A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

terça-feira, 7 de julho de 2015

O Leão Lobo de Caraguá: a língua maldita volta a atacar...

Na Grécia Antiga, Sócrates detinha uma alta reputação e era muito estimado pelo seu elevado conhecimento. Um dia, um conhecido do grande filósofo aproximou-se dele e disse: 
- Sócrates, sabe o que eu acabei de ouvir acerca daquele teu amigo? 
- Espera um minuto - respondeu Sócrates - Antes que me digas alguma coisa, gostaria de te fazer um teste. Chama-se o "Teste do Filtro Triplo". 
- Filtro Triplo? 
- Sim - continuou Sócrates - Antes que me fales do meu amigo talvez fosse uma boa idéia parar um momento e filtrar aquilo que vais dizer. Por isso é que eu lhe chamei o Filtro Triplo. 
E continuou: 
- O primeiro filtro é VERDADE. Tens a certeza absoluta de que aquilo que me vais dizer é perfeitamente verdadeiro? 
- Não - disse o homem - o que acontece é que eu ouvi dizer que... 
- Então - diz Sócrates - não sabes se é verdade. 
Passemos ao segundo filtro, que é BONDADE... O que me vais dizer sobre o meu amigo é BOM? 
Não, muito pelo contrário... 
Então - continuou Sócrates - Queres dizer-me algo mau sobre ele e ainda por cima nem sabes se é ou não verdadeiro. Mas, bem, pode ser que ainda passes o terceiro filtro. 
O último filtro é UTILIDADE... 
O que me vais dizer sobre o meu amigo será útil para mim? 
Não, acho que não... 
Bem - concluiu Sócrates - se o que me dirás não é nem bom, nem útil e muito menos verdadeiro, para que me dizer? 
Usemos o Triplo Filtro na nossa vida diária, cada vez que formos falar sobre alguém. 

Acho que sempre devemos usar esse Triplo Filtro, não acham? 

Respondo por mim:

Quem fofoca demais pode ficar com fama de não ser digno de confiança ou de falar em demasia ou como dizia minha avó: Quem muito fala dá bom dia à cavalo... 
A fofoca não passa de um subterfúgio para tomar conhecimento da vida alheia, mas porque a fofoca é um fenômeno tão poderoso? 

Porque inúmeras pessoas possuem vidas vazias, tristes e superficiais, não realizam seus sonhos, vivem aprisionadas por medos e tradições imbecis, e encontram na fofoca uma eficaz maneira de por um curto período de tempo se esquivar da sua melancolia interna. Por isso é uma prática tão viciosa, de tempos em tempos é necessário voltar a alimentar essa...

O problema é quando o agente "julgador" é alguém ativo no quesito, isto ao meu analisar chama-se hipocrisia. Devemos saber que quando colocamos uma opinião, somos passivos de sermos analisados dentro do que falamos, creio que mais feio do que o fofoqueiro é o fofoqueiro invejoso.

Para tanto, caro cidadão que se acha “COLUNISTA”,  do Jornaleco que circula na Cidade de Sucupira, mesmo não sendo um letrado no assunto procuro informar ao meus leitores com lisura para dormir tranquilo, tendo em vista que meu blog é sem fins lucrativos, diferente do jornaleco em que você escreve baboseiras ( que não tem tanta mídia assim), não preciso fofocar e escrever asneiras para ganhar ibope. Quanto à nota que mencionou em seu jornaleco, aprenda a ser um jornalista credível, afinal, nosso país já está mergulhado na ignorância pela falta de leitura e, ainda, com programas culturais diminuídos como os Big Brothers da vida e a coluna do jornal que você escreve em vez de falar de cultura viu mais lucros falando de mim e dos blogueiros. Se é ibope que precisa, melhor pendurar uma melancia no pescoço do que ficar  inventando fofocas.

OBS: Não é qualquer um que tira o MTB de Jornalista e sim quem trabalha na área e tem como comprovar junto ao MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

E tenho dito!

Werley Fernandes – MTB 79.590

Fonte: http://blogdowerley.blogspot.com.br/2015/07/o-leao-lobo-de-caragua-lingua-maldita.html?showComment=1436245779144#c5252498561974104043