A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Zodíaco: Astrônomos afirmam que datas dos signos estão erradas

 
Cíntia cruz; Paula bianchi
Uma descoberta de um grupo de astrônomos da Sociedade Planetária de Minnesota, nos Estados Unidos, pode bagunçar toda a astrologia: ao invés de 12, o correto seria termos 13 signos, e as datas que existem hoje estariam todas erradas. Ou seja, você que passou a vida inteira pensando que era de um signo pode ser, na verdade, de outro.
A confusão seria culpa dos astrólogos da antiguidade, que na hora de criar o zodíaco esqueceram uma constelação: serpentário, o tal do 13 signo.
No entanto, a criação de mais um signo no zodíaco é tudo, menos consenso: para $maior parte dos astrólogos, os astrônomos estão se metendo em uma área que não entendem e os signos tem muito mais relação com significados que estrelas.
Muda a referência
Para a astróloga Mônica Horta a divisão dos signos é como se fosse um endereço.
— Se você mora perto de uma padaria e a padaria sair da sua rua, você vai continuar morando no mesmo lugar — explica ela.
Assim os signos tem a ver com a posição sobre a terra, não o céu.
— Por isso seu signo não mudou, justamente porque nunca foi uma constelação — como explica o astrólogo Alexey Dodsworth. — Pode quebrar o romantismo de uma noite estrelada, mas é preciso entender que a constelação e o signo astrológico são assuntos diferentes.

Nem os astros comemoram a mudança

Nem todo mundo faz da leitura diária do horóscopo um hábito indispensável. Mas quem não já se interessou, pelo menos um pouco, em conhecer o próprio signo? Com astros com o cantor Luan Santana, essa curiosidade não é diferente.
— Não sou de consultar horóscopo diariamente, mas levei um susto com essa notícia sobre a mudança do zo$íaco. Sinto-me muito pisciano, pois sou sonhador, carinhoso e batalhador. Mesmo que essa transformação astrológica seja aceita, fico feliz em saber que meu signo continua o mesmo — comemora o ídolo teen, nascido em 13 de março de 1991.
Já a apresentadora Sabrina Sato, que fingia entender até de cartomancia nos tempos da faculdade, nasceu em $4 de fevereiro de 1981 e sempre acreditou na personalidade carismática que seu signo, Aquário, lhe confere.
— Sou aquariana mesmo: comunicativa, sonhadora...e quero continuar sendo. Não dá nem para imaginar essa mudança de signos. No novo zodíaco eu seria de capricórnio, que é um signo extremamente disciplinado...nada a ver comigo — rejeita ela.
Para a assistente de palco do "Domingão do Faustão", Carla Prata, essa confusão tem uma solução simples.
— Sou totalmente leonina. Com o surgimento do 13 signo, passo a ser Câncer, e não tenho nada de canceriana. Simplesmente não acredito nessa mudança. Se é na astrologia que acredito, é nela que vou continuar confiando — decide Carla.

Os astrônomos
“Uma coisa é diferente,da outra; o astrônomo usa constelação zodiacal que eram 12, e são 13 desde 1927, quando as constelações foram delimitadas. Os astrólogos usam signos zodiacais que ainda são 12 e que correspondem a diferentes constelações em conseqüência do deslocamento das constelações que existiam desde a época Ptolomeu, quando foram fundadas as bases da astrologia. Não se deve confundir constelações zodiacais. De época em época surge essa discussão que não tem muito sentido. Não sei por que esse astrônomo Parke Kunkle da Sociedade Planetária de Minnesota resolveu levar a questão agora. Não será a falta de assunto? Ou desejo de se promover? Não se deve confundir astrologia com astronomia”. Ronaldo Mourão, astronomo


Os astrólogos
“Para você entender melhor, imagine que uma faixa circular é projetada a partir da Terra e dividida em doze setores iguais. Isso é o que astrologicamente chamamos de signos zodiacais. Os signos, para a Astrologia, são geométricos. Mas como algumas constelações celestes levam o mesmo nome dos signos astrológicos, muita gente confunde e acha que signos e constelações são a mesma coisa. Por esse motivo, seu signo não mudou, justamente porque nunca foi uma constelação. Os signos da Astrologia são trópicos e não constelacionais. Seu signo não mudou, justamente porque nunca foi uma constelação. Os signos da Astrologia são trópicos e não constelacionais.Dizer que alguém é Ariano, por exemplo, não tem a ver com o fato dessa pessoa ter nascido enquanto o Sol passava pela constelação de Áries. O que acontece é que, neste nascimento, o Sol transitava pela zona geométrica que, para a Astrologia, corresponde ao signo de Áries. Mesmo que tal informação quebre o romantismo de uma noite estrelada, é preciso entender que a constelação e o signo astrológico de Áries são dois assuntos completamente diferentes. Deste modo, você já sabe a resposta quando ler por aí que o seu signo mudou ou quando se deparar com pessoas que acreditam que a Astrologia usa os signos errados”.

Nenhum comentário: