A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Votorantim vai subsidiar as passagens de ônibus



A tarifa dos ônibus coletivos em Votorantim vai ser de R$ 1,00 na quinta-feira para os passageiros que utilizarem o cartão integral. A passagem mais barata e restrita a essa data é uma das formas da Prefeitura marcar a adesão do município ao Dia Mundial sem Carros, celebrado em 22 de setembro. O prefeito Carlos Augusto Pivetta (PT) estima que o subsídio nas passagens custará cerca de R$ 27 mil à Prefeitura e diz que o objetivo é incentivar as pessoas a deixarem o veículo particular em casa e fazer uso de outros meios de transporte. A campanha também incentiva o uso de bicicletas, a prática da carona entre conhecidos ou mesmo que os trajetos menores sejam feitos a pé.

O próprio prefeito reconhece que os ônibus poderão ficar lotados se a adesão da população ao incentivo atender à expectativa da Prefeitura, de reduzir em um terço os cerca de 15 mil veículos que circulam diariamente em Votorantim. O mecânico de máquinas pesadas, Everton Augusto Martins, 38 anos, elogia a campanha e afirma que não só ele como a namorada vão deixar o carro em casa para usufruir da passagem mais barata na quinta-feira. Até recentemente ele andava de ônibus, o que deixou de fazer porque comprou um carro. Disse que se a tarifa fosse menor andaria menos de carro e lamentou que o incentivo ficará restrito a um dia. Já o operador de máquinas Sidnei Bueno de Prado, 28 anos, declara que a passagem a R$ 1 não é incentivo para quem está acostumado a andar de carro porque os ônibus demoram para passar.

A diarista Rosana Baldo, 38 anos, pensa que a iniciativa será boa apenas para as pessoas como ela, que andam de ônibus, já que ela não acredita que as pessoas abrirão mão do conforto do carro por causa do desconto de R$ 1,30. Kety Verônica Alves de Souza, 22 anos, opina que a iniciativa será boa se tiver ônibus o suficiente para atender o maior número de passageiros, já que do contrário aumentará a lotação nos horários de pico. O churrasqueiro Rogério Aparecido Almeida Reis, 29 anos, elogia a iniciativa e não teme uma possível superlotação. ""Eu morava em São Bernardo do Campo e viajava pendurado nas portas dos ônibus, na minha opinião os de Votorantim não andam cheios"", defendeu.

O prefeito Carlos Pivetta declarou que para transportar o maior número de passageiros, todos os 45 ônibus da frota no município estarão circulando. Isso significará cerca de cinco ônibus a mais do que o habitual, já que segundo Pivetta, normalmente de 10% a 15% da frota estão na garagem em manutenção. Ele reconhece o risco de haver lotação e diz que mesmo que isso vier a ocorrer, vai ser bom, inclusive para que a sociedade passe a pensar mais no transporte público.

Questionado se o desconto restrito aos que possuem o cartão social não será um impeditivo justamente para o público que pretende atingir, já que quem anda de carro possivelmente não tenha cartão de ônibus, o prefeito Pivetta retirou o cartão dele do bolso e respondeu que todo cidadão deve ter o seu cartão de ônibus. Esclareceu que o cartão é gratuito e confeccionado no ato, bastando que o passageiro informe os seus dados e abasteça o valor equivalente a duas passagens (R$ 4,60). No Dia Mundial sem Carros não haverá pesquisas em Votorantim para mostrar se o esperado aumento de passageiros será dos que habitualmente usam o carro ou daqueles que poderão adiar a ida a algum lugar de Votorantim para o dia 22 a fim usufruir a tarifa menor.

Nenhum comentário: