A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Fotógrafo agredido por Freixo diz receber ameaças pela internet “Sinto que estou sendo coagido. Estou sendo ameaçado de todas as maneiras”, ele Bruno de Lima



O fotógrafo Bruno de Lima, que foi agredido pelo candidato à prefeitura do Rio Marcelo Freixo (PSOL) em 2006, diz estar recebendo ameaças de militantes desde que escreveu uma publicação em rede social contando sobre o caso. Lima levou chutes e socos de Freixo durante o velório do irmão do deputado, Renato, assassinado há 10 anos.


Freixo admitiu a agressão e disse que só a cometeu porque o fotógrafo desrespeitou um pedido de que a imprensa não tirasse fotos do velório. Lima diz que não sabia sobre a ordem da família. A cena é mostrada na foto acima, tirada por uma colega de Lima.
O fotógrafo deletou o post original, publicado em sua página do Facebook. No entanto, antes de fazer isso, escreveu o seguinte comentário.
Para os eleitores do Freixo que estão enchendo o meu saco, não sou cabo eleitoral e não votarei no Crivella. Infelizmente chegamos ao ponto de ter que decidir entre um e outro. MEU VOTO É NULO!"
Apoiadores de Freixo deixaram vários comentários na publicação. "Querido, no lugar dele eu tinha te quebrado em dois", disse um internauta. "Apanhou foi pouco. Verme", afirmou outro.
"Não esperava essa repercussão muito menos essa agressividade toda”, disse Lima em entrevista ao BuzzFeed. "Sinto que estou sendo coagido. Estou sendo ameaçado de todas as maneiras", afirmou. A assessoria de imprensa de Freixo não respondeu aos pedidos de entrevista.

Nenhum comentário: