A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

terça-feira, 13 de março de 2012

Mulheres que contribuem com a cultura caiçara recebem tributo da prefeitura

A noite de domingo, foi de muita emoção para as mulheres homenageadas pela Administração Municipal de São Sebastião por suas contribuições à cultura caiçara. Segundo o diretor de Cultura da Sectur (Secretaria de Cultura e Turismo), Emanuel Araújo, a mostra cultural “Mulheres do Litoral” foi uma forma de homenagear todas as mulheres pelo Dia Internacional da Mulher, celebrado no dia 8 de março. “Para isto, foram selecionadas algumas personalidades de diversas expressões artísticas para que todas se sentissem representadas”, informou Araújo.
Antes de receber o tributo, cada uma das homenageadas fez uma breve apresentação dentro de seu segmento. A assessora cultural Didi Moreira interpretou um fragmento da obra Medéa. Em seguida, a homenagem foi pela literatura e quem subiu ao palco foi a poetisa e escritora, Maria Angélica de Moura, que declamou o poema “Saia de crochê”, de sua mãe, também poetisa, Beatriz Puertas.
Logo depois foi a vez de Nativa da Conceição Matos mostrar todo seu talento na música. Aos 82 anos, mesmo com baixa mobilidade, a tocadora entoou a música com perfeição e emocionou o público e seus familiares que prestigiavam o evento. Ainda no meio musical, as cantoras Elizabeth Cristina do Nascimento Rocha e Maria Izabel Ginder deram um verdadeiro show com suas vozes fascinantes. A primeira interpretou “Gostava tanto de você”, de Tim Maia, e a última cantou “Força estranha”, de Caetano Veloso.
Na contação de histórias e memórias caiçara, a professora Neide Palumbo representou todas as mulheres que se dedicam em manter viva a tradição de contar causos na região. Já nas artes visuais, quem recebeu a homenagem foi a artista plástica Edna Camargo Mattos, que expôs suas peças em aquarela no saguão do Teatro Municipal.
A coreógrafa Martine Blain, homenageada no meio da dança, levou o grupo que coordena, “Guadalquivir”, para apresentar diversas coreografias de flamenco. Para finalizar, a escritora e professora de história, Adriana Celi, que também recebeu o tributo, lançou o seu livro “Solar de Anita”.

Nenhum comentário: