sábado, 25 de maio de 2019

Suíça devolve ao Brasil € 324 milhões pelo caso Petrobras

Suíça devolve ao Brasil € 324 milhões pelo caso Petrobras
A Suíça anunciou nesta terça-feira que devolveu ao Brasil 324 milhões de euros que haviam sido confiscados pela Justiça em relação ao caso de corrupção que envolve as empresas Petrobras e Odebrecht.

Em 2014, a operação “Lava Jato” revelou um esquema de desvio de dinheiro público orquestrado entre políticos, empresários e funcionários da Petrobras, um escândalo que teve ramificações em outro países através da empreiteira Odebrecht.

Ratos são acusados de terem comido 540kg de maconha em delegacia

Após o sumiço de mais de meia tonelada de maconha em delegacia, agentes afirmam que uma infestação repentina de ratos comeu toda a droga.

Infestação súbita de ratos?
Há algum tempo atrás, uma infestação de ratos invadiu um caixa eletrônico na Índia e literalmente comeram uma quantia avaliada em cerca de 1,2 milhão de reais. Na época, o caso deu o que falar e as fotos do dinheiro totalmente destruído se tornaram virais em pouco tempo.
Agora, um caso parecido aconteceu na Argentina. Após uma gigantesca apreensão de maconha na capital Buenos Aires, toda a droga foi levada para a delegacia local. Porém, algo que ninguém imaginava aconteceu: cerca de 540 kg da maconha desapareceram. Os policiais responsáveis pelos entorpecentes alegaram que uma infestação súbita de ratos havia comido toda essa quantidade de entorpecentes.

A psicopolítica da pós-verdade: ilusão, convicção e mentira

O psicanalista, escritor e professor universitário Tales Ab’Sáber esteve, no final de setembro, na UFSCar, Universidade Federal de São Carlos, para realizar a conferência “Ilusão, convicção e mentira: a psicopolítica da pós-verdade”. A fala de Tales marcou o encerramento do V CIAD (Congresso Internacional de Análise do Discurso) cujo tema “Discurso e pós-verdade: efeitos do real e sentidos da convicção” reuniu algumas centenas de pesquisadores de várias partes do Brasil, Europa e América Latina.

A crise do jornalismo é multidimensional, dinâmica e complexa

Rogério Christofoletti é professor de jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina e um dos principais pesquisadores da área hoje no Brasil, além de um dos coordenadores do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS).
É autor de doze livros e mais de 70 artigos científicos publicados em revistas brasileiras e estrangeiras. Durante um período de pós-doutorado na Universidad de Sevilla, na Espanha, Christofoletti escreveu o livro que acaba de lançar: A crise do jornalismo tem solução? (104 páginas, ed. Estação das Letras e Cores).
A obra é o terceiro volume da coleção Interrogações, dirigida pela professora e pesquisadora Lucia Santaella. Por email, Rogério concedeu uma entrevista ao jornalista Pedro Varoni, publicada abaixo. O pesquisador procura pensar a crise do jornalismo num contexto global como multidimensional, dinâmica e complexa, mas com particularidades no caso brasileiro.

Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro