A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

domingo, 20 de maio de 2012

PH quer policiamento marítimo no Canal de São Sebastião


Preocupado com a ação de bandidos que usam o Canal de São Sebastião como rota de fuga, o vereador PH reivindica a implantação de um policiamento marítimo na região. Desde 2009, já ocorreram cinco casos em Ilhabela em que os criminosos fugiram de lancha após roubarem lojas e bancos. O mais recente, no último dia 8 de maio, envolveu mais de 20 bandidos que chegaram em três lanchas ao centro comercial de Ilhabela, sendo que uma das embarcações havia sido roubada em São Sebastião.
PH ganhou um importante aliado na tentativa de sensibilizar o governador Geraldo Alckimin. Na última quarta-feira (16/05), o deputado estadual Major Olímpio encaminhou o pedido ao governador. No ofício, o deputado chama a atenção para a necessidade de criação de um Grupamento de Radiopatrulha Marítima, com bases nos portos de São Sebastião e Santos. “A ação preventiva da Polícia Militar deve ser ampliada na região como única forma de impedir situações futuras que coloquem a população em risco”, argumenta Olímpio.
PH espera que esta solicitação seja atendida o mais breve possível. “Não podemos aceitar que o Canal de São Sebastião continue sendo usado para cometer crimes que afetam não somente Ilhabela, mas toda o Litoral Norte”, comenta o vereador.

Rose Nascimento Ao Vivo Ninguém Pode Impedir

Baixar livros grátis para download

Existem muitos livros que já estão sob domínio público. Isso que dizer que você pode baixar e distribuir esses livros de graça, sem pagar nada.
Baixar livros é o modo mais fácil e econômico para você conhecer obras da literatura clássica e autores consagrados. Como é tudo grátis, você pode fazer o download à vontade de todas as obras que quiser. Por isso, lembre-se de compartilhar esse tesouro com as outras pessoas: estimule a leitura em seus amigos, filhos e familiares.
Aqui está uma lista de livros para baixar grátis. Todas as obras estão completas e você pode imprimir ou ler no computador, como quiser.
Livros

Livros de Paulo Coelho

  1. O diário de um mago
  2. O Alquimista
  3. Brida
  4. O dom supremo
  5. As valkírias
  6. Na margem do rio Piedra eu sentei e chorei
  7. Maktub
  8. Veronika decide morrer
  9. O demônio e a Srta. Prym
  10. Histórias para pais, filhos e netos
  11. O Zahir
  12. A Bruxa de Portobello

Download: livros de Sófocles

  1. Electra
  2. Édipo Rei

Baixar: livros de Eurípedes

  1. Medéia
  2. Antígona
  3. Alceste
  4. Electra
  5. Hipólito
  6. As Bacantes
  7. Ion

Download: livros de Ésquilo

  1. Os Persas
  2. Prometeu Acorrentado
  3. Agamémnon
  4. Eumênides
  5. Coéforas

Livros de Franz Kafka

  1. A Metamorfose

Download: livros de Nicolai Gogol

  1. O Capote – Nicolai Gogol

Baixar: livros de Goethe

  1. Os Sofrimentos do Jovem Werther 
Conheça outros sites para baixar livros na nos demais artigos do blog sobre este assunto:

12 Exercícios para melhorar seus Diálogos

O diálogo é um dos mais difíceis aspectos para desenvolver em uma escrita de qualidade. Há diversos pequenos erros que você deve tentar evitar, tais como:

Linguagem robótica

Diálogos que não soam como uma fala natural não prendem a atenção do leitor. Ao ler, você deseja entrar na história, fazer parte dela!

Preenchimento

Diálogos que não adicionam nada na cena e não contribuem para um melhor entendimento dos caracteres são apenas “encheção de lingüiça”. O seu leitor não tem tempo a perder.

Exposição Demasiada

Novamente a encheção de lingüiça. Gente, não pense que seu leitor é burro! Se Maria falou que vai à feira, ela não precisa dizer novamente: “À feira eu vou”.

Nomeação

Não abuse escrevendo repetidamente os nomes dos interlocutores.

Uso excessivo de “Modificadores”

Modificadores de diálogo são elementos que influenciam no ato de falar dos interlocutores, tais como: gritou, exclamou,
chorou, sussurrou, gaguejou, opinou, insinuou e milhares de outros. Eles podem ser muito úteis às vezes, mas são freqüentemente utilizados como ponto de crítica para um diálogo mal elaborado.
Aqui vão alguns exercícios que podem ajudar você a melhorar suas técnicas de escrita de diálogos:
  1. Escreva coisas que você fala ao longo do dia. Examine seu próprio padrão de diálogo. Você não precisa pegar cada palavra, mas você pode descobrir que fala muito menos do que pensa e que suas declarações são extremamente curtas. Talvez você descubra também que raramente fala frases completas.
  2. Encontre um lugar qualquer, como um restaurante, um bar, ou um shopping e escreva alguns tópicos sobre coisas que ouve. Não tente lembrar conversas inteiras, apenas siga em frente e com uma breve mudança de contexto, vá para o próximo “alvo”. Se estiver preocupado em parecer suspeito, use seu palmtop ou aparelho de celular, eles fazem com que pareça que você está trabalhando ou jogando aquele joguinho legal, não espionando.
  3. Teste respostas de uma mesma pergunta. Pense em uma pergunta que requer ao menos um pouco de reflexão e questione várias pessoas diferentes. Compare suas respostas. Lembre-se de que seu foco são as palavras. Escreva-as assim que puder.
  4. Grave alguns programas de TV como noticiários, talkshows, comerciais, jogos de futebol etc. Transcreva os diálogos utilizando os nomes das pessoas. Se você não souber os nomes, use apenas descrições como “o anunciante” ou “a mulher de cabelo vermelho”. Compare diálogos entre programas de ficção e não-ficção que você gravou. Procure por expressões de boas vindas, descrições, vícios verbais (tais como, “você sabe”, “uhhhh”, “bem” etc.). Compare como esses diálogos mudam conforme o tipo de programa.
  5. Reescreva os diálogos dos programas que o exercício 4 propõe, tentando recriá-los tão precisamente quanto possível. Note como pode ser fácil ou difícil recriar o programa inteiro e também como pode ser fácil ou difícil o entendimento para quem está lendo. Finalmente, reescreva-os eliminando qualquer parte que possa ser irrelevante. Perceba, após isso, quais os pontos que foram melhorados e como a leitura ficou mais fácil.
  6. Novamente usando o exercício 4, reescreva os diálogos acrescentando tudo que for possível. Mude a cena, mude o propósito das pessoas que falam, mude o tom etc. Veja como pode ser fácil ou difícil usar as mesmas palavras para falar em tons diferentes.
  7. Escreva um diálogo para uma cena sem usar nenhum modificador. Apenas escreva uma conversa que flui naturalmente. Após o término, adicione descrições narrativas, mas nada de modificadores como “falou”, “gritou”ou “ordenou”. Ao invés disso, tente trabalhar o diálogo dentro da ação, numa progressão lógica de declarações. Finalmente, adicione alguns modificadores que sejam absolutamente necessários, mas mantenha-os o mais simples possíveis com expressões como “disse”, “contou”, ou “perguntou”. Repetindo, use-os apenas caso não tenha outra opção. Compare-os então, com antigos diálogos que você tenha escrito e veja o que você gostou ou não em relação às mudanças.
  8. Escreva uma cena onde uma pessoa conte a outra uma história. Tenha certeza em estar escrevendo um diálogo e não uma narrativa em primeira pessoa. Identifique claramente que uma pessoa está contando e outra está ouvindo, fazendo perguntas ou comentários. O propósito deste exercício não é a história que está sendo contada, mas sim as reações da pessoa que está ouvindo (em forma de diálogo escrito, evidentemente).
  9. Escreva uma cena onde uma pessoa esteja ouvindo a outras duas argumentando ou discutindo. Por exemplo, uma criança ouvindo seus pais falando sobre dinheiro. Use este “terceiro personagem” para narrar o que está acontecendo, ele sequer precisa entender os argumentos completamente.
  10. Escreva um diálogo entre dois mentirosos. Dê a tudo que eles falarem um duplo ou triplo sentido, mas nunca diga, em qualquer parte da narrativa, que eles estão mentindo. Depois, peça para alguém ler seu texto e perceba suas reações. É uma forma de verificar se seu diálogo causa entendimento imediato.
  11. Escreva uma conversa em que ninguém diga mais de 3 palavras por linha. Novamente, nada de modificadores para explicar o que se passa através da narração. Use a narração apenas para descrever ou melhorar a cena, não para explicar o diálogo.
  12. Escreva uma cena onde muitas pessoas estejam falando. Esta habilidade é uma característica dos mestres do diálogo, já que é muito difícil manter muitos personagens engajados em uma conversa de forma a manter o leitor consciente do que está acontecendo e das idéias e interesses de cada um dos interlocutores. Veja quantos personagens você consegue ir acrescentando, até que seja impossível entender o que está acontecendo.

10 dicas para ensinar seus filhos a (gostarem de) ler

Como pai (ou mãe), você é a pessoa que mais influencia na educação de seus filhos. Um dos seus (muitos) papeis é ajudá-los a aprenderem e a gostarem de ler.
Aqui estão algumas sugestões sobre como você pode ajudar a tornar a leitura uma experiência positiva, desde cedo.

1. Escolha uma hora bem calma

Com as crianças, nós sabemos que há “horas calmas” e “horas agitadas”. Procure um lugar e uma hora calmos e sente-se com um livro. Dez a quinze minutos por dia é suficiente.

2. Faça da leitura um prazer

A leitura precisa ser algo prazeroso. Sente com seu filho. Tente não fazer pressão se ele ou ela estiverem indispostos. Se a criança perder interesse, faça algo diferente.

3. Mantenha o fluxo

Se ele pronunciar uma palavra errada, não interrompa imediatamente. Ao invés disso, dê a oportunidade para autocorreção. É melhor ensinar algumas palavras desconhecidas para manter o fluxo e o entendimento da frase do que insistir em fazê-lo pronunciar o som exato das letras.

4. Seja positivo

Se a criança diz algo quase certo no início de uma frase, tudo bem. Não diga “Não, está errado”, mas sim “Vamos ler isso aqui juntos” e dê ênfase às palavras quando pronunciá-las. Aumente a confiança da criança com dizeres positivos a cada pequena melhoria que ela conseguir. “– Muito bom! Você aprende rápido!” “– Certo! Você é muito inteligente” etc.

5. Sucesso é a chave

Pais ansiosos para que seus filhos progridam podem, erroneamente, dar livros muito difíceis. Isso pode causar o efeito oposto ao que eles estão esperando. Lembre-se “Nada faz tanto sucesso quanto o sucesso”. Até que seu filho tenha adquirido mais confiança, é melhor continuar com livros fáceis. Pressioná-lo com um livro com muitas palavras desconhecidas não vai ajudar, muito pelo contrário. Não haverá fluxo, o texto não vai ser entendido e provavelmente a criança vai se tornar relutante com a leitura. Então dê prioridade a livros de acordo com a faixa etária de seu filho.

6. Visite a Biblioteca

Encorage seu filho a retirar livros na biblioteca pública. Leve-o até lá e mostre, com calma, tudo que ele precisa.

7. Pratique regularmente

Tente ler com seu filho todos os dias da semana. Pouco, mas frequentemente é a melhor estratégia. Os professores da escola têm um tempo limitado para ajudar individualmente a leitura dos alunos.

8. Converse com o pimpolho

Provalvemente seu filho tem um dia de leitura na escola (Se não tem, vá lá e faça com que tenha, ora). Sempre converse com ele e faça comentários positivos. Assim a criança vê que você está interessado em seu progresso e que você valoriza a leitura.

9. Fale sobre os livros

Ser um bom leitor é muito mais do que simplesmente ler palavras corretamente. O mais importante é entender e refletir sobre o que está lendo. Sempre fale com seu filho sobre o livro, sobre as figuras, sobre as personagens, como ele acha que vai ser o final da história, sua parte favorita etc. Assim você vai ver como está o entendimento dele e poderá ajudá-lo a desenvolver uma boa interpretação.

10. Varie sempre

Lembre que as crianças precisam experimentar vários materiais de leitura. Por exemplo, livros só de figuras, quadrinhos, revistas, poemas e até os jornais (mostre a ele a parte com palavras cruzadas e, claro, as tirinhas e charges).
Para quem ainda não acredita no potencial das crianças como leitoras, saiba que elas são experts em comentar livros infantis.
E você? Que métodos tem usado para estimular seus filhos (ou alunos, porque não?) a gostarem de ler?

40 sites para baixar livros de graça

Eu não costumo baixar livros para ler. O motivo para isso é bem simples: eu amo livros. Quantos livros ruins eu já comprei e nem li? Mas eu os amo, não interessa. É por isso que livro baixado, para mim, não é livro.
Apesar disso, já procurei alguns na internet para ler trechos antes de comprar. Aí é válido, é uma ótima forma de economizar.
De qualquer forma, eu sei que nem todo mundo é que nem eu — muita gente gosta de fazer download das obras, mesmo sem comprá-las depois. Pois bem, aí está uma lista com 40 sites para baixar livros em inglês; 30 para ler, 10 para ouvir. Enjoy!

Sites para baixar livros gratuitos

  1. Baixar Livros Grátis, site recém lançado com um catálogo razoável de clássicos da literatura brasileira e estrangeira.
  2. Bartleby, eles têm uma das melhores coleções de literatura, versos e livros de referência com acesso gratuito.
  3. Biblomania, uma grande coleção de textos clássicos, livros de referência, artigos e guias de estudo.
  4. Books-On-Line, um diretório com mais de 50 mil publicações (a maioria grátis). A busca pode ser feita por autor, tema ou palavra-chave.
  5. Bookstacks, conta com cerca de 100 livros de 36 autores diferentes. Os livros podem ser lidos on-line ou baixados em formato PDF.
  6. Bored.com, milhares de livros clássicos para ler ou fazer download. É possível encontrar livros de música, jogos, culinária, ciências e viagens.
  7. Classic Book Library, uma biblioteca gratuita que contém romances de mistério, ficção científica e literatura infantil.
  8. Classic Bookshelf, biblioteca eletrônica de livros clássicos. Tem um programa de leitura que permite a visualização mais fácil dos arquivos.
  9. Classic Reader, coleção de clássicos de ficção, poesia, contos infantis e peças de teatro. Mais de 4 mil obras de centenas de autores.
  10. Ebook Lobby, centenas de ebooks gratuitos ordenados em categorias que vão desde técnicas empresariais e arte até informática e educação.
  11. EtextCenter, mais de 2 mil ebooks gratuitos procedentes da Biblioteca Etext Center da Universidade da Virgínia. Inclui livros clássicos de ficção, literatura infantil, textos históricos e bíblias.
  12. Fiction eBooks Online, centenas de peças de teatro, poemas, contos, livros ilustrados e novelas clássicas.
  13. Fiction Wise, obras de ficção científica gratuitas. Além disso é uma loja de livros.
  14. Full Books, milhares de livros completos dos mais diversos assuntos, ordenados por título.
  15. Get Free Books, milhares de livros gratuitos de quase todos os temas imagináveis. Encontram-se disponíveis para download imediato.
  16. Great Literature Online, vasta coleção de títulos ordenados por autor. Além de fornecer textos em formato HTML, proporciona uma linha de tempo biográfica e lista de links sobre o autor consultado.
  17. Hans Christian Andersen, coleção maravilhosa de histórias e contos de fadas de Hans Christian Andersen.
  18. Internet Public Library, fundada por um grupo da University of Michigan’s School of Information e Michigan SI students. Contém uma antologia com mais de 20 mil títulos.
  19. Literature of the Fantastic, pequena coleção de ficção científica e livros de fantasia, com links para grupos de discussão.
  20. Literature Project, coleção gratuita de textos clássicos e poesia. Esse site tem um programa de leitura em voz que pode ser baixado.
  21. Magic Keys, contos ilustrados para pessoas de todas as idades.
  22. Many Books, mais de 20 mil ebooks gratuitos para PDAs, iPods e similares.
  23. Master Texts, base de dados gratuita que contém obras-primas da literatura, as quais podemos buscar por título, tema e autor.
  24. Open Book Project, site orientado à comunidade educativa. Proporciona livros didáticos gratuitos e outros materiais educativos on-line.
  25. Page By Page Books, centenas de livros clássicos que podem ser lidos página por página.
  26. Project Gutenberg, mais de 25 mil títulos gratuitos estão disponíveis no Projeto Gutenberg. Adicionalmente há outros 100 mil títulos através de seus afiliados.
  27. Public Literature, uma enorme coleção de literatura de grande qualidade que mostra autores clássicos e obras modernas do mundo inteiro.
  28. Read Print, biblioteca on-line com milhares de livros, poemas e peças de teatro para estudantes e professores.
  29. Ref Desk, seleta compilação de enciclopédias e outros livros de referência.
  30. The Online Books Page, lista com mais de 30 mil livros grátis da Universidade da Pensilvania.
  31. The Perseus Digital Library, projeto criado pela Biblioteca Virtual da Universidade de Tufts que possui textos clássicos e renascentistas.

Sites pra baixar audiobooks grátis

  1. Audio Literature Odyssey, versões na íntegra de novelas, poemas, contos e obras literárias lidas na voz do ator Nikolle Doolin.
  2. Audio Treasure, Audio Bíblia gratuita em formato Mp3. Inclui links para audiobooks cristiãos (aprecie com moderação, conteúdo perigoso).
  3. Classic Poetry Aloud, podcasts de poemas clássicos e literatura inglesa.
  4. Free Classic Audio Books, dúzias de clássicos para baixar e ouvir no mp3, mp4 e iPods.
  5. Learn Out Loud, diretório que contém mais de 500 títulos em áudio e vídeo. Inclui audiobooks, discursos e conferências.
  6. Librivox, um dos melhores sites com audiobooks de dominio público.
  7. Lit2Go, coleção de autores clássicos e literatura infantil digitalizados pela Florida’s Educational Technology Clearinghouse.
  8. Literal Systems, lista de audiobooks para download.
  9. Spoken Alexandria Project, livraria sob licença Creative Commons com obras clássicas e atuais.
  10. Classics Podcast, contém links para podcasts de leituras em latim e textos em grego antigo.
Não deixe de visitar a seção de downloads de livros do blog e o post 52 audiobooks para baixar grátis.

O desafio de conviver com as diferenças

A proposta de redação do ENEM chegou a ser engraçada. Eu vinha pensando e discutindo sobre o assunto há dias, mas quando li o tema O Desafio de conviver com as diferenças, pensei na hora: Que diferenças? Tive um ímpeto maluco de escrever exatamente isso na redação, mas minha futura bolsa de estudos falou mais alto, ainda bem :)
Então saiu algo assim: (Como não esperei o absurdo de 4 horas para sair com meu caderno de questões, estou confiando na minha memória, que acabou esquecendo de um parágrafo ou dois.)
“O Brasil é o país da diversidade. São raças, religiões, ideologias e situações econômicas. Apenas para citar alguns fatores que comprovem tal afirmação.
No momento em que pensamos em diferenças, é impossível não destacar as diferenças econômicas como fator marcante que rege nossa sociedade. Todos os dias, nas filas de banco, nos cinemas, nas ruas e em qualquer lugar público, vemos pessoas de diferentes classes sociais convivendo de forma harmônica. Ou não.
O preconceito existe sim, e não é difícil nos depararmos com situações em que os menos favorecidos economicamente são, mais uma vez, desprezados.
Contudo, esse é só o começo dos problemas. Ao analisarmos o aspecto ideológico-religioso, vemos a cada dia o surgimento de novas igrejas, de novas ceitas e de novos falsários. Assim, cada vez mais, se nosso futuro está em Deus, nosso presente está no conflito, na guerra e na enganação.
O problema não é a religião em si, mas a forma como ela é abordada, tanto pela população, quanto pelos aproveitadores que se valem dela para atingir seus humildes objetivos. Ora, não sejamos hipócritas, a Igreja não é mais respeitada nem como órgão doutrinador, nem muito menos como instituição. E a culpa é toda dela.
As diferenças estão em todo lugar, o que a torna, ao mesmo tempo, inexistente. Mas não é hora para questões metafísicas. Cabe a cada um de nós saber tolerar as individualidades e mais ainda, abrir os olhos para o mundo ao nosso redor.”
Realmente, dá pra ver de longe que está faltando um pedaço. Mas na prova creio que ficou tudo certo :).
Ah! Meu resultado?  52 acertos. Até que gostei.

PEDAGOGIA Aprenda com as diferenças Descubra por que dividir a classe com portadores de deficiência ajuda seu filho a ir melhor na escola

Foto: Convivendo com as diferenças dos outros, a criança cria um respeito maior pelo próximo
Convivendo com as diferenças dos outros, a criança cria um respeito maior pelo próximo

Lugar de criança é na escola, certo? E quando ela é portadora de deficiência? Até pouco tempo, alunos assim estudavam em instituições separadas. Mas isso está mudando - ainda bem!

Entre 2000 e 2007, dobrou o número de escolas normais com alunos portadores de deficiência. "A inclusão é consequência de uma escola democrática", diz a educadora Maria Teresa Mantoan, da Universidade Estadual de Campinas.

Muitos pais ainda têm medo de que o ensino piore com a entrada desses alunos, mas isso não acontece. Pelo contrário: todos ganham quando estudam em uma escola inclusiva. Descubra aqui os motivos.

Estudar em uma escola inclusiva é bom porque seu filho...

Caetano Veloso - Verdade Como me ensinou meu pai: pior do que um comunista é um anticomunista

Tinha tido a impressão de que este jornal quis tirar onda com a minha cara. No domingo passado, ao anunciar, na primeira página, o que o leitor encontraria aqui na coluna, os editores disseram que eu teria “adoração” por Marcelo Freixo. Achei estranho. Sempre essas chamadas vêm com ideias expressas no meu texto. Por que dessa vez houve um distanciamento? Ali se dizia, literalmente, que eu estava entre a lucidez de Fernanda Torres e a adoração pelo pré-candidato. Será que dei mesmo lugar a que se escrevesse isso? — me perguntei. E pensei: há algo errado. Nada em meu texto permitia que se usasse a palavra “adoração”. E esta palavra desqualificava quaisquer observações objetivas que porventura eu tentasse desenvolver.

Minha adesão à ideia de uma candidatura de Freixo à Prefeitura do Rio é explicitada, inclusive com a afirmação de que sou “100% Freixo”. Todas as vezes em que, ao se avizinharem eleições, senti que um candidato representaria um movimento forte no sentido do encaminhamento político que vislumbro para o Brasil, declarei meu voto sem margem para dúvidas. Ao contrário do que querem fazer crer meus maus imitadores, não vivo dizendo “ou não”. Tal definição de posições tão específicas não podia ser tachada de “adoração” por essa ou aquela personalidade pública. Ao apoiar uma possível candidatura tão desamparada pelo dinheiro, pelos esquemas existentes, pelos donos do poder, não pude deixar de achar suspeita uma tirada como essa do GLOBO. Cheguei mesmo a formular que nenhum jornalista poderia fingir para si mesmo que o uso da palavra “adoração” não teria, no contexto, o papel destrutivo que detectei. Mas me esqueci de outra verdade sobre a vida diária dos jornais: a correria, que pode levar a mal-entendidos. Não é preciso ser um paranoico clássico para atribuir intencionalidade a coisas que chegam às rotativas por acidente ou falta de tempo. Relendo o que já tinha escrito, me vi (depois de alertado por amigos e por jornalistas em quem não tenho por que não confiar) como um articulista algo mimado e temperamental. Na verdade, a frase inicial me veio junto com a lembrança de Paulo Francis escrevendo na “Folha” em resposta ao então ombudsman daquele jornal. (Não reli tal texto na publicação de uma nova antologia de Francis: como disse, ainda não li nenhuma dessas coletâneas de coisas dele, prometo fazê-lo uma hora dessas. A frase — que era, mais ou menos, “Tenho a impressão de que Caio Tulio passou a mão na minha cabeça” — reveio de memória.) E, embora aquele jornalista tenha me influenciado desde a adolescência — e eu não deixe de perceber sua presença aqui em meus escritos —, eu acabei por considerá-lo um autor mimado e dado
a chiliques, aspecto que não desejo emular.

Eu teria declarado essa intenção de voto com a mesma firmeza de qualquer maneira, mas meu artigo nasceu da leitura do texto de Fernanda Torres na “Folha de S. Paulo”. Sem este, talvez eu apenas informasse o leitor sobre minha decisão. Mas Nanda questionava a viabilidade de um candidato que supostamente despreza empresários. Como explicou o próprio Freixo no “Roda Viva”, não se trata de desprezar os empresários, mas sim de rechaçar o modo viciado como vêm se dando as relações entre políticos e o poder econômico. Ele crê que isso pode e deve mudar, enquanto não chega o financiamento público das campanhas. Dizem que ele crê em muitas coisas incríveis. Mas achavam incrível a criação de uma CPI das milícias e no entanto ela foi instaurada e puniu gente. Pergunta: alguém acha oportuno uma candidatura de oposição, quando o alinhamento entre prefeitura, estado e União funciona e quando a polícia entra em favelas para ficar em vez de invadir e abandonar? Resposta: Freixo é uma espécie de oposição que ajuda o que há de bom no governante a se livrar das arapucas em que se meteu. Além de ele não anunciar o desarme do que foi conseguido, a cidade capta o valor de um gesto que indica aumento de saúde social.

Contei no domingo passado que leio o Ex-Blog de Cesar Maia com proveito. Pois bem, esta semana li lá uma nota intitulada “Uma sugestão para a Comissão da Verdade: ver o filme ‘Cidadão Boilesen’”. Quero ver esse filme. A descrição que Maia oferece causa forte impressão. Quando estive preso, ouvi, no quartel da PE da Vila Militar, gritos de dor de torturados. O fato de me terem dito ali que provalvelmente se tratava de presos comuns, bandidos da Zona Norte, fez-me pensar na brutalidade da sociedade brasileira. Sempre penso que a Comissão da Verdade deveria desnudar o mundo da tortura, que tomou ares quase oficiais durante o governo militar, mas que é prática comum nas prisões e delegacias do país. Esse filme que Maia destaca conta como empresários e banqueiros financiaram a Oban (Operação Bandeirante, o centro de informações da ditadura, que torturava), sendo que Boilesen foi o mais entusiasmado deles: gostava de assistir pessoalmente às sessões de maus-tratos. Era um anticomunista. Como me ensinou meu pai: pior do que um comunista é um anticomunista.

Falar de Cesar Maia num texto em que se apoia Freixo pode parecer exibição gratuita de independência. Talvez seja. Mas o que interessa é que Maia chame a atenção para esse aspecto das relações entre nossa sociedade e a tortura. Quanto aos planos eleitorais do ex-prefeito (ou qualquer revelação que se faça sobre promiscuidade sua com empresas), minha resposta é meu apoio a Freixo.

Feira de profissões

Uma feira de profissões realizada neste sábado 19/05 na Emef Prof. Luiz Ribeiro Muniz terá a participação do Poupatempo Caraguatatuba. Das 9h às 13h, funcionários do Posto do Governo do Estado estarão na rua Analândia, 355, no bairro Martim de Sá, para atender a população para as seguintes solicitações: Carteira de Identidade (1ª via para menores de 18 anos de idade) e Carteira de Trabalho e Previdência Social (1ª via, 2ª via e Via de continuação). Também serão prestados esclarecimentos sobre os demais serviços disponíveis na unidade e distribuídos folhetos informativos sobre o Poupatempo.

Prevenção de Acidentes

A VII Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidente do Trabalho) será realizada em Ubatuba de 28 de maio a 1º de junho. Enfocando o tema “Trabalhe com Segurança, pois alguém te espera sorrindo”, a semana visa conscientizar os funcionários sobre a importância da segurança no ambiente de trabalho e a conservação da saúde. Profissionais de diversas áreas ministrarão palestras sobre primeiros socorros, dengue, alimentação saudável, entre outros. As palestras serão realizadas no Auditório do IPMU (Instituto de Previdência Municipal de Ubatuba), localizado na rua Paraná, 480, no Centro.

Festa da Costela

É hoje amigos....
  Domingo é dia da Festa da Costela Fogo de Chão na Apae de Caraguatatuba. 
Os convites custam R$ 15 por pessoa e dão direito a comer à vontade. 
Haverá show da dupla João Marcos e Juliano e da banda Aquários (anos 60). 
Mais informações e convites à venda na Apae, que fica na Avenida Bahia, 633, no Indaiá. 
Fone: (12) 3882-6778 e 3883-2743.

Inauguração PMDB de São Sebastião

O consultor de negócios e politicas Guilherme Araújo compareceu na manhã de sábado 19/05, na inauguração da sede do diretório municipal do PMDB de São Sebastião. A cerimônia será conduzida pelo presidente pemedebista Juan Garcia. O diretório fica na avenida Guarda Mor Lobo Viana, 160, no Centro. Entre os convidados está o vice-presidente Michel Temer e o deputado federal Gabriel Chalita. 
Confirmaram presença representantes do PPS, PSB, PTB, PRB, PTC, PMN e PSL

A vida e suas belas nuances

Escrevo estas humildes palavras, e bem diferente do habitual que inclusive A vida e suas belas nuances. Tenho por hábito dizer que tenho o controle acionário da felicidade e do bem estar. Ou seja, 50% mais um, bem entendido! Apesar de manter vivos sonhos grandiosos inclusive materiais, o que é bom para nos deixar mais ativo e não sedentário, para atingi-los procuro não me estressar. É uma tarefa difícil, mas possível. Um exercício diário que compensa... Logicamente que não aprendi do dia para noite! Já são quase sete décadas de vida suficientes para aprender alguma coisa!
Escrevo estas humildes palavras, e bem diferente do habitual que inclusive costumo enviar aos veículos da mídia impressa para possível publicação, no qual me atrevo a expressar a minha visão sobre assuntos econômicos, políticos, etc...
Obviamente que a saudade é grande, porque ela não era somente uma mãe presente, e conselheira, mas uma extraordinária amiga. Seu legado inestimável seguramente norteará seus filhos, noras e netos para sempre! Filha fiel aos mandamentos de Deus, certamente está bem aconchegada lá no céu! Mas, como tudo na vida tem um lado bom, e tem mesmo, depois de alguns dias deste acontecimento que enlutou nossa família, mais precisamente no dia 12/05/12, nasce o meu primeiro neto, o Pedrinho, e que seria também o primeiro bisneto de minha falecida mãe. Que momento mágico! Que dádiva! Uma pura e rica lei da compensação! E o que se espera é que este novo ser que chega ao mundo, e encanta a família, cresça com boa orientação dos pais, respeite e seja respeitado pelas nossas instituições, e exerça sua cidadania plena visando o bem comum. E que tenha uma formação escolar de qualidade. O que infelizmente no nosso País está difícil... Até a Presidente, deve ter chegado a esta conclusão da mediocridade do ensino, porque ao lançar o mais novo projeto o “Brasil Carinhoso”, em que mais uma vez promete construir mais de 6 mil creches (em 17 meses nada foi feito), dá a entender que só a partir de então, como afirma, que “os filhos das faxineiras serão capazes de virar doutores”. Não creio que desvio com este exemplo acima o objetivo desta humilde crônica, porque quando escrevo que tenho o controle acionário da felicidade e do bem estar, não estou desprezando, ou escondendo as dificuldades, e os percalços que são muitos, e todos nós enfrentamos, principalmente vivendo neste Brasil, rico pela sua natureza, mas perverso pelos péssimos serviços públicos prestados, assim como a violência, a corrupção, e altíssimo grau de impunidade. Mesmo porque, assim como todos os pais, e eu avô mais recente, espero que o meu neto e todas as criancinhas deste país tenham a oportunidade de crescer condignamente, alicerçados pela educação de qualidade, com justiça social, e as instituições funcionando no fio de bigode da ética, e dos bons costumes! Sei que não exijo muito, apenas o mínimo necessário... E encerrando, se a saudade aperta o coração, a chegada do meu Pedrinho, me rejuvenesce! 
Que Deus abençoe a todos!

Prefeito de Caraguá ACS inaugura praça e se diverte