A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Espresso da Bolsa: Caixa pode elevar juros do financiamento imobiliário

Caixa: financiamento pode ficar mais caro para compensar pressão na margem de lucro (Caixa Econômica/Divulgação)

A Caixa Econômica Federal não descarta elevar novamente os juros do financiamento imobiliário. A medida seria uma forma de compensar a pressão sobre as margens. Veja as empresas que foram notícia nesta terça-feira (12):
Dinheiro, sempre ele 1 - A Caixa Econômica Federal pode voltar a elevar o juro do financiamento imobiliário neste ano, se necessário, disse o diretor de habitação do banco, Teotônio Rezende. Segundo o executivo, embora não haja previsão de aumento neste momento, a elevação pode acontecer diante da maior pressão sobre as margens do banco provocada pelo uso de recursos mais caros para conceder empréstimos.
Dinheiro, sempre ele 2 - O grande desafio do crédito imobiliário no Brasil é funding, na opinião do diretor executivo de habitação da Caixa Econômica Federal, Teotônio Rezende. "A poupança e o FGTS são importantes instrumentos para viabilizar o acesso à habitação no Brasil, mas precisarão de reforços. Não vamos retomar o que tínhamos antes (na poupança)", afirmou ele, durante o evento Summit Imobiliário, promovido pelo Secovi-SP.
Fogo-amigo - O Tribunal Superior do Trabalho adiou o julgamento previsto para esta terça-feira de ações coletivas movidas por funcionários da Petrobras que trabalham em áreas de risco e questionam o cálculo de suas remunerações. O processo, no caso de uma vitória dos trabalhadores, pode envolver pagamentos de até R$ 11,5 bilhões pela Petrobras, segundo estimativa da própria.
Otimismo - A incorporadora Eztec prevê lançar mais três empreendimentos no primeiro semestrena cidade de São Paulo, embora ainda veja o cenário para o setor imobiliário de forma cautelosa e mantenha o foco na gestão de estoques e distratos.
Universal - A Cielo lançou um aparelho voltado ao varejo que reúne funções de celular inteligente e das conhecidas máquinas de pagamento eletrônico que funciona com um sistema operacional próprio da companhia, mas baseado no Android, do Google.
Fértil - A Vale está preparando em conjunto com a empresa de private equity Apollo uma oferta pelos negócios em nióbio e fosfatos da Anglo American no Brasil, segundo a Reuters. Uma venda dos ativos, usados na produção de fertilizantes, poderia representar cerca de US$ 1 bilhão para a Anglo American.
Juros – A Guararapes, dona da rede de moda Riachuelo, vai pagar juros sobre capital próprio no valor bruto de R$ 2,07 por ação ordinária (GUAR3) e R$ 2,28 por preferencial. (GUAR4). O pagamento começa em 18 de abril.

Nenhum comentário: