A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

domingo, 10 de novembro de 2013

Anderson Silva inaugura na Rocinha, a sua primeira escolinha de artes marciais

O atleta de MMA Anderson Silva inaugura escolinha de artes marciais na Rocinha.

O lutador de MMA e ex-campeão do UFC, Anderson Silva, inaugurou hoje, na Rocinha, a sua primeira escolinha de artes marciais. Mais conhecido como “Spider”, o atleta – faixa preta em Taekwondo, Muay Thai e Jiu-Jítsu -, irá ensinar para cerca de 300 crianças e jovens de 7 a 17 anos as técnicas de Muay Thai (boxe tailandês), ataque, defesa, e também noções de disciplina física e mental. A escolinha contará com professores da equipe de Anderson Silva e também da comunidade.
— Já pensava muito sobre começar um trabalho social, e escolhemos a Rocinha, pois esta comunidade merece uma atenção especial. Além do mais, fazer uma escola de artes marciais é uma coisa muito fácil, comparando a outros esportes. Só precisamos de um ringue, alguns materiais e dedicação. Vamos transformar vidas através da disciplina — disse Anderson Silva.
O lutador garantiu que vai passar todo conhecimento e metodologia esportiva para os professores que vão trabalhar diretamente com as crianças da Rocinha. Dentro do quadro efetivo de profissionais, há professores moradores da comunidade que já trabalhavam como voluntários, mas que agora trabalham com carteira assinada, dentro da regulamentação trabalhista. A coordenação do projeto ficará a cargo de Dâmaso Pereira, mais conhecido como Dandan, lutador e pupilo de Spider.
— Há pelo menos quatro anos temos um trabalho importante voltado para o esporte. Esta parceria com o Anderson Silva trará força e estabilidade para que possamos continuar na batalha. Sempre tivemos o espaço, mas faltava material. A parceria com a Secretaria de Esporte e Lazer sanou esta falta. Vamos trabalhar com equipamentos de primeira qualidade - conta o atleta Digo da Silva Barbosa, conhecido como Buchecha, lutador e morador da Rocinha.
O jovem Marcos Souza de Paula já é um fruto do trabalho social realizado na comunidade. Hoje, com 19 anos, se prepara para disputar, no dia 24 de novembro, o cinturão da Copa Titaniun de Muay Thai.
— Aos 15 anos eu já era um "vida louca". Aos 16 anos, tive um importante encontro com o esporte. Comecei a treinar artes marciais, e a disciplina exigida para evoluir no esporte mudou a minha vida. Espero poder representar bem a comunidade no próximo campeonato — conta Marcos Souza, que já tem quatro vitórias nas cinco lutas de que participou.
Na ocasião, o Secretário de Estado de Esporte e Lazer André Lazaroni e o jogador Leonardo Moura estiveram presentes. O projeto está sendo desenvolvido através da Lei Pelé - que prevê o incentivo ao esporte para estudantes, menores carentes e atletas de alto rendimento.

Nenhum comentário: