A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Lula declara patrimônio de R$ 7,9 milhões ao TSE Valor faz dele o quarto presidenciável mais rico, atrás de João Amoêdo, Henrique Meirelles e Goulart Filho. Patrimônio do petista cresceu 385% desde 2006

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um patrimônio de 7.987.921,57 reais. A informação está no registro da candidatura do petista à Presidência da República, oficializado junto ao TSE nesta quarta-feira, 15. O valor faz de Lula o quarto mais rico presidenciável em 2018. 


Ele só fica atrás de João Amoêdo (Novo), que declarou 425 milhões de reais em bens, de Henrique Meirelles (MDB), que informou 377 milhões de reais, e de João Goulart Filho (PPL), dono de um patrimônio de 8,5 milhões de reais.
Da última eleição disputada pelo petista, em 2006, para cá, o patrimônio dele cresceu 385%, em valores corrigidos. Naquele ano, ele declarou ao TSE 839.033,52 reais em bens, valor que, corrigido pela inflação no período (IPCA), passa a 1.646.377 reais.
O ex-presidente está preso em Curitiba, condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato.
Entre os bens informados por Lula à Justiça Eleitoral em 2018 estão três terrenos, avaliados em 795.466,90 reais (5.466,90 reais, 530.000 reais e 260.000 reais); três apartamentos, que totalizam 265.811,84 reais (189.142,50 reais, 38.334,67 reais e 38.334,67 reais); e dois veículos, cujos valores somam 266.950 reais (170.000 reais e 96.950 reais).
Fora os imóveis e veículos, o maior montante declarado pelo ex-presidente ao TSE são 6,3 milhões de reais em um plano de previdência privada VGBL. O dinheiro foi bloqueado judicialmente pelo juiz federal Sergio Moro após a condenação de Lula no processo da Lava Jato referente ao tríplex do Guarujá.
Além da previdência privada, Lula declarou 50.000 reais como crédito decorrente de um empréstimo, 179.298,96 reais como crédito proveniente de uma venda,  98.000 reais em “quotas ou quinhões de capital”, 17.286,63 reais em depósitos em conta corrente, mantidos no país, 5.813,55 reais em um fundo de curto prazo, 4.801,24 reais em uma aplicação de renda fixa, 3.866,99 reais em uma caderneta de poupança e 625,46 reais em um fundo de investimento imobiliário.

Nenhum comentário: