A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Empresas assumem responsabilidade com a gestão de resíduos no Rock in Rio

Como gerenciar melhor os resíduos, reaproveitar material, diminuir o volume de lixo e ainda fazer coleta seletiva para reciclagem num ambiente que receberá 600 mil pessoas durante sete dias? Esse é o desafio que a organização do Rock in Rio, que começou anteontem, e as empresas patrocinadoras do festival de música se propuseram a enfrentar, tentando criar uma cultura de respeito ao meio ambiente em grandes eventos. O Plano de Sustentabilidade do Rock in Rio recebeu, inclusive, a certificação 100R, concedida pela Sociedade Ponto Verde (SPV), instituição portuguesa responsável por programas de coleta seletiva e reciclagem, a organizações que se destaquem pela preocupação ambiental.
A Coca-Cola, uma das principais patrocinadoras do Rock in Rio, decidiu fazer a sua parte montando um camarote VIP com materiais reciclados e reaproveitados: 1.600 engradados formam a base da estrutura, que tem cinco metros de altura. O piso é feito com chapeado de madeira de reflorestamento e os pufes são produzidos com garrafas do tipo PET reaproveitadas.
Decidimos não só falar de sustentabilidade, como montar nossa presença no evento de forma sustentável. Assim, o impacto é maior, e a mensagem fica mais forte, diz a diretora de Marketing da Coca-Cola, Luciana Feres.
A limpeza dos espaços abertos da Cidade do Rock ficará a cargo da Comlurb, que vai contar com 600 recipientes para separação de resíduos recicláveis e não-recicláveis. Já os espaços como camarins, backstage, banheiros, área VIP e salas de produção serão de responsabilidade da Locanty, que também patrocina o evento e tem experiência em gestão de resíduos e limpezas.
Dentro da filosofia do festival de música, a Locanty implantou algumas novidades: as vassouras e rodos usados pelos auxiliares de serviços gerais são produzidos com garrafas PET reutilizadas. Além disso, para evitar diminuir o volume de resíduos gerados, a Locanty vai abolir o uso de papel para enxugar as mãos nos banheiros, substituindo-os pelo álcool gel.
Muito se fala em sustentabilidade, mas pouco é realizado na prática. Nós procuramos levar a preocupação ecológica efetivamente para as nossas ações, explica o diretor de relações institucionais da Locanty, Sergio Barbosa.
Expectativa de reação do público quanto ao uso do álcool gel, Barbosa entende que o álcool gel pode enfrentar alguma resistência, por isso, a empresa treinou alguns funcionários para orientar os frequentadores.
Queremos que o público entenda que existem formas de manter as mãos higienizadas, sem que isso signifique gerar um grande volume de lixo. Nosso objetivo é justamente fazer as pessoas repensarem a sua conduta, acentua o diretor da Locanty, que também se compromete a usar apenas produtos de limpeza que sejam biodegradáveis.

Nenhum comentário: