A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Não beba Skol!


A propaganda parou… Por quê?
Reparem… A propaganda quase não se vê mais na mídia… Porque será???
Estamos repassando o e-mail abaixo para conhecimento e prevenção, principalmente para aqueles que bebem esta cerveja: Skol.
Este e-mail está sendo repassado dentro do Hospital que trabalha uma pessoa amiga.
Fato já está confirmado:Vinte e três pessoas já passaram pelo Hospital das Clínicas com um mesmo sintoma: falta de atividade renal e o aparecimento de tumores no reto.
Todos os internados relataram o começo das dores e a conseqüente internação após ingerirem altas doses de Skol.
Pesquisas realizadas pelo renomado Instituto Fleury, apontaram grande quantidade de Fenofinol, Almeido e Voliteral, substâncias tóxicas e que causam, respectivamente, a má atividade dos rins e câncer.
Segundo Dr. Paulo José Teixeira, formado pela USP e Especialista em Toxicologia, as pessoas não devem ingerir mais a citada cerveja.

A Direção da AMBEV já assumiu sua culpa e prometeu indenizar os pacientes e todos aqueles que venham a se contaminar com a cerveja.
Pelo amor de “DEUS”… Passem esta mensagem para frente.
Pelo sim e pelo não, vamos tentar remediar enquanto há tempo.
Lembre-se: Divulgar a todos de sua família, é a consciência de cada um que deve decidir, mas a nossa deve estar tranqüila.

Monique Freitas
Soc.Bras.de Cardiologia/Secretaria.


Por favor não deixem de repassar esta mensagem para todos que vocês conhecem.

Ponte Preta vence São Paulo com "bombardeio" de Renato Cajá sobre Ceni

Não começou bem para o São Paulo a vida depois da eliminação na Copa Libertadores. Neste domingo, no Moisés Lucarelli, a Ponte Preta jogou melhor e fez por merecer a vitória por 1 a 0 pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. 
O gol da vitória foi marcado por Renato Cajá, o homem da Ponte Preta na partida. Inspirado, ele finalizou de longe contra a meta de Rogério Ceni em quatro oportunidades. O goleiro são-paulino impediu que a derrota fosse por placar maior, mas também falhou no lance que determinou o marcador. Sem grande inspiração na frente, o São Paulo deu pouco trabalho para Marcelo Lomba. 
Em razão de tumulto em partida contra o Joinville na última Série B, a Ponte Preta cumpriu punição e enfrentou o São Paulo com portões fechados. O público, dessa maneira, perdeu a chance de acompanhar uma apresentação convincente do time da casa. 
Com os pontos somados, a Ponte Preta confirma um início de Brasileiro interessante e termina a rodada na quinta posição, com 4 pontos. O São Paulo tem 3 pontos e ocupa o meio da tabela, com o nono lugar. 
Fases do jogo:
Ponte Preta e São Paulo se encontraram com uma cara diferente em relação aos últimos jogos. O time da casa trocou três volantes por três atacantes e Guto Ferreira deu chance ao centroavante Diego Oliveira, herói no empate recente com o Grêmio. Os são-paulinos atuaram com Rodrigo Caio e Hudson na proteção à defesa em razão dos desfalques de Souza e Denílson. Ainda sem boa condição física, Michel Bastos foi preservado. 
Mesmo sem torcida, o primeiro tempo foi movimentado em Campinas, principalmente graças a Renato Cajá. Ele anotou aos 13min, com chute de longe, após saída errada de Centurión e reação lenta de Rogério Ceni na defesa. Mas não foi só: Cajá acertou outro chute de fora, bem defendido por Ceni, e ainda cobrou falta com estilo e acertou o travessão. Ainda houve mais uma defesa importante do goleiro são-paulino, esta em conclusão de Biro Biro. 
O São Paulo, por sua vez, teve pouca inspiração ofensiva e criou bem abaixo do habitual no primeiro tempo. A melhor oportunidade veio com Alexandre Pato em defesa importante de Marcelo Lomba. Na etapa seguinte, Mílton Cruz tentou deixar o time mais forte na frente, principalmente com Luís Fabiano dentro da área. Não fosse uma finalização de primeira do centroavante, já aos 36min do segundo tempo, e a equipe são-paulina sequer teria levado perigo. 
A Ponte Preta, com espaço para contragolpes, foi mais perigosa e fez Rogério Ceni trabalhar bastante. Houve uma série de oportunidades desperdiçadas e boas intervenções, principalmente na quarta finalização que Renato Cajá acertou de fora. Justa, ao fim dos 90 minutos, a vitória da Ponte. 
O melhor: Renato Cajá. Anotou gol da Ponte e teve jornada muito inspirada no Moisés Lucarelli. Saiu após 70 minutos. 
O pior: Centurión. Segue com oscilações. Errou saída de bola importante e criou pouco na frente. 
Chave do jogo: Força ofensiva. A Ponte Preta criou bastante e mereceu o resultado. 
Toque dos técnicos: Guto Ferreira armou um time organizado e mais ofensivo que nos últimos tempos. Mílton Cruz não conseguiu fazer o São Paulo se motivar após a queda na Libertadores. 
Para lembrar
Vetado de última hora. Souza foi relacionado e tinha presença esperada, mas não jogou em Campinas. 
Na seleção. Lucão e Boschilia viajaram para a Austrália para a disputa do Mundial sub-20. 
Renda negativa. O serviço de som do Moisés Lucarelli anunciou prejuízo de R$ 35 mil em função do jogo com portões fechados. 
FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 1 x 0 SÃO PAULO

Local: Moisés Lucarelli, em Campinas
Data: 17 de maio de 2015, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Paulo Ziolli (ambos SP)
Cartões amarelos: Felipe Azevedo, Luís Fabiano
Gol: Renato Cajá, aos 13min do primeiro tempo
 
PONTE PRETA: Marcelo Lomba; Rodinei, Pablo, Renato Chaves e Gílson; Josimar e Fernando Bob; Felipe Azevedo (Juninho), Renato Cajá (Roni) e Biro Biro; Diego Oliveira (Borges). 
Treinador: Guto Ferreira

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno, Toloi (Paulo Miranda), Dória e Reinaldo; Wesley (Luís Fabiano), Hudson, Rodrigo Caio e Centurión; PH Ganso; Alexandre Pato. 
Treinador: Mílton Cruz

Ex-BBB Talita consegue dinheiro para fazer curso de piloto com ajuda de fãs

Depois de tatuar uma pimenta no pulso em homenagem à mãe, a ex-participante do "Big Brother Brasil 15", Talita Araújo, repetiu a dose e exibiu uma nova tatuagem em seu Instagram na última quarta-feira (13). A namorada de Rafael Licks, com quem tietou o astro Gabriel Medina em uma festa no Rio, fez um balão no braço esquerdo como símbolo de ascensão. "Ir em busca dos seus sonhos, alçar voos, subir, sonhar...", escreveu a ex-sister na legenda.
E parece que a aeromoça de Goiânia vai mesmo alçar voos graças à ajuda de seus fãs. Cientes do sonho de Talita em fazer um curso de piloto, que custa em torno de R$ 85 mil, os admiradores do casal iniciaram uma campanha na internet chamada "Decola Talita", com o intuito de levantar a quantia necessária para que a goiana realizasse esse sonho.
Pelo visto, a campanha deu certo e Talita postou uma foto em seu Instagram com uma carteirinha da Escola de Aviação Civil. Além de agradecer pelo apoio, ela avisou que as aulas começam no dia 25 de maio e devem durar um ano. "Agradeço cada um que se moveu pra me ajudar, que acreditou no meu sonho comigo. Vocês correram atrás e conseguiram uma parte para dar esse início, agora eu vou correr atrás do resto e vou conseguir. O primeiro passo foi dado! Daqui no máximo um ano eu estarei cruzando o céu desse Brasil e, quem sabe, do mundo a bordo de uma aeronave".
Fernando, Aline e Amanda trocam alfinetadas
Enquanto Talita se prepara para voar, o casal Fernando e Aline segue firme no namoro e a loira já até sonha em ter quatro filhos com o produtor cultural. Recentemente, a relação foi criticada pela ex-BBB Amanda, um dos vértices do triângulo amoroso mais comentados do "Big Brother Brasil". Durante uma participação no "Vídeo Show", a empresária chamou a superexposição do casal de "marketing barato".
Em contrapartida, Fernando, que conheceu a "sogra" durante o Dia das Mães, disse ao TV Fama que o importante é o que eles sentem um pelo outro. "Sabemos lidar com isso porque estamos juntos, é o que importa pra gente", declarou o carioca.

Luana Piovani quer se mudar para os Estados Unidos: 'Quero paz e aqui não tenho'

Luana Piovani conta que deseja se mudar para os Estados Unidos daqui a quatro anos: 'Quero começar a vida lá, não tenho medo'

Luana Piovani está nos preparativos para a mudança de casa por causa da chegada dos gêmeos, Liz e Bem. No entanto, a atriz faz planos de deixar o Brasil com os bebês, o filho Dom, de 3 anos, e o marido, Pedro Scooby. Em entrevista ao jornal "Meia Hora", neste domingo (17), ela conta que pretende se mudar para os Estados Unidos em breve.
"Quero ir embora do Brasil. Acho que vamos morar nos Estados Unidos daqui a três ou quatro anos. Não penso em carreira internacional, mas quero me sentir bem e estamos conversando sobre isso. Quero começar a vida lá, não tenho medo. Quero ter paz e aqui não tenho. Tenho pânico daqui. Dom não vai poder andar de ônibus nunca? Vai ser um patricinho?", questiona Luana na entrevista. O primogênito do casal completou 3 anos em março.
Ela frisa que a mudança não tem a ver com pretensões artísticas. "Não quero ser atriz de Hollywood. Quero só ter dignidade e viver em paz. Eu trabalho pra caramba", afirmou a atriz, que, no mês passado, ganhou o troféu de Melhor Produção no 9º Prêmio Zilka Sallaberry de Teatro Infantil pela peça "Mania de Explicação".
Atriz relembra episódio de agressão: 'Meus filhos jamais farão isso'
Na entrevista ao jornal, Luana ainda comentou sobre a agressão que sofreu de Dado Dolabella em 2008. No entanto, o ator e cantor não vai cumprir pena pelo crime, que chegou a ser enquadrado na Lei Maria da Penha, pois ele prescreveu.
"Eu nunca tolerei violência, mas depois disso virou uma barreira. É uma causa que eu luto. Tenho certeza que os meus filhos jamais farão isso, mesmo se eu não tivesse passado por isso. Não tenho vergonha da minha história, meus filhos vão saber desse fato e isso vai criar uma consciência diferente neles", disse ela.
A confusão aconteceu durante uma festa, após a estreia da peça "Pássaro da Noite", protagonizada pela atriz. Na época, chegou a ser veiculado na imprensa que o ator teria ficado com ciúmes da namorada, que exibiu os seios durante em cena. Esmeralda de Souza Honório tentou defender Luana e acabou tendo o braço imobilizado após ser empurrada por Dado.