A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Amigos aqui estão segundo uma jornalista os 28 motivos para não votarem no Aécio ...

Jornalista faz lista com 27 motivos para não votar em Aécio Neves
Aécio e seu padrinho político Fernando Henrique. Por que ele esconde FHC de sua campanha
(após cada capítulo há links para comprovar as denúncias)
CENSURA
1- Censurou a parte da imprensa mineira que ousou denunciar esquemas de corrupção quando governador de MG.
2- Também tentou censurar o Google, Yahoo! e Bing, movendo um processo para retirada de links relacionados ao uso de drogas e ao desvio de verbas da saúde.
3- Mandou demitir um diretor da Globo de Minas Gerais após três reportagens que o desagradaram.
4- Não gosta de ser investigado: em 10 anos ele e seu sucessor Anastasia só permitiram 3 CPIs em Minas Gerais. Mais de 70 foram barradas.



CORRUPÇÃO QUANDO FOI GOVERNADOR DE MINAS GERAIS

5- Foi processado por desviar R$ 4,3 bilhões da saúde.
6- Construiu 5 aeroportos em cidades com menos de 25 mil habitantes no entorno de sua fazenda.
7- Um dos aeroportos custou R$ 14 milhões e fica na fazenda de seu tio.
8- Pagou R$ 56 mil reais ao ex-ministro do STF Ayres Britto para arquivar a investigação de ilegalidade no aeroporto na fazenda de seu tio.
9- Quando governador, desapropriou um terreno de seu tio-avô no valor de R$ 1 milhão e fez o Estado pagar a ele uma indenização superfaturada de R$ 20 milhões.

INFRINGINDO A LEI

10- Apesar de declarar apenas R$ 100 mil em bens, sua rádio tem uma frota de carros de luxo e de passeio no valor de mais de 1 milhão e reais. Quem passeia nesses carros?
11- Foi pego pela polícia dirigindo o carro de sua rádio, um Land Rover no valor de R$ 192.000,00. O pior: estava embriagado e se recusou a fazer o teste do bafômetro.
12- Troca de favores ou compra de votos? Quando governador contratou 98 mil servidores públicos sem concurso e de maneira ilegal.
13- Nepotismo? Com apenas 25 anos foi nomeado diretor da Caixa Econômica Federal por seu primo, o então Ministro da Fazenda Francisco Oswaldo Neves Dornelles.

13 motivos não são suficienteS? Então vem mais 15 por aí!

EDUCAÇÃO E SAÚDE
14- Durante seu governo, Minas Gerais passou a pagar o piso salarial mais baixo do Brasil a professores.
15- Aliás, tal piso era mais baixo que o permitido pela lei do piso salarial de professores, e portanto, ilegal.
16- Diminuiu o salário-base dos médicos em Minas para apenas R$ 1.050,00 -o segundo mais baixo do Brasil.
17- Quando governador de MG, pagou com dinheiro do Estado uma dívida da Rede Globo de US$ 269 milhões referente à compra da Light.
ECONOMIA
18- Em 2013 quando Dilma anunciou redução de 20% na conta de luz, os tucanos de Minas se posicionaram contra. Pediram um aumento de 30%. Em vez de a conta abaixar, subiu 14,76% (que foi o que a Aneel aprovou).
19- Ele e seu sucessor fizeram a dívida de Minas crescer 127% em 11 anos.
MENSALÃO E PROTEGIDO DA IMPRENSA
20- Tem um dos réus do mensalão tucano como assessor. O publicitádio Eduardo Guedes, acusado de desviar R$ 3,5 milhões para a empresa de Marcos Valério.
21- Tem em seu palanque em Minas o maior réu e mentor do mensalão tucano, seu antecessor no governo de MG, Eduardo Azeredo.
22- Seu primo, Rogério Lanza Tolentino, era braço direito de Marcos Valério e foi condenado por lavagem de dinheiro em MG.
23- Seu outro primo, Tancredo Aladin Rocha Tolentino, foi preso por vender sentenças judiciais. A Globo se calou.
24- Por falar em sentença, conseguiu um mandado de busca e apreensão para que a polícia invadisse o apartamento de uma jornalista. Computador, hd externo, cds e celular foram apreendidos.

SENADOR EXEMPLAR?

25- Nos quatro anos como senador, apresentou menos projetos que o deputado Tiririca.
26- Gastou 63% do dinheiro com passagens de avião pagas pelo senado com viagens para o Rio de Janeiro. Apenas 27% das viagens foram para MG, estado que o elegeu senador.
27- Aliás, torrou 589 mil reais em passagens de avião para o Rio em pouco mais de 3 anos e meio como senador.

28- Segundo o respeitadíssimo jornalista Juca Kfouri, Aécio Neves bateu em sua ex-mulher, em público, numa festa num hotel no Rio de Janeiro. Apesar de tentar censurar a matéria Aécio perdeu na justiça, que não a considerou caluniosa.

Coordenador da campanha de Aécio envia dinheiro a paraíso fiscal, jornalista mineiro é censurado

O artigo do jornalista do R7 de Minas Gerais foi novamente censurado, mas é possível visualizá-lo por conta do cachê do Google
O coordenador da campanha do PSDB à Presidência da República, o empresário Wilson Nélio Brumer, um dos responsáveis na equipe de notáveis encarregada de elaborar o plano de governo para a área energética do candidato tucano Aécio Neves, é acusado de, na sua atividade empresarial, ter dado um calote de R$ 160 milhões na praça e de ter direcionado nos últimos anos grande volume de dinheiro para os chamados paraísos fiscais.
Ao lado do parceiro no negócios, Luiz Carlos Martins, que trabalha atualmente no comitê de campanha do candidato do PSDB ao governo de Minas, Pimenta da Veiga, ele teria se valido da Probank S/A e de outras empresas de fachada para fazer a operação que resultou no rombo milionário.
A Probank cresceu ganhando diversas licitações junto aos Tribunais Regionais Eleitorais de todo o País para organizar as eleições eletrônicas no país, mas entrou em processo de falência.
Um perito contratado pelo juiz de Falência e Recuperação Judicial de Belo Horizonte, descobriu que os sócios simplesmente sumiram com o capital e o patrimônio da empresa, deixando evidências de que a falência teria sido fraudulenta.
Em função das suspeitas levantadas, unidades de inteligências financeiras (espécies de Coafs da Europa) foram acionadas pela Justiça e conseguiram rastrear e localizar o dinheiro. Segundo a apuração dos especialistas, ele foi para as Ilhas Virgens Britânicas. Um paraíso fiscal que ganhou fama depois que se descobriu que era lá que Ricardo Sérgio de Oliveira (ex-diretor do Banco do Brasil), Verônica Serra (filha do ex-governador de São Paulo, José Serra) entre outros “Privatas do Caribe”, como esse esquema já amplamente denunciado ficou conhecido, amoitavam a dinheirama surrupiada das privatizações.
Empresário experiente, Brumer presidiu a Usiminas e outras estatais, como a Vale e a Acesita, e teve importante papel no processo de privatização ocorrido durante o governo FHC.
Ele foi ainda secretário de Desenvolvimento Econômico no governo de Aécio Neves, em Minas Gerais, e atualmente desempenha também o papel de cabo eleitoral, enviando cartas ao empresariado com o intuito de angariar votos para o candidato tucano.
Captura de Tela 2014-10-04 às 15.56.22
Captura de Tela 2014-10-04 às 15.58.29

TJMG confirma: Aécio Neves é réu e será julgado por desvio de R$4,3 bilhões da saúde

Governador de Minas Gerais é acusado de não cumprir o piso constitucional do financiamento do SUS entre 2003 e 2008 



Por três votos a zero, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) decidiu que o senador Aécio Neves continua réu em ação civil por improbidade administrativa movida contra ele pelo Ministério Público Estadual (MPE).
Aécio é investigado pelo desvio de R$ 4,3 bilhões da área da saúde em Minas e pelo não cumprimento do piso constitucional do financiamento do sistema público de saúde no período de 2003 a 2008, período em que ele foi governador do estado. O julgamento deverá acontecer ainda esse ano. Se culpado, o senador ficará inelegível.
Desde 2003, a bancada estadual do PT denuncia essa fraude e a falta de compromisso do governo de Minas com a saúde no estado. Conseqüência disso é o caos instaurado no sistema público de saúde, situação essa que tem se agravado com a atual e grave epidemia de dengue.
Recurso
Os desembargadores Bitencourt Marcondes, Alyrio Ramos e Edgard Penna Amorim negaram o provimento ao recurso solicitado por Aécio Neves para a extinção da ação por entenderem ser legítima a ação de improbidade diante da não aplicação do mínimo constitucional de 12% da receita do Estado na área da Saúde. Segundo eles, a atitude do ex-governador atenta aos princípios da administração pública já que “a conduta esperada do agente público é oposta, no sentido de cumprir norma constitucional que visa à melhoria dos serviços de saúde universais e gratuitos, como forma de inclusão social, erradicação e prevenção de doenças”.

A alegação do réu (Aécio) é a de não ter havido qualquer transferência de recursos do estado à COPASA para investimentos em saneamento básico,  já que esse teria sido originado de recursos próprios. Os fatos apurados demonstram, no entanto, a utilização de valores provenientes de tarifas da COPASA para serem contabilizados como investimento em saúde pública, em uma clara manobra para garantir o mínimo constitucional de 12%. A pergunta é: qual foi a destinação dada aos R$4,3 bilhões então?
http://www.revistaforum.com.br/blog/2013/05/tjmg-confirma-aecio-neves-e-reu-e-sera-julgado-por-desvio-de-r43-bilhoes-da-saude/

A festa é 10

No dia 5 de outubro de 2014 o PRB reescreveu a sua sigla na história da politica brasileira. A meta era eleger 16 deputados federais. Fizemos 21. Foram 31 estaduais eleitos, e Marcelo Crivella chegou ao segundo turno no Rio de Janeiro. É este o partido que queremos para a família brasileira.



Aguardem!!!!

EDITAL
O Desembargador HAMILTON ELLIOT AKEL, CORREGEDOR GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO.

FAZ SABER que designou visita correcional a ser realizada na Comarca de CARAGUATATUBA, no dia 10 (dez) de outubro de 2014 (dois mil e catorze), com inicio dos trabalhos às 10 (dez) horas.
FAZ SABER, ainda que se reunirá com os Magistrados em exercício na Comarca, os quais ficam convocados para reunião 13:30. (treze horas e trinta minutos).
O juiz Diretor do Fórum cientificará todos os Magistrados e servidores correcionais, advogados e demais participantes das atividades judiciárias, que o Corregedor Geral da Justiça estará à disposição para ouvir os interessados, inclusive em audiência publica ou, se convier, em caráter reservado, quanto a temas correcionais que possam ensejar providencias da corregedoria geral

São Paulo. 29 de setembro de 2014.

HAMILTON ELLIOT AKEL
CORREGEDOR GERAL DDA JUSTIÇA


Parabénssssssssssssss

Eu quero parabenizar a todos os candidatos do PRB... 
Conseguimos superar objetivo traçado pela executiva nacional do Partido Republicano Brasileiro. 
Mostramos que podemos crescer e crescer e crescer... 
Avante que agora é pensar nas municipais e aqui em Caraguatatuba já vamos começar a traçar metas para 2016.

Famosos foram rejeitados nas urnas

Ricardo Macchi, ator famoso por interpretar o personagem Cigano Igor na Rede Globo, em 1995 na novela ‘Explode Coração’, concorreu a uma vaga de deputado federal pelo PTB no RJ e não foi eleito. Ele recebeu 2.652 votos

Ricardo Macchi, ator famoso por interpretar o personagem Cigano Igor na Rede Globo, em 1995 na novela ‘Explode Coração’, concorreu a uma vaga de deputado federal pelo PTB no Rio Grande do Sul e não foi eleito. Ele recebeu 2.652 votos

O cantor Elymar Santos, candidato a deputado estadual no RJ pelo PR, ficou de fora da lista de eleitos no Estado, com 8.811 votos

O cantor Elymar Santos, candidato a deputado estadual no RJ pelo PR, ficou de fora da lista de eleitos no Estado, com 8.811 votos

O apresentador e cantor Netinho de Paula, do PC do B, ficou de fora da lista de deputados federais eleitor por SP mesmo tendo 82.105

O apresentador e cantor Netinho de Paula, do PC do B, ficou de fora da lista de deputados federais eleitor por SP mesmo tendo 82.105

Léo Áquilla, do PSL, tentou uma vaga na Câmara por SP e não teve êxito. Ele somou 29.695 votos

Léo Áquilla, do PSL, tentou uma vaga na Câmara por SP e não teve êxito. Ele somou 29.695 votos

Caraguá no Mundial de Kung Fu‏

Hemerson Carvalho de Oliveira, atleta reconhecido pelos títulos conquistados, compete entre os melhores do mundo no principal campeonato do esporte
 A delegação brasileira, embarca no próximo dia 14 para a China, país que sedia a mais importante competição de Kung Fu e Tai Chi Chuan do mundo.
Representando o Brasil está o atleta de Caraguatatuba, Hemerson Carvalho de Oliveira, atual campeão brasileiro e sul-americano, no Mundial de Fung Fu  “6th World Traditional Wushu Festival” – competição que acontece a cada dois anos na China, com disputas entre os melhores atletas do mundo. E também no Campeonato Mundial de Tai Chi Chuan, “1st World Tijiquan Championships - que a partir deste ano passa a ter uma competição exclusiva, por conta da grande possibilidade de tornar-se esporte olímpico em 2024.
 Hemerson, que também comemora um ano do seu Projeto Eco e a marca de 1.000 alunos beneficiados, se prepara para competir com os melhores do mundo: chineses, americanos e canadenses, entre outros.
 Dentre os competidores brasileiros, apenas três atletas apresentam pontuação para competir nos dois campeonatos, e nosso representante de Caraguá é um deles.
 As competições acontecerão nas cidades de Chizhou e Chengdu - China, durante a segunda quinzena de outubro e primeira quinzena de novembro. Nosso atleta retorna no dia 16 de novembro, quando saberemos o quão bonito a delegação brasileira fez aos olhos do mundo.
 Projeto Eco