ABI - Associação Brasileira de Imprensa

ABI - Associação Brasileira de Imprensa
Liberdade de Expressão e Ética

domingo, 27 de abril de 2014

Fiscalização visa coibir som em Caraguatatuba

Para garantir o sossego de quem quer descansar e relaxar no feriado prolongado, a secretaria de Urbanismo vai intensificar a fiscalização de som alto na cidade.

O Programa de Silêncio Urbano (PSIU) tem o objetivo de tornar mais pacífica à convivência entre os estabelecimentos comerciais e os moradores e também entre vizinhos de residências. Os moradores que se sentirem incomodados com o excesso de barulho podem procurar a secretaria de Urbanismo (pessoalmente ou por telefone) ou a Polícia Militar.

Se constatada a irregularidade, o proprietário do imóvel será penalizado com multa cujo valor varia de R$ 178,71 a R$ 1.191,40, além de responsabilidades cíveis e penais cabíveis, conforme o caso.

A secretaria de Urbanismo informa que fiscais de posturas municipais estão trabalhando para atender especificamente os casos de perturbação do sossego e do bem estar público, munidos de aparelhos medidores de ruídos sonoros - decibelímetro.

A fiscalização é realizada com base na Lei Municipal nº 1.144, de 6 de novembro de 1980 - Código de Posturas do Município de Caraguatatuba, combinada com o Decreto Municipal n² 02, de 5 de janeiro de 2013.

Serviço:
Secretaria de Urbanismo – Av. Brasil, 749 – Sumaré – de segunda a sexta, das 9h às 16h30 ou pelo telefone (12) 3886-6060 – de segunda a sexta, das 8h às 17h30 ou (12) 7818-4268, aos feriados e finais de semana


Polícia Militar – Tel. 190

Novas vagas disponíveis no PAT de Caraguá

Veja as vagas desta semana do Posto de Atendimento ao Trabalhador de Caraguá (PAT). O interessado deve apresentar os documentos pessoais.
Açougueiro, assistente de logística de transporte, atendente de farmácia, auxiliar contábil, balconista de lanchonete, camareira de hotel, carpinteiro, chapeiro, churrasqueiro, copeiro, costureira em geral, cozinheiro geral, empregado doméstico arrumador, diarista, encarregado de construção civil, engenheiro mecânico (professor), esteticista, fiscal de pátio, funileiro de veículos (reparação), garçom, jardineiro, laminador de piscina, marceneiro (móveis rústicos de madeira maciça), mecânico de bicicletas, montador de automóveis, motorista carreteiro, motorista de caminhão, oficial de serviços gerais na manutenção de edificações, operador de caixa (pcd), padeiro, pizzaiolo, professor de educação física (pilates), professor de português, professor de logística, recepcionista, repositor em supermercados (PCD), serralheiro de alumínio, técnico de enfermagem, trabalhador na fabricação de blocos de cimento (operador de máquina pneumática), vendedor orçamentista, vendedor pracista e vidraceiro
As vagas possuem perfis específicos com relação à experiência, escolaridade, entre outros, podendo sofrer variações e não estarem mais disponíveis se atingirem o limite máximo de encaminhamentos, ou ainda, em caso de encerramento pelos empregadores que as disponibilizaram.

O PAT está localizado na Rua Taubaté, 520, bairro Sumaré. O telefone é (12) 3882-5211.

Eleição para Conselheiro Tutelar Suplente será domingo (27)

Eleição para Conselheiro Tutelar Suplente será domingo (27)

Após a etapa de inscrições e provas para seleção de suplente do Conselho Tutelar, que atuarão em Caraguá na gestão 2013/2016, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) realiza o processo de escolha para um novo membro. A eleição será domingo (27/4/2014), das 9h às 17h, na escola Dr. Carlos de Almeida Rodrigues, no bairro Indaiá.

Podem participar do pleito maiores de 16 anos de idade com título de eleitor de Caraguatatuba e qualquer documento oficial com foto. Cada eleitor poderá votar em apenas um candidato.

Mais informações no telefone: (12) 3885-1620

Conheça os meus candidatos:

NOME: Ronaldo Barbosa dos Santos - NÚMERO PARA ELEIÇÃO: 222

NOME: Clarice de Freitas Dantas - NÚMERO PARA ELEIÇÃO: 333

Serviço:
Eleição Suplente Conselheiro Tutelar
Dia: domingo (27) – 9h às 17h
Local: EMEF Dr. Carlos de Almeida Rodrigues - Av. Pernambuco, 1101 – Indaiá

PAUTA DA 13ª SESSÃO ORDINÁRIA DIA 29 DE ABRIL DE 2014 - TERÇA-FEIRA – 19h30

ORDEM DO DIA DISCUSSÃO E VOTAÇÃO ÚNICA:

VETO TOTAL AO PROJETO DE LEI Nº 012/14 – VER VILMA TEIXEIRA DE OLIVEIRA SANTOS – Dispõe sobre reserva de vagas, por empresa que se instale no município, quando da contratação de pessoal.
PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 04/14 – MESA DA CÂMARA – Cria cargos de provimento efetivo na Secretaria Administrativa da Câmara Municipal e dá outras providências.
PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 05/14 – MESA DA CÂMARA – Dispõe sobre a constituição de Comissão de Representação para participar da 2ª Mobilização Nacional dos Vereadores em Brasília/SF.
PROJETO DE LEI Nº 021/14 – VER VILMA TEIXEIRA DE OLIVEIRA SANTOS – Dispõe sobre a obrigatoriedade da afixação de painéis informativos sobre a gratuidade de urnas mortuárias, taxas de velório e de sepultamento para pessoas carentes, em locais de fácil visibilidade, nas funerárias instaladas no município.

Crivella se reúne com centenas de militantes no Sul Fluminense

image.jpeg

Centenas de militantes, representantes de movimentos sociais e lideranças políticas receberam o senador Marcelo Crivella no 7º Encontro Estadual do PRB realizado, neste sábado (26), em Volta Redonda. A série de debates é voltada à conjuntura política-jurídica e eleitoral do estado.

O coordenador do PRB no Sul Fluminense, Mario Esteves destacou o crescimento e o fortalecimento do partido na região. "Este plenário está repleto de lideranças que trabalharão de forma aguerrida para o PRB nas eleições", afirmou.

Crivella apresentou o cenário político estadual e nacional, e convocou a militância para atuar ativamente na política local e regional. "É uma honra discursar para este auditório lotado e representativo com o intuito de debater o futuro da nossa terra, a política fluminense, nossos anseios e aspirações", declarou. 

Participaram da cerimônia o ministro da Pesca e Aquicultura, Eduardo Lopes; a deputada estadual Rosangela Gomes, o prefeito de Valença, Álvaro Cabral; o vice-presidente do PRB Estadual, vereador João Mendes (Rio de Janeiro); além dos vereadores Baltazar (Volta Redonda); Adão Henrique (Volta Redonda); Fernando Martins (Volta Redonda); Leide (Duque de Caxias); Djailto Barbosa (São João de Meriti); João de Souza (Porto Real); Pr. Monteiro (Barra do Piraí); Michele Cabral (Valença); Sargento de Paula (Itatiaia); e presidentes municipais do PRB.

Vergonha!!!‏

Artigo: O caixa forte de Garotinho na pré-campanha ao governo do Rio de Janeiro

Tudo à vista e em dinheiro
o
Anthony Garotinho tem investido pesado na sua pré-campanha ao governo do Rio de Janeiro sempre com pagamentos à vista, preferencialmente com dinheiro vivo.
Eis alguns exemplos dos gastos: o deputado pagou 500 000 reais para ter o espaço de 25 minutos diários durante nov...

Eleições: Pesquisa mostra vantagem de Crivella no estado Senador é preferido por 18% dos entrevistados e venceria segundo turno contra qualquer adversário

O senador Marcelo Crivella - (PRB) e o deputado e ex-governador Anthony Garotinho (PR) disputariam o segundo turno se as eleições para governador do Rio de Janeiro fossem realizadas hoje. Pesquisa do Instituto Gerp indica que, a pouco mais de cinco meses das urnas, Crivella (PRB) tem a preferencia de 18% dos eleitores fluminenses, seguido por Garotinho, com 13%. Com menos de dois dígitos aparecem o senador petista Lindbergh Farias (8%), o democrata Cesar Maia (7%) e o governador Luiz Fernando Pezão, do PMDB, com 6%. Na lanterninha da disputa estão os deputados Alfredo Sirkis (PSB), com 2%, e Miro Teixeira, do Pros, com 1%.
Segundo o levantamento, feito entre 18 e 23 de abril e com margem de erro de 3,39%, quase metade do eleitorado (45%) ainda não tem candidato: 23% afirmam que não votariam em nenhum dos candidatos, e 22% estão indecisos.“É um número alto, mas a tendência é que, daqui até a eleição, o eleitor defina seu candidato”, diz Gabriel Pazos, presidente do Gerp.

Foto:  Arte: O Dia
Em sua avaliação, o cenário deve mudar muito até 5 de outubro. Um dos beneficiados deverá ser Pezão, que assumiu o governo há menos de um mês e ganhou maior visibilidade, além de contar com a máquina pública, para turbinar a reeleição. “O Pezão carrega uma boa dose de rejeição do (ex-governador) Sérgio Cabral, mas é o único dos candidatos que já pode cumprir promessas. O crescimento da candidatura vai depender, naturalmente, do desempenho no cargo”, argumenta Pazos.
A pesquisa aponta baixa popularidade de Sérgio Cabral: 36% acham que seu governo foi regular, 39% consideram ruim e péssimo e apenas 20%, que foi bom (16%) e ótimo (4%). Com menos de um mês à frente do governo, Pezão herdou a má avaliação da gestão de Cabral.O levantamento revela que 23% consideram o governo regular; 20% ruim (10%)e péssimo (10%) e apenas 13% acham ótimo (1%) e bom (12%).
Já 43% não souberam opiniar sobre o governo de Pezão, contra 5% dos que preferiram não avaliar Cabral. A pesquisa detectou que 53% dos entrevistados já sabem que Pezão é o novo governador, contra 26% que ainda acham que a administração fluminense está nas mãos de Cabra.
Nas simulações feitas pelo Gerp, Crivella vence a disputa contra todos os adversários, em um segundo turno. Ele ganha com 31% a 15% de Garotinho, e com 32% dos votos a 14% de Pezão. O senador e ex-ministro de Dilma Rousseff obteria também sai na frente n disputa contra o petista: ele fica com 30% dos votos contra 15% de Lindbergh.
Pezão ficaria empatado tecnicamente com Garotinho: 18% a 20%, em um segundo turno. Lindbergh venceria a disputa contra o governador por 22% a 15%. O petista teria, no entanto, empate técnico com Garotinho, com o placar registrando 21% a 18%. 
O Gerp ouviu 870 eleitores (424 homens e 446 mulheres) e registrou a pesquisa no TRE-RJ (protocolo 00003/2014).

Sem Crivella, dá Lindbergh
Lindbergh Farias (PT) seria o maior beneficiado em uma eventual desistência do senador Marcelo Crivella (PRB) de concorrer ao governo do Rio. Segundo a pesquisa, o petista herdaria 20% das intenções de voto antes destinadas a Crivella.
O petista é seguido de perto por Garotinho, que ficaria com 18% dos votos do ex-ministro. Pezão seria o menos beneficiado com a saída de Crivella do páreo: obteria apenas 2% dos votos antes destinados ao senador. Miro Teixeira ficaria com 5% e César Maia, com 4%.
Crivella herdaria 29% dos votos de Garotinho, caso o deputado do PR saísse da disputa. Já Lindbergh ficaria com 18% dos votos de Garotinho, enquanto César Maia com 11%. Pezão ficaria com 8% dos votos do deputado.Alfredo Sirkis (PSB) e Miro também seriam pouco beneficiados com votos de Garotinho: 4% e 3%, respectivamente.
No cenário sem Lindbergh, Crivella teria 27% dos votos do petista. Já Pezão ficaria com 13% dos votos de Lindbergh, contra 11% que iriam para Garotinho.Maia ficaria com 6%, Sirkis com 4% e Miro com 3%.
Dilma lidera com 33%
Candidata à reeleição, a presidenta Dilma Rousseff (PT) conta hoje com a intenção de voto de 33% dos eleitores do estado para continuar no Palácio do Planalto. Bem atrás vem o senador tucano Aécio Neves (10%), seguido de perto pelo ex-governador Eduardo Campos (PSB), com 9%. Pelo levantamento do Instituto Gerp, 47% dos entrevistados não sabem quem escolher ou não querem votar em qualquer dos pré-candidatos à Presidência da República.
A pesquisa revela, porém, um desgaste da imagem da presidenta entre os fluminenses, com índice de rejeição específico de 20%. Aécio Neves está na segunda posição, com 14%. Campos apresenta 8% de rejeição. Esses índices aumentam se levarmos em conta o percentual de 23% dos entrevistados que afirmam não votar em nenhum dos pré-candidatos.
Debate toda semana
Além de pesquisas eleitorais, O DIA passa a publicar a cada semana pesquisas do Instituto Gerp sobre temas de interesse da sociedade e que afetam a vida dos moradores do estado. A estreia é amanhã, com levantamento da opinião dos eleitores sobre a Copa do Mundo.
Para o presidente do Gerp, Gabriel Pazos, a iniciativa é “uma contribuição à democratização da informação porque estimula a participação da sociedade na discussão de temas relevantes”. Pazos observa que “ O DIA também contribui para a democratização ao permitir que os leitores tenham acesso a informações que, geralmente, poucos teriam”.
Segundo Aziz Filho, diretor de Redação do DIA , o Rio vive período histórico, com eleições, Copa, Olimpíadas e muitos desafios no meio desses eventos. “O mais carioca dos jornais não poderia ficar fora dos debates. Vamos identificar as preocupações e as opiniões dos moradores e contribuir no que estiver ao nosso alcance para superar os desafios”, afirma. Para adquirir o relatório completo da pesquisa, entre em contato com a Agência O DIA em agênciaodia.com.br.

Programa de TV homenageia dançarino assassinado DG foi encontrado morto na terça-feira, no morro Pavão-Pavãozinho, no Rio de Janeiro

Programa de TV homenageia dançarino assassinado

O dançarino Douglas Rafael da Silva Pereira, o DG, foi homenageado na edição deste domingo do programa Esquenta!, comandado pela apresentadora Regina Casé, na TV Globo. DG foi encontrado morto na última terça-feira, 22, no Morro Pavão-Pavãozinho, em Copacabana. Na edição dedicada à memória do jovem, a apresentadora disse que era preciso quebrar o sentimento de impotência diante de episódios de violência como o assassinato do dançarino.
"Eu não escolhi fazer um programa jornalístico, policialesco. Hoje, infelizmente, nós não conseguimos colocar no ar um programa lindo que a gente tinha preparado. Porque um dos nossos dançarinos, talvez o mais alegre, o mais querido pelas crianças, foi brutalmente assassinado com um tiro nas costas", declarou Regina.
O programa que iria ao ar neste domingo foi regravado na tarde deste sábado, reunindo a mãe de DG, Maria de Fátima da Silva, além de outros parentes e amigos do rapaz. O clima de emoção contagiou convidados como Fernanda Torres, Carolina Dieckman, Preta Gil e Leandra Leal. "A gente fica muito triste com esse final trágico de um membro da família do Esquenta", afirmou o apresentador Luciano Huck, em depoimento.
Emocionada, Maria de Fátima usava uma camisa com a foto do filho e a inscrição "saudade eterna". "Ele não era só meu irmão, era meu irmão, um filho e o melhor amigo que eu poderia ter", disse a irmã do dançarino.
Moradores do Pavão-Pavãozinho organizam uma manifestação na tarde deste domingo na Avenida Atlântica, em Copacabana. A Polícia Civil examina as armas dos policiais militares que estavam na Unidade de Polícia Pacificadora do Pavão-Pavãozinho/Cantagalo na noite do crime. Segundo o tio de DG, Alexandre Vieira, a família ainda procura testemunhas na comunidade que possam dar informações que ajudem a esclarecer o assassinato do dançarino.

Arquidiocese suspende festa por causa de ocupação no Rio

A Arquidiocese do Rio suspendeu a Festa da Misericórdia deste domingo, 27, por causa da ocupação do terreno da igreja pelos antigos ocupantes da Favela da Telerj, no Engenho Novo, zona norte do Rio. Esta é a segunda festa religiosa suspensa em decorrência da ocupação. A celebração da Paixão de Cristo, no dia 18 de abril, também precisou ser cancelada.
Tradicionalmente celebrada pela Igreja Católica no domingo seguinte a Páscoa, o tema deste ano da festa seria "Santidade, Evangelização e Caridade". A missa seria também uma homenagem aos papas João Paulo II e João XXIII, canonizados pelo papa Francisco.
Neste domingo, uma comissão com integrantes de diversos setores da sociedade se reuniu com os desabrigados para buscar soluções sobre o impasse com os governos municipal e estadual. Os sem-teto querem receber aluguel social ou uma casa imediatamente, enquanto os governos defendem que eles fiquem em abrigos até que seja encontrada uma solução.
No sábado, 26, o arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta, se reuniu com 44 representantes dos governos estadual e municipal, dos poderes judiciário e legislativo, defensoria pública, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RJ), lideranças de entidades que atuam no âmbito social para debater soluções sobre o destino dos sem-teto e sobre a abordagem de hoje.
Migração
Após serem retirados do terreno da empresa de telefonia Oi, no Engenho Novo, no dia 11 de abril, um grupo de desabrigados acampou na frente da sede administrativa da Prefeitura e depois se instalaram na Favela da Telerj ocuparam no terreno da Catedral Metropolitana do Rio, na Lapa.
Estatísticas
Levantamento feito pela Pastoral do Menor apontam que 195 pessoas de 74 famílias ocupam o terreno da Catedral. Metade deles são menores de idade. As famílias são procedentes de 12 bairros da cidade, 31 famílias sobrevivem de trabalho informal e 21 com ajuda de parentes. Apenas 23 famílias estão inscritas no Minha Casa, Minha Vida e 20 são cadastradas no Bolsa Família.

Sírio Libanês: exames de Lula tiveram resultado normal Em nota divulgada há pouco, o hospital Sírio-Libanês informou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi...

Em nota divulgada há pouco, o hospital Sírio-Libanês informou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi "liberado para a realização de suas atividades normais" a partir de hoje, depois de receber alta nesta manhã. De acordo com o hospital, os exames realizados por Lula apresentaram resultados "dentro da normalidade".
O ex-presidente foi internado ontem (26) em decorrência de uma crise de labirintite, confirmou o hospital. As equipes médicas que acompanharam a internação de Lula foram coordenadas pelos médicos Roberto Kalil Filho e Milberto Scaff.
A página de Lula na rede social Facebook já havia informado, por volta das 13h, que o ex-presidente passou a noite no hospital Sírio-Libanês e encontra-se descansando em sua residência, em São Bernardo do Campos (SP).

Busca por alianças transforma PSD em 'noiva' em SP

A corrida eleitoral para o governo do Estado de São Paulo, considerada "a joia da coroa" nas eleições gerais, depois do pleito presidencial, começa a mobilizar os principais concorrentes, que lutam contra o tempo e contra os adversários para fechar as alianças partidárias que irão dar sustentação às suas campanhas. Nas eleições anteriores, o PMDB era um dos partidos mais disputados, em razão do tempo de TV e de sua capilaridade, e por essa razão era chamado de "noiva": todos queriam conquistar a sigla. Nestas eleições, pode-se dizer que o objeto de disputa será o PSD do ex-prefeito Gilberto Kassab.
Mesmo com o assédio dos virtuais concorrentes, a direção do PSD tem avisado que a ideia é disputar a eleição em São Paulo com uma chapa puro sangue, encabeçada por Kassab, com a coordenadora nacional do PSD Mulher, Alda Marco Antonio, como vice e o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles na disputa ao Senado Federal. Kassab aposta na candidatura própria para consolidar sua legenda com a formação de uma boa base parlamentar na primeira disputa em um pleito majoritário.
Apesar da disposição dos pessedistas, os adversários, sobretudo o PMDB, não desistiram de fechar uma aliança com o PSD, integrando o ex-prefeito de São Paulo e Meirelles na chapa encabeçada pelo presidente da Fiesp, Paulo Skaf. Uma liderança do PMDB disse ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que a legenda tem um prazo para aguardar a adesão ou não do partido de Kassab. "O tempo do PMDB é até o dia 10 de maio. Não podemos esperar ''a noiva'' pois, se nos abandonarem, podemos ficar sozinhos no altar, como já ocorreu em outras eleições", disse a liderança, argumentando que, além das conversas com o PSD, o partido está tentando atrair o PDT e outras siglas menores.
O PT do ex-ministro Alexandre Padilha também está correndo atrás das alianças. Há cerca de uma semana, os petistas ganharam a adesão do PCdoB e, agora, buscam apoio de outras siglas, como o PP de Paulo Maluf.
Para se contrapor à adesão do PCdoB à campanha do concorrente, o PSDB de Geraldo Alckmin anunciará, em breve, o apoio em bloco de cinco partidos nanicos: PTN, PTC, PTdoB, PMN, PEN e PSL. Dirigentes tucanos informam que a legenda está também em conversas adiantadas com PTB, PPS, DEM e Solidariedade. "Negociamos ainda com o PP e o PROS", informa uma liderança tucana, complementando que até mesmo o PSD está na lista dessas conversas.
O PSB do ex-governador e virtual candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, é ainda uma incógnita na corrida eleitoral ao governo do Estado de São Paulo. A sigla esteve, em pleitos passados, aliada com os tucanos, inclusive com cargo na gestão estadual de Geraldo Alckmin. O próprio presidente da sigla no Estado, Márcio França, demonstrou o desejo de continuar caminhando com o PSDB. Contudo, a resistência de Marina Silva, vice na chapa presidencial de Campos, em apoiar os tucanos no maior colégio eleitoral do País poderá levar a sigla a lançar uma candidatura própria.
Assim como o PMDB, o PSDB também tem prazo para aguardar a decisão do PSB: final de maio. Um dos líderes tucanos diz que, se o PSB quiser manter a tradicional aliança entre as duas siglas, poderá indicar um nome na chapa majoritária ou ao Senado Federal. A dois meses das convenções partidárias, que oficializarão os candidatos às eleições de 2014, o fechamento das alianças partidárias estará na pauta de prioridades dos candidatos que pleiteiam o Palácio dos Bandeirantes.

Lula passa noite no Sírio Libanês após labirintite O hospital Sírio-Libanês informou que o ex-presidente foi 'liberado para a realização de suas atividades normais' depois de receber alta neste domingo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve neste sábado, 26, uma crise de labirintite, e passou a noite no hospital Sírio Libanês, na capital paulista. A informação consta da página de Lula na rede social Facebook.
Conforme a nota, publicada por volta das 13h, o problema já foi superado, e Lula encontra-se bem, descansando em sua residência em São Bernardo do Campo (SP).
Em nota divulgada na tarde deste domingo, 27, o hospital Sírio-Libanês informou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi "liberado para a realização de suas atividades normais" a partir de hoje, depois de receber alta nesta manhã. De acordo com o hospital, os exames realizados por Lula apresentaram resultados "dentro da normalidade".
As equipes médicas que acompanharam a internação de Lula foram coordenadas pelos médicos Roberto Kalil Filho e Milberto Scaff.

SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de bem tombado Cobranças das multas fazem parte de um novo sistema de fiscalização do patrimônio histórico

SP aplica R$ 4 milhões em multas por demolição e reforma de bem tombado

Após 15 anos, as multas para quem demoliu ou fez reformas ilegais em imóveis tombados começam a ser cobradas pela Prefeitura de São Paulo. Da igreja evangélica que derrubou um armazém de 1911 na Mooca ao dono de casarão no Pacaembu transformado em centro de estética, a administração municipal decidiu penalizar 35 proprietários ou instituições privadas em mais de R$ 4 milhões desde fevereiro.
Só um aposentado que derrubou em 2012, sem autorização do Conselho do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental (Conpresp), quatro sobrados do início do século 20, ao lado do Parque da Água Branca, na zona oeste, vai ter de desembolsar quase R$ 907 mil - é a maior multa já aplicada na história pelo órgão criado em 1985. O dono, por sua vez, argumenta ter alvará de demolição obtido em 2011 na Subprefeitura da Lapa e recorreu da decisão na Justiça.
As cobranças das multas fazem parte de um novo sistema de fiscalização do patrimônio histórico, criado no dia 31 de janeiro por meio de um decreto do prefeito Fernando Haddad (PT). Agora, os nove representantes do Conpresp precisam colocar em votação, nas sessões de terças-feiras, os mais de 2 mil processos (multas, pedidos de reforma, solicitação de regularização, etc) que esperavam deliberação final.
Antes do decreto, os fiscais do Conpresp não decidiam sobre as multas. A análise de recursos apresentados pelos infratores acabava congelando o processo no Departamento do Patrimônio Histórico (DPH) por mais de uma década. A partir de junho de 2013, porém, os fiscais do governo começaram a fazer novas vistorias nos locais autuados desde 1999. Esses relatórios estão embasando as votações das multas no conselho.
Funcionários do Conpresp constataram, por exemplo, que em bairros tombados e residenciais, como Jardim América, City Lapa e Pacaembu, terrenos foram unidos de forma irregular para virar estacionamentos, lojas e academias. Na Rua Avaré, no Pacaembu, bem ao lado da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), quatro lotes foram agrupados para virar um pátio asfaltado com vaga para 250 veículos - o proprietário foi multado em mais de R$ 388 mil.
Quem usa o estacionamento da Rua Avaré são os estudantes da Faap, que nega ter feito qualquer reforma ou ampliação irregular. O dono dos lotes agrupados ilegalmente não foi localizado pela reportagem.
Destruição. Dos 2.756 bens tombados na capital paulista, 70% estão no centro. Só no Vale do Anhangabaú são 293 imóveis protegidos, a maioria prédios de arquitetura eclética francesa do início do século 20.
Ao longo da Rua Florêncio de Abreu, a via com o maior número de imóveis tombados na capital (35), fachadas de edifícios do final do século 19 com elementos do estilo francês art nouveau foram fatiadas ilegalmente em até cinco imóveis. O Conpresp agora está multando os proprietários. Um deles destruiu a fachada original de um prédio de 1892 para dividi-la em três repartições: sorveteria, loja de R$ 1,99 e estacionamento.
Na Mooca, onde ficava a maior parte das indústrias erguidas ao longo da linha férrea da antiga São Paulo Railway Company, os fiscais constataram que a Igreja Renascer demoliu parcialmente um armazém de 1911, tombado, para fazer o Renascer Hall, um templo envidraçado para 5 mil fiéis. A igreja não quis comentar a multa.
Convênio. O Conpresp também fez um convênio com os cartórios da cidade para fazer a notificação dos proprietários multados. "Em alguns casos, o proprietário multado poderá, se quiser, assinar agora um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Conpresp. Ele terá de se comprometer a fazer os reparos necessários para corrigir o que foi feito de errado. Os recursos recolhidos pelas multas vão ser usados justamente para ajudar na reconstrução de bens que foram deteriorados", afirmou Nadia Somekh, presidente do DPH.
"Estamos também fazendo um mutirão para analisar qual a importância histórica e para a memória da cidade dos bens que estão na fila para serem tombados. Nossa intenção não é congelar a cidade", disse.

Fiuk descarta nova parceria com Sophia Abrahão: 'Cada um tem sua carreira'

Fiuk e Sophia Abrahão cantaram publicamente juntos pela primeira vez no programa "Altas Horas". Apaixonados, os dois escreviam músicas juntos e planejavam, inclusive, um turnê de shows. O namoro, no entanto, chegou ao fim e, com ele, a parceria.
Juntos novamente e oficialmente desde dezembro, Fiuk descarta totalmente retomar o projeto profissional interrompido. "Hoje em dia, a gente se ama a dois e cada um tem sua carreira", sentencia ele, sem titubear, em entrevista as redes sociais.
"Isso acabou se perdendo. A gente ia fazer, mas não sei o que a vida colocou na trajetória da Sophia. Ela acabou fazendo sua música sozinha, optou por isso. Eu abençoei, fiz a primeira música com ela, tomara que role tudo certo", diz, se referindo à canção "É Você".
Em entrevista recente à revista "Contigo", Fiuk deixou no ar que o namoro acabou na primeira vez até mesmo por causa da parceria profissional. Ele teria, então, tomado "trauma" da ideia.
"No ano passado, a gente 'pagou de namoradinhos'. Íamos abrir um negócio, uma ideia pura que acabou se transformando por causa de pessoas que diziam que eram nossas parceiras e, na verdade, não eram", desabafou à publicação.
"As coisas ficaram estranhas e, como sou muito justo comigo mesmo, pisou no meu dedo, não deixo pisar de novo. Fui lá e joguei a 'bomba ninja'. Falei: 'Tô fora de tudo'. Mas, meses depois, tudo mudou. Vimos que somos parecidos, que sou apaixonado por ela e ficamos bem. Depois disso, não misturamos mais nada: a relação segue totalmente à parte de nossas carreiras".
Redes sociais
Na época do término, Fiuk, de fato, jogou a "bomba ninja". O estopim aconteceu no Twitter. No microblog, ele disparou: "Tô solteiro". Os fãs ficaram surpresos com o anúncio, mas para o artista essa reação não deveria ter acontecido. Isso porque ele encara a atitude de forma normal.
"Vivo de Twitter. Curo minha carência no Twitter. Tenho um certo problema de carência desde que eu era criança", admite, sem entrar em mais detalhes.
Também foi nas redes sociais que o seu retorno com Sophia Abrahão tomou forma. Fotos dos dois em aeroportos, festas de amigos e eventos de família eram comuns no Instagram de fãs. Isso antes do casal assumir a reconciliação. Esse período assustou Fiuk, como ele assume.
"Nunca tinha namorado alguém com mais pessoas, entende? Pra mim, sempre foi a dois. Então, a partir do momento que todo mundo começou a se envolver, fiquei assustado. Não estou afim de namorar com um monte de gente. Estava namorando com uma pessoa só".
Assédio
Com o status de relacionamento assumido, Fiuk diz não se incomodar atualmente com o assédio dos paparazzi. Prestes a estrear na próxima novela das sete, "G3R4ÇÃO BR4S1L", em que viverá um jornalista que se aproxima da socialite Megan Parker (Isabelle Drummond) para conseguir uma história exclusiva, ele fala sobre o assunto.
"Tudo tem um ônus e um bônus. Mas não vejo isso de uma forma ruim. Imagina: sou ator de TV aberta. Vou bater num paparazzo que fez uma foto minha na praia? Pô, peraí! Eu sei que sou uma pessoa pública e fui para um local público", opina.
"Mas tem alguns coisas que são sacanagem. Pulam o muro e tiram foto. Não pode! Prende esse cara. Mas, de resto, não. Se você namora e sai com uma menina, o problema é teu, não do paparazzo que estava lá", completa o ator, também em cartaz nos cinemas com o filme "Julio Sumiu".

Wanessa, grávida de seis meses, dança muito e exibe barrigão em show em SP

Wanessa está curtindo sua segunda gravidez nos palcos, pra alegria dos fãs. Na noite deste sábado (26), a cantora se apresentou na boate Flex, na Barra Funda, em São Paulo e dançou muito, mesmo com o barrigão de seis meses. Usando um look preto, composto por blusa de manga comprida e legging, ela acompanhou seus bailarinos em todas as coreografias.
Nos shows, Wanessa costuma usar roupas que não marquem o corpo. No show que ela fez na madrugada do último dia 18, usou um vestidinho vermelho curto, que deixou as pernas à mostra. A cantora está à espera do segundo filho, João Francisco, fruto de seu relacionamento com o empresário Marcus Buaiz. Eles já são pais de José Marcus, que completou 2 anos em janeiro.
Os fãs que ainda não prestigiaram um show de Wanessa ainda tem tempo antes de ela entrar de licença-maternidade. A cantora já afirmou que vai se apresentar até os oito meses de gestação. "Faço acompanhamento médico e tomo cuidado para não cair. Além disso, fiz uma cerclagem, que consiste em uma cirurgia que costura o colo do útero para não haver risco de parto prematuro. Fiz isso na primeira gestação também", conta ela em entrevista à revista "Caras".
Wanessa não quer parar após o nascimento de João Francisco. Ela garante que vai querer um terceiro bebê e torce para vir uma menina: "Mas não vou ficar arrasada se não conseguir. Não gosto de programar nada. Se não rolar, não será o fim do mundo", afirma.

Bárbara Paz fala sobre 'O Caçador' e afirma estar solteira: 'Vivendo o luto'

Depois de viver Edith de "Amor à Vida", Bárbara Paz retorna à TV na série "O Caçador" com um papel determinante para o desenrolar de um caso envolvendo André, personagem de Cauã Reymond, protagonista da trama.
"Eu serei a Taís, uma personagem-chave para resolver o caso em que o André está envolvido no episódio", conta Bárbara em entrevista à colunista Patrícia Kogut do jornal "O Globo" deste domingo (27).
A atriz se separou recentemente do cineasta Hector Babenco e foi apontada como affair do ator André Bankoffa e de um diretor da TV Globo, desmente romances e conta que ainda está no período pós-separação, classificado por ela como luto.
"Eu estou super sozinha. Não tenho nem como pensar em alguém neste momento", afirma, que garante permanecer sozinha desde janeiro, quando se separou de Babenco.
"Ainda estou vivendo o luto, aprendendo a ficar sozinha de novo. É um momento muito difícil, que eu gostaria que respeitassem. Essas mentiras são invasivas demais", reclama a atriz.
Após a participação em "O Caçador" na Globo, a atriz que teve contrato renovado com a emissora, diz que continuará com o espetáculo de teatro chamado "Hell" em que contracena com André Bankoff.

Arnold Schwarzenegger mostra simpatia ao lado de fãs em evento no Rio de Janeiro

Arnold Schwarzenegger foi cercado por fãs assim que chegou para o último dia da feira "Arnold Classic Brasil", evento internacional de fitness elaborado por ele, que aconteceu neste domingo (27) no Rio Centro, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.
O ator repetiu a dose de simpatia mostrada durante todos os dias de evento em que deixou ser fotografado.Na tarde deste domingo, a estrela de Hollywood cumprimentou admiradores e posou sorridente para fotos.
O ator vai entregar pessoalmente a premiação ao vencedor da competição "Arnold Classic Pro Brasil" e o "Arnold Classic Fitness Pro Brasil", que são as provas de fisiculturismo do evento.
Simplicidade
Antes de chegar ao Brasil, o eterno "Exterminador do Futuro" fez uma exigência nada comum e bem diferente da lista de requisitos feita por estrelas internacionais. O astro pediu apenas uma bicicleta ergométrica da marca Life Fitness.
Cinema
A viagem ao Brasil foi para divulgar um de seus investimentos na ares de esportes, mas nada que tenha tirado o ator das telonas. Arnold voltará aos cinemas em breve na continuação do longa "O Exterminador do Futuro", que será filmado em Nova Orleans, nos Estados Unidos, e terá Arnold Schwarzenegger novamente como protagonista. Além disso, o ator de 66 anos também está no filme "Escape Plan", lançado em setembro do ano passado.

Cauã Reymond dá aula de sexo na TV e comenta sobre orgasmo: 'Tem que segurar'

Cauã Reymond foi um dos convidados do programa "Altas Horas". O ator da TV Globo surpreendeu a plateia ao ocupar o lugar da sexológa Laura Muller e dar algumas dicas de sexo na atração. O galã disse para um rapaz que existem algumas técnicas para prolongar o orgasmo feminino.
"Igual acontece com você. Tem que segurar para não queimar a largada. Tu sabe, né? Tem que segurar a onda", explicou.
Em seguida ele continuou falando sobre o assunto: "Você pode pedir para ela ficar segurando o negócio. Ela tem que ir segurando, segurando, segurando e quando soltar, sabe-se lá onde vai dar".
Durante o programa, Cauã também deu dicas sobre como usar a camisinha corretamente na hora do sexo.
"Tem que dau um nozinho depois pra ver que deu tudo certo", disse.
Atualmente, o ator está no ar com a série policial "O Caçador", na qual atua com Cleo Pires e protagoniza cenas quentes com a atriz.
Separado de Grazi Massafera desde o fim do ano passado, o artista declarou recentemente para a colunista Patricia Kogut, do jornal "O Globo", que está totalmente focado no trabalho. "O tempo que sobra eu divido entre ficar com a Sofia, malhar e dormir", disse. A filha do ator vai fazer 2 anos no dia 23 de maio.

Afastamento de Dado Dolabella da Record pode atrasar estreia de 'Vitória'

Dado Dolabella pode ter comprometido o lançamento da novela "Vitória" na grade da Record após ter seu nome envolvido em uma briga. O ator foi acusado de agredir um produtor da novela e acabou sendo demitido da emissora, que admitiu que "ficou difícil levar o contrato (com o ator) adiante".
De acordo com o colunista de televisão Flávio Ricco, a estreia da trama da qual Dado gravou cenas até o sétimo capítulo já está definida para o dia 2 de junho, mas a data ainda poderá sofrer alterações.
A data de estreia da trama escrita Cristianne Fridman está sujeita a mudanças, e por precaução, a Record ainda não confirmou oficialmente o dia em que produção entrará no ar. "Pecado Mortal", de Carlos Lombardi, chegaria ao fim no dia 30 de maio, data também não comunicada oficialmente pela emissora.
O ator foi acusado ter empurrado o produtor Carlos Henrique Andrade Araújo de uma escada durante as gravações de "Vitória", que aconteceram em Curaçao, no Caribe. O produtor deu queixa contra Dado em uma delegacia do bairro do Recreio, no Rio, e a Record acabou demitindo o ator dias depois.
Em entrevista as redes sociais, Dado negou a agressão dizendo que "não teve briga nenhuma". Ao ser comunicado sobre a decisão da emissora em demiti-lo, o ator usou a rede social Instagram para desabafar: "Prefiro não acreditar".
Com a saída do ator, a Record convidou o Rodrigo Phavanello para entrar na novela: "Às pressas', disse ele em entrevista ao fim da entrevista.

Saiba por onde anda Dani Boy, que fez sucesso no programa do Gugu nos anos 1990

Dezesseis anos depois, Dani Boy segue na carreira artística após ficar nove anos sem cantar
Gugu Liberato sempre lançou grandes sucessos, como os grupos Dominó, Polegar e Banana Split. Mas ele também teve êxito com as crianças, entre eles Dani Boy. Em 1998, o menino Marco Felippe, na época com 5 anos, se apresentou no programa "Domingo Legal" cantando músicas de Daniel. Dezesseis anos depois, o Purepeople encontrou o jovem, agora com 20 anos.
Marco Felippe começou na carreira artística muito pequeno, cantando músicas da dupla João Paulo & Daniel na frente de uma loja vestido de palhaço. Aos 4 anos, passou a se apresentar no programa de Sérgio Malandro na TV Manchete, mas foi no programa do Gugu que Dani Boy fez muito sucesso, se transformando em uma das marcas mais rentáveis da época.
"Pra mim, a rotinha era normal. A diferença é que domingo eu trabalhava. Mas na escola, entre meus amigos, era tudo tranquilo. Claro que quando eu ia ao shopping as pessoas paravam pra falar comigo. Mas isso era comum pra mim porque eu sempre gostei de atenção", conta Dani Boy em entrevista ao Purepeople.
No período em que esteve na TV, de 1997 a 2002, o menino curtiu cada momento da fama. Conhecia celebridades, fazia amigos, vivia nos camarins dos famosos... Mas o sonho de Doni Boy teve uma pausa quando ele tinha 9 anos. Ele foi reprovado na escola e precisou abandonar a carreira artística.
"Como eu era criança e não tinha carteira de trabalho, a determinação da Justiça no meu contrato dizia que o trabalho só não poderia me atrapalhar no colégio. Se eu repetisse de série, o vínculo com a emissora iria acabar e eu não poderia fazer nada", relembra Dani Boy. E foi o que aconteceu. Em 2002, ele faltou muito às aulas por causa das gravações e foi reprovado.
"Eu senti muita falta e fiquei triste. Até porque foi algo bobo, por falta. Eu sempre fui muito ligado à música e não pude fazer nada. Não podia trabalhar em lugar nenhum, nada que tivesse contrato. Era muito bom lançar alguma coisa e ver todo mundo cantando, e olha que, naquela época, não tinha internet", contou ele. Dani Boy aproveitou os nove anos longe da TV para estudar música e compor algumas canções, que apresentou a parceiros.
Mesmo neste período longe da fama, ele nunca deixou de ter contato com Daniel. "Eu ia aos shows dele quando era aqui em Jacareí. Eu o conhecia antes de ir pra TV, já que minha primeira participação em um show dele foi antes de ir ao Gugu , em 1998", conta Dani Boy.
Em 2012, aos 18 anos, ele pôde voltar a cantar e começou a fazer shows pelo Brasil. No ano passado, lançou o EP "Fria Madrugada", cujo clipe que já alcançou a marca de 300 mil visualizações no YouTube. Hoje, Dani já possui estrutura de artista, mas ainda recorre a Daniel quando precisa de alguma ajuda. "Se eu preciso de qualquer coisa, algum toque para saber qual estúdio é melhor ou algo técnico, entro em contato com a equipe dele e sempre sou muito bem atendido", conta ele, que ainda faz participações no show do sertanejo. "Quando ele está pelo Interior e minha agenda não cruza com a dele, ele me liga: 'Aparece aqui, Dani'. E eu vou".
Já Gugu Liberato, Dani Boy o reencontrou em 2011, mas conta que não pediu ajuda ao apresentador para voltar a cantar. "Eu gosto que tudo na minha vida aconteça naturalmente. Como ninguém falou nada, eu também não pedi. Na ocasião, eu estava na Record e pedi uma brechinha para ir ao palco falar com ele. Foi muito legal", conta o cantor.
Hoje, Dani Boy faz cerca de 20 apresentações pelo Interior de São Paulo e já tem convite para se apresentar na Festa do Peão de Barretos, que acontece em agosto. Mas nada foi acertado até o momento. Após divulgar seu trabalho no estado, ele pretende fazer shows no Paraná e Goiânia no primeiro semestre do ano que vem.
Dezesseis anos após fazer sucesso como Guguzinho, Dani Boy está bem diferente e já não lembra muito o menino que encantou a todos na televisão. Sobre a vida amorosa, ele prefere fazer suspense e não revela se está namorando ou não: "Prefiro não comentar. Estou bem focado no meu trabalho". Mas a saudade da época da TV ainda é grande. "Era uma época muito boa. Naquela época, as pessoas conheceram minha história como criança e agora vão ver um novo Dani Boy. Mas vejo que elas estão aprovando o novo trabalho", finaliza o cantor.

Pílula do dia seguinte: como funciona? Eficácia do método não abortivo varia de 60 a 95% dependendo do momento em que é utilizado

Pílula do dia seguinte: como funciona? title=

Quanto mais próximo à relação for o uso da pílula do dia seguinte, maior sua eficácia?
Sim. As chances de prevenir a gravidez são maiores se a pílula for tomada logo após a relação sexual. Segundo a ginecologista e obstetra Dra. Karina Zulli, do Hospital e Maternidade São Luiz (SP), os riscos de gravidez após o uso correto da pílula do dia seguinte, ou seja, até 24 horas após a relação, é de 5%. Se ingerida após este período, o risco aumenta para 10 a 15%. O ginecologista especializado em Reprodução Humana Dr. Marcello Valle, da Clínica Origen (RJ), afirma que, se utilizado cinco dias após a relação desprotegida, o método tem sua eficácia reduzida a 60%.
Ela é abortiva?
Não. “A pílula do dia seguinte contém taxas hormonais mais altas do que o contraceptivo normal, o que altera o muco cervical, tornando-o hostil ao espermatozoide. Ela tenta impedir que a ovulação ocorra”, explica Dra. Karina. Ainda de acordo com ela, o método é capaz de modificar a estrutura do endométrio, dificultando a adesão do embrião e provocando a menstruação em até sete dias. “A pílula não vai interferir em nenhum evento pós-fertilização, ou seja, ela não é capaz de interromper uma gravidez já estabelecida”, esclarece Dr. Marcello.
Existe diferença entre a dose única e a dose dupla?
Em termos de eficácia, não. “Existem dois tipos de pílula: as compostas de progesterona, que são tomadas em dose única, e as formadas pela associação de estrogênio e levonorgestrel, que são tomadas em duas doses com um intervalo de 12 horas entre elas”, diz Dr. Marcello.
Crédito: Shutterstock
Crédito: Shutterstock
Tomar dois comprimidos de dose única vai aumentar a eficácia?
Não. “A dosagem necessária, de 1,5 mg de progesterona, encontra-se em um único comprimido. Aumentar essa dosagem não aumentará a eficácia”, indica Dr. Marcello.
Se a relação aconteceu durante o período fértil da mulher, as chances de engravidar são maiores?
Sim, uma vez que a eficácia do método não é de 100%. As chances de gravidez variam entre 5 e 40%.
Se tomada muito frequentemente, a pílula perde sua eficácia?
Não. “A pílula não atrasa o retorno da fertilidade, portanto as mulheres podem engravidar logo após o seu uso”, lembra Dr. Marcello. “No entanto, vale ressaltar que a pílula do dia seguinte é um método de apoio para uso ocasional e não deve ser usada para anticoncepção de rotina”, alerta.
Crédito: Shutterstock
Crédito: Shutterstock
A mulher que faz uso do anticoncepcional deve tomar a pílula do dia seguinte?
“Se ela está tomando o anticoncepcional de forma correta, não tem indicação para o uso da pílula de emergência”, diz Dr. Marcello. “Entretanto, se ela não tomou regularmente naquele mês, pode, sim, utilizar a pílula do dia seguinte”, completa.
Em caso de falha de pílula, ou seja, gravidez, o método apresenta algum risco para a mãe ou o feto?
Não. “Ela não é teratogênica, apenas dificulta a gravidez”, declara Dr. Marcello. Segundo Dra. Karina, “os riscos de má formação fetal atribuídos à medicação não merecem qualquer preocupação.”
Outras dúvidas
A pílula do dia seguinte faz mal à mulher? Há efeitos colaterais? Em quais casos deve ser utilizada?

Símbolo do Carnaval do Rio, gari Renato Sorriso terá trajetória contada em filme

A trajetória do gari Renato Sorriso vai virar documentário (27 de abril de 2014)
No Carnaval de 1997, o gari Renato Lourenço foi escalado para trabalhar pela primeira vez no sambódromo do Rio de Janeiro, a Marquês de Sapucaí. Chegando ao local, ao invés de varrer a pista por onde passavam as escolas de samba, ele começou a sambar com sua vassoura atrás das agremiações. O chefe chegou a repreendê-lo, mas como público aplaudia aquele inusitado passista sorridente, a bronca perdeu força.
Ali "nasceu" o gari Renato Sorriso e, desde então, ele virou um dos símbolos do Carnaval carioca. A fama foi tanta que ultrapassou a avenida do samba. Renato fez uma participação na novela "América" (2005), comerciais com Gisele Bündchen e Zeca Pagodinho e integrou a comitiva brasileira no encerramento das Olimpíadas de Londres (2012). O samba, a alegria e descontração do gari Sorriso foram exibidos para o mundo inteiro.
E agora a trajetória ganhará as telas. A Ancine acaba de aprovar o projeto da produtora Caos e Cinema para o documentário "Sorriso". "Quando o Renato apareceu em Londres, tive a ideia. Ele é muito querido e um símbolo da cidade. Não encontrei muito material à altura dessa figura e achei que seria bacana tocar o projeto", conta o diretor J. C. Oliveira, que mora em frente à praça onde o gari trabalha, no bairro da Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro.
Modesto, Renato se surpreendeu com convite. "Fiquei feliz com ideia, mas achava que tinham outras pessoas mais importantes, que fizeram coisas melhores que eu. Não sou ninguém até hoje", brinca ele, que se formou no ano passado, aos 48 anos, na faculdade de Turismo.
"Dois momentos de muito orgulho na minha vida, inesquecíveis, foram quando eu entrei na faculdade de Turismo e quando me formei. Nunca irei me esquecer", diz Renato Sorriso, que não se deslumbra com o contato com famosos. "Não encaro as pessoas pelo status dela e, sim, pelo amor que ela transmite às pessoas ao seu redor", avalia.
Segundo J.C. Oliveira, o projeto será um curta-metragem. O filme será exibido em festivais, na web e em emissoras especializadas, como o Canal Brasil. A Ancine aprovou a captação de recursos para o documentário e o diretor espera iniciar a produção até o final do ano.
Questionado quem ele gostaria de ver interpretando-o caso o filme fosse de ficção, Renato Sorriso prefere não se comprometer. "Não posso fazer esse pré-julgamento. Pode ser meu filho ou meu irmão? Aí, sim (risos)", diz ele, casado há dez anos e pai de três filhos.
Uma coisa, no entanto, não o deixaria em cima do muro: um novo convite para atuar em novelas. "Faria correndo! Adoraria, interpretando um papel mesmo. Qualquer personagem que me derem, eu faço. Sou ruim de decorar texto, mas prometo me esforçar", promete, com um largo sorriso, sua marca registrada.

Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro