ABI - Associação Brasileira de Imprensa

ABI - Associação Brasileira de Imprensa
Liberdade de Expressão e Ética

sábado, 5 de outubro de 2013

Cabral inaugura Cidade da Polícia no Rio

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), inaugurou nesta domingo, 29, a Cidade da Polícia, no Jacarezinho, subúrbio do Rio. O complexo vai abrigar 13 delegacias especializadas, a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e cinco órgãos da chefia de Polícia. O objetivo do projeto é auxiliar a troca de informações entre as delegacias especializadas e otimizar custos. Segundo informações da Polícia Civil do Rio de Janeiro, o projeto é orçado em R$ 170 milhões.
A mudança das unidades será gradativa, com previsão de funcionamento total até novembro. A Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), parte da Core e o Esquadrão Antibomba já estão no local, conforme a Polícia Civil.
Também participaram da solenidade nesta manhã o vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, e o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame.

Beltrame, admite excesso na repressão de professores

Em evento nesta manhã, o secretário de Segurança do Estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, admitiu o uso excessivo da força policial na repressão da manifestação dos professores no último dia 1º, quando foi votado o plano de cargos e salários do ensino municipal na Câmara dos Vereadores.
"Na minha opinião, em alguns casos, principalmente os que estão revelados publicamente, houve excessos", afirmou Beltrame.
Embora os policiais militares tenham cometidos excessos, Beltrame ponderou que alguns manifestantes também foram intransigentes. "Nós temos 15 pessoas que precisaram de atendimento médico, nove delas são policiais. Houve, sim, preliminarmente, excesso dos policiais, mas o excesso veio também, por vezes, dos dois lados", disse o secretário, durante ação social na comunidade do Jacaré, zona norte do Rio.
Na manifestação do último dia 1º, o comportamento da PM foi bastante criticado. As imagens flagraram policiais alegando injustamente que um jovem carregava um morteiro e captaram um policial em cima do prédio da Câmara Municipal jogando pedras contra os manifestantes. Além disso, a foto de um policial, postada no facebook, com um cassetete quebrado e a legenda "foi mal, fessor" gerou também bastante polêmica e críticas.
"Os três casos estão sendo analisados. Não estamos em uma ditadura. Não se pode, através de uma fotografia, expulsar um policial. A imagem é importante, ela fala por si, mas não se pode sumariamente demitir ou fazer uma punição a um policial. Não quero, absolutamente, defender policiais, até porque já expulsamos mais de mil e quinhentos", afirmou Beltrame.
Na próxima segunda-feira, 07, um novo protesto dos professores no centro da cidade está sendo marcado pelas redes sociais, e Beltrame assegurou que a polícia irá atuar para garantir o direito de manifestação. O secretário, porém, evitou comentar se bombas de gás lacrimogêneo e bala e borracha serão utilizadas pela PM.

Aos 70 anos, morre em São Paulo o ator, dramaturgo e diretor Ênio Gonçalves

Morreu na manhã de sábado (5), no Hospital Sancta Maggiore, no bairro paulistano Paraíso, o ator, dramaturgo e diretor Ênio Gonçalves. Ele tinha 70 anos e sofria de uma doença renal. Na carreira, atuou em teatro, cinema e televisão. Foram mais de 40 filmes – entre os quais Demência (1986) e Garotas do ABC (2003), 20 novelas – como Pedra Sobre Pedra (1992) – e 50 peças em que ele trabalhou como ator ou diretor. Gonçalves nasceu no Rio Grande do Sul, casou-se com três mulheres e teve duas filhas. O velório acontece no Cemitério do Araçá. O corpo será cremado às 11h de hoje no crematório da Vila Alpina. 

Caso Amarildo: todos os PMs com prisão decretada já se apresentaram Prisão preventiva foi decretada na sexta-feira, 4 de outubro; pedreiro está desaparecido desde julho

Todos os dez policiais militares que tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça nesta sexta-feira, 4 no caso Amarildo já se apresentaram no quartel-general da Polícia Militar, no Centro do Rio de Janeiro. A informação é do advogado Marcos Espínola, que defende os soldados Douglas Roberto Vital Machado, Marlon Campos Reis, Jorge Luiz Gonçalves Coelho, Victor Vinicius Pereira da Silva. A PM ainda não se manifestou oficialmente.
Após as formalidades legais, todos os dez policiais serão encaminhados ainda nesta sexta-feira à Unidade Prisional da PM, em Benfica, na zona norte da cidade.
Tiveram a prisão preventiva decretada pela juíza Daniella Alvarez Prado, da 35ª Vara Criminal do Rio, o major Edson Raimundo dos Santos, ex-comandante Unidade de Polícia Pacificadora da Rocinha; o tenente Luiz Felipe de Medeiros, ex-subcomandante da UPP; o sargento Jairo da Conceição Ribas; e os soldados Douglas Roberto Vital Machado, Marlon Campos Reis, Jorge Luiz Gonçalves Coelho, Victor Vinicius Pereira da Silva, Anderson Cesar Soares Maia, Wellington Tavares da Silva, e Fabio Brasil da Rocha Graça. A magistrada também recebeu a denúncia do Ministério Público e abriu processo penal contra os policiais pelos crimes de tortura seguida de morte e ocultação de cadáver.
Em nota, o secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, disse que deu prioridade à investigação do sumiço de Amarildo. "O caso está nas mãos da Justiça, que definirá se os policiais são culpados ou inocentes. Quanto ao crime, houve empenho da Secretaria de Segurança, através da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, que deu prioridade ao caso. Administrativamente, a PM tomará as providências que sempre toma, lembrando que constitucionalmente essas pessoas têm direito a ampla defesa, tanto administrativa quanto criminalmente. O importante agora é manter a integridade da UPP Rocinha, que tem a aprovação da grande maioria dos moradores".
O pedreiro Amarildo Dias de Souza, de 43 anos, está desaparecido desde a noite de 14 de julho, quando foi conduzido por PMs de sua casa à sede da UPP da Favela da Rocinha "para averiguação".

Caso Amarildo: Beltrame pede voto de confiança sobre segurança no Rio De acordo com secretário, policiais das UPPs estão nas comunidades para 'conversar'; dez oficiais acusados de assassinar pedreiro estão presos

Ao comentar a prisão de dez policiais militares envolvidos na morte do pedreiro Amarildo de Souza, o secretário de Segurança do Estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, pediu neste sábado, 5, um voto de confiança da população às Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).
"O mais importante de tudo é, se os erros e excessos foram cometidos, mostrar para a população que essas pessoas são punidas, sejam policiais, servidores públicos, civis, traficantes ou quem quer que seja", afirmou, após participar de evento no bairro do Jacarezinho, na zona norte do Rio.
De acordo com Beltrame, os policiais das UPPs estão nas comunidades "para conversar, para prestar serviços e, no diálogo, adquirir cada vez mais confiança (das pessoas)".
Na sexta-feira, dez policiais foram presos após se apresentarem ao quartel-general da Polícia Militar no centro do Rio. São acusados de crimes de tortura e da morte de Amarildo nas proximidades da UPP da Favela da Rocinha, na zona sul da capital fluminense.
O pedreiro está desaparecido desde 14 de julho, quando foi levado por policias da UPP para "averiguação".

Marina aceita ser vice de Campos, diz coordenador da Rede Adesão da ex-senadora ao PSB do governador de Pernambuco será anunciada nesta tarde

A ex-senadora Marina Silva vai anunciar na tarde deste sábado, 5, sua filiação ao PSB do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, em um acordo que inclui um abrigo "transitório" aos apoiadores da Rede que queiram disputar as eleições do ano que vem. Pela negociação fechada diretamente entre o governador pernambucano e Marina, em encontro que entrou pela madrugada de hoje, os dois se postulariam como "pré-candidatos" ao pleito de 2014, sendo que a definição do nome principal da chapa se daria no futuro, "sem ansiedade". Mas o coordenador executivo da Rede, Bazileu Margarido, revelou ao Broadcast Político que a ex-senadora "se disporia" a ser vice de Campos por "reconhecer" a sua candidatura.
O anúncio da aliança ocorrerá nesta tarde, em Brasília. Segundo Bazileu, a opção pelo PSB se deu por "maior identidade programática e nos Estados". O prazo de filiação para quem quer concorrer a cargo eletivo no ano que vem termina neste sábado.
Eduardo Campos aceitou oferecer um abrigo "transitório" aos membros da Rede Sustentabilidade. Dessa forma, o partido não questionaria o mandato dos marineiros que chegassem a um cargo eletivo pelo PSB e decidissem migrar quando a sigla de Marina conseguir se viabilizar na Justiça.
Agora, PSB e os partidários de Marina tentam levar para a aliança o PPS, partido que faz oposição ao governo Dilma Rousseff e que ofereceu abrigo a Marina quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou o pedido de registro da sigla na última quinta-feira - ela não conseguiu o número mínimo de assinaturas para criar a sigla. Mas a tarefa não deve ser fácil. O Estado apurou que o presidente do PPS, deputado Roberto Freire (PE), disse a Marina que a escolha de ir para o PSB será um "desastre" para ela e a aconselhou a ingressar no PPS, onde teria liberdade de tocar o projeto de apoiar Campos, mas de forma independente e não "amarrada".
Eduardo Campos aceitou oferecer um abrigo "transitório" aos membros da Rede Sustentabilidade. Dessa forma, o partido não questionaria o mandato dos marineiros que chegassem a um cargo eletivo pelo PSB e decidissem migrar quando a sigla de Marina conseguir se viabilizar na Justiça. 

Marina aceita ser vice de Campos, diz coordenador da Rede

Marina diz que o PSB é o seu 'plano C'

A ex-senadora Marina Silva anunciou na tarde deste sábado, 5, sua filiação ao PSB do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, em um acordo que inclui um abrigo "transitório" aos apoiadores da Rede que queiram disputar as eleições do ano que vem.
Marina disse que o PSB "é um partido histórico com bandeiras históricas", é o seu "plano C".
Marina agradeceu ao PSB pela chancela política "que a Justiça Eleitoral não nos quis dar". Nesta quinta-feira, 04, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou o registro à Rede Sustentabilidade. Por 6 votos a 1, os ministros do TSE negaram o registro da Rede por considerarem que não foram obtidas as assinaturas exigidas.
Pela negociação fechada diretamente entre o governador pernambucano e Marina, os dois se postulariam como "pré-candidatos" ao pleito de 2014, sendo que a definição do nome principal da chapa se daria no futuro, "sem ansiedade". O coordenador executivo da Rede, Bazileu Margarido, revelou ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que a ex-senadora "se disporia" a ser vice de Campos por "reconhecer" a sua candidatura.

"Amor à Vida": Paloma aceita ser vice-presidente do San Magno e deixa Félix bufando de ódio

FAMOSIDADES


"Tudo emprestado", diz Fernanda Lima sobre look de R$ 100 mil

 Fernanda Lima foi um dos destaques do baile de gala da AmfAR, realizado na noite da última sexta-feira (4), no Rio de Janeiro.
Acompanhada do marido, Rodrigo Hilbert, a apresentadora chamou atenção ao desfilar com um figurino sensual no tapete vermelho, exibindo as curvas.
Um detalhe inusitado do visual, aliás, foi revelado pela própria beldade. "Estou vestindo R$ 100 mil, mas é tudo emprestado", confessou.
Tanto glamour, segundo a revista "Quem", foi para acompanhar o nível do evento beneficente, que cobrou aproximadamente R$ 55 mil por convite.
Já Hilbert, não se importou com tanta sofisticação. Questionado sobre o cardápio, o galã afirmou que dá preferência para uma comida mais caseira. "Prefiro polenta com galinha ensopada", brincou ele, que tem um programa de culinária no GNT.

FAMOSIDADES

"Tudo emprestado", diz Fernanda Lima sobre look de R$ 100 mil

FAMOSIDADES

Fernanda Lima foi um dos destaques do baile de gala da AmfAR, realizado na noite da última sexta-feira (4), no Rio de Janeiro.
Acompanhada do marido, Rodrigo Hilbert, a apresentadora chamou atenção ao desfilar com um figurino sensual no tapete vermelho, exibindo as curvas.
Um detalhe inusitado do visual, aliás, foi revelado pela própria beldade. "Estou vestindo R$ 100 mil, mas é tudo emprestado", confessou.
Tanto glamour, segundo a revista "Quem", foi para acompanhar o nível do evento beneficente, que cobrou aproximadamente R$ 55 mil por convite.
Já Hilbert, não se importou com tanta sofisticação. Questionado sobre o cardápio, o galã afirmou que dá preferência para uma comida mais caseira. "Prefiro polenta com galinha ensopada", brincou ele, que tem um programa de culinária no GNT. 

Jorge Dória está internado em estado grave no Rio de Janeiro

FAMOSIDADES

Jorge Dória está internado no CTI - Centro de Terapia Intensiva - do hospital Barra D'Or, no Rio de Janeiro, em estado grave de saúde.
O ator deu entrada na unidade médica do dia 27 de setembro e trata uma infecção respiratória, segundo boletim médico divulgado.
Sem previsão de alta, o artista segue respirando com ajuda de aparelhos e faz uso de medicamentos para controlar a pressão arterial.
Longe do trabalho desde 2004, após sofrer um acidente vascular encefálico, Dória é conhecido por grandes papéis na TV brasileira, incluindo o personagem Lineu, na primeira versão de "A Grande Família". 

André Marques terá ajuda de Fausto Silva para voltar à TV

FAMOSIDADES

André Marques se despediu do "Video Show", na última sexta-feira (4), e agora começa uma luta contra a balança.
Emagrecer seria uma das exigências da Globo para que ele volte a comandar um novo projeto na emissora - ele, no entanto, negou e disse que tomou a decisão de cuidar da saúde por conta própria.
Para auxiliar nessa fase de renovação, o apresentador vai contar com a ajuda do amigo Fausto Silva, que também afinou a silhueta

Bárbara Evans "demite" a mãe e desiste de dividir o prêmio de "A Fazenda"

Bárbara Evans "demite" a mãe e desiste de dividir o prêmio de "A Fazenda" - 1 (© Reprodução Instagram)

Bárbara Evans está há menos de uma semana livre do confinamento de 'A Fazenda' e, apesar de parecer ser um curto período, foi o suficiente para que ela se desentendesse com a própria mãe, Monique Evans.
Isso porque, sua primeira decisão após ganhar o reality show, foi demitir a 'titia'.
"Acabei de saber que não sou mais a empresária da Bárbara! E fui a última a saber! Tô em choque", publicou em sua página no Twitter.
A mensagem foi apagada logo em seguida e a apresentadora deu a entender que foi a herdeira quem acessou sua conta.
"Acho que vou ser obrigada a trocar a minha senha do Twitter. Que absurdo uma pessoa não saber os seus limites de intimidade. Aqui é meu espaço", reclamou.
"Tá brincando de 'Fazenda' ainda? Já acabou! Existem outros problemas no mundo! Acorda, vai ler um jornal, ler um livro", disparou no microblog.
E não ficou por aí. Agora, a modelo afirma que não vai mais dividir o prêmio com a mãe, como prometido em rede nacional, assim que soube do resultado do programa da Record. A revelação foi feita durante a gravação do programa "O Melhor do Brasil", de Rodrigo Faro.
Sem o auxílio financeiro, Monique confessou que vai precisar vender um de seus imóveis, pois está "dura".
"Não sei o quanto eu vou ganhar, nem se eu vou ganhar. Só sei que estou indo para Búzios vender a casa de lá", avisou ao jornal "O Dia".
Reconciliação
Apesar das reclamações na internet, Bárbara e Monique Evans garantem que não estão brigadas.
"Está tudo bem e vai ficar melhor", disse a titia no Twitter.
A modelo também utilizou a página da mãe no microblog para avisar que a situação estava controlada e que elas encerrariam o assunto.
"Gente, é a Bárbara. Estamos resolvendo tudo! Vamos pedir forças para Deus! Vai dar tudo certo. Amo vocês todos."
Na própria conta na rede social, a milionária completou: "Vou esquecer do mundo agora e cuidar da saúde da minha mãe, que não está nada bem! Mas Deus é bom e vai dar tudo certo!", avisou. 
Logo depois, Monique postou uma foto, em seu Instagram.
"No hospital com o pessoal mara! Amanhã vou pra uma clínica psiquiátrica para me tratar. Até que enfim!", escreveu.

Nota




Boa tarde amigos e seguidores, a minha prioridade, é derrotar esta pratica de política viciada que circula em Caraguatatuba, cuja prática e projeto já comprometem o presente e ameaçam o futuro do Brasil. O PRB, partido que sou filiado e militante, é para mim a trincheira adequada para lutar por esse propósito. A partir dela me empenharei para agregar outras forças que pretendem dar um novo rumo ao país.

O Brasil não pode continuar vítima de uma falsa contradição entre justiça social e desenvolvimento. É preciso pôr fim a esse impasse, que, na verdade, acaba punindo os mais pobres, incentivando a incompetência e justificando erros grosseiros na aplicação de políticas públicas.

Temos de ser a voz e o instrumento de mais de 100 mil habitantes de Caiçaras que lutam todos os dias por um país melhor, mais justo, mais eficiente e mais decente.

Guilherme Araújo

Consultor de negócios e políticas & Blogueiro

Obrigado

Eu receber na tarde de ontem o convite 

para assumir a presidência da 

ACAAPESP  

Associação dos Consultores Assessores 

e Articuladores políticos do Estado de São Paulo. 

Isso é trabalho reconhecido. 


Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro