A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Brasília pode ter centro de referência para melhor idade Secretário do Idoso do DF também estuda intercâmbio turístico voltado para o segmento


 
BRASÍLIA (DF) – Uma experiência inédita no Brasil no atendimento de saúde e oferecimento de atividades de lazer e cultura para a terceira idade pode ter sua primeira bandeira fincada em Brasília. O secretário do Idoso do Distrito Federal, Ricardo Quirino, participou de uma reunião com o representante de um grupo internacional, Altair Ribeiro, que estuda a instalação de um centro de referência no atendimento à população da melhor idade em uma área do Distrito Federal. O local, que teria um perfil semelhante ao de um hotel-fazenda, ofereceria atividades de lazer, práticas esportivas, treinamentos e uma unidade médico-hospitalar com especialidade em geriatria.

“A proposta é muito parecida com a nossa meta de criar centros de convivência de idosos, onde além de manter um convívio e relações sociais, nossos idosos usufruiriam de serviços de qualidade”, explicou o secretário, que foi convidado pelo representante do grupo a conhecer as instalações já em funcionamento fora do País.

Representando o grupo internacional, Ribeiro explicou que a empresa já mantém 38 unidades em 14 países, como Inglaterra, França e Chile. “Nossa opção por Brasília se deve às peculiaridades sociais, econômicas e demográficas da região, incluindo o espaço, já que esse tipo de investimento requer áreas de no mínimo 65 mil metros quadrados”, afirmou.

Os centros de convivência são dotados de apartamentos plenamente adaptados às necessidades do idoso, com cobrança mensal para todos os serviços. O secretário Quirino quer realizar parcerias com outros órgãos públicos de forma que a unidade do DF tenha um percentual de apartamentos destinados à população de baixa renda. “Seria uma contrapartida social, que norteia todas as atividades de nossa secretaria”, explicou o secretário.

Intercâmbio

Na mesma reunião, ficou acertada a criação de uma agenda para encontros com instituições que desenvolvem projetos de intercâmbio, de preferência para a população de mais idade. A ideia do secretário é promover esses intercâmbios voltados exclusivamente para a melhor idade.

“Poderíamos encaminhar grupos de idosos brasileiros para passar temporadas no exterior em casas de família, recebendo ao mesmo tempo os estrangeiros em condições similares”, esclareceu Quirino, que pretende estudar a possibilidade de começar esses intercâmbios dentro do País. “Acredito que poderemos obter descontos significativos em passagens e outras vantagens a um público que não tem restrições para viajar, por exemplo, nos períodos de baixa temporada”, lembra o secretário.

Por Paulo Gusmão

Nenhum comentário: