ABI - Associação Brasileira de Imprensa

ABI - Associação Brasileira de Imprensa
Liberdade de Expressão e Ética

sábado, 19 de março de 2011

Agenda cultural para o final de semana


Neste final de semana, atrações culturais prometem movimentar Caraguá. A programação reúne artesanato e teatro.

Entre os dias 18 e 20 de março, haverá a 2º feira em homenagem ao dia do artesão, comemorado no dia 19 de março. A exposição acontece na sexta-feira (18) das 18h às 23h e no sábado e domingo, das 9h às 23h, na Praça Cândido Motta.

O evento reunirá 32 artesões que vão exibir seus trabalhos, com técnicas diversas e produtos que utilizam fibras naturais, conchas e argilas.

Neste sábado (19) tem o espetáculo ‘As Unhas’, da Cia E Ponto. A apresentação será no auditório da Fundação Educacional e Cultural de Caraguá (Fundacc), às 19h e às 21h.

A peça conta a história de uma família de retirantes que tenta encontrar a tão sonhada cidade grande. Uma procissão que revela quem são os homens e do que são capazes. Nove atores compõem o elenco.

Os ingressos podem ser adquiridos no Teatro Mario Covas, R$ 10 (inteiro) e R$ 5 (meia).
Serviço:

Fundação Educacional Cultural de Caraguá (Fundacc)
Rua Santa Cruz, 396 – Centro
Tel: (12) 3897-5660
                                                                                      
Teatro Mario Covas
Avenida Goiás, 187 – Indaiá
Tel (12) 3881-2623

Dados Preliminares Censo 2010


 

Nossa Escola, Nosso Futuro

PROGRAMA: MELHORIA DA QUALIDADE DE ENSINO
PROJETO: NOSSA ESCOLA, NOSSO FUTURO!

1. INTRODUÇÃO
O levantamento de dados sobre o ensino brasileiro deixa estarrecido qualquer estudioso do assunto.
A apresentação dos indicadores brasileiros sobre ensino-aprendizagem, em comparação com países em desenvolvimento, mostra que o Brasil está mal. É preciso que se tomem medidas urgentes.
Os indicadores educacionais em Caraguatatuba, embora melhores do que em muitos municípios brasileiros, também estão muito aquém do que seria o ideal.
Os indicadores das escolas municipais de Ensino Fundamental de Caraguatatuba, em 2008, foram os seguintes, tendo como base o total de 10.451 (dez mil quatrocentos e cinqüenta e um) alunos matriculados:
1. EVASÃO: ...........03,30%;
2. RETENÇÃO........07,85%
3. PROMOÇÃO.......88,85%
Abaixo, o quadro apresenta o IDEB de Caraguatatuba correspondente aos anos de 2005 e 2007, valendo lembrar que a apuração deste índice iniciou-se em 2005:
IDEBs observados em 2005, 2007 na rede Municipal - CARAGUATATUBA

IDEB
Fonte: Prova Brasil e Censo Escolar

Os dados revelam dois problemas centrais:

- há uma perda com Evasão e Repetência da ordem de 11,15% dos alunos, ao longo dos nove anos de escolaridade básica; e
- o município somente mudará seus índices para melhor, se conseguir melhorar
seus indicadores.
Por outro lado, embora o município de Caraguatatuba apresente um ÍNDICE PAULISTA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL – IPRS, em 2007, bastante elogiável, na comparação com outros municípios do Estado de São Paulo, não apresenta crescimento de emprego na proporção de suas necessidades.
Por esta razão há uma grande necessidade de capacitar mão-de-obra para novos empreendimentos, porque muitos trabalhadores, desempregados, vivem de empregos sazonais, ou de curta duração, devendo estar sempre aptos a aceitar as oportunidades que se lhe apresentem. Observe-se que, segundo os dados do SEADE, em 2007, o número de empregados formais, no município, correspondia a apenas 53% do total de empregados.
Neste conjunto de problemas, é preciso buscar um projeto que, ao mesmo tempo tenha seus objetivos voltados para a qualidade de ensino, mas não perca de vista a comunidade na qual está inserida a escola. De nada adiantará buscar as famílias para participarem da escola se, numa situação de pobreza, a escola não puder fazer absolutamente nada, no sentido de abrir novas perspectivas aos desempregados, mesmo que numa proporção longe do desejável.
Assim, todos os esforços, como uma espécie de mutirão geral, devem ser feitos para colocar a Educação como o objetivo maior da administração municipal, que está se iniciando em 2009, estabelecendo uma meta ambiciosa: cem por cento dos alunos que se matriculam na escola têm direito a nela permanecer e aprender. Não é outro o espírito da LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional).
Contar com os pais no cotidiano da escola produz uma verdadeira revolução no ensino, se de forma bem organizada. Ajudar os pais necessitados a se recolocarem no mercado de trabalho é o mesmo que ampliar a potencialidade dessa revolução.
Outra questão fundamental é criar condições para que os pais compareçam à escola. É preciso convencê-los da necessidade da presença deles, mas é preciso também que a escola se transforme num pólo atrativo para os pais.
Não podemos supor que os pais não vêm à escola porque não querem. Um olhar mais profundo precisa ser produzido, o mais próximo possível da realidade das famílias.
Esse olhar poderá fazer com que a escola perceba que um projeto elaborado para conseguir a presença dos pais na escola, deve trazer em si um retorno, que venha a oferecer alguma alternativa às famílias mais pobres.
A transformação do espaço físico escolar em um ambiente acolhedor e seguro, com a participação da Associação de Pais e Mestres, tornando-o atrativo aos alunos e servindo quase como um convite à presença da comunidade, eixo central do Projeto “NOSSA ESCOLA, NOSSO FUTURO!”, que vem descrito aqui, deve ser acoplado a um outro objetivo não menos nobre: oferecer uma remuneração aos pais que cuidam da escola, como também permitir-lhes a realização de cursos de capacitação para melhorar suas condições em uma possível nova inserção no mercado de trabalho.
O objetivo da escola é melhorar seus indicadores, mas não pode deixar de lado necessidades das famílias que ela possa ajudar a suprir, tais como:
1. encaminhamento dos pais desempregados, que prestem serviços à escola, para cursos supletivos, ampliando a escolaridade deles, para mais fácil recolocação no mercado de trabalho;
2. encaminhamento dos pais a cursos profissionalizantes de curta duração, existentes nos bairros, objetivando a qualificação profissional;
3. estabelecimento de uma relação próxima com o PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) sempre tendo em vista a recolocação dos desempregados.
Desta forma, com a ajuda dos pais e mães envolvidos com as Associações de Pais e Mestres, os gestores escolares e a Secretaria Municipal de Educação poderão oferecer às famílias e aos alunos espaços limpos, higienizados, bonitos e seguros contra a depredação e a invasão de desconhecidos, com intenções estranhas ao lugar. Mais ainda, poderá oferecer aos pais oportunidade de requalificação para o trabalho, com oportunidades novas na vida.
Atenderá, assim, ao que vem transcrito no Artigo 32 – Inciso IV da Lei Nº 9394/96 (LDB), a saber:
“Art. 32º. O ensino fundamental, com duração mínima de nove anos, obrigatório e gratuito na escola pública, terá por objetivo a formação básica do cidadão, mediante:
................................................................................................................................
IV - o fortalecimento dos vínculos de família, dos laços de solidariedade humana...”
Assim, o presente Projeto tem no seu horizonte o fortalecimento dos laços que unem a escola, as famílias e a comunidade. Para tanto, contará com os próprios membros da comunidade que têm filhos na escola, para torná-la esse ambiente acolhedor como o colo de mãe e seguro como as mãos do pai, sem esquecer que tornará possível a muitos pais colocar os olhos no horizonte, com mais certezas.
2. JUSTIFICATIVA:
Caraguatatuba, infelizmente, apresenta indicadores que mostram a necessidade de atuação em todas as áreas do ensino, para busca da melhoria desses indicadores, sem perder de vista as necessidades dos pais. Se a escola pode se tornar um centro social de ajuda aos pais desempregados, por que não fazê-lo?
Uma das vertentes implicadas, especialmente nos indicadores de baixa freqüência à escola e de repetência, é a pouca participação da família na vida escolar de seus filhos. Entendendo-se, aí, família como “aqueles que cuidam da criança ou do adolescente”, já que o modelo tradicional de família está bastante alterado nos tempos modernos.
A presença da família no cotidiano da escola, em Caraguatatuba, como nos demais municípios, é quase um sonho ainda não realizado.
Trazer os pais para escola, fazer com que participem de seu cotidiano é um desafio. Mas é desafio maior trazer os pais à escola e oferecer aos mais carentes algumas perspectivas de futuro. É o que pretende este Projeto.
Por esta razão, a Secretaria Municipal de Educação de Caraguatatuba tem procurado desenvolver projetos diferenciados com grande repercussão. Haja vista o Projeto “Tempero de Mãe”, premiado pelo CEPAM. Este Projeto, como o que está sendo elaborado aqui, tem uma função bem definida: incentivar as famílias a se
envolverem com o cotidiano da escola, já que está bastante claro que tem sido muito difícil contar com os pais como partícipes do processo ensino-aprendizagem, naquilo que deve ser tarefa deles.
O Projeto “NOSSA ESCOLA, NOSSO FUTURO!” terá a preocupação básica de incentivar pais e mães a comparecerem à escola, envolverem-se com a Associação de Pais e Mestres, e cuidar dela como se cuida da própria casa.
Como moradores do bairro, poderão mais facilmente relacionar-se com os outros pais e, mesmo, com outros órgãos ou entidades existentes no bairro, que possam participar do grande mutirão da aprendizagem. Para aprender, primeiro é preciso que a criança e o adolescente compareçam à escola, permaneçam nela e sejam ajudados pelas famílias no cotidiano escolar.
Assim, o projeto ora desenhado torna-se necessário para garantir a qualidade da escola, no que toca à sua transformação em um lar, com toda a extensão de seu significado.
3. OBJETIVOS GERAIS:
Este Projeto tem como objetivos gerais:
· transformar a escola em um lugar agradável e convidativo, com a ajuda de pais e mães, envolvidos com a Associação de Pais e Mestres;
· incentivar a presença dos pais no cotidiano da escola, com a intenção de transformá-la em um lar para cada um e para todos os alunos;
· Subsidiar o trabalho de pais e mães, envolvidos no projeto pela APM, através de subvenções repassadas mensalmente pela Secretaria Municipal de Educação, de tal forma que os pais e mães atuem na escola, mas
tenham horários fixados para a melhoria da escolaridade e requalificação para possibilitar a volta ao mercado de trabalho;
4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Este Projeto tem os seguintes objetivos específicos:
1. elaboração, por parte das Associações de Pais e Mestres, e um Plano de Trabalho, onde conste:
4.1.1 as possibilidades de melhoria de escolarização ou de requalificação para as mães e para os pais que foram selecionados para prestar serviços na escola;
4.1.2 as oito horas de trabalho que as pais e mães, Agentes da Escola, dedicarão à Unidade Escolar, divididas de tal forma que fique claro quantas horas serão de fato dedicadas ao trabalho e quantas horas serão dedicadas à melhoria da escolaridade ou à requalificação deles, para melhores possibilidades na recolocação no mercado de trabalho;
5. formar e capacitar grupos de pais selecionados para prestarem serviços nas escolas para que:
5.1.1 visitem as casas das famílias cujos filhos deixaram de comparecer às aulas, sem motivos explicitados, incentivando a presença deles e, se possível, procurando envolver os seus pais na vida da escola;
5.1.2 visitem casas do bairro, localizando crianças e adolescentes que estejam fora da escola para encaminhá-los às Unidades Escolares mais próximas;
5.1.3 visitem casas do bairro, localizando pessoas com necessidades educacionais especiais ou adultos que não tenham freqüentado a escola, nem estejam freqüentando, para providenciar a matrícula deles, havendo acordo com as famílias;
5.1.4 estejam presentes na escola, especialmente nos momentos de entrada e saída dos alunos, evitando que pessoas mal intencionadas abordem as crianças e adolescentes nesses momentos;
5.1.5 busquem informações sobre os equipamentos sociais existentes no bairro, com qualidade para capacitação de mão-de-obra, com o objetivo de inserção no mercado de trabalho.
6. OPERACIONALIZAÇÃO:
O Plano de Trabalho da Associação de Pais e Mestres especificará objetivos, metas e ações a serem desenvolvidos, através do Projeto “NOSSA ESCOLA NOSSO FUTURO!”.
O Plano de Trabalho deverá ser aprovado pela Diretoria da Associação de Pais e Mestres e pelo Conselho de Escola e homologado pela Secretaria Municipal de Educação. O Plano de Trabalho deverá, também, conter a estratégia que a Associação de Pais e Mestres utilizará para envolver os pais no Projeto “NOSSA ESCOLA NOSSO
FUTURO!” e explicitar como serão selecionados os pais e mães que serão contratados como Agente da Escola. O Projeto deverá:
· autorizar as APMs das escolas, com aprovação do Conselho de Escola, a selecionar grupos de pais para trabalharem na escola que atendam às seguintes características:
· tenham filhos na escola municipal;
· morem no bairro onde está inserida a escola, ou em bairro próximo;
· estejam envolvidos com os trabalhos da Associação de Pais e Mestres da
escola;
· frequentem a escola com assiduidade;
· sejam carentes e estejam desempregados;
· estejam dispostos a incentivar a presença dos outros pais na escola;
· comprometam-se, perante a Associação de Pais e Mestres, a tornarem realidade os objetivos deste Projeto;
· aceitem o desligamento do projeto quando:
- não tiverem mais filhos matriculados na escola;
- transferirem os filhos, por quaisquer motivos;
- não sejam avaliados positivamente, nas avaliações que as APMs farão a cada seis meses; ou
- conseguirem um novo emprego A APM deverá prever formas de:
o capacitar os pais para aprenderem a tornar a escola um lugar agradável, acolhedor e seguro;
o capacitar grupos de pais e mães para visitarem as famílias, cujos filhos estão deixando de comparecer às aulas, sem motivos;
o capacitar grupos de pais e mães para visitarem as famílias, onde haja portadores de necessidades educacionais especiais e adultos, que nunca foram à escola, buscando convencer a famílias a matriculá-los;
o pesquisar no entorno escolar a existência de equipamentos sociais que poderão ser utilizados pelos pais, em busca de mais preparo para sucesso no mercado de trabalho.
7. METAS:
1. METAS A CURTO PRAZO:
7.1.1 envolver os membros da Associação de Pais e Mestres e do Conselho de Escola na elaboração das diretrizes e das estratégias para envolvimento dos pais e mães no desenvolvimento do Projeto “NOSSA ESCOLA
NOSSO FUTURO!”;
7.1.2 selecionar os pais e mães que tenham o perfil delineado pelo Projeto em questão;
7.1.3 estabelecer as ações a serem realizadas pelos pais e mães selecionados;
7.1.4 elencar cursos supletivos e cursos de capacitação para adultos, existentes nas proximidades da escola, para oferecer aos pais e mães engajados no projeto.
2. METAS PARA 2010:
7.2.1 diminuir a evasão escolar em 10%;
7.2.2 diminuir a retenção escolar em 20%;
7.2.3 aumentar a participação dos pais na vida da escola em 200%;
7.2.4 transformar 100% das escolas em um ambiente agradável, convidativo e seguro para os alunos e seus pais; e
7.2.5 criar condições para a requalificação de todos os Agentes da Escola para nova inserção no mercado de trabalho.
8. RECURSOS HUMANOS
Para desenvolver o projeto haverá a necessidade de envolver os seguintes profissionais:
8.1 Assistente Social
8.2 Diretores de Escola
8.3 Supervisores
9. RECURSOS INSTITUCIONAIS
9.1 Prefeitura Municipal de Caraguatatuba
9.2 Secretaria Municipal de Educação
9.3 Conselho de Escola
9.4 Associação de Pais e Mestres
9.5 Sociedade Amigos do Bairro
10. RECURSOS MATERIAIS
10.1 Materiais de Limpeza
10.2 Uniforme completo e acessórios (Botas, luvas e toucas)
10.3 Ferramentas para limpeza
10.4 Recursos audiovisuais
10.5 Computador
11. RECURSOS FINANCEIROS
O necessário para suprir às necessidades da limpeza de cada Unidade Escolar.
O repasse para APM deverá ser feito através de subvenção por renda per capita por alunos matriculados nas UEs.
12. Duração do Projeto
* 01 ano, prorrogável após a avaliação da Unidade Escolar e APM.
13. AVALIAÇÃO
A avaliação dos resultados do Projeto “NOSSA ESCOLA, NOSSO FUTURO!” será realizada mensalmente pela APM e, ao final do ano, em reuniões específicas da Associação de Pais e Mestres de cada escola, do Conselho de Escola de cada Unidade Escolar e do Conselho Municipal de Educação.
14. BIBLIOGRAFIA
a. Jerusa Vieira Gomes “Relações Família e Escola Continuidade/Descontinuidade no Processo Educativo”
b. Revista Aprendizagem – Ano 2 – Nº 7 – Julho 2008.
c. Revista “Escola” - Nº 217 – Novembro de 2008.
d. Site www.mec.gov.br
ANEXO
Serviços de limpeza de prédio, mobiliário e equipamentos escolares, visando à obtenção de adequadas condições de salubridade e higiene.
A Limpeza no ambiente Escolar consiste na limpeza e conservação dos ambientes e de superfícies fixas, de forma a promover a remoção de sujidades; mediante aplicação de energias química, mecânica ou térmica, num determinado período de tempo, nas superfícies das diversas áreas, o que inclui tetos, pisos, paredes/divisórias, portas, janelas, mobiliários, equipamentos, instalações sanitárias, etc.
Os serviços serão executados em superfícies, tais como: pisos, paredes/divisórias, tetos, portas/visores, mobiliário escolar e administrativo, inclusive equipamentos de informática, etc.
PRINCÍPIOS BÁSICOS DE LIMPEZA
Os procedimentos de limpeza a serem adotados deverão observar a prática da boa técnica e normas estabelecidas pela legislação vigente.
· habilitar os profissionais de limpeza para o uso de equipamentos específicos destinados à limpeza das áreas;
· identificar e/ou sinalizar corredores e áreas de grande circulação, durante o processo de limpeza, dividindo a área em local de livre trânsito e local impedido;
· observar os procedimentos que devem ser realizados com a utilização de luvas;
· realizar a coleta do lixo nas freqüências indicadas, ou quando o conteúdo ocupar 2/3 do volume total.
· usar técnica de dois baldes, sendo um com água e solução detergente/desinfetante, e outro com água para o enxágüe;
· lavar os utensílios utilizados na prestação de serviços (mops, esfregões, panos de limpeza, escovas, baldes, etc) nas áreas de utilidades, diariamente, ou sempre que necessário;
· utilizar na prestação dos serviços somente produtos que possuam garantia de qualidade

História da Cidade de Caraguatatuba

Caraguá começou a ser povoada no início de 1600, através das Sesmarias. A 1ª que se conhece ocupou a bacia do Rio Juqueriquerê, em 1609 e foi doada pelo Capitão-mor Gaspar Conqueiro aos antigos moradores de Santos, Miguel Gonçalves Borba e Domingos Jorge, como prêmio por serviços prestados á Capitania de São Vicente.
A partir desta data tem indício a ocupação na região do Juqueriquerê, que pelas suas condições favoráveis, despertava a atenção de colonos. Em meados do século XVI, começava a surgir o primeiro povoado da Vila de Santo Antônio de Caraguá.
Em 1693, um violento surto de varíola, a qual o povo vulgarmente tratava por “Bexigas”, vitimou parte da população da Vila; o restante dirigiu-se para a cidade de Ubatuba e São Sebastião, ficando então o local conhecido como a “Vila que desertou”. Devido à epidemia que se abateu sobre o povoado, o pequeno vilarejo ficou deserto, resistindo somente a igrejinha de invocação a Santo Antônio. Contudo, aos poucos, a Vila de Caraguá foi sendo novamente povoada.
Com a realização de recentes pesquisas sobre a história do município, comprovou-se que sua data de fundação é 1664/1665 e seu fundador é Manuel de Faria Dória, Capitão-mor da Capitania de Itanhaém.
Em meados do século XVIII, o novo povoado viu crescer o número de seus habitantes a tal ponto que despertaria o interesse do capitão geral da capitania de São Paulo, D. Luiz Antônio de Souza Botelho Mourão Morgado de Mateus a tomar providências para que o povoado de Santo Antônio de Caraguá fosse elevado à condição de Vila, em 27 de setembro de 1770, sem emancipação político-administrativa. Em 1847 foi elevada à condição de “Freguesia” pela lei nº 18 de 16 de março de 1847, sancionada por Manuel da Fonseca Lima e Silva, Presidente da província de São Paulo.
Em 1857, pela lei nº 30, de 20 de abril de 1857, sancionadas por Antônio Roberto D'Almeida, Vice-presidente da província de São Paulo, Caraguá é elevada à categoria de Vila. Nesta data, passou a ter sua emancipação político–administrativa, deixando de pertencer a São Sebastião. Foi reconhecida como Estância Balneária em 1947, pela lei nº 38, de 30 de novembro de 1947 e sua Comarca instalada em 26 de setembro de 1965.
Evolução Urbana
Caraguá, como todo o Litoral Norte no início do século, após ter passado por um período de desenvolvimento, encontrava-se estagnada economicamente.
O comércio era precário, muitas vezes à base de troca. Muitos produtos da terra eram enviados através de canoas de voga até Santos, onde também compravam as encomendas do povo da Vila.
Em 1910, a Vila de Caraguá possuía 3.562 habitantes e em 1927 contava apenas com uma praça, duas ruas, um beco e algumas centenas de moradores.
A maior parte dos habitantes se localizava na zona rural em agrupamentos de pescadores distribuídos pelas praias.
Em 1927, inicia-se a mudança desse cenário devido a instalação da fazenda dos franceses, J. Charvolin, mais tarde denominada Fazenda dos Ingleses.
No ano de 1938, começam as ligações rodoviárias entre o Vale do Paraíba e Litoral Norte. Caraguá, São Sebastião e São José dos Campos.
Em 1939. A abertura ao tráfego da rodovia ligando São Sebastião-Caraguá-Ubatuba, só ocorreu anos mais tarde, em 1955.
Nos anos 40, chegavam, nos períodos de férias de junho, algumas famílias para desfrutar de suas praias. Na década de 50, o número de turista aumentava, e o turismo na região começava a se desenvolver.
A partir desse período, iniciou um crescimento populacional acelerado no município de Caraguá.
Na década de 80, a orla do centro, Prainha, Martim de Sá, Indaiá e Palmeiras foi sendo ocupada o que acabou por prejudicar as famílias caíçaras. Suas terras, passadas através de gerações, foram, aos poucos, sendo saqueadas para ceder lugar às novas construções, sufocando toda uma cultura.
Na década de 90, o número habitacional e populacional continuava crescendo, ocupando áreas de riscos como as encostas de morros, causando uma ocupação desordenada no município.
De acordo com o último censo realizado em 2010 pelo IBGE- Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a população fixa de Caraguá é de 100.889 habitantes. Ao longo do verão, com a chegada da população flutuante na região, este número chega a triplicar.
Brasão do município
1º Brasão de Caraguatatuba - 1957
Lei Municipal nº 260/57
A cruz de Malta em azul, tendo brocante sobre si, lírio em prata, simboliza a fé cristã do povo caraguatatubense, representada pela devoção a Santo Antônio, padroeiro local, Santo reconhecidamente milagroso e de coração nobre e puro como o ouro que serve de fundos nos seus símbolos.

A Âncora em prata ressalta simbolicamente a situação de Caraguatatuba como cidade praiana; ao mesmo tempo significa firmeza e segurança, atributos de um município que, dadas a suas belezas naturais e terras férteis, evoluiu progressivamente a fim de se tornar um dos pontos turísticos mais procurados em todo o Estado de São Paulo.

Sobreposto à âncora, está um escudete representativo da cidade de Lisboa, terra natal do Santo Padroeiro, sendo também uma homenagem de Caraguatatuba a nossos ancestrais de além mar.

Os dois delfins laterais lembram as águas piscosas de Caraguatatuba, cujos produtos (peixes de grande porte) representam uma riqueza em potencial, além de constituir grande atração turística. Como riqueza agrícola principal do Município, está a banana, representada por um cacho dessa deliciosa musácea, em ouro. Em menor destaque, também em ouro, acha-se o abacaxi que cresce vigorosamente neste Município. Sobre o listal, a frase “DVC IN ALTVM” (sempre avante), concitando o povo caraguatatubense a elevar a sua cidade, seu Município, em ascensão acelerada para o maravilhoso porvir que lhe está reservado.
2º Brasão de Caraguatatuba – 1995
Lei Municipal nº 501/95
Em termos históricos, o Brasão de Armas do Município de Caraguatatuba é descrito da seguinte forma, considerando também os enfoques heráldicos.

“O Escudo Ibérico utilizado para representar o Brasão de Armas do Município de Caraguatatuba teve a influência dos nossos colonizadores, advinda da longínqua península Ibérica (Portugal/Espanha), que juntamente com nossos silvícolas, constituíram-se na formação da nossa raça”.

De goles (vermelho), com duas flechas postas em aspas (cruzadas), tendo brocante (sobreposta) sobre o cruzamento uma âncora, tudo de prata, simbolizando, primeiramente com as flechas a presença do índio, habitante primitivo destas paragens, e com a âncora a situação do Município como cidade praiana, que, simultaneamente, significa Firmeza, Segurança e Esperança  atributos de um Município onde suas belezas naturais e terras férteis contribuem progressivamente, a fim de se tornar um dos pontos turísticos dos mais procurados em todo o Estado de São Paulo e no Brasil.

A cor goles (vermelho) simboliza o Amor Pátrio, Dedicação, Audácia, Intrepidez, Coragem, Valentia e Justiça do povo caraguatatubense.

Chefe de Ouro, carregado de uma Cruz de Ordem de Cristo entre dois lírios de blau (azul), simbolizando a Fé Cristã dos moradores através da cruz e, evidenciando também, através dos lírios a devoção a Santo Antônio -  Padroeiro da Cidade reconhecidamente milagroso e de coração nobre e puro, como o ouro que serve o fundo deste, em Chefe. Antes do topônimo “Caraguatatuba”, a Freguesia de “Santo Antônio de Caraguatatuba” como era denominada, traduzia a fé pelo Santo lisboense, venerado até os dias de hoje.

A Coroa Mural que encima o Brasão é o símbolo universal de domínio, que sendo de prata, de oito torres, das quais somente cinco aparecem visíveis em perspectiva no desenho, evidencia a cidade como Sede de Comarca, tendo as portas abertas, de goles (vermelho), proclamam o caráter hospitaleiro do povo caraguatatubense, pois é a cor no Brasil, do Direito e da Justiça, então como a dizer: “Dentro destas portas encontrareis a Justiça”.

Os golfinhos, à destra e à sinistra representam o mar que banha Caraguatatuba, cujos pescados relevam a riqueza em potencial, além de constituir atração turística.

Como riqueza agrícola principal do Município, encontra-se a banana, representada pelo arranjo de cachos e, em menor destaque o abacaxi, ao natural.

Listel de goles (vermelho), sobre o qual se inscreve a frase bíblica (divisa) “DVC IN ALTVM”, extraída do Evangelho Pesca Milagrosa, onde Jesus Cristo proferiu as palavras, concitando o pescador Pedro a lançar suas redes para Avante, isto é, Para o Alto (mar). Portanto, o Município de Caraguatatuba assume este lema, tornando-o paradigma a ascensão acelerada ao maravilhoso porvir que lhe está reservado.
Fonte: Livro “Santo Antônio de Caraguatatuba – Memória e Tradições de um Povo”.
Biografia de Adaly Coelho Passos - Primeira professora nomeada a lecionar no Grupo Escolar de Caraguatatuba, criado em 1933.
Download (Formato:PDF)
 
 
Catástrofe de 1967 - Tragédia que assolou Caraguá no dia 18 de março de 1967. Água e lama encobriram a cidade que ficou isolada.
Download (Formato:PDF)
 
 
Educação Pública - Passeio pela história da educação em Caraguá, desde as primeiras escolas até os centros profissionalizantes de hoje.
Download (Formato:PDF)
 
 
Esporte - A história dos clubes que iniciaram o futebol na cidade, a travessia Ilhabela-Caraguatatuba, as primeiras piscinas para competição e os jogos do idoso.
Download (Formato:PDF)
 
 
Evolução Política - Instalação da Vila de Santo Antônio de Caraguatatuba, Câmara Municipal e primeiro Código de Posturas do município.
Download (Formato:PDF)
 
 
Evolução Urbana - Histórico do crescimento populacional desde o início do século XX. Reflexos do crescimento na infraestrutura da cidade e desenvolvimento do turismo.
Download (Formato:PDF)
 
 
Fauna e flora terrestres - Palmito Jussara, jaguatirica, ipê amarelo, garça-branca, orquídeas, capivara, guapuruvu, papagaio-de-cara roxa, canafístula, beija-flor-tesourão, rebo-de-tesoura, abacaxi nativo e bicho preguiça.
Download (Formato:PDF)
 
 
Fauna Marinha - Mirictis, cação martelo, raia pintada, moreia pintada, cabrinha, lula, tartaruga-cabeçuda, tartaruga-mestiça, peixe espada, peixe galo, linguado, curvina e pampo.
Download (Formato:PDF)
 
 
História de Caraguá - Descrição cronológica desde os séculos XVI e XVII, até 1947, quando a cidade recebeu a classificação de ‘Estância Balneária‘.
Download (Formato:PDF)
 
 
Imprensa - Os principais jornais, revistas e rádios responsáveis pela comunicação das notícias na cidade. Alguns deles ainda atuam nos dias de hoje.
Download (Formato:PDF)
 
 
Moçambique e Cultura - Festas religiosas, folguedos, música, carnaval, cinema e teatro, uma mostra da arte presente na cultura caiçara.
Download (Formato:PDF)
 
 
Monumentos históricos - Patrimônios: Praça Dr. Cândido Motta, Igreja Matriz de Santo Antônio, Obelisco – Torneira, monumento 1º Centenário – Relógio de sol, coreto, fonte luminosa e palmeiras imperiais.
Download (Formato:PDF)
 
 
Pólo Cultural Profª Adaly Coelho Passos - Memória histórica do prédio que abrigou o ‘Grupo Escolar de Caraguatatuba’, em 1941, até a inauguração do Pólo Cultural, em 2002.
Download (Formato:PDF)
 
 
Povoamento - A evolução no povoamento da cidade desde as concessões de Sesmarias lotes de terra , até a emancipação político e administrativo e Estância Balneária.
Download (Formato:PDF)
 
 
Religião na Vila - História da construção da Capela de Santo Antônio de Caraguatatuba e criação da Diocese.
Download (Formato:PDF)
 
 
Saúde Pública - Epidemia de varíola – ‘Bexigas’, surtos de malária e gripe espanhola. Inauguração do 1º Hospital de Caraguatatuba – ‘Casa de Saúde Estella Maris – Santa Casa’. Centros médicos, Unidades Básicas de Saúde UBS e Ambulatório Médico de Especialidades AME .
Download (Formato:PDF)
 
 
Símbolos Municipais - 1º brasão de 1957, 2º brasão de 1995, bandeira do município e hino à Caraguatatuba.
Download (Formato:PDF)
 
 
Transporte Marítimo - Embarcações à vela para se deslocarem para outras regiões, canoas de voga para o comércio e barcas que viabilizaram o desenvolvimento econômico. Inauguração do serviço de ferry-boats entre São Sebastião e Ilhabela, pela Dersa.
Download (Formato:PDF)
 
 
Transporte Terrestre - Trajeto histórico desde 1805 quando se utilizava charretes e carros de bois como transporte, até 1991, quando a empresa de ônibus Litorânea iniciou seus serviços na cidade.
Download (Formato:PDF)
 
 
Vida Caiçara - A cunhagem das canoas, casas de pau-a-pique, plantações de mandioca e produção de farinha são algumas, dentre muitas, das tradições do povo caiçara passadas de geração a geração.
Download (Formato:PDF)

Diogo Oliveira Pazzini Assessor de Desenvolvimento Social

É de responsabilidade da Assessoria de Desenvolvimento Social:

Desenvolver ações pró-ativas que beneficiem á comunidade.
Desenvolver Projetos e Programas de combate à desigualdade social.
Interagir junto á Iniciativa Privada na busca de parcerias para o Município.
Atender e encaminhar os pedidos das Associações de Bairro, estabelecendo
uma ponte entre as Secretarias Municipais e demais Órgãos Públicos.
Equipe:
Fabiana Conceição
Projeto em desenvolvimento:
UNIBAIRROS
Ações em andamento:
Assessoria aos Presidentes de Associações de Amigos de Bairro com os
devidos encaminhamentos aos órgãos competentes

Ação conjunta com a Secretaria de Urbanismo, para efetivação de
planejamento urbano, com vistas à regularização fundiária no Município,
através de cadastro dos locais a serem atendidos. Jardim Santa Rosa,
Recanto do Sol .
Parceria com o Fundo Social, para efetivação de Programas de Inclusão
Social, através de diagnóstico de demanda, e diminuição da vulnerabilidade
das comunidades menos assistidas
Parceria com as Associações de Bairros, para regularização de
documentos, e promoção de ações conjuntas em defesa da qualidade de vida
da comunidade, através de projetos de inclusão Social.

Parceria com a Secretaria de Saúde, levando atendimento nos Bairros Ex.
Levar até os Bairros do Pegorelli e do Morro do Algodão o Trailer da
Unidade Móvel de Odontologia

Encaminhamento de solicitações de munícipes às diversas Secretarias para
manutenção e melhoria aos Bairros

Parceria com a Secretaria de Assistência Social, em evento do Dia das
Crianças.

Endereço Escritório
Rua Luiz Passos Junior, 50 - Centro - Caraguatatuba/SP
Telefones
12 3897-8111
Celular
12 7813-8946 - ID 96 15500
Email: diogo.desenvolvimento@caraguatatuba.sp.gov.br

Estudantes disputam Tabuada Caraguá


A fase final da Tabuada Caraguá aconteceu nessa quinta-feira (17), no Teatro Mario Covas. A cada rodada os alunos foram eliminados por seus erros de cálculo. Participaram 49 alunos de 27 escolas municipais.

Na sexta-feira (18), os dez primeiros colocados e dois alunos da rede estadual de ensino participarão da Tabuada Vanguarda, que selecionará o representante do município na competição.
Após três horas de muito raciocínio. A campeã da Tabuada Caraguá foi a aluna da escola municipal Prof. Antonio de Freitas Avelar, Devanilda Orivaldo Schmeiske. Ela contou que estava muito nervosa e que só pensava em passar para a próxima rodada e se classificar para a Tabuada Vanguarda. “Além da escola, eu também estudava em casa, com a ajuda da minha mãe”, disse a aluna.

Devanilda recebeu o incentivo da família e dos profissionais da escola. “Ela sempre foi boa aluna e teve boas notas em matemática. Merece parabéns pelo esforço. É vitoriosa”, disse a mãe, Eleandra Ap. Orivaldo Schmeiske.

A segunda colocada foi Vanessa Ferreira da Silva, da escola municipal Benedita Pinto Ferreira. A aluna resistiu várias rodadas junto com Devanilda. Com cálculos difíceis e apenas 30 segundos para apresentar um resultado, Vanessa mostrou que tem raciocínio rápido e também está preparada para enfrentar a Tabuada Vanguarda.

Confira a lista dos classificados para a Tabuada Vanguarda:

Caio de Oliveira
EMEF Benedito Inácio Soares – Massaguaçu

Deivid Estrela Bertoldo
William Yuiti Okubo

EMEF Profª Antonia Antunes Arouca - Massaguaçu

Devanilda Orivaldo Schmeiske
EMEF Prof. Antonio de Freitas Avelar – Estrela D’Alva

Lorrane Ferreira
EMEF Profª Maria Moraes de Oliveira – Jardim Gaivotas

Rafael Breno Silva

EMEF Profª Edna Maria N. Ferraz – Perequê-Mirim

Samuel Brandon Lee

EMEF Maria Aparecida Ujio – Porto Novo

Vanessa Ferreira da Silva
Victor Compertino Valentim

EMEF Benedita Pinto Ferreira – Casa Branca

Vitória Costa Manso Ferreira
EMEF Profª Adolfina Leonor S. dos Santos – Sumaré

Caroline Nery Ferreira Carvalho
Escola Estadual Ismael Iglesias – Barranco Alto

Sebastião Felipe I. M. de Oliveira

Escola Estadual Alcides de Castro Galvão - Ipiranga

Município quer atingir metas no programa de saúde bucal

O sorriso de uma criança fica mais bonito quando ela mostra dentes saudáveis e sem cáries. A prevenção de doenças bucais é essencial para que, quando essa criança chegar à vida adulta, tenha a consciência da importância de escovar os dentes após as refeições e visitar o dentista pelo menos uma vez a cada seis meses. Em Caraguá, essa conscientização começa nos Centros de Educação Infantil (CEI), Escolas Municipais de Educação infantil e de Ensino Fundamental (Emei/Emef) e nas Unidades Básicas de Saúde. Em 2010, foram realizados mais de 340 mil procedimentos relacionados à saúde bucal de crianças, adolescentes e adultos.

Além desses procedimentos que visam a melhoria da saúde da população, prevenir sempre é o melhor remédio. Para isso, foram promovidas palestras e escovação supervisionada e levantamentos do índice de dentes cariados, perdidos, obturados e destruídos (CPOD) com a comunidade.

Para 2011, a meta da Secretaria de Saúde é atingir o número mínimo de procedimentos mensais, de acordo com a Portaria 600, do Ministério da Saúde, de 23 de março de 2006, nas seguintes especialidades: periodontia (60), cirurgia oral menor/diagnóstico bucal (80), pacientes com necessidades especiais (80) e endodontia (35).

De acordo com o diretor de Saúde Bucal, Flávio José de Oliveira, em 2011, cinco equipes desse setor vão atuar durante 40 horas semanais no Programa de Saúde da Família (PSF) das UBS.

O projeto “Sorrindo Para o Futuro”, do Governo Municipal, iniciado em janeiro de 2009, continuará nos CEI’S, EMEI’S e EMEF’S com escovação supervisionada, levantamento do índice de dentes cariados, perdidos, obturados e destruídos, palestras e a distribuição de, aproximadamente, 20 mil kits de Saúde Bucal para os alunos da rede municipal de ensino.

Balanço de 2010


O setor de Saúde Bucal contabilizou em 2010, 195.595 procedimentos realizados nas escolas municipais. Entre eles, aplicações de flúor e selante, atendimentos coletivos, restaurações, pulpotomia, exodontias e outros serviços. Foram distribuídos 16 mil kits de saúde bucal para os alunos da rede municipal de ensino.

Já as UBS tiveram 116.656 procedimentos entre atendimentos, primeiras consultas, restaurações, pulpotomia, exodontias, entre outras ações. O Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) registrou 33.703 procedimentos, que incluem aplicações de flúor e selante, restaurações, pulpotomia, exodontias, atendimentos de urgência e outros trabalhos. Foram entregues à população 587 próteses, entre total e parcial removível.

Serviço

Divisão de Saúde Bucal
Rua: Vereador Antonio Cruz Arouca, 121, bairro Indaiá
Telefone: (12) 3897-2114
Responsável: Flávio José Evangelista Oliveira

Caraguá terá semana de prevenção de acidentes de trabalho


Entre os dias 21 e 25, a Secretaria de Administração realiza a 7ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Sipat). A abertura do evento será na próxima segunda-feira, no auditório da Fundacc, às 9h30.

O objetivo é orientar e conscientizar os servidores públicos sobre a importância de prevenir acidentes e doenças no ambiente de trabalho.

Entre as atividades realizadas durante o evento estão: aferição de pressão arterial, avaliação de glicemia, exibição de filmes sobre acidentes de trabalho e palestras.

Além das atividades programadas, os servidores podem participar do Concurso de Frases Sipat 2011. Os interessados devem enviar suas frases para o e-mail cipacaragua2011@gmail.com. Serão escolhidas as duas melhores frases e os autores ganharão prêmios no último dia de evento.

Programação 7ª Sipat
Dia 21 (segunda-feira)
Local: Auditório da Fundacc
9h30 – Abertura
9h50 – Palestra: “Segurança no trabalho: consciência e dever de cada um”
10h30 – Sorteio de brindes
Dia 22 (terça-feira)
Local: Pátio da Secretaria de Serviços Públicos
7h30 às 12h
Aferição de pressão arterial
Aferição de glicemia
Filmes sobre acidentes de trabalho

Dia 23 (Quarta-feira)
Local: Pátio da Secretaria de Serviços Públicos
7h30 às 12h
Aferição de pressão arterial
Aferição de glicemia
Filmes sobre acidentes de trabalho
Local: Auditório da secretaria de Educação
14h30 – Palestra: “Acidentes de trabalho em geral”

Dia 24 (quinta-feira)
Local: Secretarias municipais
8h às 16h
Aferição de pressão arterial e glicemia
Dia 25 (sexta-feira)
Local: Pátio da Secretaria de Educação
8h às 16h – Filmes sobre acidentes de trabalho
15h – Premiação do Concurso de Frases Sipat 2011
16h - Encerramento

Município quer atingir metas no programa de saúde bucal

O sorriso de uma criança fica mais bonito quando ela mostra dentes saudáveis e sem cáries. A prevenção de doenças bucais é essencial para que, quando essa criança chegar à vida adulta, tenha a consciência da importância de escovar os dentes após as refeições e visitar o dentista pelo menos uma vez a cada seis meses. Em Caraguá, essa conscientização começa nos Centros de Educação Infantil (CEI), Escolas Municipais de Educação infantil e de Ensino Fundamental (Emei/Emef) e nas Unidades Básicas de Saúde. Em 2010, foram realizados mais de 340 mil procedimentos relacionados à saúde bucal de crianças, adolescentes e adultos.

Além desses procedimentos que visam a melhoria da saúde da população, prevenir sempre é o melhor remédio. Para isso, foram promovidas palestras e escovação supervisionada e levantamentos do índice de dentes cariados, perdidos, obturados e destruídos (CPOD) com a comunidade.

Para 2011, a meta da Secretaria de Saúde é atingir o número mínimo de procedimentos mensais, de acordo com a Portaria 600, do Ministério da Saúde, de 23 de março de 2006, nas seguintes especialidades: periodontia (60), cirurgia oral menor/diagnóstico bucal (80), pacientes com necessidades especiais (80) e endodontia (35).

De acordo com o diretor de Saúde Bucal, Flávio José de Oliveira, em 2011, cinco equipes desse setor vão atuar durante 40 horas semanais no Programa de Saúde da Família (PSF) das UBS.

O projeto “Sorrindo Para o Futuro”, do Governo Municipal, iniciado em janeiro de 2009, continuará nos CEI’S, EMEI’S e EMEF’S com escovação supervisionada, levantamento do índice de dentes cariados, perdidos, obturados e destruídos, palestras e a distribuição de, aproximadamente, 20 mil kits de Saúde Bucal para os alunos da rede municipal de ensino.

Balanço de 2010


O setor de Saúde Bucal contabilizou em 2010, 195.595 procedimentos realizados nas escolas municipais. Entre eles, aplicações de flúor e selante, atendimentos coletivos, restaurações, pulpotomia, exodontias e outros serviços. Foram distribuídos 16 mil kits de saúde bucal para os alunos da rede municipal de ensino.

Já as UBS tiveram 116.656 procedimentos entre atendimentos, primeiras consultas, restaurações, pulpotomia, exodontias, entre outras ações. O Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) registrou 33.703 procedimentos, que incluem aplicações de flúor e selante, restaurações, pulpotomia, exodontias, atendimentos de urgência e outros trabalhos. Foram entregues à população 587 próteses, entre total e parcial removível.

Serviço

Divisão de Saúde Bucal
Rua: Vereador Antonio Cruz Arouca, 121, bairro Indaiá
Telefone: (12) 3897-2114
Responsável: Flávio José Evangelista Oliveira

Santos faz peneira para buscar novos talentos em Caraguá


Além da seleção, fim de semana tem atletismo e basquete que disputam competições em outras cidades

A secretaria municipal de Esportes, em parceria com o Santos Futebol Clube, realiza nos dias 19 e 20 de março (sábado e domingo) uma Clínica de Futebol, no Centro Esportivo Ubaldo Gonçalves (Cemug).

No sábado, a seleção será às 7h30, para jogadores nascidos em 2001 e 2000 (10 e 11 anos de idade) e às 13h30, para os nascidos em 1998 e 1999 (12 e 13 anos de idade). No domingo, o sendo o período da manhã será destinado aos atletas nascidos em 1996 e 1997 (14 e 15 anos) e tarde para os nascidos em 1993, 1994 e1995 (16, 17 e 18 anos).

Além dos professores das escolinhas da cidade estarão presentes quatro preparadores físicos e um supervisor do clube da baixada santista. O evento faz parte das ações do Governo Municipal para incentivar e criar oportunidades aos jovens atletas da cidade.

Todos os participantes devem estar acompanhados de um responsável legal (nos caso de menores de 18 anos), apresentar documentação (certidão de nascimento ou RG originais e duas fotos 3x4) e levar material de treinamento (chuteira, camisa e shorts; no caso dos goleiros, luvas).

No ano passado, o Sport Club Corinthians Paulista, realizou ação similar na cidade.

Programação do fim de semana

Além da peneira, atletas de outras modalidades representam Caraguá em competições fora da cidade. O time de basquete participa da Taça Pró-visão de Basquetebol, no sábado (19), em São José dos Campos. No domingo (20), será a vez da equipe de atletismo. Os corredores da cidade participam da 26ª Corrida General Salgado, na Avenida do Povo, em Taubaté.

Caraguá oferece vacina contra sarampo


Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Caraguá contam com a vacina contra o sarampo. Os moradores que planejam viajar para o exterior devem se imunizar com pelo menos 15 dias de antecedência. Adultos, crianças e adolescentes que não estão com a vacinação em dia podem procurar as UBS de segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 16h.

A medida foi tomada após a doença ser detectada em um homem que voltou recentemente dos Estados Unidos. Desde 2005, o Estado de São Paulo não tinha um caso importado de sarampo.

De acordo com o setor de Vigilância Epidemiológica, da secretaria municipal de Saúde, as pessoas que viajarem para o exterior, mesmo vacinadas, devem procurar as UBS da cidade. Crianças e adolescentes entre 1 e 6 anos e de 7 a 19 anos serão imunizadas desde que estejam com a carteira de vacinação atrasada.

Adultos entre 20 e 50 anos e profissionais de saúde, que não estão imunizados, também podem procurar as unidades.

Serviço

UBS Perequê Mirim – Avenida José da Costa Pinheiro Junior, 1.527 – Tel. (12) 3887-8181

UBS Porto Novo – Avenida José Herculano, 6.560 – Tel. (12) 3887-6131

UBS Morro do Algodão – Avenida Geraldo Lopes, 273 – Tel. (12) 3887-9100

UBS Tinga – Rua Antonio dos Santos, 20 – Tel. (12) 3882-6446

USF Jaraguazinho – Rua Benedito Silvério Santana, 57 – Tel. (12) 3883-3500

Centro de Especialidades – Avenida Anchieta, 475 – Tel. (12) 3882-2200      

UBS Casa Branca – Rua José Pedro de Oliveira, 7 – Tel. (12) 3883-9077

USF Olaria – Travessa Marginal Ipiranga, 17 – Tel. (12) 3883-7007

UBS Massaguaçú – Rua Itália Baffi Magni, sem número – Tel. (12) 3884-1999

Saúde começa pela boca


Em um ano, Caraguá efetuou mais de 340 mil procedimentos

O sorriso de uma criança fica mais bonito quando ela mostra dentes saudáveis e sem cáries. A prevenção de doenças bucais é essencial para que, quando essa criança chegar à vida adulta, tenha a consciência da importância de escovar os dentes após as refeições e visitar o dentista pelo menos uma vez a cada seis meses.

Em Caraguá, essa conscientização começa nos Centros de Educação Infantil (CEI), Escolas Municipais de Educação infantil e de Ensino Fundamental (EMEI/EMEF) e nas Unidades Básicas de Saúde. Em 2010, foram realizados mais de 340 mil procedimentos relacionados à saúde bucal de crianças, adolescentes e adultos.

Além desses procedimentos que visam a melhoria da saúde da população, prevenir sempre é o melhor remédio. Para isso, foram promovidas palestras e escovação supervisionada e levantamentos do índice de dentes cariados, perdidos, obturados e destruídos (CPOD) com a comunidade.

Para 2011, a meta da secretaria de Saúde é atingir o número mínimo de procedimentos mensais, de acordo com a portaria n°600, do Ministério da Saúde, de 23 de março de 2006, nas seguintes especialidades: periodontia (60), cirurgia oral menor/diagnóstico bucal (80), pacientes com necessidades especiais (80) e endodontia (35).

De acordo com o diretor de Saúde Bucal, Flávio José de Oliveira, em 2011, cinco equipes desse setor vão atuar durante 40 horas semanais no Programa de Saúde da Família (PSF) das UBS.

O projeto “Sorrindo Para o Futuro”, do Governo Municipal, iniciado em janeiro de 2009, continuará nos CEI’S, EMEI’S e EMEF’S com escovação supervisionada, levantamento do índice de dentes cariados, perdidos, obturados e destruídos, palestras e a distribuição de, aproximadamente, 20 mil kits de Saúde Bucal para os alunos da rede municipal de ensino.

Balanço de 2010

O setor de Saúde Bucal contabilizou em 2010, 195.595 procedimentos realizados nas escolas municipais. Entre eles, aplicações de flúor e selante, atendimentos coletivos, restaurações, pulpotomia, exodontias e outros serviços. Foram distribuídos 16 mil kits de saúde bucal para os alunos da rede municipal de ensino.

Já as UBS tiveram 116.656 procedimentos entre atendimentos, primeiras consultas, restaurações, pulpotomia, exodontias, entre outras ações.
O Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) registrou 33.703 procedimentos, que incluem aplicações de flúor e selante, restaurações, pulpotomia, exodontias, atendimentos de urgência e outros trabalhos. Foram entregues à população 587 próteses, entre total e parcial removível.

Serviço

Divisão de Saúde Bucal

Rua: Vereador Antonio Cruz Arouca nº 121, bairro Indaiá
Tel: (12) 3897-2114
Responsável: Dr. Flávio José Evangelista Oliveira

Videoteca recebe 1º audiência pública sobre LDO


Representantes da secretaria de Planejamento reuniram-se nesta quinta-feira (17/03/2011), na Videoteca Lúcio Braun, para discutir os objetivos e propostas de governo para a elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Na audiência pública, técnicos das secretarias municipais da prefeitura de Caraguá puderam dar sugestões e opiniões, além de discutir assuntos para o próximo encontro.

A segunda audiência está marcada para a próxima quinta-feira (24). Após essa data, o Governo Municipal deve encaminhar o orçamento à Câmara Municipal até o dia 29 de abril para aprovação do legislativo.

Serviço:

2º Audiência Pública para elaboração da LDO
Dia: 24 de março de 2011
Horário: 10h
Local: Videoteca Lúcio Braun
Endereço: Praça Cândido Motta, 72 – Centro – Caraguatatuba

Caraguá já tem representante na Tabuada Vanguarda


A seletiva de classificação da Tabuada Vanguarda aconteceu nesta sexta-feira (18), no Teatro Mario Covas. Participaram dez alunos da rede municipal de ensino de Caraguá e dois estudantes da rede estadual. A vitória ficou com Deivid Estrela Bertoldo, da escola Profª Antonia Antunes Arouca, do bairro Massaguaçu.

A fase classificatória da competição será no dia 8 de abril, às 15h, no espaço Educamais, em Jacareí. Caraguá faz parte do grupo 2 e compete com os municípios de Jambeiro, Paraibuna, Ilhabela, Monteiro Lobato, Santa Branca, São José dos Campos, São Sebastião, Ubatuba e Jacareí.

Na seletiva, Bertoldo disputou os últimos cálculos com a aluna Vanessa Ferreira da Silva, da escola municipal Benedita Pinto Ferreira, bairro Casa Branca. “Agora vou estudar bastante com a minha mãe para conseguir fazer as contas cada vez mais rápido”, disse o estudante.

Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho inicia nesta segunda-feira


Começa segunda-feira (21/03/2011) a 7ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho. A abertura será no auditório da Fundacc, às 9h30. O evento se estende até o dia 25 de março.

A Semana é uma realização do Governo Municipal, por meio da secretaria de Administração, com o objetivo de conscientizar os servidores públicos sobre a importância de prevenir acidentes e doenças no ambiente de trabalho.

O presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), Werley da Silva Fernandes, disse que Governo Municipal tem uma preocupação especial com a segurança. “Os funcionários estão percebendo que evitar acidentes de trabalho é um dever de todos”. 

Durante a semana, profissionais da secretaria de Saúde irão aferir a pressão arterial dos participantes e fazer avaliações de glicemia. Além da programação na área médica, o evento contará com exibições de filmes sobre acidentes de trabalho e com as palestras “Segurança no Trabalho: Consciência e dever de cada um” e “Acidente de trabalho”.

Além das atividades programadas, os servidores podem participar do Concurso de Frases Sipat 2011. Os interessados devem enviar suas frases até quarta-feira para o e-mail cipacaragua2011@gmail.com. Serão escolhidas as duas melhores frases e os autores ganharão prêmios no último dia de evento.

Programação

Dia 21 (segunda-feira)
Local: Auditório da Fundacc
9h30 – Abertura
9h50 – Palestra: “Segurança no trabalho: consciência e dever de cada um”
10h30 – Sorteio de brindes

Dia 22 (terça-feira)
Local: Pátio da secretaria de Serviços Públicos
7h30 às 12h
Aferição de pressão arterial
Aferição de glicemia
Filmes sobre acidentes de trabalho

Dia 23 (Quarta-feira)
Local: Pátio da secretaria de Serviços Públicos
7h30 às 12h
Aferição de pressão arterial
Aferição de glicemia
Filmes sobre acidentes de trabalho
14h30 – Palestra: “Acidentes de trabalho em geral”
Local: Auditório da secretaria de Educação

Dia 24 (quinta-feira)
Local: Secretarias municipais
8h às 16h
Aferição de pressão arterial e glicemia nas

Dia 25 (sexta-feira)
Local: Pátio da secretaria de Educação
8h às 16h – Filmes sobre acidentes de trabalhos
15h – Premiação do Concurso de Frases Sipat 2011
16h - Encerramento

Audiência Pública Plano Diretor‏ de Caraguatatuba

Hoje foi realizada a 1º Audiência Pública Plano Diretor‏ de Caraguatatuba 2011 no diretorio do Centro Universitario Módulo, localizado av. Frei Pacifico Wagner,653 - Centro....

Na realidade o Audiência Pública Plano Diretor‏ de Caraguatatuba já estava pronta, digo isso porque os membros da mesa apenas comunicou o que haveria de ser feito e concluído....

Isso é uma falta de respeito ao munícipe e a todos que aqui vivem......

Vejas as fotos da Audiência Pública Plano Diretor‏ de Caraguatatuba...

 Macia Paiva de Medeiros PintoSecretária de Assistência Social




 Secretario Campos Júnior




 Dr. Álvaro e amigos

 Dr. Avaro e amigos

Júnior Alves

 Júnior Alves e seu irmão

 Paulo Afonso e Dr. Álvaro

  Júnior Alves, Lelau, Dr. Álvaro e Paulo Afonso





 Valmir Moraes articulador politico



A 2º Audiência Pública Plano Diretor‏ de Caraguatatuba 2011  será realizada no dia 25 de março ás 19:00 horas  no Auditorio Maristela de Oliveira - FUNDACC, localizado rua: Santa Cruz, 396 - Centro.
Você é meu convidado, a sua participação é tudo...

Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro