A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Presidente da FUNDACC senhora Silmara Mattiazzo o que é a FEMAAC?


Após ser procurado por artesões que denunciaram irregularidades na prova de avaliação em que havia duas notas, sendo uma na cor preta e depois por cima da mesma nota outra nota na cor azul ou vice-versa.

Há dias que eu venho batendo nesta tecla após denúncia de alguns artesãos de que há indícios de que está acontecendo apadrinhamento.... Para que houvesse dúvidas quanto as minhas postagens, busquei informações com a procuradora da FUNDACC e apresentei todas as denúncias que recebi e também das irregularidades que identifiquei.


A lei nº 892, de 15 de dezembro de 2000 é uma lei que contém alguns erros que precisam ser corrigidos ou melhor, extinguir esta lei e criar uma outra lei dentro da atual realidade do Artesão Caiçara.

O artigo 1 desta lei, fala da criação da FEMAAC....
Ai eu pergunto a presidente da FUNDACC senhora Silmara Mattiazzo o que é a FEMAAC?

O artigo 3 desta lei, fala direção da FEMAAC...
Aí eu pergunto, cadê a portaria de nomeação ou decreto nomeando esta diretoria?

O artigo 10 desta lei, fala da comissão avaliadora e suas responsabilidades... Ai eu pergunto a presidente da FUNDACC senhora Silmara Mattiazzo, há registro de visitas oficialmente nas oficinas?

O artigo 11 desta lei, fala das vedações...
Ai eu pergunto a presidente da FUNDACC senhora Silmara Mattiazzo, porque, nesta feira tem barracas vendendo produtos industrializados e até membro da diretoria desrespeitando a lei que eles deveriam fiscalizar?

Ai eu pergunto a presidente da FUNDACC senhora Silmara Mattiazzo, todos comentam que lá tem duas associações, se tem duas associações elas devem ter registros em cartório, caso isso tenha ocorrido, será que a presidente da FUNDACC sabe informar os números dos CNPJ das associações?

Peço a presidente da FUNDACC senhora Silmara Mattiazzo que apresente um decreto autorizando os artesãos utilizarem um prédio público e usar a luz.

Diante dos fatos há indicio de irregularidades que precisam ser fiscalizadas.
Peço ao prefeito Aguilar Junior que olhe para este problema e resolva, afinal, os nossos artesãos fazem parte da nossa história cultural e merecem respeito e um local digno para poderem trabalhar.

Nenhum comentário: