A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Como abrimos o voto‏

Caros amigos do Brasil,
Deputados são recebidos pela Avaaz no aeroporto de BrasíliaDeputados são recebidos pela Avaaz no aeroporto de Brasília
Na terça-feira passada, os parlamentares que chegaram à Brasília para trabalhar foram recebidos com uma festa surpresa da Avaaz. E no final do dia, depois de vários encontros, a Câmara do Deputados aprovou o fim do voto secreto! Veja como nós fizemos com que nossas 650 mil vozes fossem ouvidas nesta semana…

No aeroporto nossos legisladores viram duas placas: "Tudo a esconder: Voto Secreto" ou "Tudo a declarar: Voto aberto já." Com a presença de jornalistas, os deputados – de diferentes partidos – se viram no centro das atenções, tiveram que declarar seu posicionamento em relação ao voto secreto e muitos se comprometeram a derrubá-lo.

Foi incrível -- veja o vídeo da ação e algumas das notícias aqui: G1Correio Braziliense.
Na sessão que aprovou o voto aberto, o Presidente recebe petição com 650 mil assinaturasNa sessão que aprovou o voto aberto, o Presidente da Câmara recebe petição com 650 mil assinaturas.
Em seguida, acompanhamos os deputados até o Congresso, onde a Comissão Especial estava prestes a discutir a proposta do voto aberto para perda de mandato. Lá, um deputado aliado, Vanderlei Macris (PSDB-SP), pendurou nossa petição em frente à mesa para demonstrar seu apoio. Depois tivemos a oportunidade de entregar nossa petição na mesa do plenário ao presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves, minutos antes da votação. Alves mencionou nossa campanha para todo plenário: “Foi a solução que encontrei para uma resposta rápida desta Casa, e aqui estão, por exemplo, 650 mil assinaturas que me foram entregues agora pelo voto aberto. Manifestações que os senhores têm recebido, com certeza, como eu no Rio Grande do Norte.”

Nós esperamos e, finalmente, às 21h, recebemos a notícia de que havíamos vencido! É um enorme passo para nossa poderosa comunidade da Avaaz e para democracia brasileira. É uma proposta que acaba com todos os tipos de voto secreto, não somente aqueles que podem manter o mandato como os de Donadon. Uau!
Frente Parlamentar pelo Voto Aberto com faixa em apoio à campanhaFrente Parlamentar pelo Voto Aberto com faixa em apoio à campanha
Mas ainda falta o Senado aprovar. E Renan Calheiros, presidente do Congresso, já anunciou que irá desmembrar a proposta para votar apenas as partes que lhe interessam. Afinal, ele só se elegeu presidente do Congresso por causa do voto secreto. Nós temos o momento e essa vitória a nosso favor e estamos estudando como podemos pressionar o Senado a aprovar a voto aberto para todas situações.

Para festejar o sucesso dessa semana e compartilhar nossas ideias de como seguir adiante, escreva seu comentário clicando no link da página abaixo:

https://secure.avaaz.org/po/como_abrimos_o_voto/?bUzoVcb&v=28973
Deputado Sandro Mabel (PMDB-GO) é cercado por ativistas e pela imprensaDeputado Sandro Mabel (PMDB-GO) é cercado por ativistas e pela imprensa
Nos disseram que seria impossível votar a Ficha Limpa, mas nós provamos o contrário. Agora estamos fazendo o impossível novamente com o fim do voto secreto. Para relembrar o que fizemos juntos até agora nesta campanha, veja a linha do tempo produzida pelo Estadão alguns dias atrás aqui.

Essa batalha já dura mais de um ano, e não vamos desistir até que o Senado aprove o fim do voto secreto. E iremos além: nós precisamos de um sistema político que seja profundamente transparente e novas regras para as eleições do ano que vem. Todos nós desempenhamos um papel fundamental no combate aos acordos obscuros e à corrupção na política, porque a voz de cada um faz diferença. Compartilhe sua opinião sobre esse momento valioso para nossa democracia e para nosso trabalho em conjunto clicando abaixo:

https://secure.avaaz.org/po/como_abrimos_o_voto/?bUzoVcb&v=28973


Com muito respeito por essa comunidade inspiradora, 

Nenhum comentário: