ABI - Associação Brasileira de Imprensa

ABI - Associação Brasileira de Imprensa
Liberdade de Expressão e Ética

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Como os antitranspirantes funcionam e que males eles podem causar

Você só precisa andar pela seção de cuidados pessoais de um supermercado para entender o tamanho do negócio de vendas de desodorantes e antitranspirantes. Só nos Estados Unidos, as vendas desses produtos movimentaram mais de US$ 2 bilhões em 2013. Mas você sabe do que é feita aquela substância que você passa (espero) nas suas axilas todas as manhãs?
Suas axilas desempenham um papel essencial na regulação da temperatura corporal: você tem cerca de 3 milhões de glândulas sudoríparas que bombeiam cerca de 14 litros de água por dia (ou cerca de 4 litros de água por hora sob condições extremas). Curiosamente, embora a maioria dos mamíferos possua glândula sudorípara, poucos deles — incluindo cavalos e humanos — produzem grandes quantidades de fluindo de termorregulação, vulgo suor.
Assim como a urina, o suor é quase estéril e não tem odor quando é excretado: ele só começa a feder quando é fermentado pelas bactérias do ambiente. No caso da transpiração das axilas, há dois tipos de glândulas que produzem o suor: as glândulas crinas servem para resfriar o corpo, decretando apenas água a eletrólitos. Como esse suor é relativamente pobre de nutrientes, ele raramente atrai bactérias e quase não afeta o cheiro do corpo. As glândulas apócrinas, no entanto, também transportam gorduras e proteínas pela superfície da pele junto com o suor, e tudo isso é digerido pelas colônias de bactérias — junto com as células mortas da pele e do cabelo — e isso gera o odor do suor como subproduto metabólico.
As axilas podem ser comparadas a florestas tropicais em meio à topografia tipicamente árida da pele, o que faz com que elas sejam o lar ideal para vários tipos de bactérias. Elas prosperam em ambientes úmidos e com baixo pH criados quando você lava o manto ácido natural produzido pelas suas axilas usando sabonetes alcalinos. Depilar as axilas também ajuda a aumentar o número de bactérias, já que os pelos que protegeriam a umidade da pele são removidos. E mesmo que o pessoal mais ermitão-hippie-naturalista diga que a sujeira é uma coisa natural e até mesmo legal, é compreensível que a maior parte das pessoas queira manter o aroma fresco de uma pele desodorizada.
Desodorantes e antitranspirantes não são a mesma coisa. Esses dois compostos químicos foram criados para propósitos radicalmente diversos e funcionam de maneira completamente diferente quando são aplicados na pele.
A mais antiga referência a desodorantes data do século IX como parte da pesquisa do sábio persa Ziryab sobre limpeza e higiene pessoal na corte Umayyad, na Ibéria Islâmica, e está junto com informações sobre o banho e o creme dental (que ele teria inventado). Mas foi apenas na era Vitoriana que um inventor da Filadélfia (cujo nome foi apagado da História) criou o primeiro desodorante comercial, chamado Mum, em 1888. A Bristol-Meyes adquiriu a empresa em 1931 e, uma década depois, revolucionou a higiene pessoal ao desenvolver um aplicador roll-on usando como base a tecnologia da caneta esferográfica. Assim foi criado o desodorante roll-on que é usado até hoje.
Desodorantes não conseguem fazer com que você pare de suar. Em vez disso, eles miram nas bactérias que se alimentam do seu suor. Geralmente os desodorantes têm álcool ou outros ingredientes que contribuem para fazer com que suas axilas se tornem ambientes inóspitos para as colônias de bactérias. Eles também podem conter bactericidas como o triclosan que mata os organismos antes que eles tenham tempo de digerir seus fluidos. Por isso, em algumas partes do mundo, os desodorantes são considerados cosméticos.
Antitranspirantes, por outro lado, são classificados como drogas pela FDA quando combinados com desodorantes. Eles chegaram na virada do século XX, com o Everdry. Mas não demorou para que esse produto se tornasse problemático por causa de seus altos níveis de cloreto de alumínio, que causa dermatite (coceira e pele irritada) em boa parte da população e pode ser considerado fatal quando grandes concentrações se infiltram no corpo, causando falência renal. Jules Montenier solucionou esse problema em 1941 quando patenteou a primeira mistura moderna de antitranspirante, que atenuava os problemas causados pelo cloreto de alumínio com um composto nitrílico solúvel.
Os compostos de cloreto de alumínio são os agentes antitranspirantes mais eficazes que existem no mercado hoje. Eles se misturam ao suor para criar uma camada de gel que obstrui o duto da glândula sudorípara, além de fazer com que elas se contraiam. Quando mais poros forem fechados, menos você suará. O processo é temporário, claro — uma hora o bloqueio sai junto com a descamação da pele — embora o tempo de permanência do efeito antitranspirante varie de pessoa para pessoa. Outros ingredientes ativos incluem parabenos e hidroxitolueno butilado (BHT), que agem como conservantes, fragrâncias de mascaramento, óleos emolientes hidratantes, agentes emulsionantes e pó de talco para reduzir o atrito.
"Você quer que suas axilas fiquem o mais seco possível a fim de que os ingredientes ativos do antitranspirante tenham oportunidade de realizar o seu trabalho de fechar poros e bloquear dutos sudoríparos", explicou David Pariser, professor de dermatologia da Eastern Virginia Medical School em Norfolk, nos EUA, ao WebMD. "É por isso que você deve colocar os antitranspirantes à noite, antes de ir dormir, em vez de passar pela manhã logo após sair do banho."
Assim como outros cosméticos farmacêuticos modernos como o protetor solar e a pasta de dente, antitranspirante em excesso faz mais mal do que bem. Como mencionado acima, uma pequena parte da população é alérgica ao alumínio e sua aplicação pode resultar em coceira e vermelhidão e inflamação da pele.
O uso prolongado tem sido ligado a níveis elevados de alumínio no sistema do usuário (também conhecido como “carga corporal”, similar a como os peixes ficam carregados com mercúrio com o passar do tempo). Muito alumínio em seu organismo pode ser fatal, já que ele pode detonar seus rins. Por isso a FDA tem, na última década, rotulado antitranspirantes com alertas contra seu uso por pessoas com problemas renais. Outros irritantes potenciais incluem o zircônio e o propileno glicol, ambos ingredientes comuns em antitranspirantes.
Isso tudo não significa que o uso moderado e diário de antitranspirantes lhe causará algum mal. Mas se você tem uma dessas vulnerabilidades (sensibilidade ao alumínio, rins enfraquecidos), é de bom tom diminuir a dose.
Apesar da crença popular, uma coisa que os antitranspirantes não são é cancerígeno. Isso de acordo com um bom número dos maiores institutos de pesquisa em medicina. Mas como estamos na Internet e uma hora ou outra alguém invocará uma teoria da conspiração, vejamos de onde veio o mito do antitranspirante cancerígeno.
Por volta da virada do século XXI, surgiu um rumor ligando o aumento do risco do desenvolvimento de câncer de mama à prática de se depilar e aplicar antitranspirante nas axilas. Em um esforço para acabar com o mal entendido, a Sociedade Americana do Câncer cita dois estudos, conduzidos em 2002 e 2003:
Não existem estudos epidemiológicos contundentes na literatura médica que conectem o risco do câncer de mama ao uso de antitranspirantes e pouquíssimas evidências científicas sustentam essa alegação.
Na realidade, um estudo epidemiológico cuidadosamente desenvolvido acerca desse tema foi publicado em 2002 comparando 813 mulheres com câncer de mama e 793 sem a doença. Os pesquisadores descobriram que não há ligação entre o risco do câncer de mama e o uso de antitranspirantes, desodorantes ou depilação das axilas.
Um estudo publicado em 2003 analisou as respostas de questionários enviados a mulheres que tiveram câncer de mama. O pesquisador relatou que mulheres que foram diagnosticadas com câncer de mama em idade mais jovem disseram que usavam antitranspirante e começaram a depilar as axilas mais cedo e com mais frequência do que as que foram diagnosticadas com mais idade. Mas o projeto do estudo não incluiu um grupo de controle de mulheres que não tiveram câncer de mama, e foi criticado e classificado por especialistas como irrelevante à segurança dessas práticas de higiene nas axilas.
Pouco tempo depois, a Fundação do Câncer Susan G. Komen, o Instituto Nacional do Câncer e o BreastCancer.org se posicionaram, independentemente, favoráveis à Sociedade Americana do Câncer. Pesquisadores do Instituto chegaram a dizer que eles “não estão cientes de qualquer evidência conclusiva ligando o uso de antitranspirantes ou desodorantes para as axilas ao subsequente desenvolvimento de câncer de mama”. Mas nem todos os pesquisadores ficaram convencidos.
“A falta de evidência não é evidência da falta de efeitos danosos” e “esses químicos estão sendo aplicados diretamente, todos os dias, por uma quantidade enorme de pessoas e os efeitos da exposição a longo prazo na saúde são, basicamente, desconhecidos”, disse ao WebMD o toxicologista Philip W. Harvey.
Em 2004 e 2005, dois estudos conduzidos pelo Dr. Philippa Darbre e publicados na Revista de Toxicologia Aplicada e na Revista de Química Inorgânica, respectivamente, exibiram uma conexão direta entre a aplicação de alumínio e mutações de DNA não verificadas – um pré-requisito para o crescimento do tumor. Um estudo subsequente em 2007 sugeriu que os antitranspirantes contribuíram para a carga de alumínio no corpo, o que discutimos acima.
Esses estudos foram todos rapidamente refutados por outros pesquisadores, mas não muito bem. O epidemiologisto da Sociedade Americana do Câncer, Michael Thun, argumentou em 2008 que “os estudos não demonstraram qualquer ligação direta entre parabenos e quaisquer problemas de saúde, incluindo o câncer de mama. O que se descobriu é que existem muitos outros compostos no ambiente que também simulam o estrogênio naturalmente produzido”. Ele continuou: “mesmo que o parabenos promova o crescimento do tumor dependente de estrogênio, o risco do uso cosmético é ‘minúsculo’ comparado a outros promotores do tumor conhecidos”.
E novamente, em 2009, outro estudo ligou o uso de ftalatos e sais de alumínio com o desenvolvimento do câncer de mama, citando a habilidade dos químicos em acumular no corpo e imitar (ou pelo menos amplificar) os efeitos do estrogênio. No geral, tentativas de recriar as descobertas de Darbre retornaram resultados mistos, levando o estado atual de circunstâncias ambíguas à segurança desses produtos.
Então, como no caso dos cigarros eletrônicos, o veredito ainda pesa favoravelmente a favor da segurança. Se você está preocupado que seu antitranspirante incitará o crescimento de um tumor cancerígeno em algum ponto futuro, não tome a atitude drástica; em vez disso, mude para um desodorante. O pessoal da firma que pega o mesmo elevador agradece.

Vacas com cromossomos humanos agora podem fazer anticorpos humanos

Há anos, geneticistas vêm trabalhando para colocar cromossomos humanos em vacas. Em um estudo recente publicado na revista Science, eles finalmente conseguiram: agora, as vacas produzem anticorpos humanos.
O objetivo é combater o hantavírus, que causa problemas de saúde potencialmente fatais em humanos, como síndrome pulmonar e febre hemorrágica. E certas doenças mortais - como o ebola e MERS - podem ser os próximos alvos.
Os cientistas pegaram fragmentos dos cromossomos humanos 14 e 2 - que contêm os genes para fazer o anticorpo para hantavírus - e os combinaram em um cromossomo artificial, que foi então inserido em vacas. Isto silenciou os genes bovinos correspondentes para o hantavírus: ou seja, as vacas só fizeram versões humanas do anticorpo.
Anticorpos são proteínas produzidas pelo sistema imunológico para neutralizar bactérias e proteínas invasoras. Eles são específicos para cada patógeno, e são difíceis de encontrar. Recentemente, sobreviventes do ebola nos EUA doaram sangue para que seus anticorpos possam ser extraídos e usados em outros pacientes sofrendo com a doença.
Os anticorpos foram testados em hamsters infectados com hantavírus, e aumentaram dramaticamente suas chances de sobrevivência. O próximo passo é realizar testes em humanos, e será uma revolução caso este método funcione.
Por enquanto, somos obrigados a usar métodos ineficientes: extrair anticorpos de sangue humano doado, ou criar versões "humanizadas" de anticorpos em camundongos, onde certas camadas da proteína são modificadas para se aproximar da versão humana.
Se o anticorpo de outro animal não fosse modificado, ele seria visto pelo seu sistema imunológico como um invasor; uma injeção disso poderia matar você.
No entanto, os anticorpos de vacas geneticamente modificadas seriam basicamente indistinguíveis da versão produzida pelo corpo humano. Além disso, as vacas são muito maiores e mais eficientes do que ratos de laboratório: uma única vaca pode fazer até 1.000 doses de anticorpos por mês. Algum dia, estes bovinos podem salvar sua vida.

Governadores do Rio, SP e MG concordam com transposição para resolver falta d'água

Os governadores do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, de São Paulo, Geraldo Alckmin, e de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho (interino), chegaram nesta quinta-feira a um acordo para realizar a transposição do rio Paraíba do Sul. O objetivo é solucionar os problemas de abastecimento de água na Região Sudeste. As licitações para as obras podem começar a qualquer momento. O consenso foi firmado em uma reunião convocada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), que atuou como mediador.
Os governadores se comprometeram a respeitar, nas obras, estudos de impacto ambiental e também a realizar ações de compensação ao meio ambiente, como a recuperação de matas ciliares. Os governadores também concordaram que qualquer obra só poderá ser realizada com a anuência dos três estados.
Também estavam presentes o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. Todos se comprometeram a entregar a Fux no dia 28 de fevereiro um documento com os termos do acordo. Quando isso acontecer, todas as ações judiciais que tratam do tema serão extintas. Ao fim do encontro, todos comemoraram a solução encontrada.
— Os estados manifestaram desejo mútuo de se auxiliarem em relação ao problema hídrico da Região Sudeste. Uma solução jurídica jamais chegaria à solução que conseguimos hoje— afirmou Fux.
A discussão chegou ao tribunal por meio de uma ação em que a Procuradoria Geral da República pede que os três estados sejam proibidos de realização de obras de captação de águas do Rio Paraíba do Sul para abastecer o sistema Cantareira. Segundo o Ministério Público, não foram feitos estudos de impacto ambiental para garantir que a transposição não compromete o meio ambiente.
A reunião foi convocada por Fux no último dia 3, por despacho. No texto, o ministro recomendou que todos avaliem “os limites e as possibilidades de se obter uma transação capaz de ser homologada judicialmente”. Ele também pediu que os convocados criem, no dia da audiência, um grupo de trabalho com representantes técnicos e políticos de cada um dos órgãos, “a fim de que possam conjuntamente, em fiel observância a um modelo de federalismo de cooperação, buscar soluções técnicas e ambientais para erradicar a falta de água no Sudeste”.
Na decisão, Fux lembra que os três estados “estão passando por uma severa dificuldade no fornecimento regular do serviço público de água, em virtude do reduzido volume pluviométrico em grande parte de seus territórios”. O ministro afirmou que o assunto demanda o diálogo entre os estados para se chegar a uma solução.
“A melhor solução técnica para a regularização do fornecimento de água na região Sudeste pode exsurgir de um processo de mediação conduzido nesta Suprema Corte. Através da mediação, as autoridades de cúpula dos réus poderão, em conjunto com o Ministério Público Federal, evitar um desnecessário conflito, que apenas originaria um profundo desperdício de energia, focar na resolução técnica da dificuldade a ser enfrentada”, escreveu Fux.
O ministro negou a liminar pedida pelo Ministério Público para que os três estados fossem impedidos de fazer a transposição. Segundo Fux, não há dados suficientes para se concluir pelo benefício ou não da obra. Ele também ponderou que não há prova de que o governo de São Paulo estaria em vias de realizar a captação das águas – portanto, não faria sentido conceder liminar impedindo a obra.

STF dá a Dirceu o direito de passar festas de fim de ano com a mãe, em Minas Gerais

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu o direito de passar o Natal e o Ano Novo em Passa Quatro, Minas Gerais, onde mora a mãe dele. Dirceu poderá ficar na casa da mãe do dia 23 de dezembro a 2 de janeiro. Se a viagem for feita de carro ou de ônibus, o petista terá um dia a mais para a ida e outro para a volta. Dois irmãos do petista também estarão na casa.
Ao autorizar a viagem a Minas Gerais, Barroso levou em conta que a mãe do preso tem 94 anos e não tem como se deslocar para Brasília. O ministro ressaltou que, durante a temporada, Dirceu deve continuar recluso. “Faço certo que o apenado continuará em prisão domiciliar, apenas com a mudança temporária do local de seu cumprimento, que será na residência de sua genitora”, escreveu.
Durante as festas de fim de ano, ele ficará sob o mesmo regime da prisão domiciliar – ou seja, ficará na casa da mãe das 21h às 5h. Nos domingos e feriados, permanecerá no local em período integral. O preso em regime domiciliar é proibido de andar em companhia de outras pessoas que também estejam cumprindo pena. Também não pode portar armas, fazer uso de bebidas alcoólicas e frequentar bares.
Na decisão, Barroso destaca que, segundo a Lei de Execução Penal, a saída temporária do preso em regime semiaberto é de, no máximo, sete dias, podendo ocorrer até quatro vezes por ano. Como Dirceu está oficialmente no regime aberto, o ministro determinou “o prazo ligeiramente mais alongado”.
Na mesma decisão, Barroso tornou definitiva a revogação da autorização para Dirceu viajar por 15 dias para São Paulo, para cuidar dos interesses de sua empresa de consultoria. A autorização havia sido concedida pelo juiz da Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal, sem ter sido comunicada ao ministro, que é o relator do processo do mensalão no STF.
Segundo barroso, embora Dirceu esteja no regime domiciliar, ele ainda cumpre pena privativa de liberdade, o que seria incompatível com viagens para cuidar de interesses particulares. Segundo o ministro, somente situações excepcionais podem autorizar viagens de um condenado enquanto cumpre pena.
No pedido feito à justiça, a defesa de Dirceu argumentou que a viagem a São Paulo seria para cumprir o dever de realizar “trabalho honesto” durante o cumprimento da pena em regime aberto, como exige a lei. Barroso explicou que esse dever só pode ser exercido na mesma localidade onde cumpre pena, não em outro estado. “Não parece aceitável que o condenado possa viajar regularmente para trabalhar em empresa com sede em unidade da federação diversa daquela em que se encontra em prisão domiciliar”, explicou.
Com a autorização da VEP, Dirceu viajou para Vinhedo, no interior de São Paulo, na quarta-feira da semana passada. No sábado, Barroso cassou a decisão. O condenado enviou ofício ao STF na segunda-feira, informando que estaria retornando de carro a Brasília.
Condenado a sete anos e onze meses por corrupção ativa, Dirceu trocou o regime semiaberto pelo domiciliar no dia 4 de novembro, menos de um ano depois de ser preso. Antes da progressão de regime, Dirceu trabalhava no escritório do advogado criminalista José Gerardo Grossi, em Brasília. À noite, voltava para a prisão.

Manifestantes interrompem compras no Black Friday em protesto por caso de Ferguson

Dezenas de pessoas interromperam compras natalinas em várias lojas e supermercados do condado de St. Louis para protestar contra a decisão do grande júri de não processar o policial que atirou e matou Michael Brown.
Os protestos começaram na noite de Ação de Graças e continuaram na madrugada de sexta-feira. Os manifestantes gritaram palavras de ordem dentro de cada estabelecimento sob vigilância da polícia. Não havia informações imediatas sobre detenções.
Segundo Johnetta Elzie, que tuitou e publicou vídeos dos protestos na internet, os atos ocorreram em lojas como Wal-Mart e Target.
No subúrbio de Ferguson, onde Brown foi baleado no último dia 9 de agosto, a noite transcorreu de forma tranquila. Não houve protestos visíveis e a Guarda Nacional continuava patrulhando a área.

Irmãos do ministro da Agricultura se entregam à PF e devem depor nesta 6ª

Alvos da Operação Terra Prometida, dois irmãos do ministro da Agricultura, Neri Geller, se entregaram no fim da noite dessa quinta-feira, 27, à Polícia Federal em Cuiabá. Odair e Milton Geller devem prestar depoimento na tarde desta sexta-feira, 28.
Eles são acusados de integrar um esquema de compra e invasão de terras da União destinadas à reforma agrária. De acordo com o Ministério Público Federal, Odair teria usado uma empregada como "laranja" para ocupar ilegalmente um terreno na região de Itanhangá.



O advogado dos irmãos Geller, Edy Piccini, negou o envolvimento dos dois em irregularidades. Segundo ele, a empregada de Odair é a real exploradora da área. "Ela tem raízes no município e tem o terreno lá", declarou.
A defesa aguarda a oitiva dos presos para ter acesso ao inquérito e ajuizar pedido para que sejam soltos. Piccini afirmou que os dois irmãos nunca exploraram terras na região. A ação, alegou, teria motivações políticas. "Acreditamos que deve ser político, para atingir o ministro", disse.

Ex-funcionários do BC são investigados por desviar cédulas que seriam destruídas

Os envolvidos foram indiciados pelo Artigo 290 do Código Penal, por suprimir notas recolhidas para colocá-las de volta em circulação.

A Polícia Federal (PF) investiga uma ex-servidora do Banco Central e um ex-funcionário de uma empresa terceirizada por desvio de cédulas que seriam destruídas em outubro de 2013. Na quinta-feira (27), a PF cumpriu mandado de busca e apreensão na casa da ex-servidora. Computador e documentos foram apreendidos.
O possível desvio foi constatado pelo próprio BC em seus trabalhos de conferência no Departamento do Meio Circulante no Rio de Janeiro. A ação foi flagrada por câmeras de segurança instaladas no departamento, e as informações, foram enviadas pelo órgão ao Ministério Público Federal.
Comunicada, a Polícia Federal entrou no caso e confirmou que houve desvios em pelo menos seis momentos distintos. A subtração foi de cédulas de R$ 10 e R$ 50. O montante total não foi divulgado.
Os envolvidos foram indiciados pelo Artigo 290 do Código Penal, por suprimir notas recolhidas para colocá-las de volta em circulação. A pena para o crime vai de dois a oito anos, além de multa. Como os dois eram funcionários da repartição que recolhe o dinheiro, a punição máxima aumenta para 12 anos.
Os suspeitos serão ouvidos nos próximos dias para o encerramento do inquérito. Ambos devem responder o processo em liberdade quando a denúncia for encaminhada para a Justiça Federal.

Nick Diaz revela que não pretende acertar perna que Anderson Silva fraturou

Nick Diaz não luta desde março do ano passado, quando perdeu para GSP – Divulgação/UFC

Anderson Silva não luta desde dezembro de 2013, quando acabou derrotado pelo campeão Chris Weidman e fraturou a perna esquerda. Recuperado da lesão, o ‘Spider’ retornará ao octógono no dia 31 de janeiro, diante do americano Nick Diaz, em Las Vegas (EUA).

Durante uma coletiva de imprensa para divulgar o combate, quando perguntado sobre se pretendia explorar a lesão do adversário, Nick Diaz deu uma resposta surpreendente.

“Eu lutei há algum tempo, me falaram que o joelho do meu adversário estava machucado e me disseram para eu atacar a região lesionada. Mas respondi: ‘Claro, tudo bem, eu não vou atacar o joelho desse cara’”, disse Diaz. Mas para toda regra há uma exceção.

“Não é legal focar em alguma lesão, a não ser que ele tenha se cortado na mesma semana. Aí, sim, é como acertar o olho dele,  porque o machucado vai se abrir novamente e ele não poderá lutar. Faz sentido você, talvez, querer ter vantagem em cima de um corte”, concluiu.

Nick Diaz não luta desde fevereiro de 2013, quando acabou derrotado na decisão unânime por Georges St. Pierre em disputa do título dos meio-médios.

Barão admite que abusava de pizza e macarronada e garante: “Parei de comer besteira”

Renan Barão enfrentará Mitch Gagnon no UFC Barueri - Erik Engelhart

Ex-campeão dos galos (61kg) do UFC, Renan Barão perdeu o cinturão ao ser nocauteado em maio desse ano pelo americano TJ Dillashaw. Três meses após a derrota, o potiguar teve a chance de disputar o título em uma revanche que aconteceria no UFC 177, mas Barão passou mal e desmaiou ao tentar bater o peso e foi retirado da disputa, dando lugar ao estreante Joe Soto, que acabou nocauteado pelo campeão.

Renan Barão sempre sofreu muito para bater o peso e, após o incidente em sua última luta, o lutador garantiu que aprendeu a lição.

“Depois dessa derrota, melhorei minha alimentação e vi que tenho que treinar mais. Parei de comer besteira, agora só estou comendo comida de atleta. Eu comia muita pizza, macarronada, agora dei um tempo (risos), estou mais regrado, com um nutricionista”, disse em entrevista a jornalistas, no Rio de Janeiro.

Renan retorna ao octógono do UFC no dia 13 de dezembro, em Barueri (SP), diante do canadense Mitch Gagnon, que vem de quatro vitórias na organização. Barão garantiu que dessa vez, não será derrotado antes mesmo de subir no octógono.

“Nunca é fácil bater o peso, mas estou muito bem graças a Deus, com uma alimentação muito mais regrada bem antes da luta. Vai dar tudo certo, vai ser bem mais fácil”, concluiu.

Evento americano de grande porte contrata lutador com perna amputada

Matt Betzold vem embalado por quatro vitórias por finalização - Reprodução

Evento americano de MMA, o Legacy FC contratou um lutador amputado de sua perna esquerda. O peso-mosca (57kg) Matt Betzold possui um cartel com seis vitórias e três derrotas no MMA.

A sua estreia na organização americana está prevista para o dia 27 de fevereiro de 2015, na edição do Legacy 39. O atleta vem embalado por quatro vitórias consecutivas, todas conquistadas através de finalização.

O WSOF foi o primeiro grande evento de MMA a dar oportunidade a um atleta amputado. O americano Nick Newell sofre de amputação congênita e não tem parte do braço esquerdo, o que não o impediu de construir uma carreira brilhante, com 11 vitórias e apenas uma derrota, finalizando oito adversários.

Pelé segue na UTI com suporte renal mas tem melhora em condição clínica, diz hospital

O ex-jogador Pelé permanece internado sob cuidados na unidade de terapia intensiva e em tratamento de suporte renal, mas apresentou melhora de sua condição clínica, informou o Hospital Albert Einstein em boletim médico nesta sexta-feira.
Pelé, de 74 anos, foi internado na segunda-feira e exames detectaram uma infecção urinária. Ele já havia sido internado no mesmo hospital em 12 de novembro com dores abdominais e passou por uma cirurgia para a retirada de cálculos no rim, uretra e vesícula, que dificultavam seu fluxo urinário.
"O paciente Edson Arantes do Nascimento (Pelé) está melhor de sua condição clínica e segue sob cuidados na unidade de terapia intensiva", disseram os médicos responsáveis pelo atendimento ao ex-jogador no boletim.
"Continua em tratamento temporário de suporte renal (hemodiafiltração veno-venosa contínua), lúcido, em ventilação espontânea, sem necessidade de drogas vaso-ativas ou outras terapias de suporte", acrescentaram os médicos.
O tricampeão do mundo pela seleção brasileira (1958, 1962 e 1970) tem sofrido com alguns problemas de saúde nos últimos anos. Ele passou por uma cirurgia no quadril há dois anos.
Em mensagens publicadas em sua conta no Twitter na quinta-feira, em inglês, Pelé escreveu "eu estou bem" e acrescentou que se encontrava em uma unidade especial para ter "privacidade" e continuar seu "tratamento e recuperação em paz".
Exterior do hospital Albert Einsten, em São Paulo, onde Pelé está internado. 28/11/2014

25 de Novembro - DIA INTERNACIONAL DE LUTA PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

A questão do direito humano a uma vida sem violência e do enfrentamento à violência contra as mulheres.

No brasil 70% dos casos de violência domestica contra a mulher os
agressores são maridos, namorados,ou companheiros ou padrastos.

No ano passado, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
divulgou um estudo que mostrou que entre 2009 e 2011 o Brasil
registrou 16,9 mil feminicídios (mortes de mulheres), 56% dos homens reconhecem ter cometido algum ato de violência contra suas parceiras. A situação é tão grave que instituições privadas se empenham em combater esse grande mal.

Constatou-se que o uso de drogas e o consumo de álcool contribuem especialmente para o aumento da violência no Brasil.

Sentimentos que estão intimamente ligados à questão da violência de gênero sao: Medo, machismo, insegurança e dependência. A ausência total de afeto, abandono emocional e privações produzem na vítima uma baixa auto-estima absurda, complexo de
inferioridade , além da sensação de incapacidade. 

Lembrando que os agressores também necessitam de tratamento psicológico, sem prejuízo da punição na esfera criminal. 

Muitos são os fatores que levam as vítimas a se calarem até a morte, ou venham denunciar somente depois de vários episódios, que tem como fim o risco de morte iminente. Fatores não apenas financeiro, mas especialmente emocional que geram uma interdependência doentia entre os dois, ensejando um verdadeiro ciclo vicioso, conhecido como CICLO DA VIOLÊNCIA, onde tem seu início com as ameaças, humilhações, desrespeito, ofensas e xingamentos.

Segue-se a explosão de ira, o incidente da agressão propriamente dita, havendo um completo descontrole emocional por parte do agressor. Após o incidente, se aproxima gentil e sob juras de amor promete que não incorrerá no mesmo erro, a vítima, crêdula, confia que os episódios não voltarão a ocorrer. Contudo não tarda a reincidir.

Note-se que a ausência total de afeto, abandono emocional e privações produzem na vítima uma baixa auto-estima absurda, complexo de inferioridade , além da sensação de incapacidade.

Observar como o parceiro se comporta na relação é fundamental. É
prudente atentar para sua personalidade e ao mínimo indicativo de
que a relação está tumultuada, permeada por desrespeito, excesso de
possessividade e controle deve-se rompê-la.

Homens de temperamento violento usam sua agressividade para impedir a vítima, que é mantida sob constantes ameaças, por temor, de deflagrar qualquer iniciativa visando extinguir a nefasta relação.

No primeiro episódio de violência, seja ela física ou psicológica, a
denuncia deve ser formalizada, não se pode aguardar, pois o desfecho tende a ser trágico, as estatísticas comprovam essa assertiva.As agressões não se limitarão a uma única vez!
Considerando que, em toda ameaça contra a mulher há um potencial
homicídio, a atuação célere e pontual é a garantia de respeito a vida!

Importante ressaltar que nesse crime não é só a agredida que sai
machucada, filhos que presenciam são diretamente atingidos em seu
psicológico e podem ser, quando adultos, multiplicadores desse
comportamento.

A ineficácia dos órgãos estatais contribuem e muito para o aumento da incidência e reiteração da prática delituosa, sendo certo que a
ineficiência da apuração em sede policial somada a demora da prestação jurisdicional, seja ela de cunho cautelar ou definitivo, tende a incentivar o agressor que amparado pela sensação de impunidade volta a fazer.
A contrario sensu, a boa resposta do inquérito juntamente com uma
célere e efetiva medida judicial têm o condão de desestimular, inibir
o cometimento da infração.

A lei 11.340, de 7 de agosto de 2006 -Lei Maria da Penha, sem dar
margens a dúvidas foi uma grande conquista na luta contra a violência de gênero, todavia é fundamental que haja melhora significativa em toda a estrutura mobilizada para este fim: policiais, operadores do direito e profissionais de outras áreas que prestam atendimento a mulheres vítimas.

É salutar que se intensifiquem as campanhas de esclarecimento tendo como escopo divulgar os serviços existentes e fomentar a mobilização social para cada vez mais se engajar nesta luta. Faz-se necessário repudiar essa pratica, incentivar as denuncias e criar politicas publicas que auxiliem a mulher vitima a se qualificar e se inserir no mercado de trabalho. Ate porque ao tomar uma atitude vê sua família desfeita com a ausência do homem - provedor, ficando muitas das vezes em situação precária com seus filhos. O que a faz aceitar o agressor de volta ao lar conjugal.

Por derradeiro, e de extrema importância que a população tenha consciência que a violência contra a mulher e um óbice ao desenvolvimento social, sendo um atentado aos Direitos Humanos.

UMA VIDA SEM VIOLÊNCIA É UM DIREITO DAS MULHERES!

Dra. SORAIA VAZ DE SANT’ANA e DELEGADA DE POLICIA CIVIL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
PÓS GRADUAÇÃO LATU SENSU NA PUC/RJ EM PROCESSO CIVIL (2009-2011) 
MBA EM GESTÃO DE SEGURANÇA PUBLICA NA FGV(2011) 
CURSO SUPERIOR DE POLICIA INTEGRADO (2010)
CURSO DE SEGURIDAD INTEGRAL EN GRANDES EVENTOS DESPORTIVOS (LA POLICIA DE LA GUARDA CIVIL-CUERPO NACIONAL DE POLICIA -MADRID/ESPANHA -2011)

Vereadores aprovam em primeiro turno orçamento para 2015

Na noite da última terça-feira, a Câmara Municipal aprovou em primeiro turno o projeto de lei 74/14, do Órgão Executivo, que estima a receita e fixa as despesas do município de Caraguatatuba para o exercício de 2015.
O valor estipulado é de R$ 505.566,15 milhões. A maior parte será destinada para a área da educação, cerca de R$ 144,3 milhões. A saúde receberá aproximadamente R$ 94 milhões.
Antes de colocar o projeto na pauta, a Câmara Municipal de Caraguatatuba realizou nos dias 12 e 19 de novembro audiências públicas para explanação e debate do projeto da lei orçamentária. Técnicos e funcionários da Prefeitura estiveram presentes para esclarecimentos.

Jornalista Cesar Jumana receberá título de cidadão caraguatatubense

Exiba Cesar.jpg na apresentação de slides

Na próxima sexta-feira, 28 de novembro, a partir das 19h, acontece na Câmara Municipal de Caraguatatuba a sessão solene para entrega do título de cidadão caraguatatubense ao Sr. Cesar Vieira Bisetto.
A honraria será concedida por meio do decreto legislativo 260, de 19 de setembro de 2014, de autoria do vereador Aurimar Mansano, pelos relevantes serviços prestados pelo homenageado ao município.
Jornalista, Cesar Jumana, como é conhecido, nasceu em São Paulo em 1951. Casado com Marly Gomes Bisetto há 42 anos, tem dois filhos e três netos. Construiu sua casa em Caraguá em 1986, atraído pela acolhida do povo caiçara e por sua paixão pelo mergulho.
Em 1991, Jumana decidiu mudar com a família para Caraguatatuba em busca de melhor qualidade de vida, instalando na cidade a Casa Jumana – Materiais para Construção.
Entre outras atividades, o homenageado desta sexta-feira foi um dos fundadores do Jornal Noroeste News, informativo semanal, de circulação regional, hoje em seu 17º ano.
Sua atividade social em Caraguá se inicia com a participação no Rotary Clube Caraguatatuba Poiares, do qual foi sócio fundador. Jumana foi também diretor da Casa do Menor, membro do CONSEG - Conselho de Segurança, membro da LECAC - Liga das Entidades Carnavalescas de Caraguatatuba e diretor da Fundação Linha Verde.
Foi ainda Sócio Fundador do "Lions Clube Caraguatatuba Mar" e é membro da Loja Maçônica “Cavaleiros Phoenix 325”.
Na Associação Comercial de Caraguatatuba, a convite do Prefeito Antonio Carlos, foi diretor e conselheiro sendo posteriormente eleito Presidente por dois mandatos consecutivos.
Em 2005, foi chamado pelo então Prefeito José Pereira Aguilar para assumir a cadeira de Diretor de Agricultura e Pesca da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Caraguatatuba. Com o apoio do Secretário Auracy Mansano, instalou a "Patrulha Agrícola" com o fornecimento de trator e equipamentos agrícolas disponibilizados aos pequenos produtores e a instalação do primeiro resfriador de leite também destinado a pequenos produtores.
Após dois anos e com a vacância ocorrida na FUNDACC, Fundação Cultural e Educacional de Caraguatatuba, a pedido do Prefeito Aguilar, assumiu como interventor a presidência da Fundação durante o período de transição de quatro meses, até que novas eleições fossem realizadas. No curto período, realizou um trabalho de destaque, com realizações de projetos.
Cesar Jumana foi ainda por anos responsável pela manutenção dos transmissores da Rádio Oceânica e representou na sociedade o empresário Mauri Diniz, cuidando da instalação da Rádio Caraguá FM.


Mas um tentativa de ameaça

CHUMBO TROCADO NÃO DOI

O prefeito de uma certa cidade do Brasil, anda com a mania e levar as pessoas que o criticam para a justiça criminal, numa espécie de tentativa de calar ou intimidar as pessoas. Só que existem pessoas que não se intimidam e vão para o contra-ataque. O blog recebeu informações cuja fonte será preservada, de que alguém que sentiu prensado pelas várias intimidações resolveu levar à polícia federal umas representações que certamente vão dar sérias dores de cabeça para o prefeito daquela cidade e alguns de seus principais companheiros de governo. O fato é que quem exerce poder público pratica atos públicos e por essa razão, são atos que podem ser criticados por qualquer pessoa desde que respeitada a vida pessoal do agente público. Seus atos, enquanto praticados no poder, podem ser objeto de críticas e desaprovação, mesmo que sejam elas exaradas em órgãos de imprensa. A liberdade de expressão e o direito de informação não podem ser cerceados. Só que o prefeito daquela cidade não aceita que alguém diga nada contrário aos seus atos de governo, e certamente tem uma assessoria jurídica que permite e contribui com a sua sanha incontida de vingança. Enquanto os assessores daquele prefeito, acho que de Sucupira, assinam essas representações criminais sem pé nem cabeça, o pessoal que está sendo atingido está se defendendo tranquilamente e está colecionando um monte de provas para devolver a pressão. Se o prefeito de Sucupira não se acalmar vai responder a mais processos do que o pessoal do mensalão ou da Petrobrás que eles tanto criticam. Pena que a matéria ainda não pode ser devidamente explícita para não prejudicar o trabalho das autoridades. Mais adiante poderemos detalhar. Por ora fica apenas a nota. Quem com ferro fere, com ferro será ferido. Quem viver verá.

Fonte: http://blogdojoaolucio.blogspot.com.br/2014/11/chumbo-trocado-nao-doi.html

Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro