A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Juíza Marixa Fabiane determinou a expedição da certidão de óbito de Eliza Samudio.


Caso Eliza Samudio - Atendendo ao pedido do promotor Henry Castro, representante do Ministério Público no caso, e de Sônia de Fátima Mouramãe de Eliza, a juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, determinou a expedição do atestado de óbito para Eliza Samudio, desaparecida desde junho de 2010.
(Reprodução/ TV Globo)
Segundo a assessoria do TJ-MG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais), a magistrada considerou a decisão baseada no reconhecimento da morte da ex-namorada de Bruno por asfixia, pelo conselho de sentença durante o júri de Fernanda Gomes Luiz Henrique Ferreira Romão – o Macarrão. A decisão, da qual não cabe recurso, foi publicada nesta terça-feira (15) no Diário do Judiciário Eletrônico.


"Se já existe uma decisão que reconhece a morte da vítima, não faz sentido determinar que seus genitores ou seu herdeiro percorram a via-crúcis de outro processo para obterem outra sentença judicial que declare a morte de Eliza Samudio", escreveu, complementando que o registro civil da morte resguarda os direitos do filho de Eliza, de acordo com a assessoria do TJ-MG.

Conforme a Justiça, já foi expedido mandado para registro de óbito na comarca de Vespasiano, localizada na região metropolitana da capital mineira, reconhecida pelos jurados como o local onde o crime ocorreu.  Pois é a região onde está localizada casa do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, acusado de ser o executor da moça.

Nenhum comentário: