A Beira Mar

A Beira Mar
Bar e Restaurante

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Ex de Naldo defende filho após tragédia em festa: "Pablo ficou arrasado"

Pablo Jorge, filho do cantor Naldo, esteve em uma festa na zona norte do Rio de Janeiro, na madrugada da última segunda-feira dia 7/11, e acabou sendo acusado de envolvimento na morte de Matheus Jean Castro, de 17 anos. Mãe do rapaz, Branka Silva defendeu o herdeiro e afirmou que o adolescente faleceu em decorrência de uma overdose.

Filho de Naldo é acusado de se envolver em morte de jovem no RJ; assessoria nega

"O Pablo ficou arrasado porque nasceu e se criou lá, gosta muito de lá. Os amigos de infância de escola todos moram lá. Infelizmente, existem muitas pessoas ignorantes e que não perdem uma oportunidade para sair julgando sem saber o que aconteceu. Não teve boletim porque os pais sabem que o rapaz morreu de overdose. Aí não quiseram fazer nada", fazendo menção ao fato de nenhum boletim de ocorrência ter sido registrado na polícia.
Através de sua assessoria, Pablo confirmou que discutiu com o garoto, negou tê-lo agredido fisicamente e garantiu não ter relação com a morte do jovem.
"O que sabemos é que o rapaz estava sob o efeito de drogas e, por isso, acabou brigando com um monte de gente. Parece que ele caiu, sim, mas a causa da morte foi overdose. Uma das últimas pessoas com quem ele brigou realmente foi o Pablo, mas eles tiveram só um bate-boca. O empresário de Pablo estava presente e disse que não houve agressão física."
Mensagens nas redes sociais davam conta de que Pablo havia iniciado a briga e que as agressões causaram a morte de Matheus. "Teu filho matou um menor aqui na favela. Quero ver a mídia mostrar isso", publicou um internauta na página de Naldo no Instagram. "Cobre do seu filho o que ele fez na nossa comunidade. Matou sem defesa nenhum um grande garoto. Deu um soco no moleque e quando viu em óbito, pegou o carro e fugiu", acusou outro.
A publicação teve acesso a um áudio enviado por Pablo Jorge a um amigo. Na gravação, ele explica que foi xingado pelo jovem que perdeu a vida e bastante provocado. "Na hora deu a maior vontade de acertar um soco na cara dele, mas eu não encostei, eu não encostei. Já falei mil vezes, pode ficar dizendo o que for, mas eu não encostei nele. Quero que o capeta me leve hoje se eu encostei nele", garantiu.

Nenhum comentário: