A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Marta Suplicy recebeu R$ 500 mil da Odebrecht em caixa dois, diz jornal

Candidata do PMDB à prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy recebeu R$ 500 mil em caixa dois da Odebrecht na campanha de 2010 para senadora, quando era filiada ao PT. A informação está na pré-delação da empreiteira e foi revelada pela Folha de São Paulo.
Segundo depoimento dos executivos prestado aos procuradores no âmbito da Lava Jato, a negociação foi feita com o empresário Márcio Toledo, atual marido de Marta.
Policiais Federais em frente ao prédio do Instituto Lula, em São PauloEle atuava nos bastidores da campanha de 2010. Não constam registros de doações oficiais da Odebrecht naquele ano.
Marta foi a segunda senadora com mais votos em São Paulo em 2010, com 22% do total, atrás do senador Aloysio Nunes (PSDB), que teve 30%.
Filiada ao PT desde 1980, partido em que foi ministra do Turismo no governo de Luiz Inácio Lula da Silva e da Cultura, na gestão de Dilma Rousseff, a senadora deixou a sigla em abril de 2015. Cinco meses depois, se filiou ao PMDB.
Em pesquisa Datafolha divulgada em julho, Marta aparece em segundo lugar na disputa pela prefeitura paulista, com 16%, atrás de Celso Russomano (PRB), com 25%.
Policiais Federais em frente ao prédio do Instituto Lula, em São PauloPor meio de sua assessoria, a senadora afirmou que não recebeu doação da Odebrecht em 2010 e que "todas as doações da campanha foram contabilizadas oficialmente e declaradas à Justiça Eleitoral".
Márcio Toledo disse ser "leviana e mentirosa" a acusação de ter negociado os valores.

Nenhum comentário: