A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

sábado, 18 de maio de 2019

Por que a visita de Mourão à China é considerada decisiva para as relações entre os dois países

Vice-presidente fará a primeira visita do governo ao país asiáticoA viagem de seis dias do vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) à China, que se inicia neste domingo (19/5), é considerada decisiva para fortalecer as relações entre o Brasil e seu principal parceiro comercial.
De acordo com especialistas ouvidos pela BBC News Brasil, a visita tem uma importância simbólica e duas possíveis consequências econômicas práticas.
Primeiro, seria uma demonstração de que o Brasil de fato considera a China como um parceiro importante. Isso é particularmente relevante diante dos comentários hostis feitos por Jair Bolsonaro (PSL) sobre o país antes de ser eleito presidente.

Bolsonaro sanciona projeto que anistia multas a partidos; valor pode chegar a R$ 70 mi

O presidente da República, Jair Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta sexta-feira, 17, o projeto de leique anistia multas aplicadas a partidos políticos, com um veto. Esta é a primeira vez desde 1995 que um presidente autoriza o cancelamento deste tipo de punição às siglas. A lei 13.831 será publicada no Diário Oficial da União na próxima segunda-feira, 20. O prazo para a sanção terminava nesta sexta. A estimativa é de que essa anistia possa chegar a R$ 70 milhões, valor dos débitos dos diretórios municipais de quase todas as legendas com o Fisco.

A nova lei altera a Lei dos Partidos Políticos e, dentre outros pontos, estabelece que as siglas que não tenham aplicado o mínimo de 5% das verbas do Fundo Partidário para promover a participação política das mulheres entre 2010 e 2018, mas que tenham direcionado o dinheiro para candidaturas femininas não poderão ter suas contas rejeitadas ou poderão sofrer qualquer outra penalidade.

Hasselmann e Zambelli lavam roupa suja em rede social

Joice Hasselmann e Carla Zambelli, deputada - PSL/SPDuas das deputadas mais votadas do PSL, Joice Hasselmann e Carla Zambelli trocaram ofensas na noite de sexta (17), no Twitter.
Zambelli acusou a líder do governo no Congresso de não defender que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) seja mantido no Ministério da Justiça, pasta comandada por Sergio Moro. Na série de postagens, marcou o presidente Jair Bolsonaro, Moro e o líder do governo na Câmara, o Major Vitor Hugo. 

Van da equipe de Wesley Safadão capota no Maranhão


Um acidente envolvendo uma van do cantor Wesley Safadão ocorreu na tarde desta sexta-feira (17) na BR-316, no município de Peritoró (MA). As informações são era que a van, era usada como apoio da equipe do cantor para a divulgação e venda de CDs e DVDs durante a turnê.

Segundo a Polícia Rodoviária do Maranhã (PRF-MA), o motorista do veículo, que não foi identificado, perdeu o controle, saiu da pista e tombou. Ele ficou ferido, com escoriações no rosto, no braço e na perna.

Pessoas que cercam Bolsonaro alimentam visão conspiratória que o estão afundando, diz Janaina Paschoal

'Ele fez um compartilhamento como outro qualquer. Não vislumbro que tivesse atacando o Congresso, ou sinalizando uma renúncia', disse a deputada
Para a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP), o episódio da carta compartilhada por WhatsApp pelo presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira, em que o Brasil é descrito como país "ingovernável" sem "conchavos políticos", mostra que ele "precisa, urgentemente, trocar seus assessores".

Cadeg começa a receber caminhões sustentáveis

Caminhão elétrico: A Cadeg receberá na próxima semana o primeiro caminhão 100% elétrico do estado do Rio, fabricado pela chinesa BYD, que tem como um dos diretores o ex-prefeito Eduardo Paes. A compra foi feita pela Clean Ambiental, que pretende adquirir mais dez modelos. 

Cadeg

Tribunal de Contas quer fazer 'devassa' nos salários do Ministério Público do Rio

Ministério Público do Rio
Os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Rio decidiram fazer uma “devassa” nos salários dos... 

Promotores do Ministério Público estadual. No voto que foi aprovado, Rodrigo Melo do Nascimento afirmou ter feito uma auditoria que identificou “questões a serem esclarecidas” nos salários. 
Mas o procurador-geral de Justiça, José Eduardo Gussem, rebate e garante que o MP do Rio “prima pela transparência” e não tem o que esconder.