A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

domingo, 18 de novembro de 2012

Imóveis vendidos em outlets virtuais têm desconto de até 30%


As desgastantes visitas aos plantões de vendas para a compra do imóvel dos sonhos têm ficado cada vez menos frequentes. Segundo a Lopes, que atua na área de consultoria e comercialização de imóveis no Brasil, entre 20% e 25% das vendas da casa própria já têm origem na internet.
E, fruto desta nova demanda pelas buscas online, surgiram os outlets virtuais, sites que vendem imóveis usados ou que estão no estoque com até 30% de desconto.
Com serviços de tira-dúvidas, estudos por preços e regiões, e até de “encomende o seu imóvel”, estas páginas na web reúnem diversas promoções em um só lugar, o que facilita e agiliza o processo inicial de pesquisa.
Compra de imóveis pela internet requer cuidados; para especialistas, maneira digital dispensa somente algumas partes dos processos presenciais (Fotos: Banco de Imagem/Think Stock)
No ar somente há três meses, o Home4Less já fez parceria com dez incorporadoras do Estado de São Paulo para oferecer imóveis a partir de R$ 400 mil, com 90% das ofertas sendo de apartamentos.
Apesar do pouco tempo de funcionamento, o site já conta com 250 acessos por dia e 2.500 clientes cadastrados, que resultaram na venda de nove produtos neste período
“Funcionamos como uma revenda de imóveis estocados. Geralmente, temos uma comissão que vai de 3% a 5%, mas eu consigo descontos em vários imóveis, pois retiro a diferença da minha margem de lucro. Então, ao invés de o consumidor comprar na incorporadora, ele faz a aquisição comigo”, afirma Jo Luis Ribas, sócio-fundador do Home4Less.
Além de buscar os imóveis com desconto, por meio do site é possível também fazer uma encomenda, na qual o cliente informa o tipo de imóvel que deseja comprar, a região e qual o valor que se dispõe a pagar.
“Não trabalhamos com lançamentos e ainda estamos em fase de avaliação com as locações. Mas, entre os imóveis prontos, o negócio pode chegar a 30% de desconto”, completa Ribas.
O Realton, lançado no começo do ano, e PromoImóveis, inaugurado em 2011, são outras opções de outlets de imóveis na internet.
No primeiro, é possível visualizar logo na página inicial um apartamento de dois dormitórios, com 76 m², localizado no bairro da Anália Franco, com uma oferta de R$ 638.400 por R$ 498 mil, o que significa um abatimento no preço de 22%.
Os sites de outlets vendem imóveis usados ou que estão no estoque com até 30% de desconto
Já no PromoImóveis, o cliente negocia a compra diretamente com as incorporadoras. O site apenas gera um cupom de desconto do imóvel pretendido, mas sem representar compromisso no processo da venda.
“Acredito que este movimento de compra pela internet seja muito saudável. Mas recomendo que o cliente nunca faça a aquisição sem antes ver pessoalmente o local. Comprar um imóvel pela web não é igual adquirir uma geladeira. Além disso, sempre é bom conhecer o entorno do imóvel antes de tomar a decisão da compra”, orienta Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi.
Para ele, a maneira digital dispensa somente algumas partes dos processos presenciais, como a procura pelo lugar e as fases de negociação.
“Tudo o que você conseguir fazer pela internet terá um ganho de tempo. Mas, que fique claro: ninguém vai fazer a compra na sua totalidade pelo modo virtual. Uma hora do processo será preciso ser presencial”, selou.

Nenhum comentário: