sábado, 7 de janeiro de 2012

Turistas se conscientizam para amenizar lixo nas praias

Os turistas de fato são os frequentadores mais assíduos das praias do Litoral Norte nesta época do ano. Junto ao turismo está ligado o grande aumento de lixo e problemáticas que tomam conta das areias de nossas praias. Porém nem sempre turista é sinônimo de sujeira, pois muito deles obtêm diversas informações sobre este problema que aflige nossas praias e usam de bom senso e conscientização para amenizar o causo.
O técnico de energia solar, Valdeci Favoreto, 44 anos, residente em Bauru, acredita que as próximas gerações tendem a ser mais consciente sobre o destino do lixo, pois o mesmo acredita que a facilidade de informações nos dias de hoje facilita em um mundo mais racional. “A educação de hoje comparada com décadas passadas é muito melhor, mas ainda tem muito a melhorar. Esta nova geração traz consigo novas idéias e opiniões em relação ao cotidiano. Exemplo disso são os meus dois filhos, que me corrigem caso eu jogue algo no chão” explica Favoreto.
Para a mãe Ana Elisa Melo, 64 anos, professora, e sua filha Yasmin Trizino, 10 anos, estudante, ambas de São José dos Campos, a educação e o discernimento são os principais meios para resolução dos lixos abandonados nas praias. “Trazemos de casa refrigerante, salgadinhos e frutas para consumirmos. Na praia compramos apenas sorvete de palito, mas junto com todos esses itens não se esquecemos nunca da sacolinha, onde após consumir tudo, recolhemos o lixo e colocamos em alguma das lixeiras espalhadas pela orla” comenta a professora. Outro ponto abordado pela mãe foi a questão de pessoas que costumam trazer animais domésticos para a praia. “Se você tem um cachorro ou outro animal qualquer, deixe-o em casa. Tanto para o animal quanto pra gente não é legal”, diz a mãe.
A estudante também dá a sua opinião. “Às vezes o cachorro faz xixi na areia e líquido não tem como recolher”.
De acordo com a professora, talvez a aplicação de alguma penalidade ou multa para as pessoas que desrespeitarem estes quesitos solucionaria o excesso de lixo deixado nas praias.

Nenhum comentário:

Delegacia Virtual do Estado de São Paulo

Delegacia Virtual do Estado do Rio de Janeiro