este ano ainda não havia ocorrido a vistoria anual da corporação no local.
Um grande incêndio na Cidade do Samba, na manhã desta segunda-feira, destruiu o barracão da Grande Rio e da União da Ilha, além de parte do barracão da Portela e da sede da Liesa. A Grande Rio informou que perdeu quase todo o material para o desfile este ano. O prejuízo da escola foi calculado em R$ 10 milhões.
O prefeito da Cidade do Samba, Aílton Guimarães Jorge Júnior, informou que provavelmente o fogo partiu de uma das escolas atingidas e não do barracão da Liesa, onde haveria pouco material inflamável, incapaz de provocar um incêndio daquelas proporções. A princípio, a informação é de que o fogo teria começado no barracão da Ilha, embora a escola negue.
Guimarães Júnior disse ainda que a Cidade do Samba tinha pelo menos dois brigadistas no local do incêndio e que cada escola mantém brigadistas também.
Em seu blog, o ex-prefeito do Rio, Cesar Maia, informou que a Cidade do Samba tem um sistema de reaproveitamento de águas de chuva, composto por dois reservatórios com capacidade para 300 mil litros cada. O sistema fornece água para limpeza interna e externa e para combate a incêndio. Segundo o ex-prefeito, o sistema de combate a incêndio inclui mais de 7 mil sprinklers distribuídos em todos os barracões. E os perfis metálicos das estruturas dos prédios possuem uma proteção especial anti-fogo, garantindo ainda mais segurança na confecção dos materiais.

Zeca Pagodinho sobre Grande Rio, Portela e União da Ilha: ‘São gente de fibra, que vão levar muita garra pra Avenida’

 

 

O cantor Zeca Pagodinho é portelense de coração, mas também desfila pela Grande Rio


Portelense de coração, Zeca Pagodinho também mantém uma forte relação com a comunidade de Caxias, berço da Grande Rio. É nessa cidade da Baixada Fluminense que o sambista passa grande parte das suas horas de lazer, no sítio em Xerém. Emocionado, ele manifestou sua solidariedade, da mesma forma, à União da Ilha:
- Foi uma tristeza o que aconteceu hoje. A gente sabe o amor e o trabalho que tem ali (nos barracões). Mas os integrantes e dirigentes destas escolas são gente de fibra e, com certeza, vão levar muita garra pra Avenida.

Diretor da Portela diz que carnaval da escola está destruído

 

RIO - O diretor de Harmonia da Portela, Alex Fab, está próximo ao barracão da escola, que ainda está em chamas. Ele disse que o incêndio só não foi pior porque não perdeu pessoas. Fab acrescentou que todos que estavam dormindo no barracão conseguiram sair a tempo.
- Nosso carnaval está 100% destruído. O cenário é desastroso - disse.
Já em frente ao barracão da Grande Rio, funcionários e integrantes da escola choram a perda do carnaval que estava praticamente pronto.

Incêndios, em barracões ou na Avenida, marcaram desfiles nos carnavais do Rio

‘Grande Rio, só 2012’, diz prefeito da Cidade do Samba

 


Funcionário da Grande Rio chora na Cidade do Samba


O prefeito da Cidade do Samba, Aílton Guimarães Jorge Júnior, fez um balanço de como ficou a situação das três escolas de samba que tiveram os barracões, na Cidade do Samba, atingidos por um incêndio na manhã desta segunda-feira. A Portela perdeu 2,8 mil fantasias; a União da Ilha, 2 mil fantasias e um carro alegórico; e a Grande Rio, a mais prejudicada, teve 3,3 mil fantasias e todos os seus oito carros alegóricos destruídos.

- Grande Rio, só 2012 - disse Ailton.

Segundo ele, já ficou decidido que a Ilha vai para o Barracão 7 - que pertence à Liesa e está sem uso - e a Portela, para a área próxima àquela onde acontecem os shows. Já a Grande Rio ainda está sem destino. Aílton informou ainda que soube, extraoficialmente, que o fogo começou no barracão da Ilha:

- No da Liesa não foi, já que lá não há material inflamável o suficiente para provocar um incêndio desse.

Susana Vieira, sobre o incêndio nos barracões da Grande Rio e União da Ilha: ‘Meu coração hoje está duplamente de luto’

 

Susana Vieira, atriz que desfila pela Grande Rio há 15 anos


A atriz Susana Vieira divulgou um comunicado oficial, a respeito do incêndio que atingiu, hoje de manhã, os barracões da Grande Rio, União da Ilha e Portela, na Cidade do Samba:

“Meu coração hoje está duplamente de luto. Estou em choque e fui pega de surpresa com esta notícia tão triste logo cedo. Que o meu coração é Grande Rio muitos já sabem, mas passei a minha infância na Ilha do Governador e meu primeiro contato com o carnaval foi em 1964, sendo porta bandeira da União da Ilha, quando eles ainda eram um bloco. Estou com o coração partido e de luto também junto com a comunidade da Ilha do Governador.

Falar sobre a Grande Rio hoje é muito difícil. Não há palavras de conforto nesse momento. Desfilo pela escola há 15 anos. Sei o quanto a comunidade de Caxias trabalhou para fazer um grande desfile. As lágrimas não são só pelo trabalho perdido. É a dor de uma perda da alma, pois nossos corações batem pela escola. Somos Grande Rio de corpo e alma sempre, o ano inteiro e não apenas no carnaval.

É muito injusto ver que três escolas foram prejudicadas às vésperas do carnaval. Sem tempo hábil de, pelo menos, tentar refazer o trabalho de um ano inteiro.

Mas somos força e raça ... E será com esta força e raça que entraremos na Avenida. Se o Jayder determinar que iremos desfilar de chinelo e bermuda, eu estarei lá junto com toda a comunidade de Caxias de chinelo e bermuda, com a mesma alegria de sempre. Pois nosso amor pela Grande Rio supera qualquer perda. Nosso carnaval é movido pelo amor.

Comunidade... Conte comigo!

Com carinho, Susana Vieira”

Confira o prejuízo que Grande Rio, Portela e União da Ilha tiveram com o incêndio na Cidade do Samba

 

Mapa da Cidade do Samba com base no Google Map


As escolas que tiveram os barracões destruídos no incêndio que atingiu a Cidade do Samba, nesta segunda-feira, ainda não conseguiram calcular o total das perdas, mas numa avaliação preliminar já dá para prever o tamanho do prejuízo a um mês do carnaval. Confira como foi o estrago em cada barracão:
GRANDE RIO: Foi a escola que teve mais perdas porque seu barracão foi o mais atingido pelas chamas. Oito carros alegóricos e quatro tripés (pequenas alegorias) pegaram fogo, além de 3.300 fantasias. Segundo o presidente da Grande Rio, Hélio de Oliveira, o Helinho, sobraram apenas cerca de 500 fantasias das cinco alas comerciais da escola, que não foram feitas na Cidade do Samba. Ainda não definido para onde a agremiação de Caxias será transferida.
PORTELA: A azul-e-branco de Madureira também teve o barracão bastante destruído. De acordo com Nilo Figueiredo, presidente da escola, 2.800 fantasias foram queimadas. A Liesa vai ceder a tenda central da Cidade do Samba para a Portela terminar os carros.
UNIÃO DA ILHA: A escola perdeu no incêndio duas mil fantasias e um carro alegórico. A União da Ilha vai ser transferida para o barracão 7, que estava vazio.

Teto do barracão da Grande Rio desaba

 

 

O desespero de um funcionário da Grande Rio


O teto do barracão da Grande Rio acaba de desabar. Bombeiros continuam no local tentando controlar as chamas que, desde a manhã desta segunda-feira, destróem quatro barracões na Cidade do Samba, na Zona Portuária. Um bombeiro que faz parte da brigada de incêndio da Cidade do Samba contou que ele e outros bombeiros que também trabalham no local ainda tentaram controlar o incêndio quando ele começou, mas como não conseguiram tiveram que sair correndo.

- Fantasia é quem nem papel higiênico: o fogo se espalha por ela com facilidade - disse o bombeiro, que não quis se identificar.

Segundo ele, quase diariamente há princípios de incêndio na Cidade do Samba, já que no local são feitas muitas soldas. Mas, até hoje, as brigada de incêndios sempre conseguiu controlá-los rapidamente.

Paola Oliveira, ex-rainha de bateria da Grande Rio: ‘Eu acredito na força da comunidade de Caxias’

 


Paola Oliveira, rainha de bateria da Grande Rio em 2009 e 2010


Rainha de bateria da Grande Rio por dois anos consecutivos, em 2009 e 2010, a atriz Paola Oliveira, protagonista da novela “Insensato coração”, da TV Globo, está confiante em que sua escola de coração vá dar a volta por cima:
- O que queimou ali foi mais do que um prejuízo material. Foi muito trabalho, dedicação e o sonho de fazer mais um carnaval deslumbrante. Eu estou na torcida para que a minha querida comunidade de Caxias tenha força. Acredito nessa força, e que a união de todos vai fazer a Grande Rio voltar para a avenida. Estou com todos vocês!

Em visita à Cidade do Samba, a rainha da Portela Sheron Menezes diz que ajudará a reconstruir o carnaval da escola


 




A atriz Sheron Menezes, que estreia este ano como rainha de bateria da Portela, foi à Cidade do Samba para prestar solidariedade à agremiação, na tarde desta segunda-feira. Um incêndio danificou os galpões da azul-e-branco, da Grande Rio, da União da Ilha e da Liesa.

- É uma tristeza ver este estrago em todas as escolas. Não imaginava que isso fosse acontecer - diz a atriz, que se colocou à disposição da Portela: - Se eu tiver que servir água para as pessoas, vou servir. Agora é hora de virar noite. Vou trazer todos os amigos que puder para ajudar nesta reconstrução.

Mesmo com dificuldade, a atriz tem ainda mais convicção em desfilar à frente da escola.

- Você não tem ideia do carnaval que vamos fazer. A comunidade é muito forte. Se eu tiver que desfilar com sandalinha e a camisa da escola, vou desfilar. Vamos fazer muito bonito, vai ser inesquecível - assegura.

Paes diz que Cidade do Samba começa a ser reconstruída essa semana

Mudanças na estrutura da Camara municipal de Caraguatatuba

Pelo jeito muitas mudanças estão a caminho neste novo bienio do vereador Gobetti....

Gobetti assume a presidencia com novas obras

O vereador Gobetti assume a presidência da Câmara e começa a fazer obras de emergenciais...