A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Brasileirão: primeira rodada do returno está com 21% de chances de terminar com clube carioca na liderança

Ronaldinho, estrela do Flamengo na briga pelo título brasileiro 
Com a queda de rendimento de Corinthians e Flamengo, a briga pelo título brasileiro ganhou novos integrantes — São Paulo, Vasco e Botafogo — na virada do primeiro turno. E o começo do returno promove também a volta da matemática aos holofotes. Mas com uma diferença em 2011: habituado a calcular risco de rebaixamento para os clubes cariocas em anos recentes, Tristão Garcia tem, agora, números positivos: há 21% de chances de uma equipe do Rio acabar a rodada de hoje na ponta.
O número pode parecer baixo, mas ganha força na análise do rendimento recente dos cariocas. O líder Corinthians conta com 73% de chances de seguir na ponta, mas só ganhou dois dos últimos nove jogos. Já o Botafogo (1% de chance hoje) está em franca ascensão, e o Vasco (3%) mantém a maior regularidade do campeonato. Vice-líder, o Flamengo está com 17%; o São Paulo, 6%.
— A mais significativa das quedas é do Corinthians, que saiu de uma média de campeão para uma média de rebaixamento. A reação mais evidente é a do Botafogo — disse o matemático, antes de completar: — O São Paulo queimou a gordura conquistada no início. O Vasco está há 12 partidas jogando com números de campeão.
Tristão também analisa o vacilo do Flamengo nas últimas rodadas:
— O Flamengo não aproveitou a queda do Corinthians — afirma.
O desempenho dos cariocas em 2011 é, com folgas, o melhor do estado desde o começo dos pontos corridos, em 2003. Esta é a primeira edição em que o Rio de Janeiro domina as vagas na zona de classificação para a Libertadores no final do primeiro turno — o Vasco, como campeão da Copa do Brasil, já até está garantido.
Em 2007, o clube de São Januário e o Botafogo chegaram à metade da competição no G-4, mas não jogaram a Libertadores em 2008. E só o Fluminense, nos últimos oito anos, conseguiu manter-se entre os classificados tanto na virada de turno quanto no final da temporada.
Histórico favorece o Timão
Apesar do equilíbrio na disputa pelas primeiras posições da tabela, o histórico da era dos pontos corridos apresenta um ponto favorável ao Corinthians: desde 2003, só em 2009 e 2008 o primeiro colocado na virada para o returno não saiu, no final, com o título brasileiro.
Curiosamente, foram dois rivais os únicos a perderem o troféu na parte final do calendário: em 2009, o Internacional, líder do turno, acabou como vice-campeão, e o Flamengo, em arrancada histórica, levou a taça. Em 2008, o Grêmio também ganhou o turno e acabou vice, atrás do São Paulo.
No que é relativo às vagas para a Libertadores, a lógica é a mesma da briga pelo título. Desde 2003, só em 2007 menos da metade dos clubes que ficaram no G-4 (G-5, quando o campeão da Copa do Brasil fica entre os quatro) ao final do primeiro turno estava fora da zona de classificação no fim. E justamente porque Vasco e Botafogo perderam fôlego no campeonato.
Já em 2006 e 2008, 100% de aproveitamento: todos os clubes que estavam na ponta da tabela na metade do Brasileiro mantiveram-se nas primeiras posições após as 38 rodadas. Um alento para Flamengo, Corinthians, São Paulo e Botafogo.

Nenhum comentário: