A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

Cabeça's Barbearia

Cabeça's Barbearia
Av. Pres. Castelo Branco, Sumaré /anexo ao posto Shell, Caraguatatuba, (12) 99616-7705

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Angélica lembra acidente de avião com família, há um ano: 'Trauma muito forte'


Angélica e Luciano Huck sofreram um acidente aéreo com a família em maio de 2015: apesar de ter se passado mais de um ano, a apresentadora ainda tem o momento em seus pensamentos, como contou durante sua participação no "Altas Horas".
Angélica lembra acidente de avião com família, há um ano, em participação no 'Altas Horas'"É mais difícil andar de avião, mas a gente gosta de viajar. O tempo cura tudo, mas eu acho que a gente não vai esquecer, é um trauma muito forte", explicou a mãe de Eva, de 3 anos, Benício, 8, e Joaquim, de 11.
No programa, a loira, no comando do "Estrelas" há 10 anos, também comentou seu casamento com Luciano Huck, juntos há 11 anos, mas foi Ana Maria Braga que entregou um detalhe do relacionamento dos apresentadores, protagonistas de casamento judeu para a próxima temporada do "Esquenta".
A apresentadora do "Mais Você", que causou na web ao deixar uma mosca cair na comida, foi praticamente a cupido do casal. "Ele (Luciano) me perguntou se ligava ou não para ela. Eu falei que sim e, depois, fiquei sabendo que, no mesmo dia, eles se encontraram, o que foi definitivo para essa história entre os dois acontecer", lembrou.
Em 2015, Angélica e Luciano Huck sofreram um acidente de avião com a famíliaHuck aprende kitesurf e ganha elogio de professor: O novo hobby de Luciano Huck é o kitesurf: o apresentador está fazendo aulas com Marcelo Cunha, tetracampeão brasileiro na modalidade, e foi por ele elogiado. "Normalmente os alunos levam 10 horas, que é o nosso pacote mínimo de aula, para sair velejando e controlando completamente o equipamento. Esse nosso curso básico de 10 horas, o Huck praticamente na quarta hora, quinta hora, já estava conseguindo velejar, ficar em pé na prancha", destacou o esportista.
Angélica lembra acidente de avião com família, há um ano: 'Trauma muito forte'

Tatá Werneck, flagrada com Johnnas Oliva, garante: 'Estou totalmente solteira'


Tatá Werneck, flagrada com Johnnas Oliva, garante estar solteira em entrevista divulgada nesta terça-feira, dia 22 de julho de 2016Tatá Werneck foi clicada, no começo desta semana, em um bar na companhia do ator Johnnas Oliva, colega de elenco em "Haja Coração". No entanto, a intérprete de Fedora na novela das sete garante que a relação não passa de amizade, pois segue sem novo amor.
"Sou sincera: estou totalmente solteira', explicou a atriz, elogiada pelo parceiro de cenaGabriel Godoy, em entrevista ao colunista Leo Dias, do jornal "O Dia". Aos 32 anos de idade, com vontade de aumentar a família e adotar uma criança africana, Tatá afirmou que não tem mais ânimo para festas.
"Não tenho essa coisa moderna que eu acho incrível de ir numa festa e ficar com um cara. Primeiro porque eu nem vou a festas. Já aconteceu várias vezes de eu me maquiar, me arrumar e dormir com a roupa que eu ia sair porque estou muito cansada mesmo, por estar fazendo novela e Multishow ao mesmo tempo", lembrou a apresentadora do "Tudo pela Audiência", programa no qual beijou a namorada de Fábio Porchat.
Sempre alvo de paparazzos quando vai ao shopping, a artista contou ainda que não leva uma vida baseada no glamour: "Uma vez eu estava com uma amiga e a chamei para ir ao shopping. Ela falou: 'Mas você tá de chinelo'. Respondi: 'E daí?". Criticada quando atuou em "I Love Paraisópolis", a atriz voltou a falar sobre os comentários sobre sua voz. "Eu não tenho problema de dicção. É um recurso que eu usava para a comédia e achei que pudesse ser necessário. Nessa novela não é, porque a Fedora é toda manhosinha", indicou.

Aline Riscado exibe corpo enxuto em biquíni fio-dental na praia.



Aline Riscado usou um biquíni fio-dental que valorizou sua boa forma A modelo, cotada para ser rainha de bateria da União da Ilha, se divertiu na praia da Reserva com uma amiga nesta quinta-feira (14)
Aline Riscado está prestes a ser confirmada como rainha de bateria da União da Ilha no Carnaval 2017 e, nesta quinta-feira (14), mostrou que não precisará se preocupar para manter a forma até o Carnaval. Com uma amiga, a namorada de Felipe Roque, confirmado no elenco de "Malhação: Pro Dia Nascer Feliz", curtiu o dia de sol na praia da Reserva, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.
Um biquíni fio-dental estampado evidenciou as curvas da modelo e atriz que se destacou como a personagem "Verão" em um comercial de cervejaria. Depois de dar um mergulho, Aline precisou segurar a parte de cima do biquíni para não mostrar demais.
Aline Riscado, Felipe Roque e Rodrigo Riscado são amigos
Ao sair do mar, Aline Riscado precisou segurar a parte de cima do biquíni para não mostrar demaisSe em muitas relações, quando o casamento chega ao fim, a amizade também acaba, Aline Riscado e seu ex-marido, Rodrigo Riscado, são melhores amigos. "O Rodrigo, que hoje é meu empresário, é meu amigo, pai do meu filho e sempre foi muito maduro com relação ao meu crescimento profissional e pessoal. Até hoje nós convivemos numa boa! Meu namorado já foi na casa dele", contou a modelo em entrevista ao canal "Vendi Meu Sofá", de Gabriela Pugliesi. "Quando a gente fez um churrasco na casa do Rodrigo, eu vi os dois conversando e até tirei uma foto. É lindo isso, porque é um amadurecimento, uma evolução do ser humano, e é amor", comemorou Riscado.
Aline Riscado se divertiu com uma amiga na praia da Reserva nesta quinta-feira (14)
Aline Riscado exibe corpo enxuto em biquíni fio-dental na praia da Reserva nesta quinta-feira, dia 14 de julho de 2016
Aline Riscado exibe corpo enxuto em biquíni fio-dental na praia da Reserva nesta quinta-feira, dia 14 de julho de 2016
Aline Riscado exibe corpo enxuto em biquíni fio-dental na praia da Reserva nesta quinta-feira, dia 14 de julho de 2016
Aline Riscado exibe corpo enxuto em biquíni fio-dental na praia da Reserva nesta quinta-feira, dia 14 de julho de 2016
Aline Riscado exibe corpo enxuto em biquíni fio-dental na praia da Reserva nesta quinta-feira, dia 14 de julho de 2016

A incrível história do adolescente que se alimentou só de tomate por 12 anos


TomatesMolho de tomate. Sopa de tomate. Compota de tomate. Feijão "entomatado". Pizza do tomate. Ketchup. E, claro, tomate ao natural.
Essa foi a dieta do britânico Liam Pierce por 12 anos.
"Havia coisas que não eram tomate, mas muito poucas coisas. E sempre com ketchup", disse Liam à BBC.
    "Nada de frutas ou legumes (além do tomate)", disse o jovem.
    Mas sua dieta peculiar não era apenas um capricho. Liam sofria de um distúrbio psiquiátrico.
    "Minha sensação, quando pensava em comer outros alimentos, era a mesmo de uma pessoa com aracnofobia ao ver uma aranha. Era como sair da minha zona de conforto", disse Liam em uma entrevista de rádio a BBC.

    A mãe de Liam, Helen, disse que a experiência foi "traumática" para ambosAté 15 sabores

    A doença de Liam é rara e pouco conhecida: "síndrome de alimentação seletiva" (também conhecido como SED ou ARFID, na sigla em inglês).
    Trata-se, de acordo com especialistas, de uma neofobia alimentar (aversão a alimentos novos) que afeta principalmente as crianças e pode se estender até a adolescência.
    Línea
    © Fornecido por BBC World Service Trading Limited Línea

    O que é a síndrome de alimentação seletiva?

    • É uma fobia associada a certos alimentos e muitas vezes conhecida como "neofobia"
    • Não é simplesmente ser "exigente" com os alimentos (a maioria das crianças são)
    • Quanto mais tempo persiste, maior é a rejeição a certos alimentos
    Línea
    © Fornecido por BBC World Service Trading Limited Línea

    A principal consequência é a deficiência nutricional, o que pode prejudicar o desenvolvimento intelectual, o crescimento, as defesas e desempenho acadêmico, disse à BBC Mundo (o serviço em espanhol da BBC) Jesus Roman, presidente da Sociedade Espanhola de Dietética e Ciência dos Alimentos (SEDCA).
    tomates"A SED significa que você não tem mais de 15 sabores (registrados)", disse Liam.
    "É muito difícil explicar, porque muita gente não conhece esse transtorno", acrescentou.
    O caso de Liam não é único.
    Um exemplo semelhante foi o da adolescente britânica Jennifer Radigan, que só comia batatas fritas e queijo e apareceu na imprensa em 2015.
    "Isso me afeta todos os dias", queixou-se a jovem. "Não importa o quanto você quer comer outra coisa. Eu não posso."

    Uma criança 'mimada'

    Liam diz que quando leu na mídia sobre outros casos percebeu que poderia estar sofrendo da mesma coisa, e começou a pesquisar sobre o tema.
    "Os médicos me disseram que eu era simplesmente uma criança mimada", diz Liam.
      "Mas isso não é assim. É uma doença real. E é difícil explicar porque muitas pessoas não entendem."
      Sua mãe, Helen, também teve problemas.
      Muitas crianças tem caprichos com a comida, mas apenas 1% desenvolve a síndrome de alimentação seletiva na idade adulta"Eu não conseguia entender por que meu filho não queria provar algo novo. Foi traumático para ele e para mim", disse Helen a BBC.
      "Não era uma criança mimada. Era uma resposta fóbica", acrescentou Helen.
      Alguns estudos norte-americanos encontraram milhares de casos que respondem aos critérios desse distúrbio alimentar.
      E, de acordo com o Royal College of Psychiatrists, no Reino Unido, cerca de 12% das crianças de três anos de idade sofrem de forma persistente deste distúrbio e são extremamente exigentes com a comida, mas menos de 1% o desenvolve na idade adulta.
      De acordo com a Revista Britânica de Psicologia Infantil Clínica e Psiquiátrica, a síndrome de alimentação seletiva é "um fenômeno muito pouco estudado que pode resultar em isolamento social, ansiedade e conflito."

      Final feliz

      Por sorte, a história de Liam tem um final feliz.
      Duas semanas atrás, ele começou a incluir novos alimentos em sua dieta.
      E a mudança, diz ele, se deve a terapia de hipnose.
      • "Nas últimas semanas eu tentei mais de 50 novas coisas", disse Liam.
      "É libertador saber que venceu o distúrbio e ver que está interessado na comida, em provar novos alimentos. Mudou nossa vida", disse sua mãe.

      O ‘super-humano’ capaz de resistir a acidentes de trânsito, segundo Austrália

      Graham foi criado para resistir a acidentes de trânsito.Esta figura que parece um alienígena é Graham, um "super-humano" que, segundo seus criadores, tem o corpo perfeito para sobreviver a um acidente de trânsito.
      A escultura foi encomendada pela Comissão de Acidentes no Transporte (TAC, na sigla em inglês) do governo do Estado de Victoria, na Austrália.
      Graham faz parte de uma campanha de segurança no trânsito e é o resultado do trabalho de uma artista plástica, um cirurgião especializado em traumatismos e acidentes e um especialista em investigações de acidentes de trânsito.
      Com os conhecimentos de todas estas áreas, Graham foi criado com uma cabeça que parece uma rocha, sem pescoço, pés fortes que mais parecem raízes de árvores e o peito enrugado com costelas reforçadas, o que deixa sua aparência parecida com um aríete.
      Costelas mais fortes dão a Graham mais proteção para os órgãos.Em sua mais nova campanha, a Comissão de Acidentes no Transporte resolveu mostrar como seria o corpo dos humanos caso tivéssemos evoluido para aguentar as forças envolvidas em um acidente de carro.
      Joe Calafiore, diretor-executivo da TAC, afirmou que as pessoas "podem sobreviver quando correm a toda velocidade e batem contra uma parede, mas quando você fala de colisões envolvendo veículos, as velocidades são maiores, as forças envolvidas são maiores e as chances de sobrevivência são bem menores".
      "Os carros evoluíram muito mais rápido do que os humanos e o Graham nos ajuda a entender porque temos que melhorar cada aspecto de nosso sistema rodoviário para nos proteger de nossos erros", acrescentou.

      'Cara normal': O crânio de Graham é forte e espesso, o pescoço parece ter se fundido ao tronco e, além das costelas fortes, ele também possui um peito inflável, que funciona como um airbag.

      Graham foi feito com silicone, fibra de vidro, resina e cabelo humano.
      Christian Kenfield, cirurgião especializado em traumatismo no Royal Melbourne Hospital, e David Logan, pesquisador no setor de acidentes de trânsito na Universidade Monash, explicaram para a escultora Patricia Piccinini, de Melbourne, como a obra poderia ser feita.
      "Eu realmente ouvi e introjetei a ciência de tudo isto e então fiz uma abordagem criativa, no nível emocional", disse Piccinini à rede de televisão australiana ABC.
      "O trabalho está nos olhos (da escultura), é onde as pessoas podem se conectar com ele e criar empatia de verdade", acrescentou.
      O cirurgião do Royal Melbourne Hospital Christian Kenfield afirmou que Graham foi criado a partir de estruturas e mecanismos do corpo humano, e o que chama mais atenção é a área de nuca e pescoço da escultura.
      "Uma das lesões reais que temos, como humanos em um acidente de carro em alta velocidade, é a lesão no pescoço, uma fratura na coluna cervical ou deslocamento dos ligamentos quando a cabeça é jogada para frente e então para trás. A cabeça é bem pesada e, em descanso, podemos usar todos os músculos do pescoço para manter a cabeça erguida e nos mover quando precisamos", disse à ABC.
      O médico afirma que, em um acidente de carro, não temos a força para parar o movimento do pescoço "que é tão repentino e tão contundente que frequentemente tem efeitos catastróficos".
      Quanto ao nome, não há segredos. Segundo a TAC, foi o nome dado a um personagem que é apenas um "cara autraliano normal".
      "Graham é uma ferramenta educacional que vai servir a comunidade por muitos anos, como um lembrete para desenvolver um sistema de trânsito mais seguro que vai nos proteger quando tudo der errado", disse Calafiore.
      A escultura poderá ser visita na Biblioteca Estadual de Victoria e também online (http://www.meetgraham.com.au/).

      Dona da Yoki fecha fábricas no Brasil e demite 420


      Pipoca Yoki: planta de Marília será fechada e toda produção de São Bernardo do Campo será distribuída em outras unidadesGeneral Mills, dona da Yoki no Brasil, anunciou que irá encerrar produção em duas fábricas no Brasil, além de outros cortes na sua operação internacional.
      A planta de Marília será fechada e toda produção de São Bernardo do Campo será distribuída em outras unidades. No local, ficará apenas a parte corporativa.
      A medida irá gerar 420 demissões e acontecerá até 19 de agosto. As unidades de Marília e São Bernardo do Campo operam sob direção da General Mills desde 2012.
      No Brasil, ela ainda tem fábricas em Cambará (SP), Nova Prata (RS), Paranavaí (PR) e Pouso Alegre (MG).
      Dona de marcas como Häagen-Dazs, Nature Valley e Yoki, a empresa também anunciou que irá deixar de fabricar alguns produtos na planta de Nanjing, na China, o que irá gerar o corte de 400 vagas.
      Os fechamentos no Brasil e na China irão custar cerca de US$ 42 milhões para a companhia. Desses, US$ 8 milhões são relativos às demissões dos funcionários e US$ 33 milhões à perda do valor das fábricas.
      Em 2017, a empresa irá vender a planta de Martel, em Ohio, nos Estados Unidos, que produz alimentos pré-preparados para o segmento de lojas de conveniência. A venda foi fechada por US$ 18 milhões e irá afetar 180 funcionários.
      Outra medida é o fechamento da unidade de produção em New Jersey, nos Estados Unidos, que ainda depende de negociações com sindicatos e está prevista para 2018. O objetivo é reduzir o excesso de capacidade de produção de sopas no varejo do país.
      A ação irá cortar 370 postos de trabalho e gerar US$ 18 milhões em despesas trabalhistas, além de perdas de US$ 34 milhões em valor de ativos.
      A empresa, que tinha 59 fábricas em operação em maio de 2016, registrou faturamento de US$ 16,56 bilhões no ano fiscal de 2016, concluído em 29 de maio. O número é 6,1% menor do que no ano anterior.

      Ex-BBB Cacau, vítima de gordofobia, inicia dieta: 'Ovo, omelete e suco verde'

      Ex-BBB Cacau iniciou uma programa que une dieta e exercícios físcos para eliminar de 10kg a 15kgA Ex-BBB Cacau iniciou uma dieta para dar adeus aos quilos a mais e ficar em boa forma. Ao mesmo tempo em que se prepara para estrear no teatro com o namorado, o ex-BBB Matheus, a loira se dedica à malhação. A mudança nos hábitos se deu quando ela constatou que estava pesando 79 kg, distribuídos em 1,65cm de altura. Como se não bastasse, exames mostraram que as suas taxas de gordura estavam muito elevadas. A partir daí, com o auxílio de uma nutricionista, segue um programa de 30 dias para eliminar de 10kg a 15kg. As informações são da revista "Marie Claire".
      "Realmente era hora de me cuidar para ver se surtiria efeito e eu conseguiria me sentir melhor, mais disposta, com mais vontade. Isso me incentivou a querer mudar e principalmente ter um hábito alimentar bacana, conseguir ter uma disciplina mesmo, uma coisa de mudança de mente", disse.
      A dieta de Cacau, de visual novo após colocar megahair, é baseada em proteínas magras. "Tem muito ovo e omelete [risos]. Verduras à vontade, suco verde, batata doce, frango...", contou
      Manter a disciplina não está sendo fácil para a youtuber. "Ir à uma lanchonete e pedir um omelete, e não uma pizza, uma sobremesa, é um pouco difícil para mim. Mas acho normal nesse começo porque sempre fui mal acostumada, sempre fui bem gulosa", observou.
      Apesar do esforço, a ex-BBB Cacau, esbanjando bom humor na web em paródia feita em parceria com Matheus, já escapou da dieta. "Fui numa festa e acabei bebendo um pouco, e não pode."
      Em 15 dias de reeducação alimentar, a loira já eliminou peso. "A última vez que me pesei, há umas duas semanas, estava com 77 kg. Agora acho que já perdi um pouco mais", acredita a ex-BBB, recentemente fotografada prestigiando Rafael Vitti no teatro.
      Vítima de gordofobia: Cacau garante que a sua decisão de emagrecer não está ligada ao fato de ter sido vítima de gordofobia, nem a preocupação com a estética. "Tem diminuído muito, mas ainda sempre tem ofensa gratuita, geralmente falam do corpo, coisas muitas pesadas às vezes. Eu li um comentário recentemente de uma pessoa que me chamou de gorda nojenta e disse que eu devia morrer. Eu relevo isso porque não faz sentido nenhum."

      Empurrão de lutador brasileiro rouba a cena em pesagem do UFC

      Henrique 'KLB' não deixou barato ao ver o rival se aproximando - Reprodução/ Youtube

      A pesagem oficial para o UFC Chicago, cerimônia realizada nesta sexta-feira (22), colocou frente a frente os atletas que medem forças neste sábado. E tudo correu bem, com exceção feita ao brasileiro Luis 'KLB' Henrique, que não deixou barato e empurrou o invicto adversário.
      Ao se apresentar na balança depois do russo Dmitry Smoliakov, KLB fez sua base para a encarada e se irritou com a aproximação do rival, que encostou em sua mão esquerda e tentou desestabilizar sua postura. Sem perder tempo, um empurrão afastou o conflito.
      A seguir, o staff do UFC entrou em ação para garantir o clima de paz e impedir que algo de pior acontecesse. Tudo sob os olhares atentos de Joe Silva, matchmaker (responsável por casar os duelos no octógono) do evento que conduzia a cerimônia da conferência de peso.
      Na mesma noite montada em Chicago, Holly Holm enfrentará a russa Valentina Shevchenko enquanto que o brasileiro Edson Barboza medirá forças cotra Gilbert Melendez.

      Viciado, ex-Raça Negra declara: 'Me mato, mas não vou para a clínica'

      O ex-pagodeiro Edson Café, do grupo Raça Negra, demonstra ter desistido da luta contra as drogas.

      Acompanhado pela família há menos de três meses até a porta de uma clínica de reabilitação, Edson está de volta às ruas, e continua viciado em álcool e drogas.
      A vida glamurosa que teve com o grupo que fez sucesso nos anos 90 foi substituída pelas ruas e pela incerteza de dias melhores. Desesperado com a possibilidade de voltar ao internamento, e irritado com a insistência da família, Edson declara em reportagem: "Eu não volto para a clínica. Eu me mato, mas não volto para a clínica", desabafou. "Eu não aguento mais", disse o ex-músico, segundo informações do R7.
      Quando perguntado porque está de volta às ruas, Edson responde: "Porque eu quero. A rua, mesmo sofrida, ela me dá sensação de liberdade para tudo", afirma.
      A família porém não desiste e tenta, mais uma vez, com a ajuda de amigos, reverter a história.

      Olha o Gás.... Olha o Gás Aê!!!

      Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

      Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro