quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Governo triplica multa para quem bloquear rodovias

A partir desta quarta-feira (11), os caminhoneiros que bloquearem rodovias terão que pagar uma multa de  R$ 5.746. Até ontem, o valor da punição para a infração era de  R$ 1.915. 
A medida provisória foi publicada na manhã desta quarta-feira no Diário Oficial da União.
Protesto de caminhoneiros na BR-040, nas proximidades da cidade de Valparaíso de Goiás, em 9 de novembro de 2015
Além da aplicação de multa, quem interromper, restringir ou perturbar a circulação nas vias federais terá o veículo apreendido e a carteira de motorista suspensa durante um ano. Se for reincidente, o valor é dobrado.
E o alerta também se aplica aos organizadores de manifestações de movimentos que impedem a passagem de veículos. A estes, a penalidade chega a R$ 19.154.
Desde segunda-feira, caminhoneiros têm obstruído estradas por todo o país em protesto contra a presidente Dilma Rousseff (PT) e reivindicando a redução do preço do combustível, unificação dos salários da categoria, entre outras exigências. 
Diferente da mobilização realizada no primeiro semestre do ano, os protestos atuais foram organizados sem apoio de sindicatos da categoria. Divulgado pelas redes sociais, os bloqueios contam com o apoio de movimentos de oposição como o Vem pra Rua e Revoltados Online. 
Em nota, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL) afirmou que a greve é política e não representa caminhoneiros.

Nenhum comentário:

Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro