A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

domingo, 29 de janeiro de 2012

Patricia admite repatriar Adriano. Após, fala em ser racional e recua

Entra ano, sai ano, Adriano volta como um fantasma assombrando o Flamengo. E a identificação do Imperador com o clube — apesar dos arranhões que ele próprio causou em sua imagem — pode trazê-lo de volta à Gávea, sobretudo após a chegada de Vagner Love.
— A voz do povo é a voz de Deus — disse a presidente Patricia Amorim, ao comentar os pedidos da torcida pela volta do Imperador na apresentação de Love.
Ela disse ainda que ouviria os pedidos com carinho, mas depois fez uma análise equilibrada, sem no fim descartar a investida.
— Eu escuto, mas a coisa tem que ser racional. Muita calma nessa hora. Hoje, não pretendo. Mas ao longo do tempo... não sei, é dinâmico, não é uma coisa que eu pense, não é nada prioridade agora... — explicou.
Aposta no amor
Com contrato junto ao Corinthians até junho, um possível retorno não aconteceria agora não por um respeito entre o Flamengo e o clube paulista — que está tentando se livrar do jogador, em má forma física.
Na linha de pensamento da presidente e dos diretores, a prioridade é emplacar a dupla Vagner Love e Ronaldinho Gaúcho. E se possível ir atrás de outros jogadores com identificação com o Flamengo, como está acontecendo nas tratativas por Ibson e Juan. O apoiador e o zagueiro também não devem chegar agora, mas seguem na pauta. Alex Silva pode ser moeda de troca.
— O Ibson sempre foi vontade minha. Vou continuar conversando com o Santos. Ele tem vontade de voltar — disse Patricia.
O caso de Juan é muito mais complicado. A última conversa do clube com o jogador foi desanimadora pois a Roma não quer liberá-lo.
Nem tudo é na base do amor.

Nenhum comentário: