A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

domingo, 14 de abril de 2013

Caetano Veloso rebate críticas de Marco Feliciano

Vanessa Giácomo promete surpresas como secretária misteriosa em Amor à Vida - 1 (© Divulgação TV Globo)


Caetano Veloso não deixou sem resposta às declarações do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP).
Em sua coluna no jornal 'O Globo', deste domingo (14), o cantor baiano criticou a insinuação de que ele teria feito um pacto com o diabo para vender mais de 1 milhão de cópias do álbum 'Ao Vivo', que tem como carro-chefe a música 'Sozinho'.
'Nem estou acreditando que volto ao assunto do pastor/deputado/presidente da CDHM [Comissão de Direitos Humanos e Minorias]. Mas, como muitos devem ter visto, ele mentiu reiterada e estridentemente sobre mim. Há um vídeo no Youtube em que Feliciano, esbravejando de modo descontrolado, diz-se com Deus contra o diabo e, para provar isso, mente e mente mais. As pessoas religiosas deveriam observar o quanto ele está dominado pela soberba', escreveu.
Veloso aproveitou para comentar a declaração do pastor sobre o fato de as versões de Tim Maia e Sandra de Sá para 'Sozinho' serem bem melhores do que a dele.
'Não há, dentre aqueles que prestam atenção no meu trabalho, quem não saiba que, ao cantar a genial canção de Peninha [autor da composição] 'Sozinho' num show, eu indefectivelmente dizia não apenas que me apaixonara por ela através das gravações de Sandra de Sá e de Tim Maia: eu afirmava que cantá-la ao violão era só um modo de chamar a atenção para aquelas gravações. Como pode Feliciano dizer que 'a imprensa foi rastrear' e descobriu que a música já tinha sido gravada por Sandra e Tim? Essas duas gravações eram sucessos radiofônicos', contou.
Mãe Menininha
Feliciano chegou a debochar do fato de o baiano pedir a benção de Mãe Menininha do Gantois, uma mãe-de-santo brasileira, para seus projetos darem certo.
'E como pode ele, sem piedade daqueles que com tanta confiança o ouvem em seu templo, afirmar que eu disse em entrevista coisa que nunca disse e nunca diria, ou seja, que o êxito inesperado de minha versão de 'Sozinho' se deveu a eu ter mostrado a faixa à Mãe Menininha e esta ter-lhe posto uma bênção que, para Feliciano, seria trabalho do diabo? Mãe Menininha, figura importante da história cultural brasileira, já tinha morrido fazia cerca de dez anos quando gravei a canção', esclareceu.

'Ele [Feliciano], no entanto, não sabe que eu jamais sequer mostrei qualquer canção minha à famosa ialorixá. Nem a Nossa Senhora da Purificação eu peço sucesso na carreira. Nunca pedi. Nem a Deus, nem aos deuses, e muito menos ao diabo. Decepciono muitos amigos por não ser religioso. Mas respeito cada vez mais as religiões', completou.
Apesar de deixar claro que não é ligado à religião, o cantor ressaltou que seria uma boa ideia ter uma conversa com o pastor Silas Malafaia - também envolvido em polêmicas públicas.
'Eu gostaria de dialogar com um Silas Malafaia, de quem tanto discordo, mas que respeita regras da retórica e da lógica.' 

Nenhum comentário: