domingo, 9 de dezembro de 2012

Dois passageiros morrem em ônibus incendiado na zona norte


Dois passageiros morreram carbonizados por volta das 2h deste domingo, 9, em um ônibus incendiado no Parque Edu Chaves, região do Jaçanã, zona norte de São Paulo. Segundo a polícia, um grupo de homens encapuzados ateou fogo no veículo da viação Sambaíba Transportes Urbanos depois de quebrá-lo com pedras e pedaços de madeira.
O ônibus havia acabado de estacionar no cruzamento da Avenida Edu Chaves com a Rua Basílio Alves Morango, ponto final da linha. O motorista, o cobrador e outros passageiros fugiram. Supostamente embriagadas, as vítimas não conseguiram descer a tempo de escapar do ataque. O caso foi encaminhado para o 73 DP (Jaçanã). Totalmente carbonizados, os corpos ainda não foram identificados.
Mais um ônibus incendiado. Um segundo ônibus da viação Sambaíba foi incendiado na zona norte hoje. O ataque, que dessa vez não deixou feridos, ocorreu por volta das 11h na Rua Capitão Alcoock, na Vila Medeiros, a cerca de 500 metros da Praça Erotides de Campos, onde duas pessoas morreram carbonizadas na primeira ação criminosa.
Ambos os ataques foram registrados após a morte de dois homens que ocupavam um Passat vermelho em uma susposta troca de tiros com a Polícia Militar. Segundo informou a corporação, os soldados foram recebidos a balas durante abordagem policial e reagiram em legítima defesa. As vítimas estariam portando uma pistola calibre 640 e um revólver calibre 38, que foram apreendidas. Inicialmente, as ocorrências não têm relação, segundo a PM.

Texto final da conferência foi aprovado sem consentimento da delegação russa


Contrariando o princípio de que conferências multilaterais sob o chapéu da ONU têm de tomar decisões com base em consenso, a COP 18, em Doha, foi concluída com discordância da Rússia. O país não queria o texto do Protocolo de Kyoto com restrições ao uso do "ar quente" (créditos excedentes de redução de emissões) no segundo período de compromisso e estava seriamente bloqueando as negociações.
Depois de várias consultas às delegações, reuniões de grupo e bilaterais terem concluído que a versão proposta ontem pela manhã poderia ser aprovada, e no momento em que o presidente da COP, Abdullah Bin Hamad Al-Attiyah, estava para abrir a plenária, a Rússia disse que era contra.
O processo ficou paralisado por horas e parecia que poderia colapsar. De repente Al-Attiyah, num estilo fanfarrão, reconvocou a plenária e começou a adotar, um a um, os textos propostos. "Fomos bem sucedidos em transformar dois dias em um. Ouvi todos os grupos, até limpei meu ouvido para ouvir bem", brincou arrancando gargalhadas da cansada plenária.
Depois ele explicou em coletiva de imprensa que captou o "sentimento da plenária" e concluiu que havia um acordo geral sobre os documentos. Em resumo, o desejo de um único país não poderia comprometer o consenso dos demais.
Oleg Shamanov, chefe dos negociadores russos, esbravejou e tentou ainda na plenária inverter a situação, mas só ouviu do presidente que seu protesto seria incorporado ao documento. "É lamentável, decepcionante, a atitude do presidente em ignorar o que dissemos", disse depois à imprensa.
A Rússia tem o maior volume de "ar quente" entre os países que participaram do Protocolo de Kyoto: cerca de 7 bilhões de toneladas de carbono, o equivalente às emissões de um ano dos Estados Unidos.
Para praticamente todos os demais países, seu uso para abater emissões ou vender como crédito para quem precisa reduzir emissões seria ameaçar a integridade ambiental de Kyoto. Tanto que houve na plenária um compromisso formal de União Europeia, Japão, Liechtenstein, Mônaco, Noruega e Suíça de não comprarem nenhum "ar quente". A venda foi autorizada, mas num volume limitado.

Regime militar montou dossiê contra Niemeyer


Um telegrama do líder comunista Luiz Carlos Prestes ao amigo Oscar Niemeyer, cumprimentando-o pela inauguração de Brasília, virou uma das provas da militância esquerdista do arquiteto encaminhada pelo Serviço Nacional de Informações (SNI) para que o Ministério da Justiça abrisse processo sigiloso em 1973, mostram documentos inéditos da época do regime militar.
No auge do governo do general Emílio Garrastazu Médici, em meio ao milagre brasileiro e quando ocorreu a maior parte dos casos de assassinato, desaparecimento e tortura de oposicionistas no Brasil na ditadura, Niemeyer, então com 60 anos, era alvo dos espiões do regime. Documentos relativos a essa vigilância do arquiteto, que morreu na última quarta-feira aos 104 anos, constam de dossiê guardado no Arquivo Nacional.
"Nesta data em que Brasília passa a ser a capital do País, envio-lhe em nome de todos os camaradas do nosso Partido nossas congratulações mais efusivas. Sua atividade criadora em Brasília merece nosso maior aplauso, é elevada expressão da capacidade de nosso povo e testemunho da contribuição dos comunistas ao progresso do Brasil. Nosso augúrio - que sabemos ser também o seu - é que Brasília venha a ser no menor prazo possível a capital de um Brasil próspero e feliz, completamente emancipado do jugo imperialista, numa grande e bela cidade, livre de favelas e miséria, capital de um Brasil livre, democrático e socialista. Com nossas saudações patrióticas extensivas a todos seus auxiliares, afetuosamente Luiz Carlos Prestes", diz a mensagem.
O original do texto, segundo explica o próprio SNI, foi apreendido pouco depois do golpe de 1964 em meio a documentos recolhidos pela repressão no Rio de Janeiro e em São Paulo. Está assinado de próprio punho por Prestes, então secretário-geral do Partido Comunista Brasileiro (PCB), legenda que no início dos anos 1960 gozava de status de semilegalidade. O papel também traz o endereço de Prestes na data de inauguração da nova capital: 21 de abril de 1961.
Além de amigo de Prestes, Niemeyer nunca escondeu sua condição de comunista militante, tendo sido amigo de juventude de vários integrantes do "Partidão", que encontrava até quando estavam na clandestinidade.
A papelada contra o arquiteto foi envida ao Ministério da Justiça pelo então chefe do SNI, general Carlos Alberto de Fontoura. Foi reunida no Documento de Informações n.° 0017/16/AC/73, de 12 de março de 1973, produzida pela Agência Central do SNI, tendo como assunto "Oscar Niemeyer". Nele, há informes da comunidade de informações sobre o arquiteto e cópias de entrevistas e reportagens a seu respeito na imprensa estrangeira, supostamente enviados por agentes brasileiros designados para postos no exterior.
Conforto capitalista. O PCB, havia muito, adotara a via pacífica para o socialismo. Mesmo assim, a caracterização adotada pela repressão em relação a Niemeyer era o de homem perigoso para o regime militar. Até a boa situação financeira do arquiteto era alvo de críticas dos arapongas da ditadura, mostra a documentação.
"Dia 02 Jan 71, às 19,30 horas, foi exibido, na televisão norueguesa, um filme falado em inglês, com elementos colhidos em BRASÍLIA, sobre a obra de OSCAR NIEMEYER, onde este, depois de referir-se em termos elogiosos ao ex-presidente JUSCELINO KUBITSCHEK DE OLIVEIRA e ao engenheiro LUCIO COSTA, confirmou, ostensivamente, ser comunista. Pouco depois, o arquiteto aparece em sua casa de campo, ao lado de uma piscina, demonstrando, inadvertidamente, ser apreciador do conforto do regime capitalista. O filme televisado (sic), a par da propaganda pessoal do arquiteto, constituiu-se numa demonstração negativista da realidade brasileira, pela ênfase dada aos aspectos de pobreza e subdesenvolvimento focalizados (...).", diz o informe. À época, o artista vivia exilado, depois de deixar o Brasil em 1965 - só voltaria após a anistia de 1979.
O dossiê inclui um trecho publicado na revista peruana Oiga em seu número 373, de 8 de maio de 1970, no qual Niemeyer deixou uma espécie de definição de si mesmo.
No texto de 42 anos atrás, o arquiteto afirma ser "homem comprometido politicamente" e declara: "Sou comunista, você o sabe, mas também sou brasileiro, e é por ser brasileiro que sou comunista".

Rose e mais 21 são indiciados pela PF na Porto Seguro


A Polícia Federal indiciou 22 investigados pela Operação Porto Seguro, suposto esquema de corrupção a partir do escritório da Presidência da República em São Paulo. A PF encaminhou os autos da investigação à 5.ª Vara Criminal da Justiça Federal em São Paulo na sexta feira.
O relatório final do inquérito aponta entre os suspeitos Rosemary Noronha, ex-chefe de gabinete da Presidência. Nomeada em 2009 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva ela foi demitida um dia após o estouro da Porto Seguro, há duas semanas. A PF enquadrou Rose em quatro crimes: falsidade ideológica, corrupção passiva, tráfico de influência e formação de quadrilha.
O delegado Ricardo Hiroshi, da Inteligência da PF, concluiu que Rose mantinha "relação estável" com outros integrantes do grupo que corrompia servidores públicos para compra de pareceres técnicos favoráveis a interesses empresariais.
O fator preponderante que levou ao enquadramento de Rose por quadrilha foi seu envolvimento direto, segundo a PF, em demanda de interesse do ex-senador Gilberto Miranda para obtenção de manifestação favorável a um empreendimento seu no litoral paulista.
A PF assinala que documentos recolhidos pela Porto Seguro revelam que Rose "tinha ciência" do favorecimento a Miranda no encaminhamento do negócio relativo a uma ilha. O relatório da PF destaca que a ex-chefe de gabinete da Presidência fazia e obtinha favores, intermediava nomeações de apadrinhados e reuniões de autoridades públicas com os irmãos Paulo e Rubens Vieira. Por lobby de Rose, diz a PF, eles foram indicados para cargos estratégicos em agências reguladoras - Paulo para a área de Hidrologia da Agência Nacional de Águas (ANA) e Rubens para a cadeira de diretor de Infraestrutura da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
"Estranho bastante essa nova acusação (de quadrilha) tendo em vista que os elementos já eram conhecidos, não me parecendo que haja qualquer fato a embasar esta acusação", reagiu o criminalista Celso Vilardi, que defende Rose.
Foi indiciado o ex-diretor da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) Thiago Lima, por corrupção passiva. Ficou de fora do rol de indiciados o analista do Tribunal de Contas da União (TCU) Cyonil Borges, delator do esquema.
A Porto Seguro foi deflagrada com o objetivo de desarticular organização criminosa que se infiltrou em pelo menos sete órgãos federais, inclusive três agências reguladoras, com o fim de influenciar na elaboração de pareceres técnicos fraudulentos.
Os irmãos Paulo, Rubens e Marcelo Vieira, este empresário, são citados como integrantes do núcleo da organização. Inicialmente, a PF imputava quadrilha apenas aos três e aos advogados Patrícia Santos Maciel de Oliveira e Marcos Antonio Negrão Martorelli. Após depoimentos tomados no curso do inquérito e a análise de documentos e arquivos de computador apreendidos, a PF incluiu Rose na quadrilha.
A PF esclareceu que os indiciamentos foram realizados de acordo com as ações de cada investigado e indicam crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, quadrilha, tráfico de influência, violação de sigilo funcional, falsidade ideológica e falsificação de documento particular.
As penas podem ir de 2 a 12 anos de prisão.

Petistas querem 'vaquinha' para pagar multas


O presidente do PT, Rui Falcão, afirmou que integrantes do partido devem se organizar para auxiliar os filiados condenados no processo do mensalão a pagar as multas aplicadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Falcão disse que ele contribuirá com recursos próprios por considerar os valores "desproporcionais".
O partido concluiu ontem a reunião de seu diretório nacional. Até o fechamento dessa edição, o documento não havia sido divulgado. A versão preliminar do texto, a que o Estado teve acesso, afirma que as denúncias de corrupção eram uma tentativa de desestabilizar o governo.
"Já ouvi manifestação de inúmeros companheiros de que todos vão se cotizar, até porque os companheiros não tem como pagar essas multas totalmente desproporcionais aos crimes que lhe são imputados", disse Falcão. "Se houver manutenção das multas, se houver essa cotização e se me pedirem uma participação, dentro dos meus meios, eu vou contribuir", completou.
Condenado a 10 anos e 10 meses de prisão e a pagar uma multa superior a R$ 600 mil, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu participou dos dois dias de reunião. Também considerados culpados pelo STF, o deputado federal João Paulo Cunha e o ex-presidente da legenda José Genoino, apesar de estarem entre os 87 membros do diretório nacional, não compareceram.
Segundo o presidente do PT, Dirceu concordou com a não inclusão no texto final de uma proposta que previa insuflar a militância a atacar o STF e não reconhecer o julgamento. Falcão lembrou que o partido já se manifestou sobre o tema reportando o julgamento como "político" e "injusto". Ele reafirmou que não haverá expulsão dos condenados.
Falcão negou informação publicada na revista Veja de que teria pedido para o ex-diretor da Agência Nacional de Águas (ANA), Paulo Vieira, preso na Operação Porto Seguro da Polícia Federal, receber o ex-senador Gilberto Miranda. O presidente do PT disse sequer conhecer Vieira. Ele afirmou também que o ex-presidente Lula não se envolveu em processo de blindagem da ex-chefe de gabinete Rosemary Noronha.

Rose foi a única poupada por Dilma na reforma de cargos de elite da Presidência


Rosemary Noronha, uma das personagens centrais do esquema de corrupção desbaratado pela Operação Porto Seguro, foi a única funcionária não concursada da Presidência mantida em cargo de chefia após a transição de poder entre Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, mostra levantamento do Estadão Dados.
Próxima de Lula, Rose, como era conhecida, sobreviveu incólume à mudança de governo na chefia de gabinete do escritório da Presidência em São Paulo até ser indiciada pela Polícia Federal na Operação Porto Seguro.
A ex-funcionária ocupava desde 2009 um cargo DAS 6 - reservado a secretários, chefes e diretores de departamento. Até recentemente, havia 19 servidores não concursados ocupando cargos desse tipo na Presidência - 13 foram levados para lá após a posse de Dilma e cinco estavam em funções subalternas no governo anterior. Rose, a exceção, era a 19.ª comissionada.
Com a demissão da ex-chefe de gabinete, Dilma deu um passo a mais no processo de "deslulização" da elite da burocracia federal. As últimas mudanças no topo da hierarquia do segundo escalão da Presidência haviam ocorrido em julho deste ano. Também no governo como um todo, o número de ocupantes de cargos de confiança "herdados" da era Lula diminui com o passar do tempo. A dança das cadeiras se revela com maior intensidade na elite da burocracia do governo federal.
O levantamento sobre os 6.515 servidores federais não concursados que estão em postos de livre nomeação (DAS) mostra que, quanto maior a importância e a remuneração do cargo, menor é a taxa de "sobrevivência" dos remanescentes da gestão Lula - tanto no âmbito da Presidência quanto em ministérios.
Nos cargos DAS 6, com salários de R$ 11,2 mil, 61% entraram no governo já na gestão Dilma. No caso dos DAS 1, que ganham pouco mais de R$ 2,1 mil, essa parcela é de apenas 40%.
É nos cargos DAS - sigla de "Direção e Assessoramento Superior" - que se acomodam a maioria dos servidores indicados por partidos políticos. Autora do livro A Elite Dirigente do Governo Lula, a pesquisadora Maria Celina D'Araujo, professora do Departamento de Sociologia e Política da PUC-Rio, detectou alto grau de filiação ao PT ao mapear os detentores de cargos de confiança no governo Lula. Dos DAS 5 e 6, somados aos cargos de natureza especial (secretários executivos dos ministérios, por exemplo), um quarto era filiado a algum partido - desses, 80% eram petistas.
Mas há alguns limites para o loteamento político. No total, há 22.267 cargos de confiança do tipo DAS no governo. Nem todos são de livre nomeação - em 2005, um decreto do então presidente Lula determinou que parte das vagas fosse ocupada por servidores concursados. A cota obrigatória para funcionários de carreira é de pelo menos 75% nos cargos de remuneração mais baixa (DAS 1, 2 e 3, até R$ 4.042) e de 50% nos intermediários (DAS 4, R$ 6.844).
No caso dos salários mais elevados, de R$ 8.988 a R$ 11.179, não há cota mínima de concursados. São esses postos os mais visados. Mesmo nesses casos, porém, os servidores de carreira são maioria: 60% entre os DAS 6 e 68% entre os DAS 5. Os dados do Portal da Transparência do governo mostram que, em relação ao começo da gestão, Dilma ampliou o número de cargos DAS (de cerca de 21,7 mil para 22,3 mil), mas, ao mesmo tempo, reduziu o número de não concursados que os ocupam (de 6.689 para 6.515).
O governo planeja elevar os salários dos cargos de confiança em até 25% nos próximos três anos. Os valores pagos atualmente não são reajustados desde 2007.

Dois passageiros morrem em ônibus incendiado na zona norte


Dois passageiros morreram carbonizados por volta das 2h deste domingo, 9, em um ônibus incendiado no Parque Edu Chaves, região do Jaçanã, zona norte de São Paulo. Segundo a polícia, um grupo de homens encapuzados ateou fogo no veículo da viação Sambaíba Transportes Urbanos depois de quebrá-lo com pedras e pedaços de madeira.
O ônibus havia acabado de estacionar no cruzamento da Avenida Edu Chaves com a Rua Basílio Alves Morango, ponto final da linha. O motorista, o cobrador e outros passageiros fugiram. Supostamente embriagadas, as vítimas não conseguiram descer a tempo de escapar do ataque. O caso foi encaminhado para o 73 DP (Jaçanã). Totalmente carbonizados, os corpos ainda não foram identificados.
Mais um ônibus incendiado. Um segundo ônibus da viação Sambaíba foi incendiado na zona norte hoje. O ataque, que dessa vez não deixou feridos, ocorreu por volta das 11h na Rua Capitão Alcoock, na Vila Medeiros, a cerca de 500 metros da Praça Erotides de Campos, onde duas pessoas morreram carbonizadas na primeira ação criminosa.
Ambos os ataques foram registrados após a morte de dois homens que ocupavam um Passat vermelho em uma susposta troca de tiros com a Polícia Militar. Segundo informou a corporação, os soldados foram recebidos a balas durante abordagem policial e reagiram em legítima defesa. As vítimas estariam portando uma pistola calibre 640 e um revólver calibre 38, que foram apreendidas. Inicialmente, as ocorrências não têm relação, segundo a PM.

Acesso à web ainda é difícil no litoral norte


Com cada vez mais dispositivos com acesso à internet, moradores do litoral norte paulista, que já sofrem com conexão lenta e constantes quedas de sinal, estão preocupados com a "invasão" de turistas na temporada de verão.
Mesmo com a instalação da banda 3G, que não abrange toda a região, usuários se queixam da conexão e temem a chegada dos cerca de 2 milhões de turistas aguardados até o carnaval.
O problema já é sentido nos fins de semana e afeta até as máquinas de cartões de crédito e débito, que demoram a processar as operações. Nas areias das praias, turistas têm dificuldades para acessar a web em celulares, tablets e smartphones.
As primas Rebecca Furtado Müller, de 15 anos, e Milene Alvarez, de 16, por exemplo, se fotografavam na Praia da Baleia, em São Sebastião, na tarde de quinta-feira. "É pra gente postar no Facebook e fazer inveja para as amigas que ficaram fazendo prova." Elas aproveitaram e, pelo Instagram, clicaram o pôr do sol. "Agora nem preciso mais de câmera digital", gabava-se Milene.
Não muito longe dali, o empresário Varley Pasqual Cunha, de 47 anos, estava de olho na paisagem da Praia de Juqueí, mas dividia a atenção com a tela de seu tablet. Ele estava online em um programa de conversação instantânea aguardando o término de uma reunião em Curitiba (PR), na qual seu sócio fecharia um negócio. "Se o contrato se concretizar, já vou correr no hotel e estourar um champanhe." Só que as quedas de sinal derrubavam a conexão e o deixaram apreensivo e ansioso. "Às vezes dá vontade de jogar (o tablet) no chão e pisar. Mas a culpa não é dele, é da internet", admitiu.
Em Ilhabela, a modelo ucraniana Yuliya Postna, de 27 anos, também usava seu tablet para registrar imagens da paisagem e de um transatlântico ancorado no Canal de São Sebastião. Em português fluente, disse que enviaria as fotos, via Skype, para familiares em Sumy, sua terra natal, a 350km de Kiev, capital da Ucrânia. Como o tablet não permitia conexão com a internet por meio de chips telefônicos, teve de usar a rede Wi-Fi do hotel onde estava hospedada.
Algumas cidades do litoral norte, como São Sebastião e Ilhabela, oferecem internet gratuitamente, via Wi-Fi, em pontos turísticos. Na ilha, a rede está instalada no centrinho histórico. Em São Sebastião, a internet é oferecida em toda a extensão da Avenida da Praia.
Nos dois locais, o acesso exige paciência. A reportagem realizou testes com tablets, smartphones e notebooks. Em Ilhabela, quando não há navio (cada um chega a transportar até 3 mil turistas), os dispositivos conseguem conectar-se rapidamente à internet. Na sexta-feira, quando o maior navio em trânsito na costa brasileira estava ancorado na cidade, foi praticamente impossível acessar a rede.
Em São Sebastião, a dificuldade de acesso foi encontrada mais à noite. Durante o dia, porém, também houve quedas de sinal.
Empresas. As operadoras Vivo, TIM, Claro e Oi foram procuradas pela reportagem durante toda a semana, mas nenhuma comentou as dificuldades de conexão no litoral norte de São Paulo.
Caraguatatuba e Ubatuba. Turistas que precisarem acessar a internet em Caraguatatuba e Ubatuba terão de recorrer aos pontos do programa Acessa SP. Em Caraguatatuba, os terminais estão localizados na Praça Diógenes Ribeiro de Lima.
Segundo a prefeitura, a cidade não dispõe de acesso gratuito nos pontos turísticos. "Há um projeto em estudo na Secretaria Municipal de Planejamento, com previsão de ser finalizado em 2013", disse, em nota.
Em Ubatuba, o internauta poderá acessar a rede nas dependências da Fundação de Arte e Cultura (Fundart), antigo fórum, na Praça Nóbrega, 54, no centro. Segundo a prefeitura, os interessados podem utilizar a unidade de segunda a sexta, das 8h30 às 11h20 e das 14 às 17h20.
Um monitor fica à disposição dos usuários para orientar sobre a utilização dos equipamentos e a navegação na web. São oferecidos nove computadores. Cada usuário terá direito a 30 minutos de navegação por acesso, podendo renovar esse tempo, caso não haja fila de espera. 

Dois passageiros morrem em ônibus incendiado na zona norte


Dois passageiros morreram carbonizados por volta das 2h deste domingo, 9, em um ônibus incendiado no Parque Edu Chaves, região do Jaçanã, zona norte de São Paulo. Segundo a polícia, um grupo de homens encapuzados ateou fogo no veículo da viação Sambaíba Transportes Urbanos depois de quebrá-lo com pedras e pedaços de madeira.
O ônibus havia acabado de estacionar no cruzamento da Avenida Edu Chaves com a Rua Basílio Alves Morango, ponto final da linha. O motorista, o cobrador e outros passageiros fugiram. Supostamente embriagadas, as vítimas não conseguiram descer a tempo de escapar do ataque. O caso foi encaminhado para o 73 DP (Jaçanã). Totalmente carbonizados, os corpos ainda não foram identificados.
Mais um ônibus incendiado. Um segundo ônibus da viação Sambaíba foi incendiado na zona norte hoje. O ataque, que dessa vez não deixou feridos, ocorreu por volta das 11h na Rua Capitão Alcoock, na Vila Medeiros, a cerca de 500 metros da Praça Erotides de Campos, onde duas pessoas morreram carbonizadas na primeira ação criminosa.
Ambos os ataques foram registrados após a morte de dois homens que ocupavam um Passat vermelho em uma susposta troca de tiros com a Polícia Militar. Segundo informou a corporação, os soldados foram recebidos a balas durante abordagem policial e reagiram em legítima defesa. As vítimas estariam portando uma pistola calibre 640 e um revólver calibre 38, que foram apreendidas. Inicialmente, as ocorrências não têm relação, segundo a PM.

União homoafetiva TJ-RJ reconhece união estável homoafetiva em cerimônia coletiva

TJ-RJ reconhece união estável homoafetiva em cerimônia coletiva - 1 (© Wilton Júnior AE)
O Tribunal de Justiça do Rio promoveu neste domingo, 9, uma cerimônia coletiva para reconhecer judicialmente a união estável entre pessoas do mesmo sexo

TJ-RJ reconhece união estável homoafetiva em cerimônia coletiva - 1 (© Wilton Júnior AE)
Cerca de 90 casais participaram do ato, o segundo deste tipo no TJ-RJ

TJ-RJ reconhece união estável homoafetiva em cerimônia coletiva - 1 (© Wilton Júnior AE)
A cerimônia foi conduzida pela juíza Cristiana de Faria Cordeiro

TJ-RJ reconhece união estável homoafetiva em cerimônia coletiva - 1 (© Wilton Júnior AE)
Servidores públicos homossexuais do TJ estavam entre os que selaram a união estável com seus parceiros e parceiras

TJ-RJ reconhece união estável homoafetiva em cerimônia coletiva - 1 (© Wilton Júnior AE)
Desembargadora Cristina Gaulia, idealizadora do Programa de Oficialização de União Estável Homoafetiva, também participou da mesa

TJ-RJ reconhece união estável homoafetiva em cerimônia coletiva - 1 (© Wilton Júnior AE)
A atriz e cantora Jane Di Castro se apresentou na cerimônia

TJ-RJ reconhece união estável homoafetiva em cerimônia coletiva - 1 (© Wilton Júnior AE)
A presidente da Comissão Especial da Diversidade Sexual do Conselho Federal da OAB, Maria Berenice Dias, foi uma das madrinhas simbólicas dos casais




Vamos que vamos minha Grande Rio 2013

Fim de mais um dia de muito trabalho, mas ainda com tempo para aproveitar o ensaio técnico da Grande Rio. Pelo o que estou vendo a escola esse ano vem muito forte !!!

Eike Batista recupera posto de homem mais rico do Brasil




Durou pouco o reinado de Jorge Paulo Lemann no posto de homem mais rico do Brasil. Segundo o índice de bilionários do canal de finanças Bloomberg, que é atualizado de acordo com os números diários das bolsas de valores, Eike Batista havia perdido o título na semana passada para Lemann, o maior acionista da AB-InBev .
A diferença entre as fortunas dos dois era de US$ 300 milhões no último dia 30, com Lemann e seus US$ 18,9 bilhões acima de Eike. Pois bem, embora Lemann tenha mantido esse número, as boas notícias divulgadas durante a semana sobre as empresas de Eike fizeram com que a fortuna dele saltasse de US$ 18,6 bilhões para US$ 19 bilhões, o que significa que em apenas sete dias ele faturou US$ 400 milhões no pregão.
Um número bem alto, mas quase nada quando comparado aos US$ 15,5 bilhões que o dono do grupo EBX perdeu na bolsa este ano.

Shogun perde para sueco e desperdiça chance de disputar cinturão; Henderson mantém cinturão


Mais uma vez a falta de gás pesou contra o brasileiro Maurício Shogun, agora combinado com a maior envergadura do rival. Em luta que valia a disputa de cinturão dos meio-pesados do UFC, atualmente nas mãos de Jon Jones, o curitibano acabou perdendo por pontos, em decisão unânime dos juízes, para o sueco Alexander Gustafsson.
Alexander Gustafsson (esq.) acena durante sua vitória sobre Maurício Shogun
O terceiro período de luta foi uma repetição das últimas lutas de Shogun, uma tremenda falta de gás. Ele não conseguia mais partir para cima e - sem gás - virou alvo fácil para o sueco. Gustafsson passou a usar as quedas para pontuar e não teve problemas para confirmar a vitória em decisão unânime, carimbando sua passagem para a disputa do cinturão dos meio-pesados.Desde o começo, Gustafsson tentou aproveitar seu tamanho, usando sequências de gancho e joelhadas. A aposta de Shogun era a explosão, partindo para cima com diretos, mas o rival conseguia se esquivar bem. Os golpes do brasileiro eram, no máximo, de raspão. Maurício, dessa maneira, até esboçou uma reação no segundo round, mas parou por aí.
Apesar da vitória, ele não será o próximo desafiante direto pelo título. Antes disso, ele terá de ver a luta entre o campeão Jon Jones e Chael Sonnen. Depois de serem técnicos do reality show TUF, eles vão de enfrentar pelo cinturão no dia 27 de abril.
BJ Penn leva surra de Rory MacDonald em volta
A aguardada volta de BJ Penn ao UFC não foi como os fãs de MMA esperavam. A lenda dos pesos leves levou uma verdadeira surra do jovem canadense Rory MacDonald. Apesar de mostrar uma boa forma para uma luta entre os meio-médios, o havaiano foi dominado durante toda a luta e perdeu por pontos, em decisão unânime dos juízes.
Depois de fazer muitas ameaças contra o veterano, Rory entrou na luta disposto a mostrar que realmente foi para essa luta para machucá-lo, como tinha prometido. Abusando das sequências de golpes, percebeu que a linha de cintura de BJ era o melhor caminho. Ali, acertou ganchos e chutes que fizeram o rival balançar algumas vezes.
O segundo round foi o mais emblemático para o resultados. Em pelo menos três vezes o canadense teve a chance de nocautear, mas preferiu brincar e castigar Penn. Quando estava perto de acabar com a luta, dava espaço para o rival respirar e apanhar mais. Uma surra que pode levar BJ Penn de volta para a aposentadoria.
Belo nocaute abre card principal
Após um primeiro round muito travado no chão, Matt Brown – que vinha de três vitórias consecutivas – conseguiu um dos mais belos nocautes da noite. Mike Swick até tentou partir para cima, mas no contra-ataque, levou dois golpes seguidos no queixo, um cruzado e um direto, e caiu desacordado no chão. Grande vitória de Matt Brown.

Jessica Biel gosta de nadar nua com o marido Atriz gosta desse tipo de aventura

Jessica Biel está nas nuvens com o casamento e confessou adora nadar sem roupa com o marido.
Casada com Justin Timberlake, a atriz contou que ama poder chamá-lo de marido. “Ter alguém para compartilhar os altos e baixos e ter aventuras é maravilhoso”, contou à revista “Elle”.
Ao ser questionada sobre essas aventuras, a morena é direta. “Alguém para nadarmos juntos, pelados".
Outro segredo revelado por Biel é referente aos dotes culinários do amado. Segundo ela, o maridão tem grande influência da avó e faz tortas e bolos deliciosos. “Isso não faz sempre, graças a Deus. De outra forma, seria um grande problema”, brincou.



Will.i.Am doa salário que recebe no The Voice da Inglaterra

FAMOSIDADES


Will.i.Am contou que não aceitou ingressar na bancada do "The Voice" britânico por causa do cachê oferecido pela direção do programa.
Tanto, que ele não usa o valor que recebe em benefício próprio. "O dinheiro que eu ganho dou para caridade. Então, posso ficar em pé no 'The Voice' com dignidade, sabendo que minha mãe e minha avó estão orgulhosas de mim", garantou ele ao "Daily Mirror".
E completou: "Venho à Inglaterra fazer o 'The Voice' não por causa de dinheiro e sim por que eu amo isso. Eu posso me dar ao luxo de não escolher meus projetos com base no que me pagaria mais".

Carolina Dieckmann afirma estar na melhor fase de seu casamento

FAMOSIDADES


Carolina Dieckmann, que está no ar em “Salve Jorge” vivendo a traficada Jéssica, garantiu estar na melhor fase de sua vida pessoal e de seu casamento.
"Tiago [Workman, seu marido] é o cara. Não vejo no mundo uma pessoa para me fazer feliz como ele me faz. Ele é muito sexy, metido, inteligente e chato na medida certa (risos). Se eu me separar amanhã, depois de dez anos, tenho certeza que meu casamento já deu certo. Me sinto segura ao lado dele, não acho que ele vai me abandonar no dia seguinte. Às vezes, vem ondas de paixão. Eu amo muito meu marido, mas não estou com aquela aflição de apaixonada, tenho momentos. A paixão vem, mas o que segura o casamento é o amor, a confiança, a vontade de estar perto. Acho que meu casamento vai durar mais 150 anos (risos)”, garantiu ela à revista "Quem".
Ela ainda comentou a respeito da vida sexual durante o casamento: "Quanto mais você conhece seu parceiro, mais liberdade você tem. O tempo e a intimidade fazem muito bem ao sexo, é uma das coisas que mais melhoram no relacionamento. Sou a favor de qualquer coisa que faça a pessoa feliz. Se ela vai usar vibrador ou não, não interessa. As mulheres têm que ser felizes, se sentir amadas, desejadas e têm que ter uma intimidade com o próprio corpo. Não importa onde ela vai encontrar isso".

Cissa Guimarães diz que está se preparando para viver um novo amor

FAMOSIDADES


Aos 55 anos, Cissa Guimarães confessou estar se preparando para viver um grande amor.
"Sou movida por paixões e amores. Sempre mergulhei de cabeça. E não me arrependo. Mas também quero melhorar nesse sentido. Não quero mais ser levada loucamente pela paixão. Pretendo fazer as coisas com mais calma. Em resumo, quero me apaixonar menos e amar mais. Virar gente grande mesmo, ser menos adolescente", afirmou ela à revista "Contigo!".
A agenda de Cissa, no entanto, tem estado bastante ocupada. Além de estar no elenco da novela "Salve Jorge", onde dá vida à personagem Maitê, ela também apresenta o programa "Viver Com Fé", no canal pago GNT.

O que será que ainda vem por ai?

 Nesta estava faltando o Julio Alves,  que susto....

Nesta foto o grupo esta formado, mas eu prefiro aguardar para ver o que vai acontecer entre os dias 30 de dezembro de 2012 e o dia 01 de janeiro de 2013

O G 9 terá o mesmo fim que o G 5? 

Ou os vereadores estão valorizando os seus passes para depois compor e refazer a mesa diretora?

Depois vão ficar com a cara virada pra mim na câmara mas é o que todos nos estamos vendo neste momento...

Isso porque é o Dr. Oscar Niemeyer... kkk




Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro