A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

domingo, 10 de novembro de 2013

O que é inteligência emocional? GISELE METER: "Mesmo acreditando ser uma pessoa que age pela emoção, você pode controlar seus impulsos e agir de forma adequada em um acontecimento no qual provavelmente perderia a razão".


Foto: Thinkstock

Quantas vezes nos deixamos levar pelo calor do momento, fazendo com que a emoção prevaleça sobre a razão e depois dizemos: O que foi que eu fiz? Em algum momento, todos nós já passamos por uma situação de descontrole emocional, sem analisar racionalmente a situação.
Não podemos permitir que as emoções interfiram em nossas decisões sempre, isso pode causar muita angústia e sofrimento, mas a boa noticia é que somos capazes sim de controlar estes impulsos, trazendo mais inteligência para nossas emoções, agindo de forma positiva em diferentes circunstâncias.
Isso se chama inteligência emocional que, de forma geral, pode ser considerada como a capacidade de gerenciar a emoção a favor de um objetivo. Ou seja, analisar e “arquitetar” as emoções de forma que elas possam contribuir para alcançar o que se espera.
Mesmo acreditando ser uma pessoa que age pela emoção, você pode controlar seus impulsos e agir de forma adequada em um acontecimento no qual provavelmente perderia a razão. Para isso, antes de tudo é necessário conhecer a si mesmo.
Somente o autoconhecimento pode fazer com que sua mente emocional analise a situação de forma inteligente compreendendo assim exatamente o que te faz agir de forma impulsiva. Mas somente isto não basta. Para que se tenha uma inteligência emocional de forma plena é importante também reconhecer e responder adequadamente a intenção emocional das outras pessoas.
O que ocorre é que em algumas situações respondemos de forma inadequada inconscientemente, para assim nos proteger de algo que acreditamos que pode nos machucar ou porque temos medo e às vezes nem nos damos conta disso.
À medida que compreendo que reajo de forma inadequada emocionalmente por conta de algo que desconheço ou algo que tenho medo, consigo me adequar melhor e responder de forma emocionalmente inteligente evitando um desgaste maior.
Mas como levar inteligência a emoção?

Nenhum comentário: