A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

Cabeça's Barbearia

Cabeça's Barbearia
Av. Pres. Castelo Branco, Sumaré /anexo ao posto Shell, Caraguatatuba, (12) 99616-7705

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Convite

Não aceite que os politicos que governam a nossa Caraguatatuba tenham a Ficha SUJA.... 

Isso é fato!!!

Nasce a Frente SupraPartidária em Caraguatatuba

Steve Jobs e Bill Gates: Conheça o perfil de dois empreendedores de sucesso

Rivais no mundo dos negócios e semelhantes no universo da inovação, Bill Gates e Steve Jobs construíram dois grandes impérios, Microsoft e Apple, respectivamente. Apesar de enfoques distintos, os visionários se tornaram referência como empreendedores e fizeram das empresas que ajudaram a fundar duas das maiores indústrias de tecnologia do mundo.

Steve Jobs se tornou um símbolo no mercado em que atua por inovar e tornar seus produtos uma referência para os consumidores. Visão estratégica, tino comercial e inclinação para arriscar foram suas principais habilidades.


Bill Gates, por sua vez, conseguiu com seus lançamentos uma importante participação na história da informática e se tornou um dos homens mais ricos do mundo. Visão de futuro e facilidade para negociações foram características marcantes.

 
Segundo o professor Fernando José Barbin Laurindo, titular do departamento de engenharia da produção da USP e vice-coordenador do curso de especialização em Gestão de Projetos em Tecnologia da Informação (TI) da Fundação Vanzolini, uma característica comum na história de ambos foi que eles souberam observar as mudanças do mercado.

“Eles criaram paradigmas que se tornaram muito forte. Isso resultou em figuras que por muito tempo serão lembradas não só nos ramos em que atuam. Eles também são espelhos para empreendedores de outras áreas”, destaca.

 
  • John G. Mabanglo/Efe

Características

  • Otimista
  • É reconhecido como uma inspiração
  • Carismático
  • Explora a criatividade
  • Perfil inovador
  Visão de negócio

Apesar de revolucionarem o mercado mundial de tecnologia, Steve Jobs e Bill Gates direcionaram suas visões empreendedoras em ramos diferentes de atuação.


“O estrelato de Steve Jobs veio na década de 70 quando o Apple II se tornou o primeiro microcomputador pessoal de grande aceitação no mercado. Junto ao colega Steve Wozniak, Jobs deu um novo formado para o produto da companhia, o que foi decisivo para o mercado”, explica Laurindo.


Bill Gates procurou direcionar suas habilidades para as relações comerciais. De acordo com o vice-coordenador da especialização de Projetos em TI, o grande salto na trajetória de Gates foi quando a empresa IBM resolveu comercializar um computador para competir com a Apple. “Bill Gates teve a grande visão de que ele não iria vender o sistema operacional [MS-DOS] para IBM e sim licenciá-lo”, explica. O resultado dessa escolha foi o sucesso de vendas no período.


De modo geral, o professor Laurindo resume: “Jobs durante muito tempo esteve muito mais associado a inovações de produtos, enquanto que o Gates trouxe mais do ponto de vista de relações comerciais.”


Liderança


As imagens de liderança ligadas aos profissionais também se diferem em relação à gestão de suas empresas. “Jobs está mais ligado à inovação e Gates a uma imagem mais séria, mais sisuda”, comenta o professor.


“Jobs se tornou muito mais um símbolo do que a Apple faz, ao passo que Gates delegou mais e cobrou mais os resultados, não importando os caminhos que seguiu para desenvolver suas habilidades”, conclui.


Para Laurindo, outra grande diferença está ligada a autonomia da Microsoft em relação ao Bill Gates. A companhia está muito mais preparada para não depender dele. Ao contrário da Apple, que aparenta ter uma forte dependência de Jobs.


Semelhanças


Davi Nakano, professor do curso de capacitação em Gestão Estratégica do Conhecimento da Fundação Vanzolini - entidade ligada à Universidade de São Paulo (USP), destaca que ambos tiveram o conhecimento técnico necessário para empreender em seus ramos de atuação.


As percepções de futuro dos executivos, associadas às características empreendedoras de seus companheiros de equipe, contribuíram para que ideias fossem transformadas em realidade. Mas afinal, quais são as características de um empreendedor?


Segundo o Davi Nakano, é preciso três requisitos básicos: intuição, inclinação para assumir riscos e conhecimento sobre o negócio.


A intuição é fundamental para que o profissional tenha capacidade de perceber onde há oportunidades de negócio. “Eu acho que isso aqui vai dar certo. Se der errado, depois tentarei outra coisa.” Para Nakano, é com esse pensamento que o profissional deve atuar no universo do empreendedorismo. Ele acrescenta que o conhecimento sobre o mercado em que atua, ou deseja atuar, é essencial. “Não precisa ser necessariamente técnico, mas é imprescindível tê-lo.”


Por fim, o professor destaca que empreender também é compartilhar habilidades. Há situações em que existe um desejo de empreender, porém o profissional não possui todas as características necessárias para administrar seu próprio negócio. Diante dessa dificuldade, o indivíduo deve desenvolver os requisitos e procurar em parceiros as competências necessárias para que o empreendimento possa dar certo.


“Se eu tenho conhecimento de negócio me associo a outras pessoas com características diferentes e nós acabamos desenvolvendo esses perfis. Um é o cara da parte técnica, o outro é o que tem a intuição do negócio e o terceiro tem um perfil mais de administrador. Sabendo desses fatores, conseguimos equilibrar as competências”, conclui Nakano.

MP/RJ Inscrições para 16 vagas de promotor já estão abertas

Interessado deve ter bacharelado em direito, não ter antecedentes criminais, estar quite com obrigações eleitorais e militares, e ter três anos de experiência em atividades jurídicas

Pro Telhanorte oferece cursos gratuitos neste mês

Capacitação profissional/SP

Com objetivo de capacitar  profissionais na área de construção, a Pro Telhanorte, especialista em vendas de materiais para o setor, oferece cursos gratuitos de capacitação de profissional no segmento em São Paulo. Os treinamentos visam à especialização e o aprofundamento em técnicas novas do mercado da construção e da reforma.
Os cursos oferecidos são: assentamento e rejuntamento de piso, instalação de telhas ecológicas, instalação de forros, instalação de conexão, corte de porcelanato com máquina Cliper e instalação de esgoto predial. Todos na unidade Marginal. A companhia também depõe de cursos na unidade Aricanduva, voltados à técnica de corte de pisos e porcelanatos e instalação e segurança de grades de concreto.
Com duração que oscila entre uma e duas horas, das 19h às 21h ou das 19h às 20h, varia conforme o curso, as sulas são divididas em teóricas e práticas, as aulas ajudam o profissional a se especializar em determinadas áreas e aplicações. Ao fim do curso, o participante recebe um certificado de formação.
Na unidade Marginal, são disponibilizadas 35 vagas em cada curso e as inscrições podem ser feitas diretamente na loja, localizada na avenida Presidente Castelo Branco, n° 7.849, Água Branca. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: 2505-3500.
Já para unidade Aricanduva, são 20 vagas por curso a os interessados devem se inscrever na própria loja, situada na rua Comendador Gil Pinheiro, n° 463, bloco 2, Vila Carrão. Informações pelo telefone: 2505-3760.

Carnaval/SP LIGA realiza processo seletivo para jurados

A LIGA Independente das Escolas de Samba de São Paulo abriu nesta quinta-feira (15) as inscrições para o concurso público que vai selecionar novos integrantes para compor o corpo de jurados do Carnaval dos grupos Especial e Acesso.
Para o módulo dança, o interessado deve possuir o nível técnico completo. Quem prefere a área musical ou visual, precisa ter concluído o ensino superior. Podem participar homens e mulheres, com idade entre 26 e 65 anos e residentes no Estado de São Paulo.
A participação na seleção deve ser garantida até as 16h do dia 15 de outubro exclusivamente no site da LIGA (www.ligasp.com.br). O valor da taxa de participação é de R$ 70.
As oportunidades são para julgar o Carnaval da cidade de São Paulo e também compor um cadastro reserva que poderá ser utilizado por outros municípios do interior do Estado que solicitarem jurados à LIGA.
As remunerações oferecidas para julgador oficial são de R$ 1.000 por noite de desfile em São Paulo e R$ 700 por noite de desfile no interior. Já para julgador suplente, os valores são de R$ 700 na capital e R$ 500 no interior.
Etapas
O concurso contará com duas fases. A primeira será de prova escrita englobando questões de conhecimentos gerais e específicos de cada módulo (dança, música ou visual). Os aprovados passam pelo curso de formação de jurados que capacitará os pré-selecionados na temática Carnaval.
A seleção e o treinamento dos jurados serão realizados em parceria com o Instituto do Carnaval, sediado na cidade do Rio de Janeiro, que atua nas universidades fluminenses em cursos ligados ao Carnaval. A etapa de seleção e formação terá a coordenação de Bruno Felippo, Lilia Gutman e Nelson Pestana.

Governador Alckmin libera concurso de 1.000 vagas

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), assinou nesta terça-feira (23) autorização para a realização de novo concurso para 1.000 vagas de agentes de escola e vigilância penitenciária.
“Hoje quem faz a escolta é a Polícia Militar e isso mobiliza muito policial, muita viatura, armamento, então nós vamos fazer este serviço pelo agente de escolta, como fizemos na muralha. Na muralha das penitenciárias eram todos policiais militares, hoje são agentes. Com isso, nós vamos liberar a polícia, liberar veículo, liberar viatura para o policiamento de rua, ostensivo. Começaremos com mil agentes de escolta. Vamos fazer uma substituição gradual, os agentes serão treinados, capacitados, armados, mas o primeiro passo é contratar os mil”, disse Alckmin.
Segundo nota divulgada pela assessoria de imprensa da pasta, poderão concorrer candidatos com nível médio completo e que sejam maiores de idade. A seleção terá quatro fases: prova objetiva, prova de condicionamento físico, aptidão psicológica e conduta ilibada na vida pública e privada. O edital deverá ser publicado em setembro.
Agente de segurança – Na última semana, Alckmin autorizou a realização de concurso para 100 vagas para a carreira. O cargo, assim como o de agente de escolta, requer formação de nível médio completo.
Próximo concurso – A Secretaria de Administração Penitenciária pretende divulgar ainda este mês edital para 256 vagas, distribuídas da seguinte forma: 80 oportunidades para oficial operacional (motorista), 15 de nutricionista, 57 para auxiliar de enfermagem, 44 de assistente social, 33 para enfermeiro, 22 de cirurgião dentista e cinco para engenheiro (ambiental e civil). Outras 65 vagas deverão ser abertas para médicos das especialidades de clínica geral, ginecologia e obstetrícia.

Pense duas vezes antes de publicar algo nas redes sociais Empresas precisam elaborar política clara sobre o comportamento online de seus funcionários. Estes, por sua vez, devem pensar duas vezes antes tuitar.

As empresas têm convivido com o desafio das redes sociais há anos. No passado, discuti quais seriam as vantagens e armadilhas no uso de blog e mensagens instantâneas durante a jornada de trabalho. A conclusão era de que, de uma forma ou de outra, a questão teria de ser enfrentada, jamais evitada.
Qualquer companhia que não tenha levado o assunto em consideração, a partir da elaboração de políticas claras sobre como os funcionários devem agir, está bastante atrasada. Com a ascensão de portais como Facebook e Twitter, a interação social ficou ainda mais dinâmica, de modo que a atenção sobre elas também precisa ser.
A única preocupação não deve recair sobre a produtividade. O uso imprudente desses sites abre portas para pragas digitais e mesmo processos judiciais. Essas consequências, naturalmente, não são ignoradas pelas corporações, e, sendo assim, muitas delas estão tentando bloquear as redes sociais no ambiente de trabalho. Bem... boa sorte a elas.
A censura imposta ao comportamento online de funcionário vem de longa data: filtros para impedir o acesso a portais de conteúdo adulto ou de games existem desde sempre. A tecnologia, porém, avança, e os métodos não são mais tão eficazes quanto costumavam ser.
Para começo de conversa, a maioria dos usuários carrega consigo dispositivos móveis – de notebooks a tablets e smartphones. Se impedidos de acessarem o Facebook no computador da empresa, não pensarão duas vezes em pegar o celular. As possibilidades são numerosas e afetam empregados, administradores e diretores.
Use com moderação
O que todos eles precisam entender é que compartilhar opiniões inapropriadas pela rede não é uma opção segura. Pelo contrário, elas poderão ser usadas como justificativa para uma punição ou demissão, mesmo que a mensagem tenha sido enviada a uma conta, supostamente, pessoal. Episódios do tipo têm sido cada vez mais frequentes.
Aqui vai um exercício divertido: procure no Facebook ou no Twitter por algo como “meu chefe é estúpido”. Ficará surpreso com a quantidade de resultados. É importante lembrar que o que vai para a Internet fica para sempre – até que algo seja feito para apagar o conteúdo. É comum que uma atualização restrita, digamos, a amigos, chegue a muitas outras pessoas. O microblogging, sem dúvida, potencializou a incidência desse problema.
Aos administradores de TI e líderes de empresa, cabe encontrar uma alternativa ao bloqueio das redes sociais. No caso, a resposta não está na tecnologia, mas na educação. Banir portais populares, além de ser uma medida pouco efetiva, aumenta a probabilidade de que algo prejudicial seja compartilhado durante o tempo livre do funcionário.
Por isso, é essencial para as empresas a elaboração de políticas claras – além da divulgação delas – a fim de mostrar aos usuários a repercussão que seu comportamento online pode tomar. Claro, também seria útil se os usuários compreendessem que nem todo pensamento repentino merece ser compartilhado com milhares de internautas.

Henrique Meirelles sinaliza recusa a cargo oferecido por Ricardo Teixeira

Presidente do Conselho Público Olímpico, Henrique Meirelles tranquilizou seus interlocutores em Brasília afirmando que não aceitará convite de Ricardo Teixeira para integrar o COL (Comitê Organizador Local da Copa).
A possibilidade de o ex-presidente do Banco Central acumular os dois cargos havia gerado desconforto no Governo Federal, que prefere vê-lo apenas no comando do CPO, função escolhida por Dilma Rousseff.
Sua presença no COL seria uma mão na roda para Teixeira, que continua distante da presidência da República.

O lutador Anderson Silva veio a público nesta quinta-feira para negar que tenha recebido uma proposta de patrocínio de um polêmico site. O norte-americano Ohhtel.com, voltado para pessoas insatisfeitas sexualmente em seus casamentos, divulgou também nesta quinta uma nota afirmando que procurou o lutador para uma oferta milionária. Minotauro retribui favor de Cigano, prepara pupilo para a disputa do título e manda recado Inglês diz que Anderson ainda não varreu categoria: 'falta me enfrentar' Panini inicia venda de álbum de figurinhas com Anderson Silva e Maurício Shogun A proposta, de acordo com o site, foi de R$ 1 milhão, com bonificação de R$ 50 mil por luta ganha ao atual campeão dos médios do UFC, que recentemente venceu Yushin Okami no UFC Rio. O contrato de cinco anos incluiría participar de campanhas publicitárias e incluir a marca em seu calção nos combates. "Pessoal, não recebi proposta de nenhum site, como foi passado para a mídia. Mesmo se recebesse, não aceitaria esse tipo de proposta", afirmou o lutador, pelo Twitter. A 9ine, empresa do ex-jogador de futebol Ronaldo, responsável pelo gerenciamento de imagem do lutador Anderson Silva, também negou ter sido contatada. “A 9ine esclarece que não tem conhecimento de nenhuma proposta feita ao seu atleta para ser garoto-propaganda de um site. Ainda que alguma proposta tivesse sido enviada diretamente ao atleta ou à 9ine, Anderson Silva não aceitaria porque a sua imagem junto aos seus fãs não condiz com a do referido site”, afirmou a empresa.

O Santos foi notificado nesta quinta sobre pedido dos advogados da família de Marcelo Teixeira para que a Vila Belmiro seja leilolada pela Justiça a fim de quitar uma dívida do clube com o colégio do clã do ex-presidente.
No documento, os advogados da Associação Educacional Santa Cecília afirmam que concordam com o valor estipulado para o estádio (R$ 106 milhões) e pedem a “alienação do bem em hasta (leilão) pública”.
A dívida se refere a um empréstimo bancário feito pelo Santos e avalizado pelo colégio. A nova diretoria não pagou o papagaio e a instituição bancária cobrou a escola. O débito é de aproximadamente R$ 17 milhões. Na hipótese de a Justiça aceitar o leilão, a empresa dos Teixeira ficará só com o montante equivalente à sua cobrança.
De acordo com a assessoria de imprensa de Texeira, ele não quer prejudicar o clube e afirmou estar aberto ao diálogo. Assessoria declara também que o ex-dirigente não pediu a penhora da Vila. O estádio foi oferecido como garantia de pagamento pela diretoria.
Leia abaixo o documento que pede o leilão.


O lutador Anderson Silva veio a público nesta quinta-feira para negar que tenha recebido uma proposta de patrocínio de um polêmico site. O norte-americano Ohhtel.com, voltado para pessoas insatisfeitas sexualmente em seus casamentos, divulgou também nesta quinta uma nota afirmando que procurou o lutador para uma oferta milionária.

A proposta, de acordo com o site, foi de R$ 1 milhão, com bonificação de R$ 50 mil por luta ganha ao atual campeão dos médios do UFC, que recentemente venceu Yushin Okami no UFC Rio. O contrato de cinco anos incluiría participar de campanhas publicitárias e incluir a marca em seu calção nos combates.
"Pessoal, não recebi proposta de nenhum site, como foi passado para a mídia. Mesmo se recebesse, não aceitaria esse tipo de proposta", afirmou o lutador, pelo Twitter.
A 9ine, empresa do ex-jogador de futebol Ronaldo, responsável pelo gerenciamento de imagem do lutador Anderson Silva, também negou ter sido contatada.
“A 9ine esclarece que não tem conhecimento de nenhuma proposta feita ao seu atleta para ser garoto-propaganda de um site. Ainda que alguma proposta tivesse sido enviada diretamente ao atleta ou à 9ine, Anderson Silva não aceitaria porque a sua imagem junto aos seus fãs não condiz com a do referido site”, afirmou a empresa.

Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro