A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

segunda-feira, 21 de maio de 2012

O Clube da Coleta conversou com Angela Fonti, presidente da Comlurb!

A entrevista foi muito legal. Na verdade, foi mais um bate-papo no qual Angela explicou um pouco do funcionamento de alguns serviços e revelou algumas dificuldades que o órgão enfrenta em relação a coleta seletiva no Rio de Janeiro.

Confira abaixo os principais trechos da conversa:

Terceiro Ponto

“É importante a mobilização das pessoas em torno da coleta seletiva. Porém, não podemos esquecer que existe um terceiro ponto, que é justamente o agente responsável por receber esse material e realizar a reciclagem. Temos dificuldade em relação a isso e estamos buscando soluções”.

Metas do Rio

“Sinceramente não acredito na meta de 25% de lixo reciclável até as olimpíadas. Para falar a verdade, talvez o Rio de Janeiro já esteja mais avançado do que realmente parece estar. A falta de controle sobre as etapas da reciclagem torna complicada qualquer projeção desse tipo”.

Reciclagem

“Para a Comlurb, ter o lixo separado pelos moradores é fundamental. Mas vale lembrar que o caminhão da coleta só recolhe o que estiver separado corretamente, ou seja, resíduos secos depositados em saco plástico transparente. Se tiver algum item orgânico misturado já não serve mais para a cooperativa”.

Lixeiras mais caras no Brasil

"O lote de 50 mil contêineres de lixo, que já começamos a distribuir, veio da França e nos custou mais barato do que se tivéssemos optado por produzir no Brasil. A matéria-prima dos recipientes é o bagaço de cana-de-açúcar. É algo que precisa ser revisto, pois, além da cana, também temos a tecnologia e, mesmo assim, sai mais caro fazer aqui do que importar de outro país".

Nenhum comentário: